Get Adobe Flash player

Velocidade no Asfalto

Largada da primeira etapa da Gold Classic, que teve 64 carros em Interlagos (Foto: Divulgação)

Largada da primeira etapa da Gold Classic, que teve 64 carros em Interlagos (Foto: Divulgação)

Aberta no mês de janeiro com grid recorde de 64 carros na pista de Interlagos, a temporada de 2021 da Gold Classic definiu na última quarta-feira (24) a lista dos pilotos que vão disputar a segunda etapa. Com transmissão ao vivo no canal “Acelerados”, do YouTube, as duas corridas do evento estão marcadas para dia 3 de abril, Sábado de Aleluia, e vão marcar a primeira aparição da maior competição de carros clássicos e antigos do Brasil em Londrina (PR). A programação no Autódromo Internacional Ayrton Senna terá como preliminar a abertura do Campeonato Metropolitano de Automobilismo.

“Desde a criação da Gold Classic, em 2018, abrimos com bastante antecedência as inscrições de cada evento, há um desconto na taxa para os pilotos que antecipam a confirmação de suas participações. Os pilotos aderiram à proposta, e o resultado disso é que fechamos todas as vagas disponíveis para a etapa de Londrina 40 dias antes da largada”, observa o organizador do campeonato, Luc Monteiro. “Por uma questão de normas e pelas características da pista, nosso grid desta vez terá só 52 vagas. Existe demanda para um número maior, mas ainda não suficiente para formarmos dois grids”, aponta.

O paranaense Luciano Fracaro, um dos integrantes da Divisão 4/Premium  (Foto: Divulgação)

O paranaense Luciano Fracaro, um dos integrantes da Divisão 4/Premium
(Foto: Divulgação)

A categoria com maior número de inscritos para a Gold Classic em Londrina é a Divisão 4, com 16 carros na classe Premium e outros quatro na classe Stock. Categoria tecnicamente mais veloz da Gold Classic, a Divisão 4 inclui modelos como GM Omega e Opala, VW Puma, Willys Interlagos e protótipos Aldee. Outros 14 carros estarão na Divisão 1, sendo quatro na classe Speed (todos com pilotos gaúchos) e 10 na classe Turismo. A Divisão 2 terá 10 carros, sendo seis na classe GT e quatro na classe Turismo. Pela Divisão 3 serão oito os carros na pista, com cinco na classe GT & Protótipos e três na Turismo.

 

 Lista de inscritos para a etapa de Londrina

0 – Gabriel Bechtold (SC), GM Omega, Divisão 4/Premium

4 – Kadan Risso/Fábio Bensuaski (SP/SP), VW Karmann-Ghia, Divisão 2/GT

5 – Rubens Kliewer (PR), GM Omega, Divisão 4/Stock

6 – Caio Lacerda (SP), Aldee-VW, Divisão 4/Premium

7 – Paulo Rogério Stelle (PR), GM Omega, Divisão 4/Premium

8 – Juliano Meira (SP), VW Voyage, Divisão 1/Turismo

9 – Ciro Paciello (SP), GM Omega, Divisão 4/Premium

10 – Marcelo Kroth/Diego Lino (PR/PR), VW Gol, Divisão 2/Turismo

11 – Armin Kliewer (RR), GM Omega, Divisão 4/Premium

12 – Mauro Kern (SP), VW Puma, Divisão 4/Premium

14 – Anderson Andrade (PR), GM Omega, Divisão 4/Premium

15 – Heitor Nogueira (SP), Espron, Divisão 3/GTP

16 – Denísio Casarini (SP), Willys Interlagos, Divisão 4/Premium

17 – Ricardo Domenech/Rogério Barbato (SP), GM Opala, Divisão 4/Stock

18 – Silvano Brock (RS), VW Fusca, Divisão 1/Speed

19 – Maurício Gaudêncio (PR), GM Omega, Divisão 4/Stock

20 – Deninho Casarini (SP), VW Puma, Divisão 4/Premium

22 – Marcelo Kairis (SP), Corona Dardo, Divisão 2/GT

23 – Paulo Cury (SP), VW Passat, Divisão 3/Turismo

32 – Reinaldo Cangueiro (SP), Farus TS, Divisão 2/GT

33 – Roberto Lacombe (RS), VW Gol, Divisão 3/Turismo

35 – Alex Morais (PR), Aldee-VW, Divisão 4/Premium

36 – Gilberto Koike (SP), Espron, Divisão 3/GTP

37 – Giovani Almeida (SP), Aldee-VW, Divisão 4/Premium

38 – Luciano Fracaro (PR), GM Omega, Divisão 4/Premium

41 – Ike Nodari (SC), Fiat Uno, Divisão 1/Turismo

42 – Richard Heidrich (SC), GM Omega, Divisão 4/Premium

43 – Edgard Xavier (SP), VW Puma, Divisão 2/GT

44 – Guilherme Melo (MG), VW Puma, Divisão 2/GT

49 – Paulo Jalles (MG), Fiat Uno, Divisão 1/Turismo

55 – Paulo Loco (SP), Aldee-VW, Divisão 4/Premium

57 – Anderson Barros (MG), VW Passat, Divisão 1/Turismo

65 – Willian Chahine (SP), VW Puma, Divisão 2/GT

66 – Almir Morales (SC), VW Voyage, Divisão 1/Turismo

71 – José Carlos Franzói (PR), GM Omega, Divisão 4/Premium

74 – Arthur Bailo/Thiri Lorentz (PR/PR), VW Gol, Divisão 2/Turismo

78 – Matheus Beccalli (SP), VW Passat, Divisão 1/Turismo

79 – Norberto Kröning Correa (RS), Divisão 1/Speed

88 – Moacir Fighera (RS), VW Fusca, Divisão 1/Speed

101 – Adir Veneno Júnior (PR), GM Omega, Divisão 4/Stock

112 – Carlos Guizzo (RS), VW Fusca, Divisão 1/Speed

117 – Glauber Pelegrini (MG), VW Passat, Divisão 1/Turismo

143 – Hamilton Morsch (PR), GM Chevette Divisão 1/Turismo

222 – Fábio Tokunaga (PR), VW Gol, Divisão 1/Turismo

248 – Leandro Kairis (SP), Fiat 147, Divisão 2/Turismo

335 – Rogério Schuhli/Thiago Brandt (PR/PR), Aldee-VW, Divisão 3/GTP

337 – Leonardo Almeida (SP), Porsche 914, Divisão 3/GTP

339 – Rafael Schuhli (PR), VW Puma, Divisão 3/GTP

343 – Franccesco Esposito (PR), GM Omega, Divisão 4/Stock

777 – Paulo Henrique Costa/Cássio Cortes (PR/RS), VW Voyage, Divisão /Turismo

858 – Fernando Morassi (SP), VW Voyage, Divisão 2/Turismo

913 – Carlão Estites (SP), Ford Escort, Divisão 3/Turismo

A temporada 2021 do Paranaense de Velocidade terá a primeira etapa em Curitiba (Foto: Victor Lara)

A temporada 2021 do Paranaense de Velocidade terá a primeira etapa em Curitiba (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – Na expectativa de que até lá a pandemia no coronavírus esteja em melhor patamar, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) marcou para maio a abertura do Campeonato Paranaense de Velocidade, que nesta temporada será disputado em três etapas.

A abertura está marcada para os dias 22 e 23 de maio, em Curitiba. A segunda está foi programa para os dias 3 e 4 de julho, em Cascavel; e a terceira e última está prevista para os dias 25 e 26 de setembro, em Londrina. As categorias em disputas serão Marcas A, Marcas B, Turismo A, Turismo B e Turismo C.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, diz que a decisão de marcar o início do campeonato para daqui três meses é para ver se até lá as coisas tenham melhorado e que a vacina do Covid-19 já tenha chegado para a grande maioria, e assim os eventos possam ser realizados com mais segurança.

Final de 2020

Mas em março Rubens Gatti espera que seja possível realizar a última etapa do campeonato do ano passado, que não pode ser disputada em dezembro em função das restrições sanitárias para evitar a disseminação do coronavírus. A prova está marcada para os dias 13 e 14 de março, no Autódromo Internacional de Curitiba.

Rubens Gatti desta o profissionalismo, dedicação e empenho dos paranaenses envolvidos no automobilismo (Foto: Victor Lara)

Rubens Gatti destaca o profissionalismo, dedicação e empenho dos paranaenses envolvidos no automobilismo (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – De acordo com dados oficias da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), a Federação de Automobilismo do Paraná (FPrA) tem o maior número de pilotos federados à entidade. Mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia do coronavírus, o Paraná fechou 2020 com 1.302 pilotos, contra 1.138 de São Paulo. Depois vêm Santa Catarina, com 759 pilotos; Rio Grande do Sul, com 701; e Ceará, com 366.

O presidente Rubens Gatti destaca que o prêmio da Federação Paranaense ser atualmente a Federação número 1 em pilotos do Brasil deve ser repartido com todos os paranaenses que fazem automobilismo. Gatti destaca o trabalho de base feito pelos clubes, a dedicação dos pilotos, o profissionalismo dos preparadores, o empenho dos promotores. Gatti acrescenta ainda a participação das autoridades esportivas dos municípios onde estão as praças esportivas e no ano da pandemia, acrescenta-se também as autoridades de saúde, que atuaram junto com a Federação e com rígidos protocolos sanitários, permitiu que o Paraná fosse o primeiro estado a retorna as competições no Pós-Covid, no novo-normal. “Todos os envolvidos com automobilismo no Paraná têm sua parcela de contribuição para sermos a principal Federação do País. O ano foi difícil, mas conseguimos dentro do possível, fazer automobilismo. Os desafios continuam e esperamos manter esta posição também na temporada de 2021”, frisa Gatti.

Gatti também enfatiza que o quadro técnico da Federação é muito bom, permitindo que faça até oito eventos em um mesmo fim de semana, em diversos pontos do Paraná. “Temos todas as modalidades e o kart, que é a base do esporte motor, é muito forte. Temos pólos da modalidade hoje em Curitiba, Londrina, Campo Mourão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Pato Branco e Guarapuava. O kart também está crescendo em Francisco Beltrão e Rio Negro. A Velocidade na Terra concentra-se na região Metropolitana de Curitiba e Ponta Grossa, mas Apucarana está voltando de novo ao protagonismo. A arrancada cresce todos os anos”, diz Gatti.

Curitiba sediará a sexta etapa da temporada 2021 da Stock Car (foto: Divulgação)

Curitiba sediará a sexta etapa da temporada 2021 da Stock Car (foto: Divulgação)

A Vicar divulgou o calendário deste ano da Stock Car com três etapas no Paraná. Das 12 etapas da temporada, Londrina sediará a segunda no dia 25 de abril; Cascavel, a quinta, no dia 11 de julho; e Curitiba será sede da terceira etapa paranaense, a sexta da temporada, no dia 22 de agosto.

Duas das dez datas divulgadas serão futuramente apontadas como rodadas duplas, totalizando doze provas na nova temporada.

As etapas no formato rodada dupla terão seus locais definidos em breve pela Vicar. Entre as dez datas, a última ainda não tem local definido. “Nossa intenção é terminar a temporada em Interlagos, como é tradição, mas devido aos compromissos do autódromo ainda estamos tentando viabilizar”, explica Julianelli. O comunicado também informa os locais e datas para as oito etapas da Stock Light, categoria de acesso da Stock Car.

Confira as dez datas e locais da Stock Car e Stock Light em 2021:

 

Calendário da Stock Car e Stock Light

28 de março – Velopark (RS) – 1ª Stock Car, 1ª Stock Light

25 de abril – Londrina (PR) – 2ª Stock Car

16 de maio – Interlagos (SP) – 3ª Stock Car, 2ª Stock Light

20 de junho – Goiânia (GO) – 4ª Stock Car, 3ª Stock Light

11 de julho – Cascavel (PR) – 5ª Stock Car

22 de agosto – Curitiba (PR) – 6ª Stock Car, 4ª Stock Light

19 de setembro – Santa Cruz do Sul (RS) – 7ª Stock Car, 5ª Stock Light

24 de outubro – Velocittà (SP) – 8ª Stock Car, 6ª Stock Light

21 novembro – Goiânia (GO) – 9ª Stock Car, 7ª Stock Light

12 de dezembro – Local a definir – 10ª Stock Car, 8ª Stock Light

A Copa Truck começa e termina a temporada deste ano em Curitiba (Foto: Divulgação)

A Copa Truck começa e termina a temporada deste ano em Curitiba (Foto: Divulgação)

Curitiba e Cascavel estão no calendário da Copa Truck na temporada de 2021. A Capital paranaense irá sediar a etapa de abertura no dia 11 de abril e encerra a temporada no dia 5 de dezembro. Cascavel irá sediar a quarta etapa, que será rodada dupla, no dia 18 de julho.

Devido à pandemia que assola o mundo, a categoria está conversando constantemente com as autoridades e prefeituras das praças para que, juntos, consigam realizar as etapas nas datas previstas, além de torcer para que toda essa situação seja resolvida e que a vacina nos permita voltar a receber o público e a imprensa novamente. Enquanto isso não acontece, seguiremos os protocolos necessários.

 

Calendário da Copa Truck

11 de abril – Curitiba (PR)

23 de maio – Goiânia (GO)

27 de junho – Interlagos (SP)

18 de julho – Cascavel (PR)

15 de agosto – Tarumã (RS)

3 de outubro – Potenza (MG)/Alternativa

5 de dezembro – Curitiba (PR)

Rubens Gatti (presidente) e Bento Tino (vice-presidente) buscam mais agilidade no atendimento aos pilotos paranaenses (Foto: Mario Ferreira)

Rubens Gatti (presidente) e Bento Tino (vice-presidente) buscam mais agilidade no atendimento aos pilotos paranaenses (Foto: Mario Ferreira)

CURITIBA (PR) – A pandemia do coronavírus continua afetando o automobilismo e não há uma estimativa exata de quando as competições poderão começar nesta temporada. Visando proporcionar conforto e evitar atropelos quando as provas foram confirmadas, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) atende os pilotos em cinco cidades do Estado. Neste início de temporada, a maior parte dos atendimentos está relacionado com a documentação e com a renovação ou confecções de Carteiras de Pilotos.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, destaca a importância dos pilotos cuidarem da documentação o mais cedo possível porque assim que os protocolos sanitários das secretarias de Saúde do Estado e dos municípios permitirem, os campeonatos das mais diferentes categorias terão início. Para isso está com seis pontos de atendimento em cinco cidades do estado. Em Curitiba, os pilotos podem procurar a sede da federação, que serão atendidos por Salete e Zé Mário. Informações podem ser obtidas pelo Fone (41)  3345-4351; em Londrina e região Norte, com Ana (43) 3255-5313); em Cascavel, com Juliana Damian (45) 3223-6363; e Cleucir Lunardi (45) 9 9968-7176; em Foz do Iguaçu, com Bento Tino (45) 9 8409-4591; e em Pato Branco, com Ademar Assis Silvestre, o Chico, pelo Fone (46) 9 9105-4505.

A final do Campeonato Paranaense de Velocidade tem a final adiada em função da pandemia do coronavírus (Foto: Victor Lara)

A final do Campeonato Paranaense de Velocidade tem a final adiada em função da pandemia do coronavírus (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – A final do Campeonato Paranaense de Velocidade, que estava prevista para sábado e domingo (dias 12 e 13/12), no Autódromo Internacional de Curitiba, situado em Pinhais, na região Metropolitana da Capital Paranaense, foi adiada. A decisão tomada pela diretoria da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) e pela M & L Produções Artísticas Ltda, promotora do evento, cumprindo as normas relacionadas à pandemia do coronavírus, estabelecidas pelas autoridades de saúde do Governo do Paraná e das prefeituras de Curitiba e Pinhais.

Enquanto busca uma solução, Rubens Gatti, presidente da FPrA, esclarece que a competição seguirá o regulamento e terá a realização da etapa final. Gatti estuda a possibilidade de transferir o evento para Cascavel ou Londrina, mas também depende das normas das secretarias de saúde e de esportes das prefeituras destas cidades. “Estamos fazendo todos os esforços possíveis para a realização da final. Se não for possível nos próximos dias, faremos no início da temporada de 2021. Assim que tivermos uma posição concreta, comunicaremos ao organizador e aos pilotos”, adianta Rubens Gatti.

A Clássicos será uma das categorias em disputa no Metropolitano de Curitiba neste fim de semana (Foto: Divulgação)

A Clássicos será uma das categorias em disputa no Metropolitano de Curitiba neste fim de semana (Foto: Divulgação)

O Campeonato Curitibano de Velocidade 2020 prossegue neste fim de semana, com a segunda etapa, que será realizada no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). A prova também será válida pela 2ª etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade 2020. A promoção e organização são da M & L Produções Artísticas Ltda, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Devido à quarentena, por causa da Covid-19, ao invés das seis etapas previstas inicialmente para a Temporada 2020, o Campeonato Curitibano de Velocidade será realizado em apenas três etapas, a primeira realizada no início de março, a segunda nesse fim de semana e a terceira nos, dias 12 e 13 de dezembro, todas no AIC.

Na categoria Marcas A, a “briga” pela vitória ficará por conta de Ruslan Carta Filho, Ricardo Hilgenstieler, Pierre Sabbagh e a dupla Edson Bueno/Eduardo Pavelski. Na Marcas B, os favoritos são Lúcio Seidel, Ozias Silveira Jr, Geison Tureck e Rafael Balestrin. Bons “pegas” são aguardados também na Turismo A, entre José Pederneiras, Jorge Augusto Silva e Mário Broering. Na Turismo B, a dupla Marcelo Cancelli/Ezequiel Vieira lideram, mas a pressão será forte pela vitória por parte de Elton de Oliveira, Gistavo dos Santos e Nilton da Silva Filho. A liderança da Turismo C é da dupla Rafael Colombari/Rodrigo Tassi, mas os adversários Roberto Bonato/Evandro Maldonado, Gustavo Simão e Luiz Otávio Rodrigues também querem vencer. Na Clássicos Força Livre, Armin Kliewer largou na frente, mas a “briga” vai ser boa com a dupla Richard Heidrich/Richard Anthony Heidrich pela vitória na Geral. E na Clássicos Turismo Light, na primeira etapa só teve uma equipe, Jorgemar Lorentz/Arthur Bailo Neto.

Os treinos livres serão realizados na manhã de sábado (14/11), seguido dos treinos classificatórios, para a definição dos grids de largada serão das 13h30 ás 13h45, categorias Turismo A e Turismo B; das 13h50 às 14h05, categorias Clássicos e Turismo C; e das 14h10 às 14h25, categorias Marcas A e Marcas B. A primeira prova das categorias Turismo A e Turismo B terá largada às 15 horas; às 15h55 larga a prova dos Clássicos e Turismo C; e às 16h45, está prevista a largada da prova das categorias Marcas A e Marcas B.

No domingo (15/11), os warm ups serão das 8 às 8h40. E às 9h45 está prevista a largada da 2ª prova das categorias Turismo A e Turismo B, seguida da 2ª prova das categorias Clássicos e Turismo C começa às 10h15, e às 11h05 começa a 2ª prova das categorias Marcas A e Marcas B. O pódio de todas as categorias está programado para às 12 horas.

 

Classificação do Curitibano de Velocidade após uma etapa:

Categoria Marcas A

1º) Ruslan Carta Filho, com 43 pontos

2º) Ricardo Hilgenstieler, 28

3º) Pierre Sabbagh, 25

4º) Wanderlei Berlanda Jr, 22

5º) Edson Bueno/Eduardo Pavelski, 18

6º) Fábio Tokunaga/Algacir Sermann Filho, 15

7º) Rafael Bastos, 11

8º) Andrei Carta/Marcelo Andrade, 10

9º) Carlos Eduardo Bana, com 9 pontos

 

Categoria Marcas B

1º) Lúcio Alan Seidel, com 38 pontos

2º) Ozias Tavares da Silveira Jr, 27

3º) Geison Tureck e Rafael Balestrin, 23

4º) Emerson Grochoski, 19

5º) Karl Raucher, 19

6º) Nilton Rossoni Filho, com 10 pontos

 

Categoria Turismo A

1º) José Carlos Pederneiras, com 38 pontos

2º) Jorge Augusto Silva, 33

3º) Mário Diego Broering, 27

4º) Juliano Vieira Diener Filho/Juliano Vieira Diener, 26

5º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta, 14

6º) Luiz Cláudio Reis, 12

7º) José Carlos Fuganti/Ângelo Marquetto, com 11 pontos

 

Categoria Turismo B

1º) Marcelo Cancelli/Ezequiel Vieira, com 39 ponbtos

2º) Elton de Oliveira, 38

3º) Gustavo dos Santos, 22

4º) Nilton da Silva Filho, 17

5º) Sérgio Bucco Júnior, 15

6º) Alessandro Weiss/Alcione Weiss, 14

7º) Emerson Szwed, 13

8º) Marcelo da Silva/Roberto Barboza, com 11 pontos

 

Categoria Turismo C

1º) Rafael Colombari/Rodrigo Tassi, com 38 pontos

2º) Roberto Bonato/Evandro Bonatto, 24

3º) Gustavo Simão, 23

4º) Luiz Otávio Rodrigues, 20

5º) Marcelo Oliveira Filho e Cláudio/Arlei Tucholski, 15

6º) Ralf Berg, com 14 pontos

 

Categoria Clássicos Força Livre

1º) Armin Kliewer, com 39 pontos

2º) Richard Heidrich/Richard Anthony Heidrich, 29

3º) Maurício Gaudêncio, 25

4º) Wanderlei Berlanda, 24

5º) Anderson Andrade, 23

6º) Alex Ortega Morais, com 21 pontos

 

Categoria Clássicos Turismo Light

1º) Jorgemar Lorentz/Arthur Bailo Neto, com 44 pontos

Gustavo Magnabosco lidera a categoria Marcas A com um ponto de vantagem para a dupla Paulo Bento/Leandro Zandoná (Foto: Victor Lara)

Gustavo Magnabosco lidera a categoria Marcas A com um ponto de vantagem para a dupla Paulo Bento/Leandro Zandoná (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – O Campeonato Paranaense de Velocidade terá prosseguimento neste fim de semana, com a realização da 2ª etapa, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais, região Metropolitana da Capital Paranaense. A programação será desenvolvida sábado e domingo, com disputas nas categorias Marcas A, Marcas B, Turismo A, Turismo B e Turismo C. A promoção e organização serão da M & L Produções Artísticas Ltda, supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) e apoio da Sudaseg.

Os treinos livres serão realizados na manhã de sábado, ao passo que os treinos classificatórios, para a definição dos grids de largada serão das 13h30 ás 13h45, categorias Turismo A e Turismo B; das 13h50 às 14h05, categorias clássicos e Turismo C; e das 14h10 às 14h25, categorias Marcas A e Marcas B. A primeira prova das categorias Turismo A e Turismo B terá largada às 15 horas; às 15h55 larga a prova dos clássicos e Turismo C; e às 16h45, está prevista a largada da prova das categorias Marcas A e Marcas B.

No domingo, os warm ups serão das 8 às 8h40 e ás 9h45 está prevista a largada da 2ª prova das categorias Turismo A e Turismo B. A 2ª prova das categorias Clássicos e Turismo C começa às 10h15, ao passo que às 11h05 começa a 2ª prova das categorias Marcas A e Marcas B. O pódio de todas as categorias está programado para às 12 horas.

O campeonato

Rafael Balestrin largou na pole e venceu as duas provas da categoria Marcas B em Cascavel (Foto: Victor Lara)

Rafael Balestrin largou na pole e venceu as duas provas da categoria Marcas B em Cascavel (Foto: Victor Lara)

Em função da pandemia do coronavírus, o Campeonato Paranaense de Velocidade deste ano será disputado em três etapas. A abertura da temporada foi em Cascavel em setembro e as duas finais serão em Curitiba. Cada etapa tem duas provas.

As duas provas da etapa de Cascavel colocam Gustavo Magnabosco como líder da categoria Marcas A, com 39 pontos, um a mais do que a dupla Paulo Bento/Leandro Zandoná.

Rafael Balestrin lidera a categoria Marcas B, com 44 pontos, ao passo que Carlos Eduardo Schilipack é o vice-líder, com 30 pontos.

A categoria Turismo A tem Andrei Carta como líder, com 44 pontos, enquanto que a dupla Henrique Schmitz Basso/Guilherme Ragnini ocupa a vice-liderança, com 33.

Com 38 pontos, Sérgio Francisco Bucco Júnior está na liderança da categoria Turismo B, ao passo que Marcelo Kroth da Silva é o segundo colocado, com 30 pontos.

A categoria Turismo C tem a dupla Peterson Andrade/João Manoel Teixeira Godoy na liderança, com 44 pontos.

 

Classificação do Paranaense de Velocidade após a 1ª etapa

Categoria Marcas A

1º) Gustavo Magnabosco, com 39

2º) Paulo Bento/Leandro Zandoná, 38

3º) Andrei Carta/Marcelo José Andrade, 23

Rafael Augusto Bastos/Alexandre Frankenberger, 23

5º) Antonio J. Amorim Carvalho, 17

6º) Ruslan Carta Filho, 15

7º) Amauri Lisboa Junior/Stive Augusto Tokarski, com 3 pontos

 

Categoria Marcas B

1º) Rafael Balestrin, com 44 pontos

2º) Carlos Eduardo Schilipack, 30

3º) Karl Rauscher, 18

4º) Emerson Luiz Grochoski, 17

5º) Evandro Maldonado/Roberto Bonato, 16

6º) Brendon J. Zonta Gabardo, 15

7º) Henrique Schmitz Basso/Guilherme Ragnini, 13

8º) Ozias Tavares da Silveira Júnior, 12

9º) Nilton Rossoni Filho, 11

10º) Luciano Diniz Monteiro, 7

Rafael Colombari, 7

12º) Pedro Paulo Scherner, 6

13º) Gilberto Silveira da Silva, 5

14º) Luiz Guilherme P. Cezarotto, 4

15º) Diego Barroso, 3

Aparecido Lima de Moraes, com pontos

 

Categoria Turismo A

A categoria Turismo A terá excelente grid na pista curitibana (Foto: Victor Lara)

A categoria Turismo A terá excelente grid na pista curitibana (Foto: Victor Lara)

1º) Andrei Carta, com 44 pontos

2º) Henrique Schmitz Basso/Guilherme Ragnini, 33

3º) Sanito de Andrade Cruz Júnior, 27

4º) Romulo Lazzari Molinari/Antonio J. Amorim Carvalho, 23

5º) Adriano Vieira Martins, 19

6º) Alexandre Vieira Martins, 15

7º) Luiz Claudio Reis, com 11 pontos

 

Categoria Turismo B

A categoria Turismo B tem a expectativa de belas disputas neste fim de semana (Foto: Victor Lara)

A categoria Turismo B tem a expectativa de belas disputas neste fim de semana (Foto: Victor Lara)

1º) Sérgio Francisco Bucco Júnior, com 38 pontos

2º) Marcelo Kroth da Silva, 30

3º) Emerson Szwed, 25

4º) Marcelo Cancelli/Ezequiel Dall Asta Vieira, 24

5º) Fernando Kasmirski Zatta, 17

6º) Luciano Vinicius Fracaro, 16

7º) Alcione Eduardo Weiss, 11

Jean Moraes, 11

Juliano Kasmirski Zatta, 11

10º) Roberto Barboza, 6

11º) Ivécio de Almeida, 5

12º) Narciso Antonio Verza, 4

13º) Renan Gregory Pessin Alves, 4

14º) Paulo Barboza, 3

Cláudio Herminio da Silva, 3

Marlon Galikoski Rodrigues, 3

Júlio Fabrício Zandini, 3

Carlos Geovane Ito, 3

Artur Bailo Neto, 3

José Luís Cavassin/Daniel Cavassin, com 3 pontos

 

Categoria Turismo C

1º) Peterson Andrade/João Manoel Teixeira Godoy, com 44 pontos

Thiago Klein, Beto Monteiro e Odair dos Santos, os ganhadores da Cascavel de Ouro em 2020 (Foto: Cláudio Kolodziej)

Thiago Klein, Beto Monteiro e Odair dos Santos, os ganhadores da Cascavel de Ouro em 2020 (Foto: Cláudio Kolodziej)

CASCAVEL (PR) – Com um GM Onix, o trio formado por Thiago Klein, de Cascavel; Odair dos Santos do Paraguai, e Beto Monteiro, de Recife, venceu a 34ª Cascavel de Ouro, disputada neste domingo no Autódromo Zilmar Beux, em Cascavel, no Paraná. Thiago pilotou na parte final da prova e completando 116 voltas em 3h02m16s327. O trio andou na média horária de 116,769 km/h. Já a melhor volta ficou com o trio Beto Pontes (Fortaleza), Pablo Alves (Goiânia) e Thiago Azalini, com o tempo de 1m18s281, média horária de 140,632 km/h.

Thiago e Odair chegaram ao bi na tradicional prova, uma vez que correndo em dupla, ganham a competição em 2016. Já Beto Monteiro ganha a tradicional prova paranaense pela primeira vez.

Gefferson de Lima e Naor Petry conquistaram o segundo lugar (Foto: Cláudio Kolodziej)

Gefferson de Lima e Naor Petry conquistaram o segundo lugar (Foto: Cláudio Kolodziej)

Em segundo lugar se classificou a dupla formada pelo paranaense Gefferson de Lima e pelo catarinense Naor Petry. Com o Volkswagen Gol, eles receberam a bandeirada a 17s666 dos vencedores.

Já na terceira colocação chegou o trio formado pelos cascavelenses Leônidas Fagundes Júnior e Guilherme Sirtoli (sogro e genro) e pelo catarinense Júnior Miju, que também competiram com um Volkswagen Gol.

Thiago Klein festejou intensamente a vitória que lhe deu o bi na Cascavel de Ouro e informou que passou um susto, uma vez que pilotou os últimos 30 minutos da prova com problemas no amortecedores dianteiro esquerdo. Ele também destacou que na última volta pensou que não terminaria a corrida. “Por pouco não ficamos sem combustível. Se tivesse mais uma volta não terminaria. Foi um fim de corrida para cardíaco”, disse Thiago.

Já Odair dos Santos disse estar muito feliz com o bi, enaltecendo a parceria com Thiago Klein, que iniciou em 2014, quando ganharam a Cascavel de Ouro pela primeira vez e passou para o lado pessoal, uma vez que hoje são compadres. “É emocionante. Ganhar a Cascavel de Ouro uma vez é muito difícil e emocionante, duas é sensacional”, completa Odair.

O trio Guilherme Sirtoli/Leônidas Fagundes/Júnior Niju ficaram com o terceiro lugar (Foto: Cláudio Kolodziej)

O trio Guilherme Sirtoli/Leônidas Fagundes/Júnior Niju ficaram com o terceiro lugar (Foto: Cláudio Kolodziej)

Resultado da 34ª Cascavel de Ouro

Pos.   nº do carro Pilotos        Carro         Estado       Tempo

1º) 74 Thiago Klein/Odair dos Santos/Beto Monteiro (PR/PAR/PE), GM Onix, 3h02m16s888

2º) 132 Gefferson de Lima/Naor Petry (PR/SC), VW Gol, a 17s666

3º) 82 Guilherme Sirtoli/Leônidas Fagundes/Júnior Niju (PR/PR/SC), VW Gol, a 21s754

4º) 77 Wanderson Freitas/Lamartine Pinotti (MG/SP), VW Gol, a 42s621

5º) 2 Júnior Caús/Paulo Bento (PR/PR), GM Onix, a 2 voltas

6º) 23 Diego Barroso/Cido Morais (PR/PR), VW Up!, a 2 voltas

7º) 111 Marcos Paioli/Peter Michael Gottschalk (SP/SP), VW Up!, a 3 voltas

8º) 54 Rafa Lopes/Leandro Zandoná (SP/PR), GM Onix, a 4 voltas

9º) 99 Geovane Mega/Eduardo Bacarin (GO/CE), Fiat Mobi, a 5 voltas

10º) 93 Rafael Colombari/Mário Garibaldi (PR/PR), Ford New Ka, a 14 voltas

11º) 9 Rafael Barranco/Ariel Barranco (PR/PR), VW Gol, a 27 voltas

Não terminaram

12º) 90 Beto Pontes/Pablo Alves/Thiago Azalini (CE/GO/DF), Fiat Mobi, a 41 voltas

13º) 53 Wilton Pena/Lucca Paulinelli (MG/MG), VW Gol, a 49 voltas

14º) 64 Lorenzo Massaro/Wellington Cirino (PR/PR), GM Onix, a 54 voltas

15º) 117 Eduardo Berlanda/Júnior Berlanda/Gustavo Magnabosco (SC/SC/SC), a  67 voltas

16º) 25 Marcelo Perillo/Vitor Perillo/William Perillo(GO/GO/GO), GM Onix, a 70 voltas

17º) 87 Jorge Martelli/Michel Giusti (MT/SC), VW Polo GT1, a 83 voltas

18º) 100 Evandro Maldonado/Roberto Bonato (PR/PR), Hyundai HB20, a 83 voltas

19º) 110 Eduardo Pimenta/Miguel Galli (PR/PR), VW Up!, a 90 voltas

20º) Davi dal Pizzol/Edson Bueno (SC/PR), VW Gol, a 95 voltas

21º) Guto Baldo/Ruslan Casta Filho (PR/PR), Renault Kwid, a 114 voltas

 

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

março 2021
S T Q Q S S D
« fev    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!