Get Adobe Flash player

Velocidade no Asfalto

O fim de semana foi movimentado em Pinhais (PR), com forte calor e de muita velocidade durante a 8ª e última etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2017, no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). A etapa foi disputada nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.6 “I” e “C”, Terra Marcas “A”, Terra Marcas “B”, Terra Turismo “C”, Fórmula e Turismo 5000, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). O Metropolitano de Curitiba tem o apoio da Pirelli, Bana Pneus, Rodas Scorro, Grupo Taborda e Hotel Slaviero Executive Pinhais.

Os campeões da temporada 2017 foram: Gustavo Magnabosco (Marcas A), Rafael Barranco (Marcas B), Beto Baú/Rodrigo Kostin (Turismo C), Alexandre Frankenberger (Turismo I), Armin Kliewer (Turismo 5000), Leonardo Kovalski (Terra Marcas A), Thiago Brandt (Terra Marcas B) e Reginaldo Vieira (Terra Turismo C).

 

GRIDS DE LARGADA – Durante os Treinos Classificatórios do Mertropolitano de Curitiba que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria foram: MARCAS “A” – 1º) Davi Dal Pizzol/Gustavo Dal Pizzol (SC), 1m40s344; 2º) Gustavo Magnabosco/Edson Bueno (SC), 1m40s434; 3º) Ruslan Carta Filho (PR), 1m40s541. MARCAS “B” – 1º) Eduardo Pavelski (PR), 1m40s919; 2º) Rafael Barranco (PR), 1m41s157; 3º) Alisson Nurnberg/João Naumes (PR), 1m41s320. TURISMO 1.6 “I” – 1º) André Conti/Gastão Weigert (PR), 1m42s380; 2º) Alexandre Frankenberger (PR), 1m42s622; 3º) Sanito Cruz/Leonardo Torres (PR), 1m42s812. TURISMO 5000 – 1º) Armin Kliewer (PR), 1m34s897; 2º) Marco Antonio Garcia (PR), 1m35s210; 3º) Richard Heidrich (SC), 1m35s301. TURISMO 1.6 “C” – 1º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado (PR), 1m43s124; 2º) Luiz Ferreira/Rodrigo Tassi (PR), 1m43s437; 3º) Dhyogo Santos/James Schwerdtner (PR), 1m45s003. TERRA MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski (PR), 1m42s027; 2º) Juca Lisboa (PR), 1m42s261; 3º) Aleksander Pereira/Bernard Chyla (PR), 1m44s505. TERRA MARCAS “B” – 1º) Thiago Brandt/Marco Mildenberg (PR), 1m43s609; 2º) Caca Shilipack (PR), 1m45s203; 3º) Rodrigo Vieira (PR), 1m45s503. TERRA TURISMO “C” – 1º) Reginaldo Vieira (PR), 1m43s887; 2º) James Schwerdtner/Dhyogo dos Santos (PR), 1m44s166; e 3º) Nilton Silva/César Fior (PR), 1m44s540. FÓRMULA – 1º) Renan Pietrowski (PR), 1m27s006; 2º) Marco Dias (PR), 1m44s375; e 3º) Edson da Silva (PR), 1m49s134.

 

TURISMO 5000 – As categorias Turismo 5000 foram para a primeira corrida às 10h05 de domingo, com 14 participantes e dividida em duas categorias, Asfalto e Terra. A prova foi muito disputada, com Armin Kliewer largando na pole position e travando bom duelo com Marco Garcia pela liderança no início da prova, deixando a “briga” pela terceira posição entre Richard Heidrich, Odair Costa Júnior e José Carlos Franzoi. Armin Kliewer liderou a corrida de ponta a ponta, Marco Garcia chegou a cair para a quarta colocação, mas subiu uma posição e Odair Costa Jr assumiu a segunda posição na quinta volta onde foi até o final. José Franzoi e Bernardo Kawa abandonaram a corrida com oito voltas, com a pista muito lisa, o que ocasionou o encerramento da prova na volta seguinte, para a segurança dos pilotos. Após 9 voltas, a vitória na Geral e categoria Asfalto foi de Armin Kliewer, com tempo total de 15min35s647, seguido de Odair Costa Jr, a 0s872; Marco Antonio Garcia, a 1s780; Wanderlei Berlanda, a 4s803; e, Richard Heidrich, a 5s985. Na categoria Terra, venceu Gilberto Carlassara, com tempo de 15m46s910, com Fabiano dos Anjos em segundo, a 1s480, Marcelo Tatsch em terceiro, a 24s445, José Odair dos Santos em quarto, a 1m40s053, e, José Carlos Franzoi em quinto, a uma volta.

Na segunda corrida da Turismo 5000, que aconteceu às 14h30, o pole position Armin Kliewer perdeu a liderança da prova na largada para Marco Garcia, seguidos de Odair Costa Jr, Wanderlei Berlanda, Richard Heidrich, José Franzoi e José Agostinelli Neto. Na sexta volta Armin Kliewer recuperou a liderança, com Marco Garcia em segundo, Odair Costa Jr em terceiro, Wanderlei Berlanda em quarto e Richard Heidrich em quinto. Na volta seguinte Odair Costa Jr assumiu a liderança armin Kliewer caiu para a quarta colocação. Ao fim de 15 voltas a vitória na Geral e categoria Asfalto foi de Marco Antonio Garcia, com tempo total de 24m22s217, vindo a seguir Odair Costa Jr, a 18s378; José Agostinelli Neto, a 20s055; Armin Kliewer, a 20s274; e, Wanderlei Berlanda, a 23s981. Na categoria Terra a vitória foi de Gilberto Carlassara, com tempo de 25m23s739, seguido de Fabiano dos Santos, a 3s001; Marcelo Tatsch, a uma volta; e, José Adair dos Santos, a duas voltas. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Armin Kliewer, na 5ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1m35s089, à média de 139,890 km/h. A classificação final da Turismo 5000 somados os pontos das duas corridas foi a seguinte: 1º) Marco Antonio Garcia, 32 pontos; 2º) Odair Costa Jr, 80; 3º) Armin Kliewer, 30; 4º) Wanderlei Berlanda, 18; 5º) José Agostinelli Neto, 16. Na categoria Terra: 1º) Gilberto Carlassara, 40; 2º) Fabiano dos Santos, 30; 3º) Marcelo Tatsch, 24; 4º) José Odair dos Santos, 20; e 5º) José Carlos Franzoi, 8.

 

MARCAS/TURISMO – Com as categorias Marcas e Turismo correndo juntas, formaram um grid com 27 carros e foram para a primeira corrida às 10h50. O pole position Gustavo Dal Pizzol manteve a primeira posição na largada, seguido de perto por Ruslan Carta Filho, Eduardo Pavelski, Richard Heidrich e Rafael Barranco. Algacir Sermann, Geovane Ciecielski e Gastão Weigert abandonaram a corrida por problemas mecânicos. A disputa pela primeira posição na Geral foi intensa entre Gustavo Dal Pizzol e Ruslan Carta Filho do início ao fim da prova. Eduardo Pavelski, Richard Heidrich e Rafael Barranco “brigavam pela terceira posição na Geral. No fim de 20 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Ruslan Carta Filho, com tempo total de 33m52s802, tendo Gustavo Dal Pizzol em segundo, a 1s080; Richard Hedrich em terceiro, a 10s151; Edson Bueno em quarto, a 15s949; e, Fausto de Lucca em quinto, a 17s227. Na Marcas “B”, venceu Eduardo Pavelski, com tempo de 34m08s751, seguido de Rafael Barranco, a 0s501; João Naumes, a 1s375; Gefferson de Lima, a 2s020 e Samir Guimarães, à 1m12s145. Na Turismo “I”, vitória de Alexandre Frankenberger com tempo de 34m39s657, vindo a seguir Beto Baú, 0s502, Felipe Lobo, a 2s692; José Pederneiras, a 4s102; e, Sanito Cruz Jr, a 8s540. E na Turismo “C”, a vitória foi de Roberto Bonato com tempo de 34m54s807, com Rodrigo Tassi em segundo, a 4s932; James Schwerdtner em terceiro, a 30s752; e, Antônio Carvalho, a uma volta.

O calor era forte na segunda corrida, disputada às 15h20, com cerca de 36º em Pinhais, castigando pilotos e equipes. Andrei Carta largou na frente e foi administrou a vantagem até a bandeirada final, para garantir o vice-campeonato da Marcas “A”. Com isso, a “briga” pela segunda posição ficou por conta de Davi Dal Pizzol, Gustavo Magnabosco, Richard Heidrich e Rafael Barranco. Os carros de Rodrigo Tassi, André Conti, Alisson Nurnberg, Alexandre Frankenberger e Braz Neto tiveram problemas e abandonaram a segunda corrida. Gustavo Magnabosco assumiu o segundo lugar na última volta e destaque para a corrida de Christiano Bornemann, que foi o quinto na Marcas “A”. Após 20 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Andrei Carta, com tempo total de 34min07s110, vindo a seguir Gustavo Magnabosco, a 4s782, Davi Dal Pizzol, a 4s976, Richard Heidrich, a 20s642, e, Christiano Bornemann, a 26s463. Na Marcas “B”, venceu Rafael Barranco, com tempo de 34m23s383, com Gefferson de Lima em segundo, a 10s634; e, Eduardo Pavelski em terceiro, a 16s197. Na Turismo “C”, vitória de Evandro Maldonado, com tempo de 35m29s084, vindo a seguir Luiz Ferreira, a 3s638; Dhyogo Santos, a 26s737; e, Antônio Carvalho, a uma volta. E na Turismo “I”, venceu Leonardo Torres, com tempo de 34m45s117, seguido de Rodrigo Kostin, a 16s252; Geovane Ciesielski, a 20s533; José Pederneiras, a 30s002; e, Geison Tureck, a 37s626. Ruslan Carta Filho marcou a volta mais rápida, das duas provas disputadas, na 19ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1m40s651, à média de 132,160 km/h.

 

Somados os ponto das provas disputadas, a classificação final por categoria foi a seguinte: Marcas “A”: 1º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta, 40 pontos; 2º) Davi Dal Pizzol/Gustavo Dal Pizzol, 27; 3º) Gustavo Magnabosco/Edson Bueno, 25; 4º) Richard Heidrich, 22; e 5º) Christiano Bornemann, 14. Marcas “B”: 1º) Rafael Barranco, 35; 2º) Eduardo Pavelski, 32; 3º) Gefferson de Lima, 25; 4º) Alisson Nurnberg/João Naumes, 12; e 5º) Samir Guimarães/Braz Neto, 8. Turismo “C”: 1º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado, 40; 2º) Luiz Ferreira/Rodrigo Tassi, 30; 3º) Dhyogo dos Santos/James Schwerdtner, 24; e 4º) Antônio Carvalho, 20. E na Turismo “I”: 1º) Beto Baú/Rodrigo Kostin, 30; 2º) Sanito Cruz Jr/Leonardo Torres, 28; 3º) José Pederneiras, 20; 4º) Alexandre Frankenberger, 20; e 5º) Rômulo Molinari/Felipe Lobo, 16.

 

TERRA – Reunindo novamente o maior grid da etapa, com 40 participantes, as categorias Terra foram para a primeira corrida às 12h30, com a expectativa de grandes disputas pelas melhores posições e a definição dos campeões da temporada 2017. O pole position Leonardo Kovalski teve problemas na volta de formação do grid e teve que largar dos boxes. Com isso, Juca Lisboa largou na frente e passou a abrir vantagem para os demais na liderança da Geral e da Terra Marcas “A”, do início ao fim da prova. Na Terra Marcas “B” a “briga” pelas primeiras posições era entre Thiri Lorentz, Artur Neto e Rodrigo Vieira. E na Terra Turismo “C” as disputas ficaram por conta de Reginaldo Vieira, Dhyogo dos Santos e Nilton da Silva. Após 13 voltas de prova, a vitória na Geral e na Terra Marcas “A” foi de Juca Lisboa, com tempo total de 24min56s821, vindo a seguir Bernard Chylla, a 15s544; Alexandre Pederneiras, a 20s226, Leonardo Kovalski, a 20s241; e, Jones Salvaro, a 37s665. Na Terra Marcas “B” venceu Thiri Lorentz, com tempo de 25m33s798, com Artur Neto em segundo, a 1s742, Rodrigo Vieira em terceiro, a 2s401; Thiago Brandt em quarto, a 6s494; e, Emerson Szwed em quinto, a 16s554. E na Terra Turismo “C” a vitória foi de Reginaldo Vieira, com tempo de 25m15s537, seguido de Dhyogo dos Santos, a 5s474; Nilton da Silva, a 16s106; Diogo Lino, a 26s612; e, Arlei Tucholski, a 31s731.

E na segunda corrida das categorias Terra, a disputa também foi intensa nas três categorias. Stive Tokarski largou na frente e foi abrindo vantagem na Geral e na Terra Marcas “A”, deixando a “briga” pela segunda posição entre Leonardo Kovalski, Aleksander Versalli, Alexandre Pederneiras e Marco Mildenberg, com as posições alterando a cada volta disputada. Os carros de Christian Pampuch, Peterson Andrade/Narciso Verza, Emerson Szwed e Ricardo Pamplona/Luiz Otávio Brambila tiveram problemas e abandonaram a corrida. Ao fim de 13 voltas, a vitória na Geral e na Terra Marcas “A” foi de Stive Tokarski, com tempo total de 23m37s607, tendo Alexandre Pederneiras em segundo, a 13s678, Leonardo Kovalski em terceiro, a 13s849; Aleksander Versalli em quarto, a 18s985; e, Jones Salvaro em quinto, a 20s409. Na Terra Marcas “B” venceu Marco Mildenberg, com tempo de 23m49s586, seguido de Artur Neto, a 7s543; Rodrigo Vieira, a 11s374; Thiri Lorentz, a 12s071; e, Wilson Kavilhuka, a 14s963. E na Terra Turismo “C” venceu Reginaldo Vieira, com tempo de 23m58s174, com Nilton da Silva em segundo, a 0s050, James Schwerdtner em terceiro, a 4s423, Lui Fletz em quarto, a 13s639, e, Cláudio Tucholski em quinto, a 14s171. Stive Tokarski marcou a volta mais rápida das duas provas disputadas, na 5ª passagem da segunda corrida, com o tempo de 1m41s817, à média de 130,646 km/h.

Somados os pontos das duas provas disputadas, a classificação final por categoria foi a seguinte: Terra Marcas “A”: 1º) Juca Lisboa/Stive Tokarski, 40 pontos; 2º) Alexandre Pederneiras, 27; 3º) Aleksander Versalli/Bernard Chyla,25; 3º) Leonardo Kovalski, 22; e 5º) Jones Salvaro, 16. Terra Marcas “B”: 1º) Thiago Brandt/Marco Mildenberg, 30 pontos; 2º) Artur Neto, 30; 3º) Thiri Lorentz, 30; 4º) Rodrigo Vieira, 24; e 5º) Alexandre Martins, 10. E na Terra Turismo “C”: 1º) Reginaldo Vieira, 40 pontos; 2º) Nilton da Silva, 27; 3º) James Schwerdtner/Dhyogo dos Santos, 27; 4º) Lui Fletz, 16; e 5º) Arlei Tucholski/Cláudio Tucholski, 16.

 

FÓRMULA – As categorias Fórmula Premium e Renault retornaram nessa etapa, com seis participantes e duas provas com disputas somente na Premium. Na primeira corrida, Renan Pietrowski largou na frente e abriu larga vantagem para os demais. Com isso, a “briga” ficou na Premium entre Ike Zornig, Marco Dias e Edson da Silva pelas primeiras posições. Após 14 voltas, a vitória na Geral e na Fórmula Renault foi de Renan Pietrowski, com tempo de 23min26s273, com Alex Moraes em segundo, a uma volta. Na Fórmula Premium venceu Ike Zornig, com tempo de 24m13s439, seguido de Marco Dias, a 2s935, Edson da Silva, a 4s234, e, Luís Zimermann, a três voltas. A segunda corrida também foi dominada por Renan Pietrowski, mas na categoria Pemium as posições se inverteram. Ao fim de 16 voltas nova vitória de Renan Pietrowski na Geral e na Fórmula Renault, com tempo de 23min20s215, com Alex Moraes em segundo, a uma volta. Na Fórmula Premum vitória de Marco Dias, com tempo de 24m32s092, seguido de Luís Zimermann, a 29s875; Edson da Silva, a 31s765; e, Ike Zornig a duas voltas. A volta mais rápida foi de Renan Pietrowski, na 16ª passagem da segunda corrida, com tempo de 1m25s598, à média de 155,401 km/h. Somados os pontos das provas disputadas, a classificação final por categoria foi a seguinte: Fórmula Renault: 1º) Renan Pietrowski, 40 pontos; 2º) Alex Moraes, 30. E na Fórmula Premium: 1º) Marco Dias, 35 pontos; 2º) Ike Zornig, 30; 3º) Edson da Silva, 24; e 4º) Luís Zimermann, 15.

A categoria Turismo 5000 encerra a temporada em alta

A categoria Turismo 5000 encerra a temporada em alta

A categoria Terra revelou muitos novos talentos

A categoria Terra revelou muitos novos talentos

As categorias Marcas e Turismo 1.6 formam grid único

As categorias Marcas e Turismo 1.6 formam grid único

O sábado foi quente e de muita velocidade no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), com a realização dos treinos livres de todas as categorias e os treinos classificatórios da 8ª etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2017. A etapa está sendo disputada nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.6 “I” e “C”, Terra Marcas “A”, Terra Marcas “B”, Terra Turismo “C”, Turismo 5000 e Fórmula, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), com apoio da Pirelli, Bana Pneus, Rodas Scorro, Grupo Taborda e Hotel Slaviero Executive Pinhais. Junto ao evento acontecem duas provas do Paranaense de Motovelocidade 2017 e da Sprint Race Brasil.

Durante os Treinos Classificatórios do Metropolitano de Curitiba que definiram hoje à tarde os grids de largada, os três primeiros por categoria foram: MARCAS “A” – 1º) Davi Dal Pizzol/Gustavo Dal Pizzol (SC), 1m40s344; 2º) Gustavo Magnabosco/Edson Bueno (SC), 1m40s434; 3º) Ruslan Carta Filho (PR), 1m40s541. MARCAS “B” – 1º) Eduardo Pavelski (PR), 1m40s919; 2º) Rafael Barranco (PR), 1m41s157; 3º) Alisson Nurnberg/João Naumes (PR), 1m41s320. TURISMO 1.6 “I” – 1º) André Conti/Gastão Weigert (PR), 1m42s380; 2º) Alexandre Frankenberger (PR), 1m42s622; 3º) Sanito Cruz/Leonardo Torres (PR), 1m42s812. TURISMO 1.6 “C” – 1º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado (PR), 1m43s124; 2º) Luiz Ferreira/Rodrigo Tassi (PR), 1m43s437; 3º) Dhyogo Santos/James Schwerdtner (PR), 1m45s003. TERRA MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski (PR), 1m42s027; 2º) Juca Lisboa (PR), 1m42s261; 3º) Aleksander Pereira/Bernard Chyla (PR), 1m44s505. TERRA MARCAS “B” – 1º) Thiago Brandt/Marco Mildenberg (PR), 1m43s609; 2º) Caca Shilipack (PR), 1m45s203; 3º) Rodrigo Vieira (PR), 1m45s503. TERRA TURISMO “C” – 1º) Reginaldo Vieira (PR), 1m43s887; 2º) James Schwerdtner/Dhyogo dos Santos (PR), 1m44s166; e 3º) Nilton Silva/César Fior (PR), 1m44s540. MOTOVELOCIDADE TOP 10 – 1º) Sharbel El Hajjar (PRO), 1m23s503; 2º) Cleber Pires (Light), 1m23780; 3º) Victor Moura (PRO), 1m24s375; 4º) Felipe Comerlato (PRO), 1m24s377; 5º) Mauriti Júnior (Light), 1m24s390; 6º) Rafael Caetano (SBK TD), 1m25s286; 7º) Rene Ferreira (Light), 1m25s456; 8º) Peterson Luiz (Light), 1m26s813; 9º) Ricardo Joaquim (Light), 1m27s093; e 10º) Ricardo da Silveira (Light), 1m27s206.  As categorias Fórmula e Turismo 5000 vão realizar seu treino classificatório na manhã deste domingo.

A categoria Terra terá um dos maiores grid da última etapa do Metropolitano de Curitiba

A categoria Terra terá um dos maiores grid da última etapa do Metropolitano de Curitiba

Amanhã o evento acontece das 8 às 17 horas, iniciando com o warm up para todas as categorias das 8h13 às 9h02. Das 9h05 às 9h15, treino classificatório da Fórmula. Das 9h17 às 9h32, treino classificatório da Turismo 5000. Às 9h40 largada da 1ª prova da Sprint Race Brasil, para 23 minutos, mais uma volta. Às 10h05 larga a 1ª Prova da categoria Turismo 5000, para 20 minutos, mais duas voltas. Às 10h50 largada da 1ª prova das categorias Marcas e Turismo, para 30 minutos, mais duas voltas. Às 11h45 largada prova da Motovelocidade, para 15 voltas; Às 12h30 larga a 1ª prova das categoria Terra, para 20 minutos, mas duas voltas. Às 13h15 larga a 1ª prova das categorias Fórmula (20 minutos + 2 voltas). Às 13h50 acontece a 2ª prova da Sprint Race Brasil (23 minutos + 1 voltas), seguida de pódio. Às 14h30 larga a 2ª Prova da Turismo 5000 (20 minutos + 2 voltas), seguida de pódio. Às 15h20 larga a 2ª Prova das categorias Marcas e Turismo (30 minutos + 2 voltas). Às 16h20 larga a 2ª Prova das categorias Terra (20 minutos + 2 voltas). E às 17h05 larga a 2ª Prova das categorias Fórmula (20 minutos + 2 voltas). Os pódios das categorias Marcas, Turismo e Terra acontecerão a partir das 17h30.

CURITIBA (PR) – A 8ª etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade de Curitiba encerra a temporada de automobilismo no Paraná. O evento será disputado no Autódromo Internacional de Curitiba, localizado em Pinhais, Região Metropolitana da Capital Paranaense.

A promoção e organização são da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), com apoio da Pirelli, Bana Pneus, Rodas Scorro, Grupo Taborda e Hotel Slaviero Executive Pinhais. Serão disputas as categorias Marcas A, Marcas B, turismo C, Turismo I, Turismo 5000, Terra Marcas A, Terra Marcas B, Terra Marcas C e Fórmula Premium. Também faz parte da programação a ultima etapa do Paranaense de Motovelocidade e a etapa final da Sprint Race.

A programação será a partir das 8 horas deste sábado, com treinos livres e classificatórios. As provas serão todas no domingo.

O último fim de semana de velocidade no Paraná terá também kart em Foz do Iguaçu e Londrina e Arrancada na Terra em Ponta Grossa. As provas de kart serão neste sábado. Londrina realiza a 11ª edição das 100 Milhas de Kart; e em Foz do Iguaçu as 3 Horas de Kart Endurance.

 

Classificação do Metropolitano de Curitiba (6 primeiros/sem descartes)

Categoria Marcas A

1º) Gustavo Magnabosco (SC), com 286 pontos (campeão)

2º) Ruslan Filho (PR), 188

3º) Richard Heidrich (SC), 179

4º) Andrei Carta (PR), 170

5º) Gustavo Dal Pizzol (SC), 153

6º) Davi Dal Pizzol (SC), com 96 pontos

 

Categoria Marcas B

1º) Rafael Barranco (PR), com 254 pontos (campeão)

2º) Eduardo Pavelski (PR), 162

3º) Gefferson de Lima (PR), 151

4º) João Naumes/Alisson Nurnberg (PR), 132

5º) Wilians Peres (PR), 132

6º) Lúcio Seidel (PR), com 65 pontos

 

Categoria Turismo 1.6 “C”

1º) Rodrigo Kostin/Beto Baú (PR), com 268 pontos (campeão)

2º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado (PR), 170

Luiz Ferreira (PR), 170

4º) Antonio Carvalho (PR), 112

5º) Rafael Lupatini (PR), 105

6º) Rodrigo Tassi (PR), com 92 pontos
Categoria Turismo 1.6 “I”

1º) André Farias Conti (PR), com 231 pontos

2º) Rafael Lupatini/Alexandre Frankenberger (PR/SC), 197

3º) Elberto Alves (SC), 166

4º) Karl Rauscher (PR), 151

5º) Roger Franke (PR), 105

6º) Maurício Gaudêncio (PR), com 103 pontos

 

Categoria Turismo 5000

1º) Armin Kliewer (PR), com 242 pontos

2º) Anderson Andrade (PR), 233

3º) Marco Antonio Garcia (PR), 175

4º) Márcio Reuter (SC), 114

5º) Richard Heidrich (SC), 110

6º) Maurício Reuter (SC), com 100 pontos

 

Categoria Terra Marcas “A”

1º) Leonardo Kovalski (PR), com 140 pontos

2º) Aleksander Pereira/Bernard Chyla (PR), 124

3º) Wilian Zavaski (PR), 49

4º) Amauri Lisboa Júnior (PR), 43

5º) Fausto de Lucca (SC), 39

6º) Jones Salvaro (PR), com 27 pontos

 

Categoria Terra Marcas “B”

1º) Thiago Brandt (PR), com 126 pontos

2º) Marco Mildemberg (PR), 96

3º) Emerson Szwed (PR), 87

4º) Rodrigo Carlos Vieira, 75

Jorgemar Lorentz (PR), 75

6º) Wilson Kavilhuka (PR), com 74 pontos

 

Categoria Terra Turismo “C”

1º) Marcos Tokarski/Marcelo Venâncio (PR), com 94 pontos

2º) Admilton Farias/Reginaldo Dziedzic Vieira (PR), 87

3º) Nilton Silva/César Queiroz Fior (PR), 79

4º) Cláudio Tucholski/Arlei Tucholski (PR), 63

5º) Marco Adami Filho (PR), 43

6º) Antonio Cardoso/Amauri de Siqueira (PR), com 40 pontos

………………………………………………………………………………………………………….

Ruslan Carta Filho luta pelo vice-campeonato da categoria Marcas A

Ruslan Carta Filho luta pelo vice-campeonato da categoria Marcas A

Richard Heidrich precisa tirar uma diferença de nove pontos para ser vice-campeão da categoria Marcas A

Richard Heidrich precisa tirar uma diferença de nove pontos para ser vice-campeão da categoria Marcas A

Armin Kliewer busca o bicampeonato na categoria Turismo 5000

Armin Kliewer busca o bicampeonato na categoria Turismo 5000

Leonardo Kovalski precisa chegar à frente da dupla Aleksander Pereira/Bernard Chyla para ser campeão da Terra Marcas A

Leonardo Kovalski precisa chegar à frente da dupla Aleksander Pereira/Bernard Chyla para ser campeão da Terra Marcas A

A dupla Marcos Tokarski/Mrcelo Venâncio só depende de si para levar o título da categoria Terra Turismo C

A dupla Marcos Tokarski/Mrcelo Venâncio só depende de si para levar o título da categoria Terra Turismo C

Crédito das fotos: Victor Lara/Divulgação

………………………………………………………………………………………………………….

O fim de semana será decisivo para o Campeonato Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2017, com a sua 8ª e última etapa que será realizada no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), em Pinhais (PR). A etapa será disputada em duas baterias nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo “C” e “I”, Turismo 5000, Terra Marcas “A”, Terra Marcas “B” e Terra Turismo “C” e Fórmula com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). O Metropolitano de Curitiba tem o apoio da Pirelli, Bana Pneus, Rodas Scorro, Grupo Taborda e Hotel Slaviero Executive Pinhais. Junto ao evento acontece a ultima etapa do Paranaense de Motovelocidade e a etapa final da Sprint Race.

O Campeonato Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2017 está em fase decisiva para cinco das oito categorias, para conhecer os campeões da temporada 2017. A categoria Marcas é para carros injetados, divididos em dois grupos: “A” e “B”, conforme graduação do piloto junto à FPrA. A temporada 2017, vem reunindo 25 participantes em média por etapa e o catarinense Gustavo Magnabosco já é o campeão na “A”, com 286 pontos, deixando a “briga” pelo vice-campeonato entre o paranaense Ruslan Carta Filho (188) e o catarinense Richard Heidrich (179). O paranaense Rafael Barranco já é o campeão na “B”, com 254 pontos, onde a disputa pelo vice será entre Eduardo Pavelski (162), Gefferson de Lima (151) e as equipes de João Naumes/Alisson Nurnberg e Wilians Peres que estão em quarto com 132 pontos. Nas categorias Turismo 1.6 “C” e “I”, para carros carburados e injetados, também terão mais de 25 participantes para as duas provas em Cascavel. A dupla Beto Baú/Rodrigo Kostin já é a campeã na “C”, com 268 pontos e o “pega” pelo segundo lugar vai ficar entre Luiz Ferreira e Roberto Bonato/Evandro Maldonado que têm 170. André Farias Conti lideram na “I”, com 231 pontos e a dupla vice-líder Rafael Lupatini/Alexandre Frankenberger tem 197, podendo decidir nos descartes. Na categoria Turismo 5000, disputada com Omegas (antigos Stock Car), sendo os carros mais rápidos da etapa, certamente terão duas provas de “arrepiar” no AIC, com boas disputas entre os doze participantes em média. A liderança é de Armin Kliewer, com 242 pontos, seguido de Anderson Andrade, com 233, que prometem disputar até a bandeirada final da segunda bateria o título da categoria. Na Terra Marcas “A”, somente duas equipes “brigam” pelo título, onde a liderança é de Leonardo Kowalski, com 140 pontos, tendo em segundo lugar Aleksander Pereira/Bernard Chyla em segundo com 124. Na Terra Marcas “B”, quatro equipes estão na disputa do título. A dupla líder é Marco Mildemberg/Thiago Brandt com 126 pontos, seguida por Marco Mildemberg (96), Emerson Szwed (87) e Rodrigo Carlos Vieira com 75. E na Terra Turismo “C”, a liderança é da dupla Marcos Tokarski/Marcelo Venâncio com 94 pontos, tendo Admilton Farias/Reginaldo Vieira em segundo, com 87, Nilton Silva Filho/César Fior em terceiro, com 79 e Cláudio Tucholski/Arlei Tucholski em quarto com 63 pontos.

No Sábado serão realizados os treinos livres das 8 às 16h20 para todas as categorias. O primeiro treino classificatório da Motovelocidade acontece das 9h44 às 10h14, o segundo das 11h46 às 12h16 e o terceiro das 14h26 às 14h56. O Top 10 será realizado das 17h04 às 17h19. O Treino Classificatório da Sprint Race será realizado das 16h23 às 16h43. O Treino Classificatório das categorias Terra serão das 16h46 às 17h01. O Treino Classificatório das categorias Marcas e Turismo acontecem das 17h22 às 17h42. E o treino classificatório da Turismo 5000 será realizado das 17h45 às 18 horas. Às 18h10 será realizado o briefing obrigatório para todos os pilotos de todas as categorias.

No domingo o evento acontece das 8 às 18 horas, iniciando com o warm up para todas as categorias das 8h13 às 9h02. Das 9h05 às 9h15 será realizado o Treino Classificatório da categoria Fórmula. Às 9h30 larga a 1ª Prova da Sprint Race, para 23 minutos + uma volta. Às 10h05 largada da 1ª Prova da categoria Turismo 5000, para 20 minutos + duas voltas. Às 10h50 largada da 1ª Prova das categorias Marcas e Turismo, para 30 minutos + duas voltas. Às 11h45 largada da Motovelocidade, para uma volta de apresentação, mais 15 voltas. Às 12h30 larga a 1ª Prova das categorias Terra, para 20 minutos + duas voltas. Às 13h15 larga a 1ª Prova da categoria Fórmula, para 20 minutos + duas voltas. Às 13h55 larga a 2ª Prova da Sprint Race, para 23 minutos + uma volta. Às 14h30 larga a 2ª Prova da Turismo 5000 (20 minutos + 2 voltas). Às 15h20 larga a 2ª Prova das categorias Marcas e Turismo (30 minutos + 2 voltas). Às 16h20 larga a 2ª Prova das categorias Terra. E encerrando as atividades de pista no AIC, às 17h05 larga a 2ª Prova da categoria Fórmula (20 minutos + 2 voltas). Os pódios das categorias Marcas “A” e “B”, Turismo “C” e “I”, Turismo 5000, Terra Marcas “A”, Terra Marcas “B” e Terra Turismo “C” e Fórmula acontecerão a partir das 17h30.

 

CLASSIFICAÇÃO – Com sete etapas realizadas e quatorze provas disputadas, os seis primeiros do Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2017, por categoria são: MARCAS “A” – 1º) Gustavo Magnabosco (SC), 286 pontos (Campeão); 2º) Ruslan Filho (PR), 188; 3º) Richard Heidrich (SC), 179; 4º) Andrei Carta (PR), 170; 5º) Gustavo Dal Pizzol (SC), 153; 6º) Davi Dal Pizzol (SC), 96. MARCAS “B” – 1º) Rafael Barranco (PR), 254 (Campeão); 2º) Eduardo Pavelski (PR), 162; 3º) Gefferson de Lima (PR), 151; 4º) João Naumes/Alisson Nurnberg (PR), 132; 5º) Wilians Peres (PR), 132; e 6º) Lúcio Seidel (PR), 65. TURISMO 1.6 “C” – 1º) Rodrigo Kostin/Beto Baú (PR), 268 (Campeão); 2º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado (PR), e Luiz Ferreira (PR), 170; 3º) Antonio Carvalho (PR), 112; 4º) Rafael Lupatini (PR), 105; 5º) Rodrigo Tassi (PR), 92; e 6º) José Pederneiras (PR), 86. TURISMO 1.6 “I” – 1º) André Farias Conti (PR), 231; 2º) Rafael Lupatini/Alexandre Frankenberger (PR/SC), 197; 3º) Elberto Alves (SC), 166; 4º) Karl Rauscher (PR), 151; 5º) Roger Franke (PR), 105; e 6º) Maurício Gaudêncio (PR), 103. TURISMO 5000 – 1º) Armin Kliewer (PR), 242; 2º) Anderson Andrade (PR), 233; 3º) Marco Antonio Garcia (PR), 175; 4º) Márcio Reuter (SC), 114; 5º) Richard Heidrich (SC), 110; e 6º) Maurício Reuter (SC); 100. TERRA MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski (PR), 140; 2º) Aleksander Pereira/Bernard Chyla (PR), 124; 3º) Wilian Zavaski (PR), 49; 4º) Amauri Lisboa Jr (PR), 43; 5º) Fausto de Lucca (SC), 39; e 6º) Jones Salvaro (PR), 27. TERRA MARCAS “B” – 1º) Thiago Brandt (PR), 126; 2º) Marco Mildemberg (PR), 96; 3º) Emerson Szwed (PR), 87; 4º) Rodrigo Carlos Vieira e Jorgemar Lorentz (PR), 75; 5º) Wilson Kavilhuka (PR), 74; e 6º) Artur Bailo Neto (PR), 43. TERRA TURISMO “C” – 1º) Marcos Tokarski/Marcelo Venâncio (PR), 94; 2º) Admilton Farias/Reginaldo Dziedzic Vieira (PR), 87; 3º) Nilton Silva/César Queiroz Fior (PR), 79; 4º) Cláudio Tucholski/Arlei Tucholski (PR), 63; 5º) Marco Adami Filho (PR), 43; e em 6º) Antonio Cardoso/Amauri de Siqueira (PR), com 40 pontos.

 

A categoria Terra foi a novidade boa da temporada no Paraná

A categoria Terra foi a novidade boa da temporada no Paraná

A disputa pelo título da categoria Turismo 5000 deve ir até a bandeirada final

A disputa pelo título da categoria Turismo 5000 deve ir até a bandeirada final

A categoria Turismo 1.6 terá um bom grid e disputas acirradas pelos títulos das divisões C e I

A categoria Turismo 1.6 terá um bom grid e disputas acirradas pelos títulos das divisões C e I

Gustavo Manasabosco já é campeão antecipado da categoria Marcas

Gustavo Magnabosco já é campeão antecipado da categoria Marcas

Depois de superar vários problemas de corrida, a dupla curitibana formada por pai e filho, Jair e Duda Bana (Pirelli/Bana Pneus) venceram sábado a 26ª edição das “500 Milhas de Londrina 2017”, tradicional prova do automobilismo paranaense, realizada no Autódromo Ayrton Senna, no Norte do Paraná. Jair e Duda Bana conquistaram a pole position na sexta-feira, com o tempo de 1m12s204, no treino classificatório diurno superando o tempo da Ferrari F430 GT3 da equipe de Fábio Greco, Renato Cattalini e Guilherme Salas, que fez 1m12s713, no treino diurno. A Equipe G-Stage, que prepara o Predador, trabalhou muito nessa prova, superando uma pane elétrica, a quebra da suspensão traseira e um pneu furado, para chegar à vitória. A prova contou com supervisão da FPrA (Federação Paranaense de Automobilismo).

Duda Bana foi para a largada da prova, às 16h, onde manteve a liderança na primeira volta, seguido de perto por Renato Cattalini (Ferrari) no início da corrida. Da quinta volta em diante Duda Bana passou a abrir vantagem para os demais adversários. Na 43ª volta, Duda foi para os boxes para um reabastecimento rápido, voltando ainda na frente, pois com uma hora de prova tinha uma volta de vantagem para o segundo colocado. O Predador andava sempre de 6 a 10 segundos mais rápido que os demais a partir da 60ª voltas. Na 89ª volta, Jair Bana assumiu o comando do Predador, depois da troca de piloto e reabastecimento. Com 115 voltas começou a chover em Londrina e Jair Bana teve problemas na parte elétrica do carro com 119 voltas, perdendo duas voltas nos boxes, mas retornando ainda na liderança. O problema mais grave aconteceu na 126ª volta, com a quebra do suporte do amortecedor, na suspensão traseira do Predador e a equipe perdeu 6 voltas nos boxes para soldar, caindo para a terceira posição.

Jair Bana voltou para a pista na 133ª volta, em terceiro lugar e passou andar forte, tirando a diferença para o segundo colocado volta a volta, até assumir o segundo lugar na 149ª volta. Com 164 voltas Duda Bana assumiu novamente o volante do Predador, passando a acelerar forte para tirar a desvantagem de quatro voltas para o líder. Fez uma parada rápida na volta 196, para o reabastecimento, aproveitando a entrada do Safety Car. Duda Bana assumiu a liderança da prova na 211ª volta e passou a abrir vantagem para o segundo colocado, cerca de 5 segundos por volta. Na 234ª volta, o Predador aproveitou novamente a entrada do Safety Car para fazer um rápido reabastecimento. Porém, na 239ª volta, mais um susto para a equipe, quando Duda parou nos boxes com o pneu traseiro esquerdo furado, que foi trocado rapidamente e voltando à pista ainda na liderança. Daí em diante, Duda Bana acelerou forte novamente o Predador e abriu vantagem até receber a bandeira quadriculada da vitória. “Foi uma vitória suada, com várias superações de todos na equipe, além dos pilotos na pista, que com o Predador bem acertado conseguíamos manter um ritmo forte de corrida, mais rápido que os demais carros na prova. Lideramos todos os treinos livres que participamos, os treinos classificatórios (diurno e noturno) e o warm up, e acredito que não seria justo para nós outro resultado senão a vitória, que nos escapou nas duas edições anteriores, com um acidente em 2015 e uma quebra em 2016”, declarou Jair Bana.

 

Resultado das 500 Milhas de Londrina

1°) Jair Bana/Duda Bana (Grupo I), 263 voltas em 6h36m55s381

2°) Sérgio Pistili/Valter Pinheiro (Grupo III), a 2 voltas

3°) Ney Faustini/Edras Soares/Ney Sá Faustini (Grupo I), a 9 voltas

4º) Mallaco Man/Cláudio Antunes (Grupos II e III), a 20 voltas

5º) Ricardo Furquim/Beto Borguesi/Valter Penques (Grupos I e III), a 20 voltas

6º) Mário Marcondes/Luciano Borghesi/Cláudio Ramos (Grupos I e III), a 22 voltas

7º) Beto Richa/Eduar Mehry Neto/Caco Almeida/Marcelo Karan (Grupos I e IV), a 23 voltas

8°) Bley Jr/Aloysio Moreira (Grupos II e III), a 23 voltas

9º) Algacir Sermann/Rodrigo Tassi (Grupo VI), a 32 voltas

10º) Sérgio Martinez/Luc Monteiro/João Tinoco (Grupo III), a 39 voltas

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Crédito da foto: Vanderley Soares/Divulgação

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Jair Bana comemora a quarta vitória nas 500 Milhas, a terceira em dupla com o filho Duda

Jair Bana comemora a quarta vitória nas 500 Milhas, a terceira em dupla com o filho Duda

MARINGÁ (PR) – O Paraná terá decisão da arrancada sábado e domingo em Maringá. A 4ª e última etapa do Campeonato Paranaense de Arrancada de 201 Metros será disputada na pista do Race Park, com a expectativa da participação de mais de 80 competidores, representando os estados do Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

O equilíbrio foi marcante nas três etapas já disputadas e fortes emoções são esperadas para os dois dias de competição, uma vez que o título está em aberto em muitas categorias. Na Força Livre Dianteira A, por exemplo, Ronaldo da Silva Leandro e Paulo Henrique da Fonseca chegam à decisão empatados, com 40 pontos cada um. Ronaldo é o líder pelo critério de desempates.

 

Classificação do Paranaense de Arrancada de 201 Metros

Categoria Dianteira Turbo C

1º) Adriano Prado, com 61 pontos

2º) Sandro Ney Souza, 54

3º) Rogério Cardoso Bernardi, 37

4º) Anderson Casanova, 37

5º) Ricardo Alexandre, 23

6º) Ricardo Antunes Neves, 21

7º) Thiago Matos Luna, 17

8º) Alex Sandro Rampazzo, 14

9º) Itauby Bueno Moraes, 11

Fernando Lugli, 11

11º) Ana Paula B. de Oliveira, 10

12º) João Paulo de Freitas, 4

Gustavo Luna, 4

14º) Jonatas Araújo Barrufaldi, 2

Alexandre Maia Betin, com 2 pontos

 

Categoria Standart

1º) Thiago Lemos, com 67 pontos

2º) Abraão Soares Silva Júnior, 40

3º) José Aparecido Leonel, 33

4º) Luciano José Martins, 28

5º) Ricardo Zancanaro, 25

6º) Alfredo Leonardo Lemos, com 9 pontos

 

Categoria Livre Dianteira A

1º) Cezar Augusto Ferreira, com 21 pontos

2º) Paulo Henrique da Fonseca, 16

3º) Fábio Froza, 13

4º) Marco Aurélio de Paula, 11

5º) Sabrina Lorene Finco, com 9 pontos

 

Categoria Força Livre Traseira

1º) Edmar Bertiloni dos Santos, com 35 pontos

2º) Alberto Aires Wierzbicki, 23

3º) Tiago Ferraz, com 17 pontos

 

Categoria Dianteira Turbo B

1º) Cezar Augusto K. Ferreira, com 62 pontos

2º) Evandro Carlos Mantovani, 40

2º) Paulo Henrique da Fonseca, 36

4º) Aldo H. Júnior, 34

5º) Luiz Rogério de Souza, 28

Carlos Eduardo Moreira, 28

7º) Charles Uscocovich, 23

8º) José K. Janovichi, 10

9º) Sabrina Lorene Finco, 9

Raphael Volpatto, 9

11º) Felipe Afonso Marques Falopa, 8

12º) Adalberto da Silva (Reginho), 5

Wilson Ferreira, 5

14º) Fábio Froza, 4

Marco Aurélio Souza de Paula, 4

16º) Victor Hugo Camari, com 3 pontos

 

Categoria Street Tração Traseira

1º) Geordan Giovanni Chemin, com 40 pontos

2º) Arthur Xavier Neto, 35

3º) Cristiano Guimarães Pistoia, 25

4º) Luciano T. Agottani, 24

5º) Adriano Franco, 17

6º) Rafael Palma Geraldo, 16

7º) Luiz Adriano Franco, com 15 pontos

 

Categoria Dianteira Turbo A

1º) Paulson Arrosi, com 50 pontos

2º) Ivan Possamai Júnior, 33

3º) Ademar Dagostini, 23

4º) Alessandro F. dos Santos, 22

5º) Sabrina Lorene Finco, com 18 pontos

 

Categoria Drag Light

1º) Josimar Hudema, com 66 pontos

 

Categoria Pro Mod

1º) João Eugenio Pletsch, com 45 pontos

 

Categoria Dianteira Super

1º) Edson Navarro, com 37 pontos

2º) Wilber Miranda Valente, 23

3º) Harisson Totti Marques, 18

4º) Luiz A. Biasson, com 17 pontos

 

Categoria Dragster Light

1º) Josemar Hudema, com 45 pontos

 

Categoria Turbo Street Traseira

1º) Sandro Rogério Dalavalle, com 45 pontos

 

Categoria Força Livre Dianteira A

1º) Ronaldo da Silva Leandro, com 40 pontos

Paulo Henrique da Fonseca, 40

3º) Marco Aurélio de Paula, 14

4º) Raphael Volpatto, 12

5º) Carlos Eduardo Moreira, com 10 pontos

 

Categoria Turbo Traseira

1º) Álvaro L. de Castro Júnior, com 40 pontos

2º) Renato Silva Denardi, com 22 pontos

 

Categoria Turbo Traseira B

1º) Marcelo Teixeira de Moraes, com 22 pontos

………………………………………………………………………………………………………….

Ronaldo da Silva Leandro lidera a categoria Força Livre Dianteira A pelos critérios de desempates

Ronaldo da Silva Leandro lidera a categoria Força Livre Dianteira A pelos critérios de desempates

Adriano Prado só depende de seus resultados para ser campeão da categoria Dianteira Turbo C

Adriano Prado só depende de seus resultados para ser campeão da categoria Dianteira Turbo C

Thiago Lemos é favoritíssimo ao título da categoria Standart

Thiago Lemos é favoritíssimo ao título da categoria Standart

Cezar Augusto Ferreira só precisa estar entre os três primeiros para ser campeão da Dianteira Turbo B

Cezar Augusto Ferreira só precisa estar entre os três primeiros para ser campeão da Dianteira Turbo B

Geordan Giovanni Chemin trava duelo com o Arthur Xavier Neto pelo título da categoria Street Tração Traseira

Geordan Giovanni Chemin trava duelo com o Arthur Xavier Neto pelo título da categoria Street Tração Traseira

Créditos das fotos: Juliano Julio/Divulgação

………………………………………………………………………………………………………….

O Autódromo Internacional Ayrton Senna será invadido no próximo sábado por incríveis máquinas que disputarão a 26ª edição das 500 Milhas de Londrina, a mais tradicional prova de longa duração do Paraná.

Até o momento estão confirmados 29 carros, entre eles pilotos e equipes da casa, como os protótipos da Cesinha Competições que contará com o próprio Cesar Bonilha a bordo do MR18; a Puma com motor Audi Turbo de João Weiller e André Ademir Carvalho; o Spyder n° 38 dos bicampeões Aloysio Moreira e Osvaldo Ferrari, além da estreia da piloto Gabriela Totti, filha do “Marvado” bicampeão da Fórmula Truck, Leandro Totti que dividirão a pilotagem de um protótipo Spyder com o n° 73. Nascido no norte paranaense, Jair Bana disputará com seu filho Duda a prova, lutando pelo tetracampeonato da prova, assim como os curitibanos José Cordova e Robby Perez.

De São Paulo, a equipe Greco Competições virá com sua Ferrari e os pilotos Renato Cattalini e Fabio Greco lutar pela vitória, e não serão os únicos: Ney Faustini e Edras Soares alinharão o Chevrolet Cobalt V8, além dos protótipos Spyder da equipe Arias Motorsport com os pilotos Luiz Abbade e Roberto Dal Pont, vice-campeões em 2014, e Sergio Pistilli dos paulistas da AT Autosport que correrá em dupla com o carioca Valter Pinheiro.

O estado de Minas Gerais será representado por Miguel Mallaco a bordo do protótipo SP1, assim como Santa Catarina que contará com Oswaldo Scheer e seu MRX n° 26.

Campeã do ano passado, a equipe MC Tubarão não participará dessa edição, mas os representantes do Rio Grande do Sul estão prontos para manter o título da prova: o gaúcho Claudio Ricci comandará a equipe CRT Racing Team que virá com força nessa edição – depois que ficarem com a pole position com o Lamborguini no último ano, mas ficaram pelo caminho por problemas mecânicos, em 2017 o time virá com um forte protótipo MR18 além de duas Maserati Trofeo.

………………………………………………………………………………………………………….

A 500 Milhas de Londrina é uma das mais tradicionais provas de longa duração do Brasil

A 500 Milhas de Londrina é uma das mais tradicionais provas de longa duração do Brasil

A 500 Milhas de Londrina é uma das mais tradicionais provas de longa duração do Brasil

Crédito das fotos: Vanderley Soares/Divulgação

………………………………………………………………………………………………………….

O ditado de que corridas são corridas, sintetiza a vitória da dupla Marcel Sedano/Walmor Weiss na prova de 50 anos da Cascavel de Ouro, disputada ontem no Autódromo Zillmar Beux, em Cascavel. Largando na 33ª posição com um Gol preparado pela Stump Preparação, sem a chuva que poderia embaralhar resultados ou qualquer outro indicativo de que podia surpreender os favoritos, Marcel Sedano completou o último turno das 120 voltas da prova num tempo de 3h02m05s849 com uma confortável vantagem de 15s499 sobre o segundo colocado.

A dupla cascavelense, formada por Edgar e Israel Favarin (pai e filho) conquistou o segundo lugar. Edgar é o maior vencedor da prova, já tendo vencido seis vezes, conquistou o segundo lugar. A dupla de Goiás, composta por Wellington Justino/Edson Valle chegou na terceira colocação, à frente de Edson Bueno/Diogo Pachenki, Daniel Kaeffer/Carlos Souza, Nicolas Salmini/Gustavo Frigotto, Caíto Carvalho/Paulo Bento, Luiz Ribeiro/Peter Ferter, Leandro Zandoná/Paulo Pizzoni e Guilherme Sirtoli/Leônidas Fagundes, que pela ordem, completaram as 10 primeiras posições da prova.

Ao comemorar a vitória, Valmor Emílio Weiss disse que está ninguém tira, referindo-se a vitória de 2014 (em dupla com Edgar Favarin), que perdeu nos tribunais da CBA (Conferação Brasileira de Automobilismo), quando perderam recurso de Leandro Zandoná/Daniel Kaefer, por falta de peso no carro. Ele também comentou que foi uma corrida difícil, depois de largar em 33. “Tivemos muitos problemas nos treinos, com a pista molhada. Nosso carro estava bom para a pista seca e isto ficou claro com a vitória. Assumi a primeira colocação antes da primeira parada. Entrei o carro em primeiro ao Sedano e ele manteve a posição até me devolver. Isto foi fundamental para a vitória”, diz Valmor Emìlio Weiss, que se torna tricampeão da Cascavel de Ouro, uma vez que venceu em 1996, com Edgar Favarin e em 1997, com Antônio Espolador.

Marcel Sedano, de 55 anos, comemorou a vitória como um garotinho de kart. “Fizemos uma grande corrida. A equipe nos deu um carro competitivo. É uma vitória de toda a equipe. Todos estavam focados. Mas acho que hoje o Cara lá de Cima olhou e disse que nós seríamos os vencedores. Paramos no momento certo e conseguimos aproveitar uma entrada do safety car”, completa Sedano.

Além do Troféu Cascavel de Ouro (36 gramas de ouro), Weiss e Sedano levaram um cheque de R$ 100 mil como prêmio.

 

Resultado da 31ª Cascavel de Ouro.

1º) Marcel Sedano/Walmor Emílio Weiss (SC/PR), Stumpf Preparações, 3h02m05s849

2º) Edgar/Israel Favarin (PR/PR), Stump – Paraguai Racing, a 15s499

3º) Edson do Valle/Wellington Justino (GO/GO), Classe A-Ferrari Motorsport, a 17s434

4º) Edson Bueno/Diogo Pachenki (PR/PR), Stumpf Preparações, a 26s349

5º) Daniel Kaefer/Carlos Souza (PR/PR), Sérgio Ferrari Racing Team, a 1m01s808

6º) Nicolas Salmini/Gustavo Frigotto (PR/PR), Salmini-Paraguay Racing, a 1min14s667

7º) Caíto Carvalho/Paulo Bento (PR/PR), Sensei-Sorbara Motorsport, a 1 volta

8º) Luiz Ribeiro/Peter Ferter (PR/MS), Ourocar-Charrua Racing, a 1 volta

9º) Leandro Zandoná/Paulo Pizzoni (PR/PR), Ferrari Motorsport, a 1 volta

10º) Guilherme Sirtoli/Leônidas Fagundes (PR/PR), Sérgio Ferrari Racing Team, a 1 volta

11º) Davi Dal Pizzol/Gustavo Dal Pizzol (SC/SC), Pein Competições, a 1 volta

12º) Gustavo Myasava/Pedro Saderi (PR/PR), MRF Motorsport, a 2 voltas

13º) Anderson Portes/Juliano Bastos (PR/PR), Sérgio Ferrari Racing Team, a 2 voltas

14º) Marcelo Campagnolo/Gastão Weigert (PR/PR), Sivel Competições, a 2 voltas

15º) Rafael Suzuki/Renato Constantino/Luciano Lobão (SP/DF/DF), Salmini-Paraguay Racing, a 2 voltas

16º) Felipe Carvalho/Cássio Cortes/Guilherme Salas (PR/RS/SP), Sensei-Sorbara Motorsport, a 3 voltas

17º) Wilians Peres/Guto Baldo (PR/PR), Abreu Motors, a 4 voltas

18º) Ricardo Landi/Ronaldo Giordani (SP/RS), Tuta Racing-Autotech, a 4 voltas

19º) Fernando Fortes/Raijan Mascarello (SP/MT), Tuta Racing-Autotech, a 4 voltas

20º) Beto Monteiro/David Muffato (PE/PR), Sensei-Sorbara Motorsport, a 5 voltas

21º) Leandro Totti/Maicom Tumiate (PR/PR), AGB Preparações, a 5 voltas

22º) Alexandre Seda/Francisco Paiva Júnior (RJ/RJ), Grupo TMC-Landerson Competições, a 6 voltas

23º) João Paulo Naumes/Alisson Nurnberg (PR/PR), MP Competições, a 6 voltas

24º) Gilliard Chmiel/Gelmar Chmiel Júnior (PR/PR), Stumpf Preparações, a 9 voltas

25º) Hélio Fausto/Pedro Cardoso (DF/DF), Tomgape Racing Team One Technology, a 11 voltas

26º) César Bonilha/Juca Lisboa (PR/SC), Impact Racing, a 14 voltas

27º) Marcelo Beux/João Paulo Gelain (PR/PR), Speed Car, a 19 voltas

28º) Fábio Tokunaga/Paulo Henrique Costa (PR/PR), Red Foot Racing Team, a 19 voltas

29º) Michel Giusti/Jorge Martelli (SC/SC), MP Competições, a 19 voltas

30º) Analino Sirtuli/João Lemos (RS/POR), Choka Car Racing, a 22 voltas

31º) Vilmar Malagi/Gustavo Veronez/Matias Pinheiro (PR/GO/GO), MG-Ferrari Motorsport, a 26 voltas

32º) Miguel Laste/Ricardo Sperafico/Rodrigo Sperafico (PR/PR/PR), Sérgio Ferrari Racing Team, a 38 voltas

33º) Andrei Carta/Ruslan Carta Filho (PR/PR), Stumpf Preparações, a 39 voltas

34º) Rafael Colombari/Mário Garibaldi Filho (PR/PR), Red Foot Racing Team, a 39 voltas

35º) Júnior Caús/Ingmar Biberg (PR/PR), Caús Motorsport, a 41 voltas

36º) Roney Ribeiro/Felipe Braz/Luiz Fernando Pielak (PR/PR/PR), Stumpf Preparações, a 45 voltas

37º) André Nicastro/Marcos Regadas/Lukas Moraes (SP/MA/SP), Salmini-Paraguay Racing, a 46 voltas

38º) Rogério dos Santos/Dorivaldo Gondra Júnior (PE/PE), Jeg Team-Fast Racing, a 49 voltas

39º) Renato Braga/Leandro Romera/Leandro Reis (GO/SP/GO), Pimba Competições, a 56 voltas

40º) Cleves Formentão/Gabriel Formentão (PR/PR), Speed Car, a 56 voltas

41º) César Cardoso/Mallaco Maam/Cleber Fonseca (RS/SP/PR), Fast Racing, a 66 voltas

42º) Odair dos Santos/Thiago Klein (PAR/PR), Stumpf-Paraguay Racing, a 70 voltas

43º) Natan Sperafico/Gabriel Correa (PR/GO), Sérgio Ferrari Racing Team, a 81 voltas

44º) Fernando Júnior/Clemente Moroni (RS/RS), a 87 voltas

45º) Lorenzo Massaro/Paulo Salustiano (PR/SP), Speed Car, a 91 voltas

46º) Alexandre Frankenberger/Rafael Bastos (SC/SC), MIG Motorsport, a 98 voltas

47º) Gustavo Magnabosco/Eduardo Berlanda (SC/SC), Pein Competições, a 101 voltas

48º) Betão Fonseca/Adriano Rabelo (SP/CE), Centerbus-Sambaiba, a 101 voltas

49º) Ariel Barranco/Rafael Barranco (PR/PR), RB Motorsport, a 102 voltas

50º) André Bragantini/Galid Osman (SP/SP), Sensei-Sorbara Motorsport, a 111 voltas.

………………………………………………………………………………………………………….

Créditos das fotos: José Mario Dias e Cleocinei Zonta/Divulgação

………………………………………………………………………………………………………….

Weiss e Sedano comemoram a vitória na 31º Cascavel de Ouro

Weiss e Sedano comemoram a vitória na 31º Cascavel de Ouro

Pódio da edição histórica, que marcou os 50 anos da Cascavel de Ouro

Pódio da edição histórica, que marcou os 50 anos da Cascavel de Ouro

Cascavel de Ouro terá catarinenses na pole position. A dupla Gustavo Magnabosco Eduardo Berlanda fez a melhor média dos treinos classificatórios e com a marca de 1m23s173 conquistaram o direito de largar na primeira posição. A primeira fila será completada pela dupla paranaense Edgar Favarin/Israel Favarin (pai e filho), que fizeram a média de 1m23s379. A prova será disputada amanhã, com largada às 13 horas.

A segunda fila terá Leandro Zandoná/Paulo Pizzoni, do Paraná, na terceira colocação, com 1m23s380; e Luiz Carlos Ribeiro (RS) e Peter Ferter (MS), com 1m23s471. Na quinta colocação sairá o trio formado por André Nicastro (PR)/Lucas Morases (MA)/Marcos R4egada (SP), com 1m23s496, seguido de Miguel Laste/Ricardo Sperafico/Rodrigo Sperafico (PR), 1m23s555; André Bragantini/Galid Osman (SP), 1m23s570; Edson Vale/Wellington Justino (GO), 1m23s589; Felipe Carvalho (PR)/Guilherme Salas/Guilherme Salas (SP)/Cássio Cortes (SP), 1m23s617; e Caio Carvalho/Paulo Bento (PR), com 1m23s667, que pela ordem fecham as 10 primeiras posições do grid de largada.

Como há 57 inscritos e somente 50 podem largar, ainda hoje será disputada uma prova de repescagem, reunindo os 16 últimos dos treinos classificatórios. Os 10 primeiros da repescagem se classificam para ocuparam do 40º ao 50º do grid.

 

Confira o grid de largada da Cascavel de Ouro

1º) Gustavo Magnabosco/Eduardo Berlanda (SC/SC), Pein Competições, 1m23s173

2º) Edgar/Israel Favarin (PR/PR), Stump – Paraguai Racing 1m23s379

3º) Leandro Zandoná/Paulo Pizzoni (PR/PR), Ferrari Motorsport 1m23s380

4º) Luiz Ribeiro/Peter Ferter (PR/MS), Ourocar-Charrua Racing, 1m23s471

5º) André Nicastro/Marcos Regadas/Lukas Moraes (SP/MA/SP), Salmini-Paraguay Racing, 1m23s496

6º) Miguel Laste/Ricardo Sperafico/Rodrigo Sperafico (PR/PR/PR), Sérgio Ferrari Racing Team, 1m23s555

7º) André Bragantini/Galid Osman (SP/SP), Sensei-Sorbara Motorsport, 1m23s570

8º) Edson do Valle/Wellington Justino (GO/GO), Classe A-Ferrari Motorsport, 1m23s589

9º) Felipe Carvalho/Cássio Cortes/Guilherme Salas (PR/RS/SP), Sensei-Sorbara Motorsport, 1m23s617

10º) Caíto Carvalho/Paulo Bento (PR/PR), Sensei-Sorbara Motorsport, 1m23s667

11º) Leandro Totti/Maicom Tumiate (PR/PR), AGB Preparações, 1m23s721

12º) Hélio Fausto/Pedro Cardoso (DF/DF), Tomgape Racing Team One Technology, 1m23s730

13º) Edson Bueno/Diogo Pachenki (PR/PR), Stumpf Preparações, 1m23s809

14º) Odair dos Santos/Thiago Klein (PAR/PR), Stumpf-Paraguay Racing, 1m23s812

15º) Natan Sperafico/Gabriel Correa (PR/GO), Sérgio Ferrari Racing Team, 1m23s855

16º) César Cardoso/Mallaco Maam/Cleber Fonseca (RS/SP/PR), Fast Racing, 1m23s866 1

17º) Anderson Portes/Juliano Bastos (PR/PR), Sérgio Ferrari Racing Team, 1m23s886

18º) Alexandre Frankenberger/Rafael Bastos (SC/SC), MIG Motorsport, 1m23s903

19º) Daniel Kaefer/Carlos Souza (PR/PR), Sérgio Ferrari Racing Team, 1m23s915 1

20º) Davi Dal Pizzol/Gustavo Dal Pizzol (SC/SC), Pein Competições, 1m23s921 1

21º) Gustavo Myasava/Pedro Saderi (PR/PR), MRF Motorsport, 1m23s949

22º) Michel Giusti/Jorge Martelli (SC/SC), MP Competições, 1m23s966

23º) Marcelo Campagnolo/Gastão Weigert (PR/PR), Sivel Competições, 1m23s979

24º) Betão Fonseca/Adriano Rabelo (SP/CE), Centerbus-Sambaiba, 1m24s008

25º) Rafael Suzuki/Renato Constantino/Luciano Lobão (SP/DF/DF), Salmini-Paraguay Racing, 1m24s008

26º) Ariel Barranco/Rafael Barranco (PR/PR), RB Motorsport,1m24s064

27º) Wilians Peres/Guto Baldo (PR/PR), Abreu Motors, 1m24s172 1

28º) Analino Sirtuli/João Lemos (RS/POR), Choka Car Racing, 1m24s223

29º) Nicolas Salmini/Gustavo Frigotto (PR/PR), Salmini-Paraguay Racing, 1m24s270

30º) Andrei Carta/Ruslan Carta Filho (PR/PR), Stumpf Preparações, 1m24s276

31º) João Paulo Naumes/Alisson Nurnberg (PR/PR), MP Competições, 1m24s281 1

32º) Júnior Caús/Ingmar Biberg (PR/PR), Caús Motorsport, 1m24s284

33º) Marcel Sedano/Walmor Emílio Weiss (SC/PR), Stumpf Preparações, 1m24s330

34º) Lorenzo Massaro/Paulo Salustiano (PR/SP), Speed Car, 1m24s403

35º) Rogério dos Santos/Dorivaldo Gondra Júnior (PE/PE), Jeg Team-Fast Racing, 1m24s549

36º) César Bonilha/Juca Lisboa (PR/SC), Impact Racing, 1m24s584

37º) Fernando Júnior/Clemente Moroni (RS/RS), 1m24s833

38º) Renato Braga/Leandro Romera/Leandro Reis (GO/SP/GO), Pimba Competições, 1m24s838

39º) Roney Ribeiro/Felipe Braz/Luiz Fernando Pielak (PR/PR/PR), Stumpf Preparações, 1m24s890

40º) Cleves Formentão/Gabriel Formentão (PR/PR), Speed Car, 1m24s963

…………………………………………………………………………………………………………………..

Crédito da foto: Vanderley Soares

……………………………………………………………………………………………………………………..

Gustavo Magnabosco e Eduardo Berlanda comemora a conquista da poole da Cascavel de Ouro

Gustavo Magnabosco e Eduardo Berlanda comemora a conquista da poole da Cascavel de Ouro

Dentro da programação da sétima etapa da Sprint Race, que aconteceu sábado, no autódromo Ayrton Senna, em Londrina, pilotos, integrantes da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) e todo o elenco da competição participaram da campanha “Falta só isto”, que visa conscientizar a importância da prevenção da poliomielite em todo mundo. Realizada pela Alpina, em conjunto com o Rotary Internacional, a ação trouxe informações sobre a doença, dados estatísticos no Brasil e no mundo e esclarecimentos sobre a prevenção ao vírus da pólio.

A poliomielite é uma doença deformadora e, por vezes, fatal. O vírus invade o sistema nervoso e pode causar paralisia em questão de horas em qualquer pessoa, principalmente em menores de cinco anos. Ainda não há cura, mas ela pode ser evitada através da vacinação. No mundo, atualmente, apenas em três países a doença é endêmica: Afeganistão, Nigéria e Paquistão. No ano de 2016, foram confirmados 37 novos casos de pólio no nundo, o que representa mais de 99% de redução de novos casos desde a década de 1980, quando eram registrados mais de mil casos por dia.

O número de casos representados pelo 1% restante são os mais difíceis de prevenir devido a fatores que incluem isolamento geográfico, precariedade da infraestrutura pública, conflitos armados e barreiras culturais. No Brasil, desde 1989 não há novos registros da doença, mas enquanto houver circulação de vírus no mundo, a vacinação não pode recuar, sob o risco de novas epidemias.

Sobre a competição: Os pilotos da Sprint Race voltarão a disputar pelo título da temporada 2017 na oitava e última etapa do campeonato, no dia 03 de dezembro, no Autódromo Internacional de Curitiba. Desta vez, os pontos somados para a classificação serão dobrados.

A sétima etapa da Sprint Race Brasil terá exibição nos canais BandSports, Play TV, Programa Ultrapassagem e Programa Acelerados – no SBT e no YouTube (youtube.com/acelerados).

A Sprint Race tem patrocínio da Albriggs, aQuamec, Pirelli, Motul, Fremax e Rio Custom.

Thiago Marques, promotor da Sprint Race, e Rubens Gatti, presidente da FPrA, participaram das ações da campanha em Londrina

Thiago Marques, promotor da Sprint Race, e Rubens Gatti, presidente da FPrA, participaram das ações da campanha em Londrina

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!