Get Adobe Flash player

Cross

Wagner Hirts e Lucas Marques conquistaram a vitória nas 100 Milhas de Kartcross, fazendo a festa em casa (Foto: Divulgação)

Wagner Hirts e Lucas Marques conquistaram a vitória nas 100 Milhas de Kartcross, fazendo a festa em casa (Foto: Divulgação)

APUCARANA (PR) – A 2ª edição das 100 Milhas de Kartcross de Apucarana superou todas as expectativas. A competição foi disputada no último sábado, fazendo parte das comemorações dos 78 anos do município. A promoção e organização foram da Apukart (Associação Apucaranense de Kartcross), com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), e apoio da Prefeitura de Apucarana, Transapucarana e Bravya Fertilizantes.

A prova levou 25 karts à pista do Autódromo de Velocidade na Terra de Apucarana, com pilotos representando os estados do Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. As disputas foram intensas, com várias alternâncias da liderança. No final, quem levou a melhor foi a dupla da casa formada por Wagner Hirts e Lucas Marques, de Apucarana. Em segundo se classificou o quarteto David Santin/Felipe Nadai/Rodrigo Silva/Thiago Nadai, de São Paulo.

Final do Paranaense

As emoções do kartcross prosseguem em Apucarana no dia 20 deste mês, quando a Apukart organizará a prova de encerramento do Campeonato Paranaense de 2021. A competição não pode ser realizada no fim do ano passado em função da pandemia do coronavírus.

 

Resultado da 2ª Prova 100 Milhas de Kartcross

1º) Wagner Hirts/Lucas Marques (Apucarana)

2º) David Santin/Felipe Nadai/Rodrigo Silva/Thiago Nadai (São Paulo-SP)

3º) Márcio Lima/Carlos Henrique (Apucarana)

4º) Cesinha Bonilha/Marcelo di Tripa (Toledo)

5º) Jonas Radetzki/Leandro (Maripá)

6º) Thiago Ferrari/Ébano/Eduardo Ferrari (Toledo)

7º) José Otávio/Felipe Manduca (Itatinga-SP)

8º) João Lucas/Fabrício Mattar (Itatinga-SP)

9º) Gustavo Pisani/Márcio Grando/Roberto Vargas (Primavera do Leste-MT)

10º) Bruno Manarin/Gabriel Pohl/Jaime Pohl (Toledo)

11º) Leandro Delalibera/Fernando Welter (Jandaia do Sul)

12º) Euler Rufatto/Alysson Vieira/Camilo Lalin (Apucarana)

13º) Michel Grings/Maycon Kimi (Toledo)

14º)Edemilson/Edemilson Filho/Erick (São Paulo-SP)

15º) Edaurdo Basílio/Rafael Bertasso (Apucarana)

16º) Carlos Antônio/James (Novo Itacolomi)

17º) Marcos Seguros/Edaurdo seguros (Jandaia do Sul)

18º) Elias Soares/Allison Abreu (Apucarana)

19º) Thiago Machel/Alexandre (Maripá)

20º) Paulo Santos/Ademar Kuhs (Toledo)

21º) Vado/Kayque (Novo Itacolomi)

22º) Jefferson Paiva/Gabriel Araújo (Novo Itacolomi)

23º) Ângelo Oliveira/Jairo Maciel/Moisés Ostemann (Taquara-RS)

24º) Sidnei Koiti/Fred Augusto (Arapongas)

25º) Jaime Júnior/Fernando Maciel/Renan Buc (Taquara-RS)

Bom número de karts na pista e belas disputas, kartcross de Apucarana tem um bom início de temporada (Foto: Divulgação)

Bom número de karts na pista e belas disputas, kartcross de Apucarana tem um bom início de temporada (Foto: Divulgação)

Giovane, Rafael, Gustavo, Rubens Gatti, Euler, Eduardo e Camilo Lalim durante a última reunião de organização da prova (Foto: Divulgação)

Giovane, Rafael, Gustavo, Rubens Gatti, Euler, Eduardo e Camilo Lalim durante a última reunião de organização da prova (Foto: Divulgação)

CURITIBA (PR) – Fazendo parte da programação das comemorações dos 78 anos do município, Apucarana terá a Prova 100 Milhas de Kart no próximo sábado (29). A promoção e organização são da Apukart (Associação Apucaranense de Kartcross), supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), e apoio da Prefeitura de Apucarana, Transapucarana e Bravya Fertilizantes.

O evento será sem público, seguindo os protocolos sanitários. Camilo Maziero Lalin, presidente da Apukart, adianta que serão três horas de corrida no Autódromo de Velocidade na Terra da cidade, localizado na região do Contorno Sul.

O limite máximo de participantes será de 30 equipes.  Cada equipe poderá inscrever dois karts e no máximo quatro pilotos. A competição será transmitida pela TV Live Web.

A Apukart está com tudo pronto para o evento, conforme a última reunião de trabalho realizada na Bertasso Preparações, da qual participaram Giovane Nove, diretor de prova FPrA; Rafael Bertasso, da Apukart; Gustavo Nove, comissário  desportivo da FPRA; Rubens Gatti, presidente da FPrA; Euler Rufato, da Apukart; Eduardo Basílio, da Apukart, e Camilo Lalim, presidente da Apukart.

Rubens Gatti desta o profissionalismo, dedicação e empenho dos paranaenses envolvidos no automobilismo (Foto: Victor Lara)

Rubens Gatti destaca o profissionalismo, dedicação e empenho dos paranaenses envolvidos no automobilismo (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – De acordo com dados oficias da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), a Federação de Automobilismo do Paraná (FPrA) tem o maior número de pilotos federados à entidade. Mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia do coronavírus, o Paraná fechou 2020 com 1.302 pilotos, contra 1.138 de São Paulo. Depois vêm Santa Catarina, com 759 pilotos; Rio Grande do Sul, com 701; e Ceará, com 366.

O presidente Rubens Gatti destaca que o prêmio da Federação Paranaense ser atualmente a Federação número 1 em pilotos do Brasil deve ser repartido com todos os paranaenses que fazem automobilismo. Gatti destaca o trabalho de base feito pelos clubes, a dedicação dos pilotos, o profissionalismo dos preparadores, o empenho dos promotores. Gatti acrescenta ainda a participação das autoridades esportivas dos municípios onde estão as praças esportivas e no ano da pandemia, acrescenta-se também as autoridades de saúde, que atuaram junto com a Federação e com rígidos protocolos sanitários, permitiu que o Paraná fosse o primeiro estado a retorna as competições no Pós-Covid, no novo-normal. “Todos os envolvidos com automobilismo no Paraná têm sua parcela de contribuição para sermos a principal Federação do País. O ano foi difícil, mas conseguimos dentro do possível, fazer automobilismo. Os desafios continuam e esperamos manter esta posição também na temporada de 2021”, frisa Gatti.

Gatti também enfatiza que o quadro técnico da Federação é muito bom, permitindo que faça até oito eventos em um mesmo fim de semana, em diversos pontos do Paraná. “Temos todas as modalidades e o kart, que é a base do esporte motor, é muito forte. Temos pólos da modalidade hoje em Curitiba, Londrina, Campo Mourão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Pato Branco e Guarapuava. O kart também está crescendo em Francisco Beltrão e Rio Negro. A Velocidade na Terra concentra-se na região Metropolitana de Curitiba e Ponta Grossa, mas Apucarana está voltando de novo ao protagonismo. A arrancada cresce todos os anos”, diz Gatti.

Rubens Gatti (presidente) e Bento Tino (vice-presidente) buscam mais agilidade no atendimento aos pilotos paranaenses (Foto: Mario Ferreira)

Rubens Gatti (presidente) e Bento Tino (vice-presidente) buscam mais agilidade no atendimento aos pilotos paranaenses (Foto: Mario Ferreira)

CURITIBA (PR) – A pandemia do coronavírus continua afetando o automobilismo e não há uma estimativa exata de quando as competições poderão começar nesta temporada. Visando proporcionar conforto e evitar atropelos quando as provas foram confirmadas, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) atende os pilotos em cinco cidades do Estado. Neste início de temporada, a maior parte dos atendimentos está relacionado com a documentação e com a renovação ou confecções de Carteiras de Pilotos.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, destaca a importância dos pilotos cuidarem da documentação o mais cedo possível porque assim que os protocolos sanitários das secretarias de Saúde do Estado e dos municípios permitirem, os campeonatos das mais diferentes categorias terão início. Para isso está com seis pontos de atendimento em cinco cidades do estado. Em Curitiba, os pilotos podem procurar a sede da federação, que serão atendidos por Salete e Zé Mário. Informações podem ser obtidas pelo Fone (41)  3345-4351; em Londrina e região Norte, com Ana (43) 3255-5313); em Cascavel, com Juliana Damian (45) 3223-6363; e Cleucir Lunardi (45) 9 9968-7176; em Foz do Iguaçu, com Bento Tino (45) 9 8409-4591; e em Pato Branco, com Ademar Assis Silvestre, o Chico, pelo Fone (46) 9 9105-4505.

Rubens Gatti conversa com autoridades de saúde dos municípios e do Governo buscando reabrir autódromos e kartódromos no Paraná (Foto: Vanderley Soares)

Rubens Gatti conversa com autoridades de saúde dos municípios e do Governo buscando reabrir autódromos e kartódromos no Paraná (Foto: Vanderley Soares)

CURITIBA (PR) – No momento em que diversos segmentos da economia começam o processo de reabertura em função da pandemia do coronavírus, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) mantém dialogo com autoridades de saúde e esportivas para a liberação dos autódromos e kartódromos do Paraná. Em um primeiro momento, as praças esportivas seriam liberadas para treinos e em seguida para competições, sem a presença do público.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, informa que está conversando com autoridades dos municípios e do governo do Paraná. Gatti destaca que a FPrA e a CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) baixaram portarias normatizando como será a pratica do automobilismo que impossibilite a disseminação do coronavírus. Mas a volta das atividades só será possível com a autorização das autoridades de saúde dos municípios e do Estado. “Estamos levando informações a todos os municípios e a Secretaria de Saúde do Paraná. Tudo precisa ser feito com segurança, mas temos que buscar um retorno para que possibilite as classes trabalhadoras da cadeia do automobilismo voltarem a ter renda”, frisa Gatti.

Rubens Gatti também informa que em Cascavel, o Autódromo Zilmar Beux e o kartódromo Delci Damian já estão liberados para treinos há alguns dias. O Kartódromo Raceland Internacional, em Pinhais, região Metropolitana de Curitiba, também está aberto para treinos. Estas três praças seguem as determinações das autoridades de saúde e das portarias da FPrA e da CBA.  Até agora tudo tem funcionado bem. “Estamos trabalhando para também liberar os autódromos de Curitiba e Londrina e os kartódromos de todo o Estado. “O Kartódromo Luigi Borghesi, em Londrina, tem uma situação peculiar porque irá sediar a Copa Brasil, que foi adiada de outubro deste ano para fevereiro de 2021. Muitos pilotos e equipes buscam realizar treinos preparatórios, que podem ser feitos com medidas de distanciamento, como já estão sendo feitas em Cascavel e no Raceland”, completa Rubens Gatti.

Oficio FPrAAmparada pela Lei 20.189, decretada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador do Paraná Carlos Massa Ratinho Júnior, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), libera autódromos e kartódromos do Paraná, cabendo aos clubes e associações estabelecer as normas e seguir as orientações das autoridades de saúde dos municípios, do Estado e da União. A determinação foi comunicado aos clubes e associações filiadas à entidade, pelo oficio 08/20, assinado pelo presidente Rubens Gatti.

Segundo Rubens Gatti, com a Lei do Estado, que libera as atividades de oficinas mecânicas, será possível treinos e testes nas praças esportivas. Mas isto tem que sequer o que cada município determina. Ele acrescenta que a medida se faz necessário para permitir que todo o corpo técnico do automobilismo volte a trabalhar, minimizando o impacto social, pois toda a classe depende financeiramente deste trabalho. Os clubes estabelecerão as normais, procurando evitar aglomerações e com todas as exigências das autoridades de saúde”, diz Rubens Gatti, acrescentado que a FPrA continuará dialogando com as autoridades e atenta a todos os desdobramentos, até que as competições possam ser liberadas.

A CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), através de seu presidente Waldner Bernardo de Oliveira, o Dadai, baixou hoje a Portaria nº 02/2020, estabelecendo que caberá as Federações Estaduais decidirem sobre o reinicio das atividades automobilísticas nos estados, respeitando as leis Federais, Estaduais e Municipais.

 

Veja a integra do ofício da FPrA:

 

Para

CLUBES e ASSOCIAÇÕES filiados a FPRA

Ilmos. Srs. Presidentes.

Ref.: ATIVIDADES AUTOMOBILÍSTICAS.

 

A Federação Paranaense de Automobilismo – FPRA – por seu Presidente, Sr. Rubens Maurílio Gatti, ciente de que a atividade automobilística envolve centenas de preparadores, mecânicos e auxiliares cujas famílias dependem financeiramente destes para a sobrevivência, e por analogia estando liberada a atividade das oficinas mecânicas no Estado Paraná, decide liberar as atividades inerentes ao automobilismo no Estado, desde de que atendida toda e qualquer orientação ou determinação das autoridades da área da saúde, seja Federal, Estadual ou Municipal.

Assim, cada CLUBE ou ASSOCIAÇÃO ficará responsável pelo cumprimento das normas e ou procedimentos expedidos pelas autoridades acima mencionadas, evitando a disseminação da COVID-19.

Certos do cumprimento das normas por parte dos respectivos Clubes e Associações, subscrevemo-nos.

Atenciosamente,

Rubens Maurílio Gatti

Presidente

Portaria CBA

Rubens Gatti diz que todos campeonatos previstos para a temporada 2020 serão mantidos (Foto: Vanderley Soares)

Rubens Gatti diz que todos campeonatos previstos para a temporada 2020 serão mantidos (Foto: Vanderley Soares)

CURITIBA (PR) – Com a paralisação de todas as competições automobilísticas em função da pandemia do coronavírus, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) irá refazer o calendário de todas as categorias do automobilismo paranaense. Todos os campeonatos previstos serão mantidos.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, explica que o ajuste de datas para um novo calendário será feito tão logo seja definido o calendário das categorias nacionais. “Vamos esperar a definição das categorias nacionais e estudarmos as datas restantes. Muitos paranaenses participam das categorias nacionais e também sediamos muitas provas nacionais. Em alguns casos, poderemos ter programação conjunta”, frisa Gatti.

Gatti também adianta que a diretoria da FPrA tomou a decisão de que todos os campeonatos previstos para a temporada 2020 serão realizados. Em alguns casos o número de etapas poderá diminuir. “Vamos dialogar com os clubes, pilotos, promotores e chegaremos ao ponto que será melhor para todos”, enfatiza Rubens Gatti.

 

Campeonatos previstos para a temporada 2020 no Paraná

Kart

Campeonato Paranaense de Kart – Curitiba

Campeonato Paranaense de Kart Light – Londrina

Open da Copa Brasil de Kart – Londrina

Campeonato Metropolitano de Kart de Cascavel

Campeonato Citadino de Kart de Foz do Iguaçu

Campeonato Metropolitano de Kart de Rio Negro

Copa Super Paraná de Kart – Curitiba

Copa Paraná de Kart – Cascavel

Campeonato Pato-branquense de Kart

Provas festivas

 

Rali

Campeonato Paranaense de Rali

 

Velocidade na Terra

Campeonato Metropolitano de São José dos Pinhais

Campeonato Paranaense

 

Velocidade no Asfalto

Campeonato Paranaense – Curitiba – Londrina – Cascavel

Campeonato de Metropolitano de Curitiba

Copa de Cascavel – Três etapas

Campeonato Metropolitano de Londrina

 

Arrancada

Campeonato Paranaense de Arrancada na Terra

Copa Paraná de Arrancada na Terra

Provas festivas na Terra em São Mateus do Sul e Ponta Grossa

Campeonato Paranaense de Arrancada de 201 Metros

 

Provas longas

Cascavel de Ouro

500 Milhas de Londrina

Rubens Gatti trabalha para impedir que provas piratas coloquem em risco a vida de pilotos, organizadores e de torcedores (Foto: Mario Ferreira)

Rubens Gatti trabalha para impedir que provas piratas coloquem em risco a vida de pilotos, organizadores e de torcedores (Foto: Mario Ferreira)

CURITIBA (PR) – Atendendo solicitação da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), o Ministério Público canelou uma corrida pirata de kart que seria disputada neste fim de semana nas ruas de Ubiratã, na região Oeste do Paraná. Também foram comunicados da irregularidade a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, explica que qualquer prova automobilística a serem realizadas no Paraná precisa estar de acordo com as normas técnicas, esportivas e de segurança. Todos os órgãos precisam estar cientes e aprovarem as normas de segurança que evolvam participantes, promotores e público.

Gatti também explica que o alvará para as competições só é expedido pela FPrA quando o promotor do evento cumpre com todos os encargos exigidos. Ele deve ser solicitado 30 dias antes da data prevista para o evento. Os técnicos da entidade estabelecem as condições de segurança, sempre buscando preservar a integridade física de participantes, do público e de terceiros. Estas exigências vão desde o equipamento do participantes a normas de evacuação do local caso venha a ocorrer algum imprevisto. Em caso de acidente, como será feito o atendimento a participante ou ao público. “Em um evento automobilístico, há diversos itens que começam a ser analisado muito tempo antes da data prevista. Vai de condições da praça esportiva, de capacidade de público, como as pessoas vão chegar ao local e retornar a seus lares. Em caso de um acidente, quais condições e como será feito o atendimento, quantos profissionais estarão à disposição, quais as condições dos equipamentos, em caso atendimento médico mais aprimorado, como será feito este atendimento e de que forma a ou as ambulâncias deixaram o local. Para os participantes, as análises vão das normais desportivas (regulamentos) e condições do equipamento, se as condições da prova desportiva oferecem a segurança necessária”, acentua Gatti.

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

agosto 2022
S T Q Q S S D
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!