Get Adobe Flash player

Luiz Aparecido

Confirmada para 31 de outubro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, a 35ª Cascavel de Ouro será com a Gold Classic (Foto: Divulgação)

Confirmada para 31 de outubro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, a 35ª Cascavel de Ouro será com a Gold Classic (Foto: Divulgação)

As corridas da etapa final da Gold Classic colocarão em disputa, além dos títulos das quatro divisões do campeonato, o troféu mais tradicional do automobilismo brasileiro: a Cascavel de Ouro. Marcado para 31 de outubro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel (PR), o evento tem participação confirmada de pilotos de 55 carros, todos devidamente já inscritos por pilotos de cinco estados brasileiros e da Argentina.

De 2014 a 2020 a Cascavel de Ouro teve seu grid formado pelos carros de Marcas 1.6, que atualmente compõem o campeonato da Turismo Nacional. Inicialmente, seria o formato para esta 35ª edição, que acabou tendo sua realização cancelada pelo piloto Edson Massaro, promotor do evento desde 2017. A etapa da Gold Classic estava no cronograma do evento e teve sua realização mantida pelo organizador Luc Monteiro.

“Diante das mudanças que ocorreram consideramos a Gold Classic a categoria perfeita para que a Cascavel de Ouro fosse mantida no calendário”, expõe o engenheiro Renato César Pompeu, presidente do Automóvel Clube de Cascavel. “O campeonato nasceu em Cascavel e em poucos anos consolidou um sucesso de aceitação no Brasil inteiro. A Gold Classic, hoje, representa muito desses 55 anos de história do Automóvel Clube”, diz.

A Divisão 4 da Gold Classic, composta pelas classes Premium e Stock, totaliza 22 carros inscritos. Na Divisão 3, com as classes Turismo e GT & Protótipos, são sete carros. São os pilotos que vão disputar a inclusão de seus nomes na galeria dos campeões da Cascavel de Ouro. Essa disputa seguirá um regulamento desportivo particular que não interfere no formato da etapa e na disputa pelo título das categorias do campeonato.

Para a Divisão 2, que tem 12 carros inscritos nas classes GT e Turismo, e a Divisão 1, com 14 carros nas classes Speed e Turismo, a etapa de Cascavel colocará em disputa a 2ª Cascavel de Prata. “As categorias são determinadas pelo potencial e pelas características de cada carro. Proporcionar a Cascavel de Prata para as divisões 1 e 2 é uma forma de contemplar todos com a possibilidade real de fazer história”, considera Monteiro.

A Cascavel de Ouro de 2020, com os carros da Turismo Nacional, teve como campeões o paraguaio Odair dos Santos, o paranaense Thiago Klein e o pernambucano Beto Monteiro. Eles competiram com um GM Onix da gaúcha Giocar Racing-Autotech. Na Cascavel de Prata, que teve sua primeira edição, a vitória foi do paranaense Rafael Colombari e do goiano Pablo Alves, com o Ford Fiesta da Ferrari Motorsport.

 

Participantes já confirmados na 35ª Cascavel de Ouro/Gold Classic

Categoria Divisão 4

1 – Mário Diego Broering (SC), GM Omega/Sidney Paint, classe Stock

2 – Gabriel Bechtold/Marcelo Tatsch (SC/PR), GM Omega/Renn Tech, classe Stock

6 – Caio Lacerda (SP), Aldee-VW/HT Guerra, classe Premium

9 – Ciro Paciello (SP), GM Omega/Big Power Competições, classe Premium

11 – Armin Kliewer (RR), GM Omega/Careca Competições, classe Premium

12 – Mauro Kern Júnior (SP), Puma GTE/HT Guerra, classe Premium

14 – Anderson Andrade (PR), GM Omega/Careca Competições, classe Premium

16 – Denísio Casarini (SP), Willys Interlagos/Casarini Racing, classe Premium

17 – Ricardo Domenech/Rogério Barbato (SP/SP), GM Opala/RTC Racing Team

19 – Maurício Gaudêncio (PR), GM Omega/Careca Competições, classe Premium

20 – Deninho Casarini (SP), Porsche 914/Casarini Racing, classe Premium

27 – Wanderlei Berlanda (SC), GM Omega/Careca Competições, classe Premium

28 – Rubens Kliewer (PR), GM Omega/Careca Competições, classe Stock

33 – Roberto Lacombe (RS), Aldee-VW/Lacombe Motorsport by Mascarello, classe Premium

35 – Alex Morais (PR), Aldee-VW/Paraná Racing, classe Premium

37 – Giovani Almeida (SP), Aldee-VW/HT Guerra, classe Premium

38 – Luciano Fracaro (SP), GM Omega/Franzói Racing, classe Premium

42 – Richard Heidrich (SC), GM Omega/Careca Competições, classe Premium

46 – Robby Perez (ARG), Aldee-VW/Reverenda, classe Premium

55 – Paulo Loco Figueiredo (SP), Aldee-VW/Martini A1, classe Premium

302 – Leovaldo Petry (RS), Ford Maverick/Project Motorsport, classe Premium

343 – Franccesco Esposito (PR), GM Omega/Gasoline Racing, classe Stock

 

Categoria Divisão 3

15 – Heitor Nogueira Filho (SP), Espron-BMW/Joes Racing, classe GTP

45 – Juliano Bastos/Heverson Bastos (PR/PR), Aldee-VW/Caús Motorsport, classe GTP

82 – Dudu Pimenta/Luiz Sérgio Santos (SP/SP), Puma GTE/EP reality-Quake 2, classe GTP

335 – Rogério Schuhli/Thiago Brandt (SP/SP), Aldee-VW/Terraquatro, classe GTP

337 – Leonardo Almeida (SP), Porsche 914/HT Guerra, classe GTP

339 – Rafael Schuhli (SP), Puma GTE/Terraquatro, classe GTP

913 – Carlão Estites (SP), Ford Escort/HT Guerra, classe Turismo

 

Categoria Divisão 2

10 – Marcelo Kroth/Diego Lino (PR/PR), VW Gol/Garagem 88 Competições, classe Turismo

22 – Marcelo Kairis (SP), Puma GTE/Paddock-Saúva Racing, classe GT

30 – Carlos Eduardo Harmel (SP), VW Gol/JR Competiões, classe Turismo

32 – Reinaldo Cangueiro (SP), Farus TS/Canga Gulf Team, classe GT

43 – Hamilton Morsch (PR), GM Chevette/SR Competicões, classe Turismo

44 – Guilherme Melo (MG), Puma GTE/Terraquatro, classe GT

74 – Arthur Bailo/Thiri Lorentz (PR/PR), VW Gol/Thiri Racing, classe Turismo

65 – Willian Chahine (SP), VW Passat/Paddock-Coelho’s, classe Turismo

69 – Solon Pezzini (MG), VW Gol/Go Racing, classe Turismo

158 – André Padilha (RS), VW Gol/158 Competições, classe Turismo

248 – Leandro Kairis (SP), Fiat 147/Paddock-Saúva Racing, classe Turismo

444 – Alexandre Peppe (SP), VW Passat/HT Guerra, classe Turismo

 

Categoria Divisão 1

8 – Juliano Meira (SP), VW Voyage/Paddock-Coelho’s, classe Turismo

41 – Ike Nodari (SC), Fiat Uno/Terraquatro, classe Turismo

49 – Paulo Jalles (MG), Fiat Uno/Go Racing, classe Turismo

66 – Almir Morales (SC), VW Voyage/MP Competições-66 Motorsport, classe Turismo

78 – Matheus Beccalli (SP), VW Passat/HT Guerra, classe Turismo

79 – Norberto Kröning Correa (RS), VW Fusca/Premiocar, classe Speed

81 – Marcos Ramos/José Cordova (PR/PR), Peugeot 205/Cordova Motorsport, classe Turismo

88 – Moacir Fighera/Daniel Fighera (RS/RS), VW Fusca/Fighera Competições, classe Speed

101 – Everton CostaWagner (SP), VW Passat/Coelho’s, classe Turismo

112 – Carlos Guizzo (RS), VW Fusca/Ele & Ela Racing, classe Speed

133 – Duda Weirich (PR), VW Voyage/Weirich Racing, classe Turismo

166 – Andrew Leonardi (PR), VW Gol/Thiri Racing, classe Turismo

222 – Fábio Tokunaga (PR), VW Gol/Red Foot Racing Team, classe Turismo

777 – Paulo Henrique Costa (PR), VW Voyage/Red Foot Racing Team, classe Turismo

Com mais de 70 duplas inscritas, o Rally dos Tropeiros, em Castro, será válido pela segunda etapa do Rally Paraná (Foto: Divulgação)

Com mais de 70 duplas inscritas, o Rally dos Tropeiros, em Castro, será válido pela segunda etapa do Rally Paraná (Foto: Divulgação)

O Rally PR – Campeonato Paranaense de Rally de Regularidade – tem sequência neste próximo sábado (18). A segunda etapa da competição será realizada na cidade de Castro, que fez parte do caminho obrigatório dos tropeiros que iam de Viamão (RS) até Sorocaba (SP); por este motivo, a etapa foi batizada como Rally dos Tropeiros.

Além das duplas paranaenses, o Rally PR atrai também participantes de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo, sendo que para essa prova estão confirmados 77 carros, divididos nas categorias Máster, Graduados, Turismo, Light, Expedition e Adventure.

A largada será às 9h31 do Parque de Exposições Dario Macedo. De acordo com o diretor geral do Rally PR, Vander Hirt – mais conhecido como Fritão, o percurso terá 140 quilômetros, com 70 quilômetros navegados. A disputa acontecerá por regiões de reflorestamento de pinus, com médias de velocidade justas e adequadamente acertadas para aumentar a adrenalina. Os competidores aceleração por terreno batido (liso), mesclando pedras e areia.

“O roteiro passará também por estradas das cidades de Catanduvas e Abapã e, ainda, adentraremos uma pedreira abandonada que dará um toque a mais de emoção. Outro ponto marcante de nossos ralis são os balaios e, para essa segunda etapa, teremos vários”, conta Hirt. Por estar chovendo bastante na região nestes últimos dias, existe a chance de haver poças de lama pelo caminho.

Pai e filho, Mauri e Henrique Glir, competem juntos desde 2015 e já conquistaram vários pódios do Rally PR, como também da Copa Troller e o título de campeão do Transparaná 2017 pela categoria Graduados. “O rali de regularidade proporciona a integração entre os participantes, sendo um grande privilégio poder andar em família”, destaca Mauri, ressaltando também sobre a qualidade das provas do Rally PR. “As etapas são sempre emocionantes, com locais bem escolhidos e grid qualificado. O lugar no qual os melhores pilotos e navegadores se encontram, só pode ser sinônimo de sucesso e adrenalina”, encerra.

O Campeonato Paranaense de Rally de Regularidade tem apoio de GS Perfomance, Salla Atacado, Zenz Bonés Camisetas e Uniformes, Dispauto Auto Peças, Bäckerei Zeckner, Trilha Eurocar, Fábrica das Cópias, Acássius Centro Gráfico, Mont Koya Motors, RL Cópias, Top Shape CWB Moda Fitness, Pini Incorporadora, Anderson Multimarcas e Caramcar.

Luciano Borghesi, Silvio Zambello e Beto Borghesi, duas familiares tradicionais do automobilismo brasileiro (Foto: Divulgação)

Luciano Borghesi, Silvio Zambello e Beto Borghesi, duas familiares tradicionais do automobilismo brasileiro (Foto: Divulgação)

LONDRINA (PR) – Duas das mais tradicionais competições de longa duração do Brasil unem forças. As 500 Milhas de Londrina e os 500 Km de São Paulo terão evento conjunto. Será nos dias 22 e 23 de outubro, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, no Norte do Paraná, quando a 29ª edição das 500 Milhas de Londrina será válida também pela 37ª edição dos 500 Km de São Paulo.

Beto Borghesi, que promove ao lado de Aloysio Moreira, as 500 Milhas de Londrina, diz que sempre houve bom relacionamento com Silvio Zambello, promotor dos 500 Km de São Paulo e agora surgiu a oportunidade de realizar as duas provas no mesmo evento porque o Autódromo de Interlagos está reservado para a Fórmula 1. “Será uma corrida de endurance, válida por duas provas tradicionais. Será uma única inscrição e premiação separada. No momento que os competidores completarem os 500 Km, a direção de prova dará uma bandeirada, mas a corrida continuará para que se complete as 500 Milhas. Será um grande evento, que será muito interessante para pilotos e equipes”, destaca Beto Borghesi.

Já Sílvio Zambello diz que a aceitação por parte dos pilotos foi muito boa porque irão participar de duas competições, com o mesmo regulamento. “A união das duas provas foi tão bem aceita, que já está evoluindo para um campeonato em 2022, com os 500 Km de São Paulo, 500 Milhas de Londrina e também iremos incluir Curitiba no calendário. Os entendimentos com as federações do Paraná e de São Paulo estão bem adiantados e a confirmação do campeonato já poderá acontecer no evento de Londrina, no próximo mês. Queremos fazer automobilismo, do bom, e a união dos 500 Km de São Paulo com as 500 Milhas de Londrina trará bons resultados, principalmente para os pilotos, uma vez que será uma competição que possibilitará a participação de competidores com orçamento mais reduzido”, completa Zambello.

Beto Borghesi e Aloysio Moreira, promotores das 500 Milhas de Londrina (Foto: Divulgação)

Beto Borghesi e Aloysio Moreira, promotores das 500 Milhas de Londrina (Foto: Divulgação)

Silvio Zambello destaca também a união de duas famílias tradicionais do automobilismo brasileiro, Borghesi e Zambello, formando um grande evento com as suas histórias e tradições. Desde 1957 os 500 Km de São Paulo é uma das provas mais tradicionais do automobilismo brasileiro. Originalmente esta prova era realizada pelo anel externo de Interlagos. A partir de 1997 os 500 Km de São Paulo, com nova diretoria do Automóvel Clube Paulista, passa a organizar a corrida pelo circuito completo de Interlagos, mantendo nos anos subsequentes a tradicional corrida.

Inscrições

As inscrições para o evento conjunto, a 29ª edição das 500 Milhas de Londrina e o 37º 500 Km de São Paulo, estão abertas e podem ser feitas com Beto Borghesi, pelo celular/whatssap (43) 9 9938-0326. A reserva de boxes será pela ordem de inscrição. As categorias em disputas serão Geral (categoria Força Livre), I, II, III, VI, V e VI.

As duas provas finais da atual temporada do Paranaense de Velocidade serão disputadas em novembro, em Curitiba e Londrina (Foto: Victor Lara)

As duas provas finais da atual temporada do Paranaense de Velocidade serão disputadas em novembro, em Curitiba e Londrina (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – Depois do adiamento da 2ª etapa, que estava marcada para o último fim de semana em Londrina, em função da paralisação dos caminhoneiros, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) fez um remanejamento das duas etapas restantes do Campeonato Paranaense de Velocidade de 2021.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, informa que as duas etapas restantes da atual temporada serão em novembro. A 2ª etapa será no dia 7 em Curitiba e a 3ª e decisiva no dia 28, em Londrina. Gatti explica foram as possíveis datas no calendário e na agenda dos autódromos. A do dia 7 já estava prevista no Autódromo Internacional de Curitiba para ao Metropolitano de Velocidade, daí a inversão com Londrina, que agora passa a sediar a final, no dia 28 de novembro.

A categoria Old Chevy mostrou muita competitividade, projetando uma excelente temporada em 2021 (Foto: Victor Lara)

A categoria Old Chevy mostrou muita competitividade, projetando uma excelente temporada em 2021 (Foto: Victor Lara)

A etapa final do Paranaense de Velocidade na Terra 2020 e abertura da temporada 2021 da modalidade foi realizada com sucesso pelo Ponta Grossa Motor Clube no sábado e domingo, com a participação de 72 carros no autódromo da cidade de Ponta Grossa. A etapa foi realizada nas categorias Old Chev A e B, Marcas A e B, Marcas Estreantes, Old Fusca Velocidade A e B, e Kart Cross, com organização de Carlos Alberto Soares, o Carlinhos do Ponta Grossa Motor Clube, e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), no evento denominado “Prova Ponta Grossa 198 Anos”.

Como no sábado (11), o tempo começou com uma garoa fina e no meio da tarde choveu forte, não foi possível realizar os treinos livres, Classificatório e a primeira bateria como estavam previstos. A programação da etapa foi adequada para o domingo (12), que amanheceu ensolarado, com um treino livre, os treinos classificatórios e uma bateria de cada categoria. Destaque para a participação do público, que além da Galera da Curva, principal torcida da Velocidade na Terra, haviam quase mil pessoas, obedecendo o distanciamento e usando as máscaras, como determinaram os órgãos de saúde do município.

Na categoria Old Fusca Velocidade A, que contou com 18 carros, a vitória foi de Luís Fernando Tatsch, seguido de Jefferson Leopoldo de Pontes, Rogerson Pereyma da Silva, Emanuel Pauzer e Luciano Laroca Rosa. Na Old Fusca Velocidade B, venceu Ailson Júnior, com Alexandre José Marzolla em segundo e Artur Leonel de Pontes em terceiro lugar.

Alefer Rafael Maia da Costa venceu na Old Chev A, tendo Robson Moura em segundo, Cleverson Petrich em terceiro, Flávio Mendes em quarto e Rogério Torres em quinto lugar. Na Old Chev B venceu Rafael Welsyski, seguido de Fagner Lenkot, Fabrício Lenkot, Ricardo Moleta e Dorival do Valle. As duas categorias Old Chev reuniram 25 carros.

A categoria Marcas A foi dominada de ponta a ponta pelo piloto Leonardo Kovalski, seguido de Stive Augusto Tokarski, Jean Carlo Gans e Amauri “Juca” Lisboa Júnior. Na categoria Marcas B, venceu João Ademir Stabach, com o acidente de Antonio Jorge Amorim Carvalho, que abandonou a prova logo na primeira volta.

Na Marcas Estreantes a vitória foi de Jocemar Chiqueti, com Vitor Colodel em segundo, Genilson Colodel em terceiro, Sandro Stenzowski em quarto e Jarbas Schust em quinto lugar. E na Kart Cross, venceu Marcel Machado Moreira, tendo Maiko Reis Gregório em segundo, Luiz Henrique Camargo em terceiro, Douglas Luís Rodrigues em quarto e Luiz Santos Camargo em quinto lugar.

A segunda etapa do Paranaense de Velocidade na Terra está marcada para os dias 23 e 24 de outubro, também em Ponta Grossa.

O 24º Campeonato Sul-Brasileiro de Kart será disputado no Kartódromo Raceland Internacional, em Pinhais, no Paraná (Foto: Divulgação)

O 24º Campeonato Sul-Brasileiro de Kart será disputado no Kartódromo Raceland Internacional, em Pinhais, no Paraná (Foto: Divulgação)

A 24ª edição do Campeonato Sul-Brasileiro teve seu regulamento divulgado. A competição, que integra a “Tríplice Coroa” do kartismo no Brasil, será disputada entre os dias 23 e 25 deste mês no Kartódromo Raceland Internacional, em Pinhais (PR).

Com motores sorteados, vão participar as categorias Mirim, Cadete, Rok Kids, Júnior Menor, Novatos, Sênior B, Super Sênior, Super Sênior Master, F4 Júnior, F4 Júnior Pró, F4 Graduados, F4 Sênior, F4 Super Sênior e F4 Super Sênior Master.

E com motores próprios, competirão a Júnior, Graduados A, Graduados B, Sênior A, KZ Graduados e KZ Sênior.

Inscrições

A taxa de inscrição para as categorias Mirim, Cadete e Rok Kids custará R$ 750,00; para F-4 Júnior e F-4 Júnior Pró, R$ 950,00; F-4 Graduados, F-4 Sênior, F-4 Super Sênior e F-4 Super Sênior Máster, R$ 1.200,00; e para as demais categorias R$ 1.550,00.

Os pilotos que se inscreverem sexta-feira (17) no Portal Kart Motor terão um desconto de R$ 100,00 (Mirim, Cadete e Rok Kids) e R$ 150,00 (demais categorias). Pilotos que se inscreverem em duas categorias terão desconto de 20% no valor da taxa de inscrição de menor valor.

Os vencedores do Open do Sul-Brasileiro (Akyu Myasava, Amílcar Mugnaini, Ângelo Predebon, Arthur Nigro, Carlos Andrey, Christian Mosimann, Doglas Pierosan, Fernando Scotti, Guilherme Heiden, Gustavo Bonk, José Muggiati Neto, Luís Trombini, Pedro Ebrahim, Rafael Mansur, Rafael Vasco e Weimar Baptistotti) terão 50% de desconto na taxa de inscrição, desde que se inscrevam na mesma categoria em que competiram no Open.

Será necessário também o pagamento da taxa de aluguel de motor, no valor de R$ 350,00 (Mirim e Cadete), R$ 850,00 (Rok Kids), R$ 495,00 (todas as F-4) e R$ 920,00 (Júnior Menor, Novatos, Sênior B, Super Sênior e Super Sênior Máster). Os motores serão fornecidos pela RBC Motorsport, exceção feita aos da Rok Kids, que serão fornecidos pela Nova Kart Brasil a partir de quinta-feira (23).

O vencedor do Open nas categorias Cadete (Christian Mosimann), F-4 Júnior (Rafael Vasco), F-4 Graduados (Pedro Ebrahim) e F-4 Sênior (Carlos Andrey) terá isenção da taxa de aluguel de motor.

Para definir os campeões sul-brasileiros de 2021 serão disputadas três baterias, as duas primeiras com pontuação normal e a terceira com pontuação 50% maior. Das três pontuações obtidas, a pior deverá ser descartada e, assim, quem somar o maior número de pontos será o campeão.

O campeão sul-brasileiro na Graduados A e na Sênior A ganhará como prêmio um treino na categoria Sprint Race.

Douglas Torres lidera a categoria Old Che A (Foto: Victor Lara)

Douglas Torres lidera a categoria Old Che A (Foto: Victor Lara)

O Ponta Grossa Motor Clube recebe amanhã e domingo os pilotos para disputar a final do Paranaense de Velocidade na Terra 2020 e a abertura da Temporada 2021 da modalidade. A etapa será realizada nas categorias Old Chev, Marcas, Turismo 5000, Old Fusca Velocidade, Turismo Clássico, Kart Cross e Auto Cross, com organização de Carlos Alberto Soares, o Carlinhos do Ponta Grossa Motor Clube e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), no evento denominado “Prova Ponta Grossa 198 Anos”.

Os pilotos da Velocidade na Terra, junto com o Promotor Carlinhos, estão mobilizados para realizar esse evento desde o início do ano, que poderá ter a presença do público em número limitado, de acordo com os Decretos Estaduais e Municipais de combate ao Covid-19. O evento conta com o apoio da Oxigênesis Gases Atmosféricos, Cia do Chopp, Mandimad, Euro Auto Peças, Nano Condicionador de Metais, Mahle Rede de Postos e ARM Manutenção Industrial e Predial.

Programação

A programação da “Prova Ponta Grossa 198 Anos” começa amanhã, às 9 horas, com dois Treinos Livres de 15 minutos para todas as categorias. Às 13 horas será realizado o briefing, obrigatório para todos os pilotos. Seguido de intervalo do almoço e manutenção da pista. Das 13h45 às 15h05 serão realizados os Treinos Classificatórios de 10 minutos para todas as categorias. Seguido de manutenção da pista. Em seguida, a partir das 15h30, serão realizadas a primeiras baterias de todas as categorias no tempo de 15minutos mais uma volta, com exceção da Marcas A e B que é 20 minutos mais uma volta.

No domingo (12), as atividades em pista começam às 9 horas, com o terceiro Treino Livre para todas as categorias. A partir das 11 horas serão realizadas as segundas baterias da Old Chev A, Old Chev B e Turismo Clássico Injetado e Carburado de 15 minutos mais uma volta cada. Seguido de uma hora de intervalo para o almoço. A partir das 14 horas serão realizadas as segundas baterias das categorias Old Fusca Velocidade A e Light (20 minutos + 1 volta), Kart Cross (15 minutos + 1 volta), e, Marcas A e B (20 minutos + 1 volta). E a partir das 16 horas acontecerá a premiação com troféus do 1.º ao 5.º colocados em cada categoria, encerrando as atividades desportivas no autódromo.

Classificação

A classificação da Temporada 2020 por categoria é a seguinte:

MARCAS A – 1º) Stive Augusto Tokarski, com 71 pontos; 2º) Amauri Lisboa Júnior, 69; 3º) Leonardo Kovalski, 50; 4º) Gefferson Luís de Lima, 42; 5º) Ricardo Pissett Pamplona, 36; 6º) João Ademir Stabach, 26; 7º) Marlon Watanabe, 23; 8º) Nilton da Silva Filho, 21; 9º) Jean Carlo Gans, 15; e 10º) Carlos Eduardo Schilipack e Gedson Gonçalves, com 3 pontos.

MARCAS B – 1º) Antonio Jorge Amorim Carvalho, com 83pontos; 2º) Arlei Tucholski, 46; 3º) Geovane Ciesielski, 35; 4º) Diego Lino, 28; e 5º) Bernard F. Chyla, com 15 pontos.

TURISMO 1.600 C – 1º) Genilso Colodel, com 87 pontos; 2º) Vithor Gustavo Colodel, 63; 3º) Marcos Aurélio Rodrigues de Melo, 51; 4º) Bruno Menezes Klein de Miranda, 27; 5º) Gabriel Bochnek de Ávila, 14; e 6º) Mateus Correia Prado, com 13 pontos.

OLD CHEV A – 1º) Douglas Torres, com 63 pontos; 2º) Cleverson David Petrich, 60; 3º) Fábio Aramis Claudino, 41; 4º) Pedro Everaldo dos Santos, 40; 5º) Hamilton Morsch, 39; 6º) Flávio de Avejaneda Mendes, 38; 7º) Maurício Cavali, 34; 8º) Alefer Rafael Maia da Costa, 16; 9º) Ricardo Smanioto, 10; 10º) Robson W. Weber/Tacito M. de Carvalho e Silva, 8; e 11º) Magno Domenico Bittencourt, com 7 pontos.

OLD CHEV B – 1º) Brendon Zonta Gabardo, com 88 pontos; 2º) Leonardo, 33; 3º) Dorival do Valle/Daniel do Valle e Edson Pilatti, com 30 pontos.

OLD FUSCA VELOCIDADE A – 1º) Jefferson Leopoldo de Pontes, com 76 pontos; 2º) Júlio César França Bueno, 70; 3º) Luís Fernando Tatsch, 51; 4º) Carlos Eduardo Brocovesz, 45; 5º) Rogerson Pereyma da Silva, 34; 6º) Emanuel Pauzer, 33; 7º) Juliano Ferreira dos Anjos, 28; 8º) Juliano Tozetto, 16; 9º) Victor Mahle, 13; 10º) Anderson Rodrigo de Souza, 10; 11º) Gabriel Januário dos Anjos, 9; 12º) Rafael Hilgemberg, 8; 13º) Ricardo Alexandre Chesco Santos, 7; 14º) Luciano Laroca Rosa e Daniel Lourenço Gelak, 6; e 15º) Abenildo Nascimento, com 3 pontos.

OLD FUSCA VELOCIDADE B – 1º) André Victor Nascimento, com 77 pontos; 2º) Artur Leonel de Pontes, 66; 3º) Alexandre Jose Marzolla e Nickolas Cavalli Lima, 30; e 4º) Jairo Kiyochi Nishida/Maycon Kiyochi Nishida, com 3 pontos.

TURISMO 5000 – 1º) Paulo Rogério Stellle, com 24 pontos; 2º) Tiago Jarczenka, 8; 3º) José Mereles da Cunha, 3; e 4º) Brendon Zonta Gabardo, sem pontos.

O Paranaense de Velocidade tem calendário alterado em função da paralisação dos caminhoneiros (Foto: Victor Lara)

O Paranaense de Velocidade tem calendário alterado em função da paralisação dos caminhoneiros (Foto: Victor Lara)

LONDRINA (PR) – A paralisação dos caminhoneiros obrigou a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) a adiar a 2ª etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade, que estava marcada para o Autódromo Ayrton Senna, em Londrina, no Norte do Paraná. A programação teria início nesta sexta-feira e iria até domingo, com a realização das provas de Marcas A, Marcas B, Turismo A, Turismo B, Turismo C e Speed Fusca.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, explica que muitos competidores, especialmente os de outros estados, não teriam como chegar a Londrina. Os caminhões que transportam os carros e toda a estrutura das equipes ficaram retidos nas barreiras que fecham alguns pontos de rodovias. “Fomos obrigados a adiar a prova para uma nova data que seja adequada com o calendário. Assim que tivemos a definição comunicaremos”, acentua Rubens Gatti.

Demais provas

Rubens Gatti informa também que as demais provas marcadas para o Paraná neste fim de semana estão mantidas.

Em Ponta Grossa, será disputada a etapa de abertura do Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra, com promoção e organização do Ponta Grossa Motor Clube.

Em São Manoel, próximo a Cianorte, no Noroeste do Estado, será disputada a 2ª etapa do Campeonato Paranaense de Kartcross.

Pato Branco, no Sudoeste do Estado, dará sequência ao Campeonato Pato-branquense de Kart, com a realização da 2ª etapa.

Já Curitiba, será disputada a 5ª etapa da Porsche Cup, com programação que vai desta sexta-feira a domingo.

Jorge Augusto Silva largou na pole position e ganhou de ponta a ponta a categoria Turismo A na abertura da temporada em Curitiba (Foto: Victor Lara)

Jorge Augusto Silva largou na pole position e ganhou de ponta a ponta a categoria Turismo A na abertura da temporada em Curitiba (Foto: Victor Lara)

LONDRINA(PR) – O Campeonato Paranaense de Velocidade terá prosseguimento em Londrina, com a realização da 2ª etapa no Autódromo Internacional Ayrton Senna. Serão disputadas as categorias Marcas A, Marcas, B, Turismo A, turismo B e Turismo C. A competição será válida também pela etapa de abertura do Metropolitano de Londrina, que terá também a disputa da categoria Speed Fusca. A promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), com apoio do London Hotel.

A programação começa na sexta-feira, com treinos livres, que serão realizados das 9 às 12 horas e das 13 às 17 horas.

No sábado, a programação prevê das 8h20 às 8h50 o 1º treino das categorias Marcas A e B; das 8h55 às 9h25, 1º treino das categorias Turismo A, Turismo B e Turismo C; das 9h30 às 10 horas, 1º treino da Speed Fusca; das 10h05 às 10h35, 2º treino de Marcas A e B; das 10h40 às 11h10, 2º treino de Turismo A, Turismo B e Turismo C; das 11h15 às 11h45, 2º treino da Speed Fusca; das 12h55 às 13h25, 3º treino de Marcas A e B; das 13h30 às 14 horas, 3º treino de Turismo A, Turismo B e Turismo C; das 14h05 às 14h35, Speed Fusca; das 14h40 às 15h10, 4º treino das categorias Marcas A e B; das 15h15 às 15h45, 4º treino das categorias Turismo A, Turismo B e Turismo C; e das 15h50 às 16h20, 4º treino da categoria Speed. Das 16h30 às 16h45, treino classificatório das categorias Turismo A, Turismo B e Turismo C; das 16h50 às 17h05, treino classificatório das categorias Marcas A e Marcas B; e das 17h10 às 17h35, treino classificatório da categoria Speed Fusca.

As provas serão no domingo. Às 9h15, largada da 1ª prova das categorias Marcas A e Marcas B; às 10h15, largada da 1ª prova das categorias Turismo A, Turismo B e Turismo C; às 11h15, largada da 1ª prova da categoria Speed Fusca; às 13h20, largada da 2ª prova das categorias Marcas A e Marcas B; às 14h20, largada da 2ª prova das categorias Turismo A, Turismo B e Turismo C; e às 15h20, largada da 2ª prova da categoria Speed Fusca. Todas as provas terão duração de 30 minutos, mais duas voltas. A solenidade de pódio está prevista para às 16 horas.

Pilotos das categorias F-4 Graduados e F-4 Sênior na solenidade de premiação da 5ª etapa (Foto: Pablo Salazar/Divulgação)

Pilotos das categorias F-4 Graduados e F-4 Sênior na solenidade de premiação da 5ª etapa (Foto: Pablo Salazar/Divulgação)

FOZ DO IGUAÇU (PR) – Com a realização da 5ª etapa, no último sábado no Adrena Kart, o Campeonato Citadino de Kart de Foz do Iguaçu/Copa Itaipu entrou na reta final. Agora ficará faltando apenas a 6ª e decisiva etapa, marcada para o dia 16 de outubro. A competição tem promoção e organização do Automóvel Clube de Foz do Iguaçu e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

A penúltima etapa da temporada foi bem disputada e teve como vencedores Marcos Rosa na categoria F-4 Super Sênior; Gabriel Chemin, na F-4 Graduados; Rodrigo D’Agostini, na F-4 Sênior; Bernardo Miola, na F-4 Júnior; Pietro Lamb, na Escola; e Caio Zorzetto na categoria Cadete.

Com cinco etapas disputadas, o Citadino de Foz do Iguaçu tem um campeão antecipado. A vitória sábado, a quinta consecutiva, Caio Zorzetto se sagrou campeão da categoria Cadete. Nas demais categorias, o campeão só será conhecido em outubro e os lideres são Arthuro Mallorquin nas categorias F-4 Geral e F-4 Sênior; Gabriel Chemin, na F-4 Graduados; Marcos Rosa, na F-4 Super Sênior; e Firás Fahs na categoria F-4 Júnior;

A 6ª e última etapa do Citadino de Foz do Iguaçu/Copa Itaipu está marcada para o dia 16 de outubro.

 

Resultado da 5ª etapa do Citadino de Foz do Iguaçu/Copa Itaipu

Categoria F-4 Super Sênior

1º) 75 – Marcos Rosa, com 20 pontos

2º) 123 – Adriano Sabião, com  20 pontos

 

Categoria F-4 Graduados

1º) 66 – Gabriel Chemin, com 22 pontos

1º) 911 – Pedro Calegario, 18

2º) 42 – Lucas Zibetti, com 8 pontos

 

Categoria F-4 Sênior

1º) 38 – Rodrigo D’Agostini, com 19 pontos

2º) 88 – Arturo Mallorquin, 19

3º) 78 – Alan Bueno, 16

4º) 03 – Nicolas Zaparolli, com 14 pontos

 

Categoria F-4 Júnior

1º) 13 – Bernardo Miola, com 19 pontos

2º) 19 – Vinícius Martins, 18

3º) 03 – Firas Fahs, com 11 pontos

 

Categoria Escola

1º) 100 – Pietro Lamb, com 22 pontos

2º) 60 – Kauan Bernardes, com 18 pontos

 

Categoria Cadete

1º) 7 – Caio Zorzetto, com 22 pontos

2º) 03 – Luigi Gollin, 18

3º) 11 – André Júnior, 8

4º) 13 – Ussama Tarabain, 8

5º) 88 – Juan Mallorquin, com 7 pontos

 

Classificação do Citadino de Kart de Foz do Iguaçu após 4 etapas

Categoria F-4 Geral

1º) Arthuro Mallorquin, com 99 pontos

2º) Rodrigo Dagostini, 95

3º) Gabriel Chemin, 78

4º) Nicolas Zaparolli, 69

5º) Marcos Rosa, 51

6º) Adriano Sabião, 43

7º) Guilherme Zimermann, 36

8º) Pedro Henrique, 31

9º) Alan Bueno, 25

10º) Jaime Júnior, 22

11º) Auber Miola, 20

12º) Luiz Gollin, 16

13º) Luigi Favaretto, 14

14º)  Lucas Zizetti, com 3 pontos

 

Categoria F-4 Sênior

1º) Arthuro Mallorquin, com 105 pontos

2º) Rodrigo Dagostini, 102

3º) Nicolas Zaparolli, 80

4º) Alan Bueno, 54

5º) Guilherme Zimermann, 41

6º) Jaime Júnior, 41

7º) Luiz Gollin, com 30 pontos

 

Categoria F-4 Graduados

1º) Gabriel Chemin, com 105 pontos

2º) Pedro Calegário, 62

3º) Luigi Favaretto, 20

4º) Lucas Zibetti, com 9 pontos

 

Categoria F-4 Super Sênior

1º) Marcos Rosa, com 107 pontos

2º) Adriano Sabião, 93

3º) Auber Miola, com 40 pontos

 

Categoria F-4 Júnior

1º) Firás Fahs, com 92 pontos

2º) Vinicius Martins, 64

3º) Bernardo Miola, com 59 pontos

 

Categoria Cadete

1º) Caio Zorzetto, com 130 pontos

2º) Luigi Gollin, 87

3º) André Júnior, 47

4º) Bernardo Motter, 37

5º) Juan Mallorquin, 37

6º) Ussama Tarabain, com 18 pontos

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

setembro 2021
S T Q Q S S D
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!