Get Adobe Flash player

Kart

A Copa Mercosul será a primeira competição de kart deste ano em Foz do Iguaçu (foto: Divulgação)

A Copa Mercosul será a primeira competição de kart deste ano em Foz do Iguaçu (foto: Divulgação)

FOZ DO IGUAÇU (PR) – A Copa Mercosul abre a temporada de kart de Foz do Iguaçu, no dia 6 de março. Na sequência será disputado no Campeonato Citadino/Copa Itaipu-Itamed, com seis etapas. As duas competições serão disputadas no Adrena Kart, com promoção e organização do Automóvel Clube de foz do Iguaçu e Associação dos

Pilotos de Foz do Iguaçu (Akafi), com supervisão da Federação Paranaense

de Automobilismo (FPrA).

As inscrições para a Copa Mercosul já estão abertas e podem ser feitas pelo telefone (45) 3572-0022, sempre a partir das 14 horas. Será ma competição aberta, com três horas de duração, regida pelo CDA (Código Desportivo do Automobilismo), em categoria única com motor quatro tempos sorteado. Poderão participar pilotos com idade superior a 15 anos.

O limite máximo de participantes será de 25 equipes, podendo cada uma inscrever dois pilotos. Um piloto poderá se inscrever no máximo em duas equipes. A taxa de inscrição será de R$ 2.500 por equipe, estando incluído neste valor um motor, que será sorteado; um jogo de pneu e o combustível da tomada de tempo e a prova.

Citadino

Já o Campeonato Citadino de Kart de Foz do Iguaçu será disputado em seis etapas, começando do dia 20 de março. As demais etapas estão marcadas para os dias 10 de abril, 15 de maio, 7 de agosto, 4 de setembro e 16 de outubro.

As categorias do Citadino serão Mirim, Cadete, F-4 Júnior, F-4 Graduados, F-4 Sênior e F-4 Super Sênior.

Rubens Gatti desta o profissionalismo, dedicação e empenho dos paranaenses envolvidos no automobilismo (Foto: Victor Lara)

Rubens Gatti destaca o profissionalismo, dedicação e empenho dos paranaenses envolvidos no automobilismo (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – De acordo com dados oficias da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), a Federação de Automobilismo do Paraná (FPrA) tem o maior número de pilotos federados à entidade. Mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia do coronavírus, o Paraná fechou 2020 com 1.302 pilotos, contra 1.138 de São Paulo. Depois vêm Santa Catarina, com 759 pilotos; Rio Grande do Sul, com 701; e Ceará, com 366.

O presidente Rubens Gatti destaca que o prêmio da Federação Paranaense ser atualmente a Federação número 1 em pilotos do Brasil deve ser repartido com todos os paranaenses que fazem automobilismo. Gatti destaca o trabalho de base feito pelos clubes, a dedicação dos pilotos, o profissionalismo dos preparadores, o empenho dos promotores. Gatti acrescenta ainda a participação das autoridades esportivas dos municípios onde estão as praças esportivas e no ano da pandemia, acrescenta-se também as autoridades de saúde, que atuaram junto com a Federação e com rígidos protocolos sanitários, permitiu que o Paraná fosse o primeiro estado a retorna as competições no Pós-Covid, no novo-normal. “Todos os envolvidos com automobilismo no Paraná têm sua parcela de contribuição para sermos a principal Federação do País. O ano foi difícil, mas conseguimos dentro do possível, fazer automobilismo. Os desafios continuam e esperamos manter esta posição também na temporada de 2021”, frisa Gatti.

Gatti também enfatiza que o quadro técnico da Federação é muito bom, permitindo que faça até oito eventos em um mesmo fim de semana, em diversos pontos do Paraná. “Temos todas as modalidades e o kart, que é a base do esporte motor, é muito forte. Temos pólos da modalidade hoje em Curitiba, Londrina, Campo Mourão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Pato Branco e Guarapuava. O kart também está crescendo em Francisco Beltrão e Rio Negro. A Velocidade na Terra concentra-se na região Metropolitana de Curitiba e Ponta Grossa, mas Apucarana está voltando de novo ao protagonismo. A arrancada cresce todos os anos”, diz Gatti.

O Kartódromo Ayrton Senna abre a temporada de kart de Pato Branco com a Copa Stock (Foto: Mario Ferreira)

O Kartódromo Ayrton Senna abre a temporada de kart de Pato Branco com a Copa Stock (Foto: Mario Ferreira)

PATO BRANCO (PR) – O Kart Clube de Pato Branco divulgou o calendário de duas competições para a temporada deste ano. O Kartódromo Municipal Ayrton Senna irá sediar a Stock Kart e o Campeonato Pato-braquense.

Segundo Lucian Brandalize, presidente do clube, a Copa Stock será em duas etapas, sendo a primeira nos dias 5 e 6 de março e a segunda nos dias 3 e 4 de dezembro. Já o Campeonato Pato-branquense será em três etapas, com disputas nos dias 10 e 11 de abril, 12 e 13 de junho e 16 e 17 de outubro. “Mesmo ainda com as incertezas causadas pela pandemia do coronavírus, as expectativas são boas. Além dos paranaenses das regiões Sudoeste e Oeste, também teremos muitos competidores do Oeste de Santa Catarina e do Norte do Rio Grande do Sul”, acentua Lucian.

Com o adiamento da Copa Brasil de Kart de fevereiro para julho, mudança recentemente anunciada pela CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) por conta da pandemia de Covid-19, alguns calendários regionais – e até mesmo um evento nacional – precisaram se readequar para que não aconteçam conflitos de datas.

É o caso da Copa Super Paraná, que mais uma vez será disputada no Kartódromo Raceland Internacional, em Pinhais, na Grande Curitiba (PR). Como a Copa Brasil foi remarcada para julho, o calendário do primeiro semestre da Copa Super Paraná sofreu modificações em suas duas etapas marcadas para este período.

Desta forma, a Copa Super Paraná começará no dia 6 de março, ao invés de 20 de março. E a segunda rodada, antes marcada para 17 de abril, será disputada em 3 de abril, valendo igualmente como Open do Sul-Brasileiro.

A mudança também se aplicou ao 24º Campeonato Sul-Brasileiro, marcado inicialmente para 1º de maio, também no Raceland, e que agora foi antecipado em uma semana, para o dia 24 de abril. “Essa mudança de data da Copa Brasil acabou gerando um ‘efeito cascata’ nos regionais e tivemos que ter o cuidado de trocar algumas datas para não atrapalhar outros campeonatos, que possivelmente também anunciarão um novo calendário brevemente”, explicou Wagner Ebrahim, que administra o Kartódromo Raceland Internacional junto com seu irmão Alfredo Ebrahim e com Cláudio Kyrila.

O segundo semestre da Copa Super Paraná também sofreu modificação e outras poderão vir, assim que for anunciada a data e o local do próximo Campeonato Brasileiro, previamente marcado para dezembro. “Já retiramos do calendário a 3ª etapa da Copa Super Paraná, marcada para junho. Teremos outras três no segundo semestre, ainda passíveis de mudança de data”, informou Wagner Ebrahim.

O Kartódromo Raceland Internacional passa a utilizar, a partir desta semana, o traçado oficial definido para a disputa do 24º Campeonato Sul-Brasileiro de Kart, em 24 de abril, competição que, assim como a Copa Super Paraná, será disputada com motores sorteados fornecidos pela RBC Preparações.

 

Confira o calendário da Copa Super Paraná:

6 de março

3 de abril (Open do Sul-Brasileiro)

28 de agosto

25 de setembro

20 de novembro

A Copa Super Paraná de Kart terá início no dia 6 de março, no Kartódromo Raceland Internacional (Foto: Gilmar Rose)

A Copa Super Paraná de Kart terá início no dia 6 de março, no Kartódromo Raceland Internacional (Foto: Gilmar Rose)

Rubens Gatti (presidente) e Bento Tino (vice-presidente) buscam mais agilidade no atendimento aos pilotos paranaenses (Foto: Mario Ferreira)

Rubens Gatti (presidente) e Bento Tino (vice-presidente) buscam mais agilidade no atendimento aos pilotos paranaenses (Foto: Mario Ferreira)

CURITIBA (PR) – A pandemia do coronavírus continua afetando o automobilismo e não há uma estimativa exata de quando as competições poderão começar nesta temporada. Visando proporcionar conforto e evitar atropelos quando as provas foram confirmadas, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) atende os pilotos em cinco cidades do Estado. Neste início de temporada, a maior parte dos atendimentos está relacionado com a documentação e com a renovação ou confecções de Carteiras de Pilotos.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, destaca a importância dos pilotos cuidarem da documentação o mais cedo possível porque assim que os protocolos sanitários das secretarias de Saúde do Estado e dos municípios permitirem, os campeonatos das mais diferentes categorias terão início. Para isso está com seis pontos de atendimento em cinco cidades do estado. Em Curitiba, os pilotos podem procurar a sede da federação, que serão atendidos por Salete e Zé Mário. Informações podem ser obtidas pelo Fone (41)  3345-4351; em Londrina e região Norte, com Ana (43) 3255-5313); em Cascavel, com Juliana Damian (45) 3223-6363; e Cleucir Lunardi (45) 9 9968-7176; em Foz do Iguaçu, com Bento Tino (45) 9 8409-4591; e em Pato Branco, com Ademar Assis Silvestre, o Chico, pelo Fone (46) 9 9105-4505.

Kartistas de Foz do Iguaçu encerram a temporada arrecadando e entregando brinquedos às crianças (Foto: Divulgação)

Kartistas de Foz do Iguaçu encerram a temporada arrecadando e entregando brinquedos às crianças (Foto: Divulgação)

Como atividade de fim de ano, os kartistas de Foz do Iguaçu, filiados a Akafi (Associação dos Kartistas de Foz do Iguaçu), doaram brinquedos e calçados a 20 crianças da Comunidade do Portal.

As crianças foram escolhidas pela missionária Graciele, que relacionou o número que cada uma delas calça. A arrecadação foi feita no Adrena Kart e a missionária foi a responsável em fazer os brinquedos e os calçados chegarem às crianças.

A delegação do Paraná foi a segunda maior da primeira fase do Brasileiro de Kart (Foto: Genésio da Silva/Divulgação)

A delegação do Paraná foi a segunda maior da primeira fase do Brasileiro de Kart (Foto: Genésio da Silva/Divulgação)

CURITIBA (PR) – A primeira fase do Campeonato Brasileiro de Kart terminou no último sábado, no Kartódromo Speed Park, em Birigui, interior de São Paulo, com três paranaenses campeões.

Rafael da Silva Mansur conquistou o título da categoria Sênior B; Murilo Fiore Barcellos sagrou-se campeão da F-4 Graduados; e Cadu Bonini levou o título da categoria Júnior. No ano passado, Cadu foi campeão da categoria Júnior Menor, quando o campeonato foi disputado em Cascavel, no Paraná.

Murillo Fiore Barcellos foi campeão da categoria F-4 Graduados e neste sábado busca o título da Graduados (Foto: Genésio da Silva/Divulgação)

Murillo Fiore Barcellos foi campeão da categoria F-4 Graduados e neste sábado busca o título da Graduados (Foto: Genésio da Silva/Divulgação)

O Paraná ainda teve outros quatro pódios. Guilherme Moleiro é vice-campeão da categoria Cadete; Alfredinho Ibiapina foi terceiro colocado na categoria Júnior Menor; Samuel Cruz conquistou o quarto lugar na categoria Júnior; e Murilo Fiore Barcellos, além do título da F-4 Graduados, se classificou em quarto na categoria Codasur.

 

 

 

Guilherme Moleiro, vice-campeão da categoria Cadete (Foto: Genésio da Silva/Divulgação)

Guilherme Moleiro, vice-campeão da categoria Cadete (Foto: Genésio da Silva/Divulgação)

O pódio da categoria Cadete na Copa Super Paraná de Kart (Foto: Divulgação)

O pódio da categoria Cadete na Copa Super Paraná de Kart (Foto: Divulgação)

Com um total de 65 inscrições, o Kartódromo Raceland Internacional, em Pinhais (PR), recebeu no último sábado (14) a Copa Super Paraná de Kart, disputada em regime de etapa única e duas baterias. Organizada pela nova administração do complexo e supervisionada pela Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), a competição atingiu plenamente seus objetivos e foi encerrada com balanço positivo.

“Com apenas quatro meses por conta do Covid-19, o calendário desta temporada para o kartismo no Brasil ficou ‘apertado’, com poucas datas”, explica Wagner Ebrahim, que administra o Raceland ao lado de seu irmão Alfredo Ebrahim e do também empresário Cláudio Kyrila. “São muitas corridas sendo realizadas quase ao mesmo tempo, o que naturalmente divide os competidores. Então ficamos muito felizes com a resposta e a presença dos pilotos que estiveram conosco na Copa Super Paraná”, emendou.

Entre as categorias, os principais destaques ficaram para a F-4 e para a APA, responsáveis por um bom número de pilotos inscritos. “São categorias de menor custo para o piloto e isto é algo que precisamos olhar com mais carinho. Precisamos diminuir os custos para que tenhamos grids mais cheios”, aponta Wagner Ebrahim.

Um dos principais fatos que marcaram esta edição da Copa Super Paraná foi a adoção de dois traçados distintos, um em sentido horário e outro em sentido anti-horários, os dois com extensões diferentes. “Isso proporcionou uma competitividade maior, pois os pilotos e suas equipes precisaram trabalhar bastante para acertar seus karts para estas duas situações, muito diferentes uma da outra”, lembrou Wagner Ebrahim.

O balanço final da Copa Super Paraná, de acordo com os organizadores, foi bastante positivo. “Deu tudo certo, conseguimos cumprir os horários, os competidores saíram contentes com a organização dentro e fora da pista e este ‘pacote’ mostra que o Raceland tem totais condições de receber grandes eventos. Já temos o Sul-Brasileiro para 2021, vamos tentar trazer o Campeonato Brasileiro de 2022”, revela Wagner Ebrahim.

 

Confira os resultados da Copa Super Paraná de Kart

Categoria Mirim

1º) Lucas Chemim, com 40 pontos

 

Categoria Cadete

1º) Breno Ebrahim, com 40 pontos

2º) Rafael Machado, 30

3º) Giovana Marinoski, 20

4º) Davi Rodrigues, 18

5º) Gabriel Daum, 18

6º) Augustus Toniolo, 16

7º) Gustavo Cordeiro, com 8 pontos

 

Categoria Sprint

1º) Pedro Ebrahim, com 35 pontos

2º) Rafael Mansur, 30

3º) Arthur Nigro, 25

4º) Wemar Baptistotti, 24

5º) Guilherme Fleischmann, 16

6º) Gabriel Lima, 10

7º) Giovanni Girotto, 6

8º) Adilson Pinho, com 0 ponto

 

Categoria Novatos

1º) Arthur Nigro, com 40 pontos

2º) Gabriel Lima, com 30 pontos

 

Categoria Graduados

1º) Pedro Ebrahim, com 40 pontos

 

Categoria Sênior B

1º) Wemar Baptistotti, com 35 pontos

2º) Rafael Mansur, 35

3º) Giovanni Girotto, com 12 pontos

 

Categoria Super Sênior

1º) Guilherme Fleischmann, com 40 pontos

 

Categoria Super Sênior Máster

1º) Adilson Pinho, com 40 pontos

 

Categoria KZ Sênior

1º) Cláudio Kyrila, com 35 pontos

2º) Sérgio Botto, 24

3º) Bruno Risseto, 23

4º) Daniel Claudino, 20

5º) Robson Luiz, com 10 pontos

 

Categoria F-4 Graduados

1º) Pedro Ebrahim, com 40 pontos

2º) Gustavo Marques, 15

3º) Laura Licheski, com 0 ponto

 

Categoria F-4 Sênior

1º) Carlos Andrey Júnior, com 40 pontos

2º) Alessandro Marchini. 27

3º) Fernando Scotti. 27

4º) Allan Ramos. 20

5º) Wesley Piva. 16

6º) Willian Ferens. 6

7º) Lucas Spena. 4

8º) Leandro Ferreira, com 0 ponto

 

Categoria F-4 Super Sênior Master

1º) Nestor Ferens, com 35 pontos

2º) Edson Oliveira, 35

3º) Vicente Rando Neto, com 24 pontos

 

Categoria APA Master

1º) Eugênio Westphalen, com 103 pontos

2º) Oracildo Olmedo, 88

3º) Marcos Dupchak, 72

4º) Plinio Frota Filho, 60

5º) Demmis Araújo, 40

6º) Clodoaldo Gato, 36

7º) Floriano Saguchi, com 36 pontos

 

Categoria APA Challenger

1º) Rodrigo de Moraes, com 93 pontos

2º) Fábio Mathoso,  88

3º) Caio Pankratz, 74

4º) Fábio da Costa, 56

5º) Juliano da Cunha, 44

6º) Everson Calaes, 44

7º) Roberto Marlangeon, 40

8º) Bruno Risseto, 36

9º) Thiago Fuck, 34

10º) Ronaldo Roderjan, 32

11º) Leandro Pietrovski, 28

12º) Fernando Scotti, 24

13º) Guilherme Sell, 16

14º) Fernando Galan, 12

15º) Luís Gustavo Kraxiec, 10

16º) Eduardo dos Santos, 10

17º) Everton Lermen, 8

18º) Leandro Lavarda, 6

19º) Luiz Andrade, 6

20º) Fábio Fonseca, 4

21º) Ricardo Lasch, 2

22º) Diego Pardo, 0

23º) Bruno Rocha, com 0 ponto

A dupla Rafael Balestrini/Marcelo Cancelli levou a vitória na categoria Marcas B (Foto: Victor Lara)

A dupla Rafael Balestrini/Marcelo Cancelli levou a vitória na categoria Marcas B (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – O clima foi desafio para pilotos e preparadores na 2ª etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade. A competição foi disputada no último fim de semana no Autódromo Internacional de Curitiba, situado em Pinhais, região Metropolitana da Capital Paranaense. A promoção e organização foram da M & L Produções Artísticas Ltda, supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) e apoio da Sudaseg.

No sábado a programação começou com tempo bom, porém no meio da prova das categorias Clássicos/Turismo C a chuva veio forte, obrigando os comissários a encerrarem a corrida com 75% de competição. A corrida das categorias Marcas A e Marcas B começou com chuva e logo passou. Foi só para dar um pouco mais de emoção. No domingo todas as provas foram com tempo bom.

Ruslan Carta Filho ganhou a categoria Marcas A (Foto: Victor Lara)

Ruslan Carta Filho ganhou a categoria Marcas A (Foto: Victor Lara)

Ruslan Carta Filho ganhou a categoria Marcas A ao ser o segundo colocado no sábado e vencer no domingo. Ele somou 35 pontos, contra 32 da dupla Rafael Bastos/Alexandre Frankenberger, que ganhou no sábado e foi terceiro no domingo.

Também com um segundo lugar no sábado e vitória no domingo, a dupla Rafael Balestrini/Marcelo Cancelli venceu a categoria Marcas B, somando 35 pontos. A dupla Roberto Bonato/Evandro Maldonado ficou com o segundo lugar, ao somar 30 pontos com a vitória no sábado e o quarto lugar no domingo.

A categoria Clássicos teve a vitória de Admir Pardo. Já na Turismo C a vitória foi da dupla Roberto Bonato/Evandro Maldonado, com 30 pontos conquistados com o segundo lugar no sábado e no domingo. A vitória na prova de sábado foi de Christian Pampuch e no domingo da dupla Rondinei de Oliveira/Leonardo Nascimento.

A prova das categorias Turismo A e Turismo B tiveram o domínio de Sanito Cruz na A, ganhando no sábado e no domingo, e da dupla Marcelo Cancelli/Ezequiel Dall Asta na B, também com vitória no sábado e no domingo. Eles somaram 40 pontos.

 

Resultado da 2ª etapa do Paranaense de Velocidade

Categoria Marcas A

1º) 69 Ruslan Carta Filho, com 35 pontos

2º) 99 Rafael Bastos/Alexandre Frankenberger, 32

3º) 34 Ricardo Hilgenstieier, 27

4º) 20 Algacir Sermann/Rodrigo Tassi, 16

5º) 44  Felipe Lobo/Antonio Carvalho, 10

6º) 111 Marcelo Andrade/Andrey Carta, 8

7º) 10 Edson Sita, sem pontos

 

Categoria Marcas B

1º) 15 Rafael Balestrini/Marcelo Cancelli, com 35 pontos

2º) 1OO Roberto Bonato/Evandro Maldonado, 30

3º) 11 Karl Rauschere, 22

4º) 9 Elberto Alves, 19

5º) 117 Emerson Grochoski, 12

6º) 36 Nilton Rossoni, 12

7º) 542 Ozias da Silveira Júnior, 11

8º) 56 Brendon Zonta Gabardo, 8

9º) 8 Rodrigo Vieira, 2

10º) 17 Guilherme Ragnini/Henrique Basso, sem pontos

 

Categoria Clássicos

1º) 40 Admir Pardo, com 20 pontos

Admir Pardo é o vitorioso na categoria Clássicos (Foto: Victor Lara)

Admir Pardo é o vitorioso na categoria Clássicos (Foto: Victor Lara)

A dupla Roberto Bonato/Evandro Maldonado conquistou o primeiro lugar na categoria Turismo C (Foto: Victor Lara)

A dupla Roberto Bonato/Evandro Maldonado conquistou o primeiro lugar na categoria Turismo C (Foto: Victor Lara)

Categoria Turismo C

1º) 100 Roberto Bonato/Evandro Maldonado, com 30 pontos

2º) 36 Christian Pampuch, 30

3º) 101 Rondinei de Oliveira/Leonardo Nascimento, 24

4º) 2O1 Marcelo Oliveira Filho, 18

5º) 00 Peterson Andrade/João Godoy, 16

6º) 18 Rodrigo Trassi/Luiz Ferreira, 15

7º) 11 Thiago Toffol/Rafael Salido, 12

8º) 66 José Carlos Seabra/Jorge Almeida Júnior, com 8 pontos

 

Sanito Cruz dominou a categoria Turismo A (Foto: Victor Lara)

Sanito Cruz dominou a categoria Turismo A (Foto: Victor Lara)

Categoria Turismo A

1º) 30 Sanito Cruz, com 40 pontos

2º)1 Mario Broering, 30

3º) 197 Guilherme Ragnini/Henrique Basso, 22

4º) 13 Juliano Diener/Juliano Diener Filho, 16

5º) 447 José Carlos Fuganti, 16

6º) 21 Jorge Marques, 12

7º) 205 Júlio César Zeni/Ângelo Rogério Marquetto, 6

8º) 12 Geison Tureck/Daniel Hofimann, 4

9º)130 José Pederneiras, 4

10º) 301 Juninho Ehrat, sem pontos

 

A dupla Marcelo Cancelli/Ezequiel Dall Asta venceu a categoria Turismo B (Foto: Victor Lara)

A dupla Marcelo Cancelli/Ezequiel Dall Asta venceu a categoria Turismo B (Foto: Victor Lara)

Categoria Turismo B

1º) 122 Marcelo Cancelli/Ezequiel Dall Asta, com 40 pontos

2º) 10 Marcelo Kroth, 27

3º) 33 Luciano Fracaro, 19

4º) 86 Marlon Galikoski, 16

5º) 3 Elton de Oliveira, 13

6º) 93 Felipe Baum, 12

7º) 27 Alcione Weiss/Alessandro Weiss, 10

8º)  777 Paulo Barboza, 7

9º) 56 Brendon Zonta Gabardo, 6

10º) 2OO Maycon de Oliveira, 6

11º) 230 Sérgio Zucco, 3

12º) 74 Roberto Barboza, 2

13º) 18 Bibiano Márcio, 1

14º) 335  Richard Bailo, sem pontos

15º) 70 Juliano Zatta, sem pontos

16º) 28 Leonardo Verza/Narciso Verza, sem pontos

17º) 50 Geovani Ito, sem pontos

18º) 212 Rafael Possenti/Fernando Dias, sem pontos

19º) 14 Josemar Korowski, sem pontos

20º) 44 Eduardo Moratelli, sem pontos

21º) 78 Cláudio da Silva, sem pontos

22º) 4 Fernando Zatta, sem pontos

23º) 121 Thiago Parizotto, sem pontos

24º) 34 Ivecio de Almeida, sem pontos

25º) O Renan Pessin, sem pontos

26º) 211 Júlio Sandini, sem pontos

27º) 55 Emerson Szwed, sem pontos

28º) 35 Arthur Bailo Neto, sem pontos

29º) 38 Jean Moraes, sem pontos

30º) 390 Wilson Kavilhuka/Vinicius Kavilhuka Metzger, sem pontos

O toledano Diogo Cavalcante sagrou-se campeão da categoria F-4 Light (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

O toledano Diogo Cavalcante sagrou-se campeão da categoria F-4 Light (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

CASCAVEL (PR) – O Campeonato Metropolitano de Kart de Cascavel chegou ao fim no último sábado (14), com realização da 5ª etapa. Foi a melhor etapa do campeonato, com a participação de pilotos de Cascavel, Toledo, Mariópolis, Toledo, Cafelândia, Umuarama, Ubiratã, Guaíra, Francisco Beltrão, Ponta Porã (MS), Mundo Novo (MS) e São Paulo (SP). A promoção e organização foram do Kart Clube de Cascavel, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Depois de duas baterias por categorias, os vencedores da 5ª etapa foram: Bernardo Motter (Cascavel) na categoria Mirim; Rafael Dietrich (Cascavel), na Cadete; Fábio Martins (Cascavel), na F-4 Light; Agnaldo Sampaio (Cascavel), na F-4 Força Livre; Juliano Pertile (Ubiratã), na 125 Sprinter A; Dirceu Pacheco (Cascavel), na 125 Sprinter B; Assis Marcos Gurgacz (Cascavel), na F-4 B; e Gustavo Fiore (Cascavel), na categoria F-4 A.

O cascavelense Bernardo Motter é o campeão da categoria Mirim (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

O cascavelense Bernardo Motter é o campeão da categoria Mirim (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

Depois de cinco etapas, os campeões do Metropolitano de Cascavel foram Bernardo Motter (Cascavel), na categoria Mirim; Rafael Dietrich (Cascavel), na Cadete; Luiz Schroeder (Umuarama), na F-4 Força Livre; Murilo Fiore (Cascavel), na F-4 A; Fábio Martins (Cascavel), na F-4 B; Diogo Cavalcante (Toledo), na F-4 Light; e Délia Pires (Cascavel), na categoria 125 Sprinter.

 

Classificação final do Campeonato Metropolitano de Kart de Cascavel

Categoria Mirim

1º) Bernardo Motter (Cascavel), com 120 pontos

2º) Matheus Z. de Avis (Cascavel), 94

3º) Bernardo Cavalcante (Toledo), 83

4º) Caetano Cavalcante (Toledo), 55

5º) Rafael da Silva (Cascavel), com 23 pontos

 

O cascavelense Rafael Dietrich é o campeão da categoria Cadete como o maior número de pontos do campeonato (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

O cascavelense Rafael Dietrich é o campeão da categoria Cadete como o maior número de pontos do campeonato (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

Categoria Cadete

1º) Rafael Dietrich (Cascavel), com 123 pontos

2º) Benjamin Zawoski (Cascavel), 89

3º) Murilo Souza (Cascavel), 33,5

4º) Gustavo Verona (Guaíra), 22,5

5º) Caio Zorzetto (São Miguel do Iguaçu), com 21,5 pontos

 

Categoria F-4 Força Livre

1º) Luiz Schroeder (Umuarama), com 103,5 pontos

2º) Agnaldo Sampaio (Cascavel), 92,5

3º) William Zawoski (Cascavel), 89

4º) Milton M. dos Santos Júnior (Cascavel), 61,5

5º) Mateus Sousa (Cascavel), com 25 pontos

Luiz Schroeder levou o título da categoria F-4 Força Livre para Umuarama (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

Luiz Schroeder levou o título da categoria F-4 Força Livre para Umuarama (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

Murilo Fiore garantiu o título da F-4 A com o quarto lugar na última etapa (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

Murilo Fiore garantiu o título da F-4 A com o quarto lugar na última etapa (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

Categoria F-4 A

1º) Murilo Fiore (Cascavel), com 94 pontos

2º) Gustavo Fiore (Cascavel), 89,5

3º) Mauricio Zaffari (Cascavel), 77,5

4º) Edwardo Tanabe (Cascavel), 71

5º) Rodrigo B. Santos (Cascavel), com 70 pontos

 

Categoria F- 4 B

1º) Fábio Martins (Cascavel), com 113 pontos

2º) Samuel Xavier (Cascavel), 76

3º) Claudecir Guligurski (Cascavel), 74

4º) Valdinei Vieria (Cascavel), 73,5

5º) Daniel Verona (Guaíra), com 73 pontos

Fábio Martins conquistou o título da categoria F-4 B (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

Fábio Martins conquistou o título da categoria F-4 B (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

Categoria F-4 Light

1º) Diogo Cavalcante (Toledo), com 73 pontos

2º) Rafael Mascarello (Mariópolis), 67

3º) Rafael Deitos (Cascavel), 37

4º) Mateus Sousa (Cascavel), 24,5

5º) Rafael Vasco (Francisco Beltrão), com 21,5 pontos

 

Categoria 125 Sprinter

1º) Délia Pires (Cascavel), com 66 pontos

2º) Juliano Perile (Ubiratã), 29,5

3º) Gilberto Delicato (Mundo Novo), 22,5

4º) Paulo Krausse (Cascavel), 19,5

Délia Pires levou o título da categoria 125 Sprinter (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

Délia Pires levou o título da categoria 125 Sprinter (Foto: Tiago Guedes/Divulgação)

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

março 2021
S T Q Q S S D
« fev    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!