Get Adobe Flash player

Velocidade na Terra

A partir de agora, o objetivo é a realização de pelo menos duas reuniões virtuais por mês (Foto: Divulgação)

A partir de agora, o objetivo é a realização de pelo menos duas reuniões virtuais por mês (Foto: Divulgação)

CURITIBA (PR) – Sem competições em função da pandemia do coronavírus, os comissários desportivos e técnicos da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) se reuniram virtualmente terça-feira à noite. O primeiro encontro contou com a participação de 16 técnicos de Curitiba, Londrina, Rolândia, Foz do Iguaçu, Pato Branco e Cascavel. Também participaram da reunião o presidente Rubens Gatti e o vice-presidente Bento Tino.

A primeira reunião serviu para que os técnicos se ambientassem ao clima de reunião virtual. Já a partir da próxima passarão para um debate mais técnico, discutindo situações enfrentadas pelos comissários nas diferentes corridas realizadas no Paraná.

Rubens Gatti informa que a reunião foi muito proveitosa. “Sem competições, fizemos a reunião para unir os comissários e visa discutir situações e interpretações das normas para que as decisões sejam uniformes. Se não temos a prática no momento, vamos usar a tecnologia para quando voltarmos ao normal nossos técnicos estejam bem preparados”, completa Rubens Gatti.

Rubens Gatti conversa com autoridades de saúde dos municípios e do Governo buscando reabrir autódromos e kartódromos no Paraná (Foto: Vanderley Soares)

Rubens Gatti conversa com autoridades de saúde dos municípios e do Governo buscando reabrir autódromos e kartódromos no Paraná (Foto: Vanderley Soares)

CURITIBA (PR) – No momento em que diversos segmentos da economia começam o processo de reabertura em função da pandemia do coronavírus, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) mantém dialogo com autoridades de saúde e esportivas para a liberação dos autódromos e kartódromos do Paraná. Em um primeiro momento, as praças esportivas seriam liberadas para treinos e em seguida para competições, sem a presença do público.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, informa que está conversando com autoridades dos municípios e do governo do Paraná. Gatti destaca que a FPrA e a CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) baixaram portarias normatizando como será a pratica do automobilismo que impossibilite a disseminação do coronavírus. Mas a volta das atividades só será possível com a autorização das autoridades de saúde dos municípios e do Estado. “Estamos levando informações a todos os municípios e a Secretaria de Saúde do Paraná. Tudo precisa ser feito com segurança, mas temos que buscar um retorno para que possibilite as classes trabalhadoras da cadeia do automobilismo voltarem a ter renda”, frisa Gatti.

Rubens Gatti também informa que em Cascavel, o Autódromo Zilmar Beux e o kartódromo Delci Damian já estão liberados para treinos há alguns dias. O Kartódromo Raceland Internacional, em Pinhais, região Metropolitana de Curitiba, também está aberto para treinos. Estas três praças seguem as determinações das autoridades de saúde e das portarias da FPrA e da CBA.  Até agora tudo tem funcionado bem. “Estamos trabalhando para também liberar os autódromos de Curitiba e Londrina e os kartódromos de todo o Estado. “O Kartódromo Luigi Borghesi, em Londrina, tem uma situação peculiar porque irá sediar a Copa Brasil, que foi adiada de outubro deste ano para fevereiro de 2021. Muitos pilotos e equipes buscam realizar treinos preparatórios, que podem ser feitos com medidas de distanciamento, como já estão sendo feitas em Cascavel e no Raceland”, completa Rubens Gatti.

Oficio FPrAAmparada pela Lei 20.189, decretada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador do Paraná Carlos Massa Ratinho Júnior, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), libera autódromos e kartódromos do Paraná, cabendo aos clubes e associações estabelecer as normas e seguir as orientações das autoridades de saúde dos municípios, do Estado e da União. A determinação foi comunicado aos clubes e associações filiadas à entidade, pelo oficio 08/20, assinado pelo presidente Rubens Gatti.

Segundo Rubens Gatti, com a Lei do Estado, que libera as atividades de oficinas mecânicas, será possível treinos e testes nas praças esportivas. Mas isto tem que sequer o que cada município determina. Ele acrescenta que a medida se faz necessário para permitir que todo o corpo técnico do automobilismo volte a trabalhar, minimizando o impacto social, pois toda a classe depende financeiramente deste trabalho. Os clubes estabelecerão as normais, procurando evitar aglomerações e com todas as exigências das autoridades de saúde”, diz Rubens Gatti, acrescentado que a FPrA continuará dialogando com as autoridades e atenta a todos os desdobramentos, até que as competições possam ser liberadas.

A CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), através de seu presidente Waldner Bernardo de Oliveira, o Dadai, baixou hoje a Portaria nº 02/2020, estabelecendo que caberá as Federações Estaduais decidirem sobre o reinicio das atividades automobilísticas nos estados, respeitando as leis Federais, Estaduais e Municipais.

 

Veja a integra do ofício da FPrA:

 

Para

CLUBES e ASSOCIAÇÕES filiados a FPRA

Ilmos. Srs. Presidentes.

Ref.: ATIVIDADES AUTOMOBILÍSTICAS.

 

A Federação Paranaense de Automobilismo – FPRA – por seu Presidente, Sr. Rubens Maurílio Gatti, ciente de que a atividade automobilística envolve centenas de preparadores, mecânicos e auxiliares cujas famílias dependem financeiramente destes para a sobrevivência, e por analogia estando liberada a atividade das oficinas mecânicas no Estado Paraná, decide liberar as atividades inerentes ao automobilismo no Estado, desde de que atendida toda e qualquer orientação ou determinação das autoridades da área da saúde, seja Federal, Estadual ou Municipal.

Assim, cada CLUBE ou ASSOCIAÇÃO ficará responsável pelo cumprimento das normas e ou procedimentos expedidos pelas autoridades acima mencionadas, evitando a disseminação da COVID-19.

Certos do cumprimento das normas por parte dos respectivos Clubes e Associações, subscrevemo-nos.

Atenciosamente,

Rubens Maurílio Gatti

Presidente

Portaria CBA

Rubens Gatti diz que todos campeonatos previstos para a temporada 2020 serão mantidos (Foto: Vanderley Soares)

Rubens Gatti diz que todos campeonatos previstos para a temporada 2020 serão mantidos (Foto: Vanderley Soares)

CURITIBA (PR) – Com a paralisação de todas as competições automobilísticas em função da pandemia do coronavírus, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) irá refazer o calendário de todas as categorias do automobilismo paranaense. Todos os campeonatos previstos serão mantidos.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, explica que o ajuste de datas para um novo calendário será feito tão logo seja definido o calendário das categorias nacionais. “Vamos esperar a definição das categorias nacionais e estudarmos as datas restantes. Muitos paranaenses participam das categorias nacionais e também sediamos muitas provas nacionais. Em alguns casos, poderemos ter programação conjunta”, frisa Gatti.

Gatti também adianta que a diretoria da FPrA tomou a decisão de que todos os campeonatos previstos para a temporada 2020 serão realizados. Em alguns casos o número de etapas poderá diminuir. “Vamos dialogar com os clubes, pilotos, promotores e chegaremos ao ponto que será melhor para todos”, enfatiza Rubens Gatti.

 

Campeonatos previstos para a temporada 2020 no Paraná

Kart

Campeonato Paranaense de Kart – Curitiba

Campeonato Paranaense de Kart Light – Londrina

Open da Copa Brasil de Kart – Londrina

Campeonato Metropolitano de Kart de Cascavel

Campeonato Citadino de Kart de Foz do Iguaçu

Campeonato Metropolitano de Kart de Rio Negro

Copa Super Paraná de Kart – Curitiba

Copa Paraná de Kart – Cascavel

Campeonato Pato-branquense de Kart

Provas festivas

 

Rali

Campeonato Paranaense de Rali

 

Velocidade na Terra

Campeonato Metropolitano de São José dos Pinhais

Campeonato Paranaense

 

Velocidade no Asfalto

Campeonato Paranaense – Curitiba – Londrina – Cascavel

Campeonato de Metropolitano de Curitiba

Copa de Cascavel – Três etapas

Campeonato Metropolitano de Londrina

 

Arrancada

Campeonato Paranaense de Arrancada na Terra

Copa Paraná de Arrancada na Terra

Provas festivas na Terra em São Mateus do Sul e Ponta Grossa

Campeonato Paranaense de Arrancada de 201 Metros

 

Provas longas

Cascavel de Ouro

500 Milhas de Londrina

A categoria Super Chev B abriu a programação da última etapa com boas brigas (Foto: Divulgação)

A categoria Super Chev B abriu a programação da última etapa com boas brigas (Foto: Divulgação)

A etapa final do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra foi repleta de belas disputas no Autódromo de São José dos Pinhais, com a realização da 5ª e última etapa, que contou com 75 participantes, com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos. A etapa foi disputada em duas provas nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “C” e Turismo 1600  “I”, Turismo 5000 (Omega e Opala), Super Chev “A” e “B”, Auto Cross “A” e “B” e Fusca Velocidade “A” e “Light”, e patrocínio da Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui, Gasoline Car Repairs, West Lake Pneus e Grameira Gabardo, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Durante os Treinos Classificatórios, os cinco primeiros por categoria foram: AUTOCROSS – 1º) Alisson Marçal, 57s858; 2º) Rafael Schuhli, 58s517; 3º) Luiz Camargo, 58s622; e 4º) Arthur Coletti, 1m07s625. SUPER CHEV “A” – 1º) Hamilton Morsch, 1m01s567; 2º) Fábio Aramis, 1m02s251; 3º) Pedro dos Santos, 1m02s640; 4º) Rogério Torres, 1m02s734; e 5º) Flávio Mendes, 1m03s466. SUPER CHEV “B” – 1º) Júnior Fagundes, 1m04s350; 2º) Brendon Gabardo, 1m05s136; 3º) Edson Pilatti, 1m05s195; 4º) Vinícius Kavilhuka, 1m06s256; e 5º) Dorival/Daniel do Valle, 1m07s726. MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, 58s150; 2º) Jean Gans, 1m 58s459; 3º) Juca Lisboa, 59s949; 4º) Stive Tokarski, 59s316; e 5º) Nilton Silva, 1m03s413. MARCAS “B” – 1º) João Stabach, 59s634; 2º) Ricardo Pamplona, 59s926. TURISMO 5000 (OMEGA) – 1º) Marcelo Tatsch, 57s782; 2º) José Carlos Franzoi, 58s149; 3º) Fábio dos Santos, 1m00s280; 4º) Francesco Esposito Neto, 1min00s997; e 5º) Flávio Mendes, 1m02s523. TURISMO 5000 (OPALA) – 1º) João Rodrigo Chemin, 58s298; 2º) Brendon Gabardo, 59s511; 3º) Bernardo Kava, 1m01s914; 4º) Márcio Chimentão, 1m04s645; e 5º) Ricardo Smanioto, 1m10s122. TURISMO 1.600 “C” – 1º) Diego Lino, 59s898; 2º) Thiri/Leandro Stadler, 1m04s462; e 3º) Leandro dos Santos, 1m08s547. TURISMO 1600 “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 1m00s659; 2º) Antonio de Carvalho, 1m02s853; e 3º) Jackson Carvalho, 1m05s283. FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Carlos Eduardo, 1m01s861; 2º) Juliano dos Anjos, 1m02s291; 3º) Ailson Júnior, 1m02s942; 4º) Fabiano dos Anjos, 1m03s879; e 5º) Gabriel dos Anjos, 1m04s046. FUSCA VELOCIDADE “LIGHT” – 1º) Alexandre Marzolla, 1m05s717; 2º) Maycon Nishiba, 1m12s886; 3º) Rafael Helgemberg, 1m19s446; e 4º) Thiago Andolhe, sem tempo.

Autocross

A categoria Autocross contou com 5 participantes, realizando apenas uma prova por causa da chuva no domingo. A primeira corrida, Alisson Marçal largou na pole position e mantendo a posição, seguido de perto por Rafael Schuhli, Luiz Camargo, Rogério Schuhli e Arthur Coletti. Ao fim de 10 voltas, a vitória foi de Alisson Marçal, na categoria Auto Cross, com o tempo de 12m28s302, seguido de Luiz Camargo, a 1s172, Rafael Schuhli, a 2s489, e, Arthur Coletti, a uma volta.

RESULTADO FINAL -SUPER FÓRMULA – 1º) Alisson Marçal, COM 41 pontos (campeão); 2º) Luiz Camargo, 30; 3º) Rafael Shuhli, 24; e 4º) Rogério Schuhli, 10; e 5º) Arthur Coletti, com 10 pontos.

Super Chev “A”

Reunindo 14 carros em seu grid, a categoria Super Chev “A” foi para a primeira corrida, com a promessa de bons pegas e muitas ultrapassagens. Mas também só foi realizada uma prova por causa da chuva. O pole position Hamilton Morch manteve a liderança da largada, seguido de perto nas primeiras voltas por Pedro dos Santos, Fábio Aramis, Rogério Torres, Celso Gabardo e Jackson Araújo. A “briga” pela liderança da prova foi muito boa entre Hamilton Morch e Celso Gabardo no fim da prova. Boa corrida de recuperação de Cleverson Petrich, que largou da última posição do grid e chegou em terceiro lugar. Após 12 voltas, a vitória na Super Chev “A” foi de Hamilton Morch, com o tempo total de 14m16s714, com Celso Gabardo em segundo, a 0s980, Cleverson Petrich em terceiro, a 2s355, Dário Ribeiro em quarto, a 4s467, e, Jackson Araújo em quinto, a 5s287.

FINAL: SUPER CHEV “A” – 1º) Hamilton Morch, com 31 pontos (campeão); 2º) Brendon/Celso Gabardo, 23; 3º) Cleverson Petrich, 18; 4º) Dário Ribeiro, 15; e 5º) Jackson Araújo, com 12 pontos.

Super Chev “B”

Contando com 15 carros em seu grid, a categoria Super Chev “B” foi para a primeira corrida com os pilotos prometendo bons pegas pelas primeiras posições. O pole position Júnior Fagundes manteve a liderança da largada e passou a abrir vantagem para os demais, comprovando a sua boa fase na temporada 2019. Mas a “briga” foi boa entre Vinícius Kavilhuka, Brendon Gabardo e Edson Pilatti pela segunda posição. Depois de 13 voltas, a vitória na Super Chev “B” foi de Júnior Fagundes (Chaveirinho), com o tempo total de 13m42s394, tendo Celso Gabardo em segundo, a 12s452, Vinícius Kavilhuka em terceiro, a 13s054, Edson Pilatti em quarto, a 22s083, e, Dorival do Valle em quinto, a uma volta.

Júnior Fagundes (Chaveirinho) largou também na pole position da segunda corrida da Super Chev “B”, e liderou até a quinta volta, quando passou a ter problemas com a caixa de direção e foi superado por Brendon Gabardo. Na disputa pela terceira posição, mais uma vez o “pega” foi bom entre Edson Pilatti, Vinícius Kavilhuka e Roberto Santos até a última volta. Ao fim de 12 voltas, a vitória na Super Chev “B” foi de Brendon Gabardo, com tempo total de 14m19s887, seguido de Júnio Fagundes, a 11s718; Edson Pilatti, a 12s550; Vinícius Kavilhuka, a 13s771; e, Roberto Santos, 15s770. FINAL: SUPER CHEV “B” – 1º) Júnior Fagundes (Chaveirinho), com 54 pontos (campeão); 2º) Celso/Brendon Zonta Gabardo, 53; 3º) Edson Pilatti, 33; 4º) Gabriel Ferreira/Vinícius Kavilhuka, 33; e 5º) Roberto dos Santos, 21.

Marcas “A” e “B”

Os sete participantes das categorias Marcas “A” e “B” foram para a primeira bateria, com a promessa de belas disputas na principal categoria da Velocidade na Terra. O pole position Leonardo Kovalski manteve a liderança na largada e venceu de ponta a ponta, depois de boa disputa com Jean Gans pela primeira posição. Após 14 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Leonardo Kovalski, com tempo de 15m26s840, com Jean Gans em segundo, a 1s621; Juca Lisboa em terceiro a 2s274; e Stive Tokarski em quarto, a 6s607. Na Marcas “B” a vitória foi de Ricardo Pamplona, com tempo de 15m34s913, seguido de João Stabach, a seis voltas.

Na segunda bateria das categorias Marcas, Leonardo Kovalski manteve mais uma vez a liderança na largada e travou mais uma bela disputa com Jean Gans pela vitória até a bandeirada final. Depois de 16 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi novamente de Leonardo Kovalski, com tempo de 15m57s504, tendo Jean Gans em segundo, a 3s898; Stive Tokarski em terceiro, a 11s850; e, Nilton Silva em quarto, a 1m01s441. Na Marcas “B” a vitória foi novamente de Ricardo Pamplona, com o tempo de 16m30s853, seguido de João Stabach, a 2s185. FINAL: MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, com 61 pontos; 2º) Jean Gans, 46; 3º) Stive Tokarski, 33; 4º) Juca Lisboa, 18; e 5º) Nilton Silva, 15. MARCAS “B” – 1º) Ricardo Pamplona, 61; e 2º) João Stabach, com 23 pontos.

Turismo 5000

Mais uma vez as categorias Turismo 5000 deram show na pista, com os Omegas (8) e Opalas (4), os mais rápidos de todas as categorias, fazendo duas belas corridas. A primeira corrida começou com o Omega de Marcelo Tatsch largando na frente, liderando de ponta a ponta, com uma pressão de José Carlos Franzoi no início da prova. O Opala de Bernardo Kava teve problemas e nem completou uma volta, não participando da segunda prova também. Ao fim de 13 voltas, a vitória foi de Marcelo Tatsch, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 15m22s924, seguido de José Carlos Franzoi, a 10s225; Fabiano Santos, a 10s627; Flávio Mendes, a 15s690; e Francesco Esposito Neto, a 22s269. Na categoria Opala a vitória foi de João Rodrigo Chemin, com tempo de 15m29s628, com Brendon Gabardo em segundo, a 3s505; Márcio Chimentão, a 7s910; e, José Meirelles, a duas voltas.

Na segunda corrida da Turismo 5000, Marcelo Tatsch manteve a ponta da largada da prova e liderou mais uma vez de ponta a ponta, sofrendo pressão de José Carlos Franzoi no início. O Omega de José Meirelles abandonou com quatro voltas. Depois de 16 voltas, a vitória foi de Marcelo Tatsch, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 15m49s456, tendo José Carlos Franzoi em segundo, a 3s931; Fabiano Santos em terceiro, a 39s874; Flávio Mendes em quarto, a 58s150, e, Tiago a duas voltas. Na categoria Opala nova vitória de João Rodrigo Chemin, com tempo de 15m42s818, seguido de Brendon Zonta Gabardo, a 46s730; Márcio Chimentão, a uma volta; e, e Ricardo Smanioto, a três voltas. FINAL: OMEGA – 1º) Marcelo Tatsch, com 61 pontos; 2º) José Carlos Franzoi, 46; 3º) Fabiano Santos, 36; 4º) Flávio Mendes, 30; e 5º) Márcio Chimentão, 24. OPALA – 1º) João Rodrigo Chemin, com 61 pontos; 2º) Brendon Zonta Gabardo, 46; 3º) Ricardo Smanioto, 18; e, 4º) Bernardo Kava, 0.

Fusca Velocidade

As categorias Fusca Velocidade “A” e Light reuniram 15 participantes, também realizando duas belas corridas. A primeira corrida, com Carlos Eduardo largando na pole position, mas perdendo a posição na primeira volta para Juliano dos Anjos, seguidos de perto por Ailson Júnior, Fabiano dos Anjos e Gabriel dos Anjos. Nickolas Lima abandonou na quarta volta, Maycon Nishiba e Thiago Andolhe com seis voltas. Ao fim de 13 voltas, a vitória foi de Juliano dos Anjos, na Geral e na categoria Fusca Velocidade “A”, com o tempo de 14m04s536, seguido de Carlos Eduardo, a 1s706; Ailson Júnior, a 9s136; Fabiano dos Anjos, a 9s742; e, Emanuel Pauzer, a 25s130. Na Fusca Velocidade Light vitória foi de Alexandre Marzolla, com tempo de 14m49s200, com Rafael Helgemberg em segundo, a uma volta, e, Marcos de Melo em terceiro, a uma volta.

Na segunda corrida da Fusca Velocidade “A” e Light, Juliano dos Anjos manteve a liderança na largada, mas foi superado por Carlos Eduardo e brigaram até a bandeirada final pela vitória. Depois de 9 voltas, a vitória foi de Carlos Eduardo, na Geral e na Fusca Velocidade “A”, com o tempo de 11m56s067, tendo Juliano dos Anjos em segundo, a 2s168; Emanuel Pauzer em terceiro, a 8s430; Edson Abrão em quarto, a 10s911; e, Juliano Tozetto em quinto, a 11s653. Na categoria Fusca Velocidade Light nova vitória de Alexandre Marzolla, com 9 voltas no tempo de 12m18s810, seguido de Marcos de Melo, a uma volta; e, Rafael Helgemberg, a uma volta. FINAL: FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Carlos Eduardo, com 54 pontos; 2º) Juliano dos Anjos, 53; 3º) Emanuel Pauzer, 30; 4º) Edinho Abrão, 21; e 5º) Juliano Tozetto, com 21 pontos. FUSCA VELOCIDADE LIGHT – 1º) Alexandre Marzolla, com 61 pontos; 2º) Marcos de Melo, 41; 3º) Rafael Helgemberg, 41; 4º) Maycon Nishiba, 0; e 5º) Thiago Andolhe, 0.

Turismo 1600 “C” e “I”

E a primeira prova das categorias Turismo 1600 “C” e “I”, com sete participantes, também teve apenas uma bateria realizada por causa da chuva na tarde de domingo. O pole position Diego Lino manteve a liderança na largada, seguido de perto por Geovane Ciesielski, que o ultrapassou na terceira volta. A disputa entre Geovane e Diego se estendeu até o início da 11ª volta, quando o carro de Diego teve problemas técnicos e o piloto a abandonar a corrida. Ao fim de 15 voltas, a vitória na Geral e na categoria Turismo 1600 “I” foi de Geovane Ciesielski, com tempo total de 15m20s671, vindo em segundo Antonio de Carvalho, a 16s109, Denizard dos Santos, a 46s769 e, em quarto Jackson de Carvalho, a uma volta. E na Turismo 1600 “C”, a vitória foi de Leandro dos Santos, com o tempo de 16min03s601, com Diego Lino em segundo, a cinco voltas.

FINAL: TURISMO 1600 “C” – 1º) Leandro dos Santos, com 30 pontos; 2º) Diego Lino, 1; e, 3º) Thiri/Leandro Stadler, 0. TURISMO 1600 “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 31; 2º) Antonio de Carvalho, 23; 3º) Denizard dos Santos, 18; e, 4º) Jackson de Carvalho, 15.

O próximo evento da RS Motorsport será o 2º Festival de Velocidade na Terra 2020, com data a ser confirmada pelos organizadores Manoel/Leandro e pela FPrA.

A categoria Fusca Velocidade chega a final como destaque da temporada de Velocidade na Terra (Foto: Rogenes Santana/Divulgação)

A categoria Fusca Velocidade chega a final como destaque da temporada de Velocidade na Terra (Foto: Rogenes Santana/Divulgação)

Depois de ter sido adiada do último dia 10 em função de chuvas, a 5ª e última etapa do Campeonato Metropolitano de Velociade na Terra de São José dos Pinhais está confirmada para o próximo fim de semana. A prova a ser disputada no autódromo local tem organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos, patrocínio da Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui, Gasoline Car Repairs, West Lake Pneus e Grameira Gabardo, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

A última prova do campeonato terá a realização das categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega e Opala), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Cheve “A” e “B”, Auto Fórmula “A” e “B”, com duas baterias de cada categoria, sendo uma no sábado e outra no domingo, no Autódromo de São José dos Pinhais. Os ingressos para o público custarão R$ 10,00 no sábado e R$ 20,00 no domingo.

Classificação

Com quatro etapas realizadas, a classificação do Campeonato Metropolitano de São José dos Pinhais de Velocidade na Terra, por categoria é a seguinte: SUPER CHEVE “A” – 1º) Hamilton Morsche, com 157 pontos; 2º) Cleverson Petrich, 112; 3º) Pedro dos Santos, 95; 4º) Fábio Aramis, 57; 5º) Flávio Mendes, 55. SUPER CHEVE “B” – 1º) Erondi Fagundes Jr, 136; 2º) Brendon Gabardo, 129; 3º) Edson Pilatti, 114; 4º) Gabriel Ferreira, 71; 5º) Daniel do Vale/Dorival do Vale, 63. MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, 160; 2º) Jean Gans, 132; 3º) Amauri Lisboa Jr, 61; 4º) Stive Tokarski, 40; 5º) Stive Tokarski, 33. MARCAS “B” – 1º) Ricardo Pamplona, 137; 2º) Wilson Kavilhuka, 78; 3º) João Stabach, 59; 3º) Cláudio/Ariel Tucholski, 43; 5º) José Rocha Moraes, 13. TURISMO 1.600 “C” – 1º) Leandro dos Santos, 140; 2º) Diego Lino, 112; 3º) Richardson Moreira, 73; 4º) Leandro Stadler, 50; 5º) Joel Pampuch, 25. TURISMO 1600 “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 169; 2º) Antonio Carvalho, 48; 3º) Norival Kavilhuka, 46; 4º) Jackson Carvalho, 33; 5º) Pietro Wegbecher, 32. TURISMO 5000 OMEGA – 1º) Marcelo Tatsch, 160; 2º) José Carlos Franzoi, 95; 3º) Paulo Stelle, 78; 4º) Flávio Mendes, 53; 5º) Franccesco Esposito Neto, 33. TURISMO 5000 OPALA – 1º) Brendon Gabardo, 148; 2º) Bernardo Kava, 78; 3º) Willian Jaeger, 44; 4º) Márcio Chimentão, 15; 5º) José Rodrigo Chemin, 4. AUTO FÓRMULA “A” – 1º) Rafael Schuhli, 150; 2º) Alisson Marçal, 122; 3º) Rogério Schuhli, 72; 4º) Luiz Camargo, 58; 5º) Debrair Pinheiro, 27. AUTO FÓRMULA “B” – 1º) Arthur Coletti, 134. FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Juliano dos Anjos, 66; 2º) Ailson Penteado Jr, 62; 3º) Fabiano dos Anjos, 57; 4º) Nickolas Cavalli Lima, 53; 5º) Carlos Alberto Bracovcsz, 41. FUSCA VELOCIDADE LIGHT – 1º) Marcos Vinícius de Melo, 86; 2º) Thiago Andolbe, 83; 3º) Alexandre Marzolla, 67; 4º) Marco Nishida, 46; e 5º) Jorge Luiz Bot, com 43 pontos.

A categoria Super Chevy terá um dos melhores grid da última etapa do Metropolitano de São José dos Pinhais (Foto: Divulgação)

A categoria Super Chevy terá um dos melhores grid da última etapa do Metropolitano de São José dos Pinhais (Foto: Divulgação)

O Autódromo de São José dos Pinhais recebe sábado e domingo quinta e última etapa Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra, com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos. A etapa terá o patrocínio da Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui, Gasoline Car Repairs, West Lake Pneus e Grameira Gabardo, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

As inscrições antecipadas encerraram nesta quarta-feira, mas as inscrições ainda podem ser feitas no sábado, antes dos treinos livres, na secretaria da prova. A quinta etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais será realizada nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega e Opala), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Cheve “A” e “B”, Auto Fórmula “A” e “B”, com duas baterias de cada categoria, sendo uma no sábado e outra no domingo, no Autódromo de São José dos Pinhais. Os ingressos para o público custarão R$ 10,00 no sábado e R$ 20,00 no domingo.

Classificação

Com quatro etapas realizadas, a classificação do Campeonato Metropolitano de São José dos Pinhais de Velocidade na Terra, por categoria é a seguinte: SUPER CHEVE “A” – 1º) Hamilton Morsche, com 157 pontos; 2º) Cleverson Petrich, 112; 3º) Pedro dos Santos, 95; 4º) Fábio Aramis, 57; 5º) Flávio Mendes, 55. SUPER CHEVE “B” – 1º) Erondi Fagundes Jr, 136; 2º) Brendon Gabardo, 129; 3º) Edson Pilatti, 114; 4º) Gabriel Ferreira, 71; 5º) Daniel do Vale/Dorival do Vale, 63. MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, 160; 2º) Jean Gans, 132; 3º) Amauri Lisboa Jr, 61; 4º) Stive Tokarski, 40; 5º) Stive Tokarski, 33. MARCAS “B” – 1º) Ricardo Pamplona, 137; 2º) Wilson Kavilhuka, 78; 3º) João Stabach, 59; 3º) Cláudio/Ariel Tucholski, 43; 5º) José Rocha Moraes, 13. TURISMO 1.600 “C” – 1º) Leandro dos Santos, 140; 2º) Diego Lino, 112; 3º) Richardson Moreira, 73; 4º) Leandro Stadler, 50; 5º) Joel Pampuch, 25. TURISMO 1600 “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 169; 2º) Antonio Carvalho, 48; 3º) Norival Kavilhuka, 46; 4º) Jackson Carvalho, 33; 5º) Pietro Wegbecher, 32. TURISMO 5000 OMEGA – 1º) Marcelo Tatsch, 160; 2º) José Carlos Franzoi, 95; 3º) Paulo Stelle, 78; 4º) Flávio Mendes, 53; 5º) Franccesco Esposito Neto, 33. TURISMO 5000 OPALA – 1º) Brendon Gabardo, 148; 2º) Bernardo Kava, 78; 3º) Willian Jaeger, 44; 4º) Márcio Chimentão, 15; 5º) José Rodrigo Chemin, 4. AUTO FÓRMULA “A” – 1º) Rafael Schuhli, 150; 2º) Alisson Marçal, 122; 3º) Rogério Schuhli, 72; 4º) Luiz Camargo, 58; 5º) Debrair Pinheiro, 27. AUTO FÓRMULA “B” – 1º) Arthur Coletti, 134. FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Juliano dos Anjos, 66; 2º) Ailson Penteado Jr, 62; 3º) Fabiano dos Anjos, 57; 4º) Nickolas Cavalli Lima, 53; 5º) Carlos Alberto Bracovcsz, 41. FUSCA VELOCIDADE LIGHT – 1º) Marcos Vinícius de Melo, 86; 2º) Thiago Andolbe, 83; 3º) Alexandre Marzolla, 67; 4º) Marco Nishida, 46; e 5º) Jorge Luiz Bot, com 43 pontos.

Programação

As atividades no Autódromo de São José dos Pinhais no sábado acontecem das 8 às 18 horas. A finalização das inscrições será a partir das 8 horas. Os treinos livres de todas as categorias iniciam às 9h30. Na sequência, serão realizados o 1° e 2° treinos oficiais, na seguinte ordem: Super Chevy B, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega e Opala), Marcas A e B, e, Super Chevy A. Em seguida acontece o Briefing com os pilotos. Os treinos classificatórios vêm a seguir, na mesma ordem dos trenos oficiais. Depois vem as primeiras baterias de sábado das categorias Super Chevy B, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega e Opala), Marcas A e B, e, Super Chevy A. Após as 20 horas de sábado, fica proibida a entrada e saída de pessoas no Autódromo de São José dos Pinhais.

No domingo, o evento acontece das 8 às 18 horas, iniciando com os treinos livres para todas as categorias às 9h30. Na sequencia, o terceiro treino oficial (com warm up), na seguinte ordem: Super Chevy A, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega e Opala), Marcas A e B, e, Super Chevy B. Espaço promocional, com visitação aos boxes, distribuição de brindes, apresentação de carros e pilotos. Na sequencia, as segundas baterias da Super Chevy A, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega e Opala), Marcas A e B, e, Super Chevy B. Espaço promocional para as voltas rápidas dos pilotos com o público, patrocinadores e convidados. Encerrando com a festa do pódio para premiação com troféus do 1.° ao 5.° em todas as categorias.

A programação poderá ser alterada de acordo com as condições do tempo e pista.

A categoria Super Chevy foi à pista com o maior grid da 4ª etapa (Foto: Divulgação)

A categoria Super Chevy foi à pista com o maior grid da 4ª etapa (Foto: Divulgação)

O fim de semana foi de muitas disputas no Autódromo de São José dos Pinhais, com realização da 4ª e penúltima etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra, que contou com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos, com 61 carros em duas provas nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “C” e Novatos “I”, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Super Chev “A” e “B”, Auto Cross “A” e “B” e Fusca Velocidade “A” e “Light”. A etapa terá o patrocínio da Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui e Gasoline Car Repairs, o apoio da West Lake Pneus e Grameira Gabardo, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Durante os Treinos Classificatórios, os cinco primeiros por categoria foram: AUTO CROSS – 1º) Alisson Marçal, 58s032; 2º) Rafael Schuhli, 58s347; 3º) Rogério Schuhli, 1m03s597; e 4º) Luiz Camargo, 1m03s986. SUPER CHEV “A” – 1º) Hamilton Morsch, 1m01s396; 2º) Flávio Mendes, 1m02s495; 3º) Celso Gabardo, 1m02s813; 4º) Pedro dos Santos, 1m03s204; e 5º) Rogério Torres, 1m03s246. SUPER CHEV “B” – 1º) Júnior Fagundes, 1m02s425; 2º) Brendon Gabardo, 1m03s503; 3º) Gabriel Ferreira, 1m04s885; 4º) Edson Pilati, 1m06s002; e 5º) Roberto Santos, 1m07s771. MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, 57s978; 2º) Jean Gans, 1m 58s180; 3º) Juca Lisboa, 59s180; e 4º) Stive Tokarski, 1m02s717. MARCAS “B” – 1º) Ricardo Pamplona, 59s516; 2º) João Stabach, 59s677; e 3º) Wilson Kavilhuka, 1m00s393. TURISMO 5000 (OMEGA) – 1º) Marcelo Tatsch, 57s255; 2º) José Carlos Franzoi, 57s895; e 3º) José Meirelles, 1m02s986. TURISMO 5000 (OPALA) – 1º) Brendon Gabardo, 59s255; e 2º) Bernardo Kava, 59s805. TURISMO 1.600 “C” – 1º) Diego Lino, 59s560; 2º) Leandro dos Santos, 1m03s880; e 3º) Leandro Stadler, 1m08s168. NOVATOS 1600 “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 1m00s630; 2º) Henrique Marques, 1m01s972; e 3º) Norival Kavilhuka, 1m04s585. FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Ailson Júnior, 1m00s858; 2º) Juliano dos Anjos, 1m01s559; 3º) Emanuel Pauzer, 1m01s878; 4º) Fabiano dos Anjos, 1m01s909; e 5º) Luciano Laroca, 1m01s932. FUSCA VELOCIDADE “LIGHT” – 1º) Thiago Andolhe, 1m03s938; 2º) Alexandre, 1m04s867; 3º) Marcos de Melo, 1m07s833; 4º) Maycon Nishiba, 1m10s170; e 5º) Jorge Luiz, 1m11s986.

Auto Cross

A categoria Auto Cross foi a primeira a ir para a pista, com 5 participantes, realizando duas belas provas. A primeira corrida foi realizada às 10h18 do domingo, com Alisson Marçal largando na pole position e mantendo a posição, seguido de perto por Rafael Schuhli, Luiz Camargo e Rogério Schuhli, que abandonou a corrida na segunda volta. Ao fim de 16 voltas, a vitória foi de Alisson Marçal, na categoria Auto Cross, com o tempo de 16m35s577, seguido de Rafael Schuhli, a 27s230, Luiz Camargo, a uma volta, e, Arthur Coletti, a duas voltas.

Na segunda corrida da Auto Cross, Alisson Marçal manteve a liderança na largada e travou uma disputa acirrada com Rafael Schuhli no início da prova. No decorrer da corrida, Luiz Camargo ultrapassou Schuhli, assumindo o segundo lugar. Depois de 14 voltas, a vitória foi de Alisson Marçal, na Auto Cross, com o tempo de 14m26s332, tendo Luiz Camargo em segundo, a 19s238; Rafael Schuhli em terceiro, a 19s389; e, Arthur Coletti em quarto, a duas voltas. Alisson Marçal marcou ainda a volta mais rápida das duas provas, na sétima volta da segunda prova, com o tempo de 59s949 e média de 100,285 km/h. RESULTADO FINAL: SUPER FÓRMULA – 1º) Alisson Marçal, com 41 pontos; 2º) Luiz Camargo, 27; 3º) Rafael Shuhli, 27; e 4º) Arthur Coletti, 20.

Super Chev “A” e “B”

Reunindo 22 carros em seu grid, as categorias Super Chev “A” e “B” foram para a primeira corrida, com a promessa de bons pegas e muitas ultrapassagens. O pole position Hamilton Morch manteve a liderança da largada, seguido de perto nas primeiras voltas por Flávio Mendes, Celso Gabardo, Pedro dos Santos, Rogério Torres e Fábio Aramis. A “briga” pela liderança da prova foi muito boa entre Hamilton Flávio, do início ao fim da corrida. Na Super Chev “B” a disputa foi boa entre Júnior Fagundes e Brendon Gabardo. O Safety Car foi acionado três vezes para a retirada de carros acidentados. Após 9 voltas, a vitória Geral e na Super Chev “A” foi de Hamilton Morsch, com o tempo total de 14m03s875, com Flávio Mendes em segundo, a 0s049; Rogério Torres em terceiro, a 2s480; Pedro dos Santos em quarto, a 3s054; e, Celso Gabardo em quinto, a 3s627. Na Super Chev “B”,  a vitória foi de Júnior Fagundes, com tempo de 14m13s830, seguido de Brendon Gabardo, a 0s429; Edson Pilatti, a 1s825; Roberto Santos, a 7s268; e, Roberto Minatoya Jr, a 20s156.

Hamilton Morsch largou na pole position da segunda corrida da Geral e da Super Chev “A”, onde se manteve até a bandeirada final, deixando a “briga” pelas demais posições, por conta de Flávio Mendes, Pedro dos Santos, Fábio Aramis e Maurício Cavali. Novamente na Super Chev “B” a “briga” principal foi entre Júnior Fagundes e Brendon Gabardo. Ao fim de 13 voltas, a vitória na Geral e na Super Chev “A” foi de Hamilton Morsch, com tempo total de 15m39s177, seguido de Pedro dos Santos, a 12s009; Fábio Aramis, a 16s826; Flávio Mendes, a 31s308; e, Maurício Cavali, a 4 voltas. A volta mais rápida das corridas disputadas foi de Hamilton Morsch, na 11ª passagem da segunda prova, com tempo de 1m01s473, à média de 97,799 km/h. RESULTADO FINAL: SUPER CHEV “A” – 1º) Hamilton Morsch, com 41 pontos; 2º) Pedro dos Santos, 25; 3º) Flávio Mendes, 25; 4º) Fábio Aramis, 18; e 5º) Rogério Torres e Maurício Cavali, 12. SUPER CHEV “B” – 1º) Júnior Fagundes, com 41 pontos; 2º) Brendon Gabardo, 30; 3º) Edson Pilatti, 24; 4º) Roberto Santos, 20; e 5º) Dorival/Daniel do Vale, com 14 pontos.

Marcas

Os sete participantes das categorias Marcas “A” e “B” foram para a primeira bateria às 11h47 de domingo, com a promessa de belas disputas na principal categoria da Velocidade na Terra. O pole position Leonardo Kovalski manteve a liderança na largada e venceu de ponta a ponta, depois de boa disputa com Jean Gans pela primeira posição. Após 15 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Leonardo Kovalski, com tempo de 14m47s367, com Jean Gans em segundo, a 1s861; Juca Lisboa em terceiro a 10s184 e Stive Tokarski em quarto, a 50s775. Na Marcas “B” a vitória foi de João Stabach, com tempo de 15m08s697, seguido de Ricardo Pamplona, a 8s744, e, Wilson Kavilhuka, a 16s878.

Na segunda bateria das categorias Marcas, Leonardo Kovalski perdeu a liderança para Jean Gans na primeira volta e o duelo entre os dois seguiu até a bandeirada final. Depois de 16 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi novamente de Jean Gans, com tempo de 15m49s178, tendo Leonardo Kovalski em segundo, a 2s788; Luiz Kavilhuka em terceiro, a 443s002; e, Juca Lisboa em quarto, a uma volta. Na Marcas “B” a vitória foi novamente de João Stabach, com o tempo de 16m26s594, seguido de Ricardo Pamplona, a 4s987; e, Wilson Kavilhuka, a 5s567. Jean Gans marcou a volta mais rápida das baterias disputadas, na 11ª passagem da segunda corrida, com tempo de 58s502, à média de 102,766 km/h. RESULTADO FINAL: MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, com 36 pontos; 2º) Jean Gans, 35; 3º) Juca Lisboa, 22; 4º) Luiz Kavilhuka, 12; e 5º) Stive Tokarski, com 10 pontos. MARCAS “B” – 1º) João Stabach, 40; 2º) Ricardo Pamplona, 31; e 3º) Wilson Kavilhuka, com 24 pontos.

Turismo 5000-

Mais uma vez as categorias Turismo 5000 deram show na pista, com os Omegas (4) e Opalas (2), os mais rápidos de todas as categorias, fazendo duas belas corridas. A primeira corrida foi realizada às 12h21 do domingo, com o Omega de Marcelo Tatsch largando na frente, mas perdendo a liderança para José Carlos Franzoi na primeira volta e com bom duelo entre os dois até a bandeirada final. O Omega de José Meirelles teve problemas e nem completou uma volta, não participando da segunda prova também. Ao fim de 14 voltas, a vitória foi de José Carlos Franzoi, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 13m52s693, seguido de Marcelo Tatsch, a 3s323; e Francesco Esposito Neto, a uma volta. Na categoria Opala a vitória foi de Brendon Gabardo, com tempo de 14m19s915, com Bernardo Kava em segundo, a duas voltas.

Na segunda corrida da Turismo 5000, José Carlos Franzoi manteve a ponta da largada da prova e liderou por quatro voltas, sofrendo pressão de Marcelo Tatsch no início, e assumiu a liderança na quinta volta. O Omega de José Carlos Franzoi abandonou com oito voltas. Depois de 15 voltas, a vitória foi de Marcelo Tatsch, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 14m56s355, tendo Francesco Esposito Neto em segundo, a uma volta. Na categoria Opala nova vitória de Brendon Gabardo, com tempo de 15m42s818. A volta mais rápida das provas realizadas foi de Marcelo Tatsch, na 8ª passagem da segunda corrida, com o tempo de 57s708, à média de 104,180 km/h. RESULTADO FINAL: OMEGA – 1º) Marcelo Tatsch, com 36 pontos; 2º) Francesco Esposito Neto, 27; 3º) José Carlos Franzoi, 20; e 4º) José Meirelles, sem pontos. OPALA – 1º) Brendon Zonta Gabardo, com 41 pontos; e 2º) Bernardo Kava, com 15 pontos.

Fusca Velocidade –

As categorias Fusca Velocidade “A” e Light reuniram 17 participantes, também realizando duas belas corridas. A primeira corrida foi realizada às 11h20 do domingo, com Ailson Júnior largando na pole position e mantendo a posição até a oitava volta, seguido de perto por Emanuel Pauzer e Juliano dos Anjos, que assumiu a liderança na nona volta. Douglas Rodrigues abandonou na primeira volta, Luciano Laroca na segunda e Maycon Nishiba com sete voltas. Ao fim de 12 voltas, a vitória foi de Juliano dos Anjos, na Geral e na categoria Fusca Velocidade “A”, com o tempo de 14m41s550, seguido de Ailson Júnior, a 1s665; Fabiano dos Anjos, a 3s030; Rogesson Negão, a 7s317; e, Carlos Sabugo, a 8s420. Na Fusca Velocidade Light vitória foi de Thiago Andolhe, com tempo de 14m46s347, com Alexandre Marzolla em segundo, a 13s295; Jorge Luiz em terceiro, a uma volta; e, Marcos de Melo em quarto, a uma volta.

Na segunda corrida da Fusca Velocidade “A” e Light, Ailson Júnior assumiu a liderança na largada, seguido de perto por Fabiano dos Anjos e Regesson Negão. Destaque para a corrida de Carlos Eduardo, que largou em oitavo e chegou em quarto lugar. Gabriel dos Anjos, Luciano Laroca, Maycon Nishiba, Nickolas Lima e Fabiano dos Anjos abandonaram a corrida. Depois de 13 voltas, a vitória foi de Ailson Júnior, na Geral e na Fusca Velocidade “A”, com o tempo de 17m12s953, tendo Fabiano dos Anjos em segundo, a 2s206; Rogesson Negão em terceiro, a 9s308; Carlos Eduardo em quarto, a 15s334; e, Emanuel Pauzer em quinto, a 17s347. Na categoria Fusca Velocidade Light nova vitória foi de Thiago Andolhe, com 13 voltas no tempo de 17m34s342, seguido de Jorge Luiz, a 2s108; Marcos de Melo, a 4s963; e, Alexandre Marzolla, a três voltas. Juliano dos Anjos marcou volta mais rápida das provas realizadas, na 4ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1m01s273, à média de 98,118 km/h. RESULTADO FINAL: FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Ailson Júnior, com 36 pontos; 2º) Fabiano dos Anjos, 27; 3º) Rogesson Negão, 22; 4º) Juliano dos Anjos, 20; e 5º) Carlos Eduardo, com 16 pontos. FUSCA VELOCIDADE LIGHT – 1º) Thiago Andolhe, com 41 pontos; 2º) Jorge Luiz, 27; 3º) Alexandre Marzolla, 25; 4º) Marcos de Melo, 22; e 5º) Maycon Nishiba, sem pontos.

Turismo “C”/Novatos “I”

E a primeira prova das categorias Turismo 1600 “C”/Novatos 1600 “I”, foi à pista às 13h37, com sete participantes, com o pole position Diego Lino mantendo a liderança na largada, seguido de perto por Geovane Ciesielski, que o ultrapassou na primeira volta. A disputa entre Geovane e Diego se estendeu até o início da quinta volta, quando o carro de Diego escapou e acertou o barranco, obrigando o piloto a abandonar a corrida. Norival Kavilhuka e Enrique Marques duelaram pela segunda posição. Leandro Stadler, Diego Lino e Cristiano Colodel abandonaram a prova. Ao fim de 15 voltas, a vitória na Geral e na categoria Novatos “I” foi de Geovane Ciesielski, com tempo total de 15m22s633, vindo em segundo Henrique Marques, a 48s682; e, em terceiro Norival Kavilhuka, a 57s169. Na Turismo “C”, a vitória foi de Leandro dos Santos, com o tempo de 15m47s599.

Largando na pole position, Geovane Ciesielski faturou também a segunda prova da Turismo “C”/Novatos “I”, vencendo de ponta a ponta, sem dar chances a seus adversários. Dos cinco primeiros, Geovane Ciesielski, Leandro dos Santos, Norival Kavilhuka e Leandro Stadler terminaram na posição que largaram e Henrique Marques abandonoiu com 12 voltas. Grande corrida de Diego Lino, que largou em sexto e concluiu a prova em segundo na Geral. Após 15 voltas, nova vitória de Geovane Ciesielski na Geral e na Novatos “I”, com tempo de 15m11s090, com Leandro dos Norival Kavilhuka em segundo, a uma volta; e, Henrique Marques em terceiro, a três voltas. Na Turismo “C”, a vitória foi de Diego Lino, com tempo de 15m13s856, seguido de Leandro dos Santos, a 42s629; e, Leandro Stadler, a uma volta. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Diego Lino, na 4ª passagem da segunda prova, com tempo de 59s620, à média de 100,839 km/h. RESULTADO FINAL: TURISMO “C” – 1º) Leandro dos Santos, com 35 pontos; 2º) Diego Lino, 21; e, 3º) Leandro Stadler, 12. NOVATOS “I” – 1º) Geovane Ciesielski, com 41 pontos; 2º) Norival Kavilhuka, 27; 3º) Henrique Marques, 27; e, 4º) Cristiano Colodel, sem pontos.

A quinta e última etapa do Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais está marcada para os dias 9 e 10 de novembro.

A categoria Super Chev B mostrou sua força já na formação do grid de largada (Foto: Divulgação)

A categoria Super Chev B mostrou sua força já na formação do grid de largada (Foto: Divulgação)

O fim de semana foi de muitas disputas no Autódromo de São José dos Pinhais, com realização da 3ª etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra, que contou com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos, com 61 carros em duas provas nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega e Opala), Super Fórmula, Fusca Velocidade e Super Chevy “A” e “B”. O evento teve o patrocínio da Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui e Gasoline Car Repairs, o apoio da Só Carrão, Monster Energy, Alto Peças Kobber, Alvo Plotagens e CSM Comércio, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Durante as Tomadas de tempos, os cinco primeiros por categoria foram: SUPER CHEV “A” – 1º) Cleverson Petrich, 1m01s897; 2º) Hamilton Morsch, 1m02s593; 3º) Pedro dos Santos, 1m03s421; 4º) Fábio Aramis, 1m05s179; e 5º) Celso Gabardo, 1m05s440. SUPER CHEV “B” – 1º) Júnior Fagundes, 1m06s728; 2º) Edson Pilatti, 1m09s602; 3º) Gabriel Ferreira, 1m12s087; 4º) Brendon Gabardo, 1m12s211; e 5º) Roberto Minatoia Jr, 1m19s411. TURISMO “C” – 1º) Diego Lino, 1m04s358; 2º) Leandro dos Santos, 1m08s619; 3º) Richardson Andrade, 1m08s928; e 4º) Christian/Joel Pampuch, 1m12s296. NOVATOS “I” – 1º) Denizard dos Santos, 1m05s248; 2º) Geovane Ciesielski, 1m06s452; 3º) Antonio de Carvalho, 1m06s916; 4º) Wilson Kavulhuka, 1m07s233; e 5º) Norival Kavilhuka, 1m07s306. MARCAS “A” –  1º) Leonardo Kovalski, 58s467; 2º) Jean Gans, 59s163; 3º) Alexandre Frankenberger, 59s800; e 4º) Juca Lisboa, 1m05s370. MARCAS “B” – 1º) Ricardo Pamplona, 1m01s381; e 2º) Wilson Kavilhuka, 1m02s117. TURISMO 5000 OMEGA – 1º) Marcelo Tatschi, 57s683; 2º) José Carlos Franzoi, 58s152; 3º) Paulo Stedle, 1m00s871; 3º) Flávio Mendes, 1m01s926; e 4º) Francesco Esposito Neto, 1m03s273. TURISMO 5000 OPALA – 1º) Rui Chemin, 58s979; 2º) Bernardo Kava, 1m00s564; 3º) Brendon Zonta Gabardo, 1m01s477; e 4º) José Meirelles, 1m03s234. SUPER FÓRMULA – 1º) Alisson Marçal, 1m02s472; 2º) Rafael/Rogério Schuhli, 1m02s295; e 3º) Arthur Coletti, 1m21s789. FUSCA CROSS “A” – 1º) Nickolas Lima, 1m05s430; e 2º) Carlos Jr Sabugo, 1m05s537. FUSCA CROSS – 1º) Alexandre, 1m07s913; 2º) Marcos de Melo, 1m10s693; 3º) Jorge Luiz, 1min13s222; e 4º) Maycon Nishiba, 1m15s848.

Super Chev “A”

Reunindo 12 carros em seu grid, a categoria Super Chev “A” foi para a primeira corrida, com a promessa de bons pegas e muitas ultrapassagens. O pole position Cleverson Petrich manteve a liderança da largada, seguido de perto nas primeiras voltas por Hamilton Morch, Pedro dos Santos, Celso Gabardo e Dario Ribeiro. A “briga” pela liderança da prova foi muito boa entre Cleverson e Hamilton, do início ao fim da corrida. Após 20 voltas, a vitória na Super Chevy “A” foi de Cleverson Petrich, com o tempo total de 21m02s747, com Hamilton Morch em segundo, a 0s440; Pedro dos Santos em terceiro, a 36s926; Celso Gabardo em quarto, a 48s554; e, Fábio Aramis em quinto, a uma volta.

Cleverson Petrich largou na pole position da segunda corrida da Super Chevy “A”, onde se manteve até a bandeirada final, seguido de Hamilton Morsch, Celso Gabardo, Fábio Aramis, Dário Ribeiro e Rogério Torres. Mas a disputa foi boa entre Cleverson e Hamilton durante toda a prova. Ao fim de 12 voltas, a vitória na Super Chevy “A” foi de Cleverson Petrich, com tempo total de 12min48s503, seguido de Hamilton Morch, a 0s645; Celso Gabardo, a 19s850; Fábio Aramis, a 35s523; e, Dário Ribeiro, a 35s822. A volta mais rápida das corridas disputadas foi de Hamilton Morsch, na 20ª passagem da primeira prova, com tempo de 1m01s455, à média de 97,828 km/h. FINAL: SUPER CHEVY “A” – 1º) Cleverson Petrich, 41 pontos; 2º) Hamilton Morsch, 30; 3º) Celso Gabardo, 22; 4º) Fábio Aramis, 18; e 5º) Dário Ribeiro, 14.

Super Chev “B”

Contando com 13 carros em seu grid, a categoria Super Chev “B” foi para a primeira corrida com bons pegas pelas primeiras posições. O pole position Júnior Fagundes manteve a liderança da largada e passou a abrir vantagem para os demais, comprovando a sua boa fase nas duas últimas etapas. Mas a “briga” foi boa entre Edson Pilatti, Brendon Gabardo e Gabriel Ferreira pela segunda posição. Depois de 11 voltas, a vitória na Super Chevy “B” foi de Júnior Fagundes (Chaveirinho), com o tempo total de 15m17s025, tendo Brendon Gabardo em segundo, a 6s586, Edson Pilatti em terceiro, a 8s140, Gabriel Ferreira em quarto, a 8s481, e, Dorival do Valle em quinto, a 27s336.

Júnior Fagundes (Chaveirinho) largou também na pole position da segunda corrida da Super Chevy “B”, e venceu mais uma vez de ponta a ponta. Na disputa pela segunda posição, mais uma vez o “pega” foi bom entre Edson Pilatti e Brendon Gabardo até a última volta. Ao fim de 10 voltas, a vitória na Super Chevy “B” foi de Júnior Fagundes, com tempo total de 10m57s374, seguido de Brendon Gabardo, a 4s758; Edson Pilatti, a 6s355; Gabriel Ferreira, a 23s254; e, Douglas Torres, 57s094. Júnior Fagundes marcou ainda a volta mais rápida das corridas disputadas, na 4ª passagem da segunda prova, com tempo de 1m04s262, à média de 93,555 km/h. FINAL: SUPER CHEVY “B” – 1º) Júnior Fagundes (Chaveirinho), 41 pontos; 2º) Brendon Zonta Gabardo, 30; 3º) Edson Pilatti, 24; 4º) Gabriel Ferreira, 20; e 5º) Douglas Torres e Dorival/Daniel do Valle, 14.

Turismo “C”/Novatos “I”

Na primeira prova das categorias Turismo “C”/Novatos “I”, com nove participantes, o pole position Diego Lino manteve a liderança na largada, onde se manteve até a bandeirada final, seguido de perto por Geovane Ciesielski, Wilson Kavilhuka e Antonio de Carvalho nas primeiras voltas. Norival Kavilhuka teve problemas e abandonou na terceira volta, enquanto Denizard dos Santos também quebrou e abandonou com 11 voltas. Ao fim de 16 voltas, a vitória na Geral e na categoria Turismo 1600 “C” foi de Diego Lino, com tempo total de 18min42s695, vindo em segundo Leandro dos Santos, a 17s178, em terceiro Richardson Andrade, a 23s935; e, em quarto Christian Pampuch, a duas voltas. Na Novatos “I”, a vitória foi de Geovane Ciesielski, com o tempo de 18m48s427, tendo Wilson Kavilhuka em segundo, a 7s748; e, Antonio de Carvalho em terceiro, a 8s034.

Largando novamente na pole position, Diego Lino faturou também a segunda prova da Turismo “C”/Novatos “I”, vencendo de ponta a ponta, sem dar chances a seus adversários. Dos cinco primeiros, Diego Lino, Geovane Ciesielski, Antonio de Carvalho e Leandro dos Santos terminaram na posição que largaram e Denizard dos Santos superou Joel Pampuch na nona volta assumindo o quinto lugar. Após 12 voltas, a vitória na Geral e na Turismo “C” foi de Diego Lino, com tempo de 12m32s406, com Leandro dos Santos em segundo, a 22s264; Joel Pampuch em terceiro, a 33s936; e, Richardson Andrade em quarto, a 41s839. Na Novatos “I”, a vitória foi de Geovane Ciesielski, com tempo de 12m49s359, seguido de Antonio de Carvalho, a 4s447, e, Denizard dos Santos, a 5s642. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Geovane Ciesielski, na 10ª passagem da primeira prova, com tempo de 1m00s228, à média de 99,821 km/h. FINAL: TURISMO “C” – 1º) Diego Lino, 41 pontos; 2º) Leandro dos Santos, 30; 3º) Christian/Joel Pampuch, 22; e, 4º) Richardson Andrade, 22. NOVATOS “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 41; 2º) Antonio de Carvalho, 27; 3º) Wilson Kavilhuka, 15; e, 4º) Denizard dos Santos, 13.

Marcas

Os seis participantes das categorias Marcas “A” e “B” foram para a primeira bateria às 13h59 de domingo, com a promessa de belas disputas na principal categoria da Velocidade na Terra. O pole position Leonardo Kovalski manteve a liderança na largada e venceu de ponta a ponta, depois de boa disputa com Jean Gans pela primeira posição. Após 16 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Leonardo Kovalski, com tempo de 15m56s997, com Jean Gans em segundo, a 10s692. Juca Lisboa abandonou com duas voltas e Alexandre Frankenberger com 10 voltas. Na Marcas “B” a vitória foi de Ricardo Pamplona, com tempo de 16m43s499, e, Wilson Kavilhuka em segundo, a 5s850.

Na segunda bateria das categorias Marcas, as posições se mantiveram quase inalteradas do início ao fim, mas com mais um bom “duelo” entre Leonardo e Jean pela primeira posição. Depois de 12 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi novamente de Leonardo Kovalski, com tempo de 11m46s330, tendo Jean Gans em segundo, a 2s454; Juca Lisboa em terceiro, a 13s832; e, Alexandre Frankenberger em quarto, a 24s629. Na Marcas “B” a vitória foi de Ricardo Pamplona, com o tempo de 12m31s729. Jean Gans marcou a volta mais rápida das baterias disputadas, na 11ª passagem da segunda corrida, com tempo de 57s790, à média de 104,032 km/h. FINAL: MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, 41 pontos; 2º) Jean Gans, 30; 3º) Juca Lisboa, 12; e 4º) Alexandre Frankenberger, 10. MARCAS “B” – 1º) Ricardo Pamplona, 41; e 2º) Wilson Kavilhuka, 15.

Turismo 5000 –

Mais uma vez as categorias Turismo 5000 deram show na pista, com os Omegas (6) e Opalas (3), os mais rápidos de todas as categorias, fazendo duas belas corridas. A primeira corrida foi realizada às 13h22 do domingo, com o Omega de Marcelo Tatsch largando na frente e vencendo de ponta a ponta, mas recebendo uma pressão no início de José Carlos Franzoi e Bernardo Kava. O Opala de Chemin e o Omega de Francesco Espositto Neto tiveram problemas e nem largaram na primeira corrida. Ao fim de 16 voltas, a vitória foi de Marcelo Tatsch, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 15m46s890, seguido de José Carlos Franzoi; a 47s688, Paulo Stelle, a 1m02s010; Flávio Mendes, a uma volta; e, José Meirelles, a uma volta. Na categoria Opala a vitória foi de Bernardo Kava, com tempo de 16m48s231, com Brendon Gabardo em segundo, a 1s415.

Na segunda corrida da Turismo 5000, Marcelo Tatsch manteve a liderança na largada da prova, sofrendo pressão de José Carlos Franzoi no início, mas depois passou a abrir vantagem para os demais participantes. O Omega de Francesco Espositto Neto e o Opala de Chemin, com problemas técnicos, mais uma vez não completaram uma volta. O Opala de Brendon Gabardo teve problemas e abandonou a corrida com nove voltas completadas. Depois de 12 voltas, nova vitória de Marcelo Tatsch, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 11m31s809, tendo José Carlos Franzoi em segundo, a 31s316; Paulo Stelle em terceiro, a 47s457; Flávio Mendes em quarto a uma volta; e, José Meirelles em quinto, a uma volta. Na categoria Opala nova vitória de Bernardo Kava, com tempo de 12m19s211, seguido de Brendon Gabardo, a três voltas. A volta mais rápida das provas realizadas foi de Marcelo Tatsch, na 6ª passagem da segunda corrida, com o tempo de 57s079, à média de 105,328 km/h. FINAL: OMEGA – 1º) Marcelo Tatsch, 41 pontos; 2º) José Carlos Franzoi, 30; 3º) Paulo Stelle, 24; 4º) Flávio Mendes, 20; e 5º) José Meirelles, 16. OPALA – 1º) Bernardo Kava, 40 pontos; 2º) Brendon Zonta Gabardo, 30; e 3º) Chemin, 1.

Fusca Velocidade/Super Fórmula –

E as categorias Fusca Velocidade e Super Fórmula andaram juntas, com 11 participantes, também realizando duas belas corridas. A primeira corrida foi realizada às 10h58 do domingo, com Rafael Schuhli largando na pole-position e mantendo a posição, seguido de perto por Alisson Marçal e Rogério Schuhli. Luiz Camargo que largou em terceiro teve problemas na primeira volta, caindo para as últimas posições. Arthur Colette abandonou na terceira volta, Alexandre e Carlos Sabugo na sexta volta, e, Jorge Luiz parou na sétima volta. Ao fim de 13 voltas, a vitória foi de Rafael Shuhli, na Geral e na categoria Super Fórmula, com o tempo de 15min33s117, seguido de Alisson Marçal, a 0s636; Rogério Schuhli, a 35s409; e, Luiz Camargo, a uma volta. Na Fusca Velocidade a vitória foi de Nickolas Lima, com tempo de 16m09s201, com Marcos de Melo em segundo, a 28s924; e, Maycon Nishiba em terceiro, a uma volta.

Na segunda corrida da Fusca Velocidade e Super Fórmula, Rafael Schuhli manteve a liderança na largada e travou uma disputa acirrada com Alisson Marçal, que o ultrapassou na última volta e o “pega” seguiu até a bandeirada final. Destaque para a corrida de Luiz Camargo, que largou em quinto e chegou em terceiro lugar. Depois de 12 voltas, a vitória foi de Alisson Marçal, na Geral e na Super Fórmula, com o tempo de 12m55s883, tendo Rafael Schuhli em segundo, a 3s362; Luiz Camargo em terceiro, a 19s180; Rogério Schuhli em quarto, a 52s894; e, Arthur Coletti em quinto, a duas voltas. Na categoria Fusca Velocidade a vitória foi de Nickolas Lima, com 11 voltas no tempo de 12m58s061, seguido de Carlos Sabugo, a 19s179; Alexandre, a 39s011; Marcos de Melo, a 56s423; Maycon Nishiba, a uma volta, e, Jorge Luiz, a uma volta. Alisson Marçal marcou volta mais rápida das provas realizadas, na 7ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 58s935, à média de 102,011 km/h. FINAL: SUPER FÓRMULA – 1º) Alisson Marçal, 36 pontos; 2º) Rafael Shuhli, 35; 3º) Luiz Camargo, 22; 4º) Rogério Schuhli, 22; e 5º) Arthur Coletti, 8. FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Nickolas Lima, 41 pontos; e 2º) Carlos Sabugo, 15. FUSCA VELOCIDADE LIGHT – 1º) Marcos de Melo, 35 pontos; 2º) Maycon Nishiba, 27; 3º) Alexandre, 21; e 4º) Jorge Luiz, 10.

A quarta etapa do Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais está marcada para os dias 21 e 22 de setembro.

A categoria Super Chev reserva fortes emoções aos pais que forem ao Autódromo de São José dos Pinhais (Foto: Divulgação)

A categoria Super Chev reserva fortes emoções aos pais que forem ao Autódromo de São José dos Pinhais (Foto: Divulgação)

O Dia dos Pais com muita velocidade em São José dos Pinhais, que sedia da 3ª etapa Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra, com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos. A segunda etapa terá o patrocínio de Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui e Gasoline Car Repairs, o apoio da Só Carrão, Monster Energy, Alto Peças Kobber, Alvo Plotagens e CSM Comércio, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). A etapa deste fim de semana terá o nome de Antônio Vani Gabardo, em homenagem ao tricampeão paranaense de Velocidade na Terra, falecido no mês de junho passado.

A prova terá a disputa das categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Chevy “A” e “B”, Auto Cross “A” e “B”, com duas baterias de cada categoria, sendo uma no sábado e outra no domingo, no Autódromo de São José dos Pinhais. Os ingressos para o público custarão R$ 10,00 no sábado e R$ 20,00 no domingo, e quem levar um agasalho para doar, concorre a uma volta rápida em um carro de corrida, são três no total.

Programação

As atividades no Autódromo de São José dos Pinhais neste sábado das 8 às 18 horas. Os treinos livres de todas as categorias iniciam às 9h30. Na sequência, serão realizados o 1° e 2° treinos oficiais, na seguinte ordem: Super Chevy B, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Marcas A e B, e, Super Chevy A. Em seguida acontece o Briefing com os pilotos. Os treinos classificatórios vêm a seguir, na mesma ordem dos trenos oficiais. Depois vem as primeiras baterias de sábado das categorias Super Chevy B, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Marcas A e B, e, Super Chevy A. Após as 20 horas de sábado, fica proibida a entrada e saída de pessoas no Autódromo de São José dos Pinhais.

No domingo o evento acontece das 8 às 18 horas, iniciando com os treinos livres para todas as categorias às 9h30. Na sequencia, o terceiro treino oficial (com warm up), na seguinte ordem: Super Chevy A, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Marcas A e B, e, Super Chevy B. Espaço promocional, com visitação aos boxes, distribuição de brindes, apresentação de carros e pilotos. Na sequencia, as segundas baterias da Super Chevy A, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Marcas A e B, e, Super Chevy B. Espaço promocional para as voltas rápidas dos pilotos com o público, patrocinadores e convidados. Encerrando com a festa do pódio para premiação com troféus do 1° ao 5° em todas as categorias.

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

agosto 2020
S T Q Q S S D
« jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!