Get Adobe Flash player

Velocidade na Terra

Disputa por posição e capotagem na mesma curva. Isto é a Super Chevy no Metropolitano de Terra de São José dos Pinhais (Foto: Victor Lara)

Disputa por posição e capotagem na mesma curva. Isto é a Super Chevy no Metropolitano de Terra de São José dos Pinhais (Foto: Victor Lara)

Com o apoio da Associação dos Pilotos de Chevette de Velocidade na Terra (APCVNT), a categoria Super Chevy fez sua estreia na 1ª etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinais, no autódromo de São José dos Pinhais, que teve organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). A Super Chevy foi o destaque da etapa, com 26 participantes e realizou duas baterias repletas de disputas, que movimentou a torcida presente ao autódromo nos dois dias da competição, com as derrapagens na curvas, batidas e capotes, mas sem risco para os pilotos.

Com o maior grid da etapa, com 26 carros, as categorias Super Chevy foram para a pista querendo dar seu show costumeiro, com bons pegas e muitas ultrapassagens, na primeira bateria realizada no sábado. O pole position Lucas Machado (B) perdeu a liderança na primeira volta para Hamilton Morsch da categoria “A”, que não perdeu mais a primeira posição. Cleverson Petrich assumiu a segunda posição na 10ª volta depois de um bom “pega” com Lucas Machado. A prova teve ainda duas intervenções do safety car, para a retirada de carros acidentados. Após 10 voltas, a vitória na Geral e na Super Chevy “A” foi de Hamilton Morsch, com o tempo total de 14m08s591, com Cleverson Petrich em segundo, a 1s643; Ricardo Smanhoto em terceiro, a 5s729; Dário Ribeiro, a 9s940; Rogério Torres, a 10s984; e, Pedro Everaldo dos Santos, a uma volta. Na Super Chevy “B” a vitória foi de Lucas Machado, com o tempo de 14m11s359, vindo a seguir Brendon Gabardo, 0s860, Edson Pilatti, a 1s006; Roberto Minatoya Jr, a 1s756; Roberto Santos, a 2s268; e, Fábio Aramis, a 3s599.

Hamilton Morsch largou mais uma vez na pole position da segunda bateria da Super Chevy e venceu de ponta a ponta, sem ser incomodado por seus adversários. Destaque para Pedro dos Santos, que largou da 12ª posição e recebeu a bandeirada final em segundo lugar. Bruno Lopes capotou logo após a largada, mas sem problemas para o piloto, que saiu andando do carro. Nessa prova, sete pilotos abandonaram por quebras: Marcantoni Júnior, com uma volta, Saulen Souza e Ironei Jesus, com três voltas, Gabriel Gonçalves, com quatro voltas, Ricardo Smanhoto, com cinco voltas, e, Alisson Moraes e Celso Gabardo com nove voltas. Ao fim de 18 voltas, a vitória na Geral e na Super Chevy “A” foi de Hamilton Morsch, com tempo total de 20m39s335, tendo Pedro dos Santos em segundo, a 13s853; Cleverson Petrich em terceiro, a 33s827; Flávio Mendes em quarto, a uma volta; Rogério Torres em quinto, a uma volta; e, Dário Ribeiro em sexto, a uma volta. Na Super Chevy “B” a vitória foi de Brendon Gabardo, com tempo de 21m24s999, seguido de Lucas Machado, a 4s697; Edson Pilatti, a uma volta; Roberto Santos, a uma volta; Gabriel Ferreira, a uma volta; e, Roberto Minatoya Jr, a duas volta.

O resultado final ficou assim: SUPER CHEVY “A” – 1º) Hamilton Morsch, com 41 pontos; 2º) Cleverson Petrich, 27; 3º) Pedro dos Santos, 21; 4º) Rogério Torres, 16; 5º) Dario Pereira, 16; 6º) Ricardo Smanhoto, 12. SUPER CHEVY “B” – 1º) Lucas Machado, 36; 2º) Brendon Gabardo, 35; 3º) Edson Pilatti, 24; 4º) Roberto Santos, 18; 5º) Roberto Minatya Jr, 16; 6º) Gabriel Ferreira, com 11 pontos.

A 2ª etapa do Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais está marcada para os dias 22 e 23 de junho.

A categoria Turismo 1.600 tem bom início da temporada (Foto: Divulgação)

A categoria Turismo 1.600 tem bom início da temporada (Foto: Divulgação)

O fim de semana foi movimentado no Autódromo de São José dos Pinhais, com a realização da 1ª etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra, que contou com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos, disputada por 72 carros, nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Chevy “A” e “B”, e, Auto Cross. O evento contará com o patrocínio da Militec-1, Pelikano e Toyota Barigui, o apoio da Monster Energy, Só Carrão, Auto Peças Kobber, Alvo Plotagens, CSM Comércio, Sítio Bela Vista e Piteco Park, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Durante as tomadas de tempos, realizadas no sábado, os três primeiros por categoria foram: AUTO CROSS- 1º) Alisson Marçal, 1m01s618; 2º) Luiz Camargo, 1m04s862; 3º) Rafael Schuhli, 1m05s253. SUPER CHEVY “B” – 1º) Lucas Machado, 1m06s866; 2º) Erondi Fagundes Jr, 1m07s625; 3º) Brendon Gabardo, 1m09s178. SUPER CHEVY “A” – 1º) Hamilton Morsch, 1m07s169; 2º) Flávio Mendes, 1m08s300; 3º) Cleverson Petrich, 1m08s876. TURISMO 1600 “C” – 1º) Diego Lino, 1m02s385; 2º) Richardson Andrade, 1m12s155; 3º) Mateus Prado, 1m14s346. TURISMO 1600 “I” – 1º) Pietro Wegbecher, 1m04s308; 2º) Geovane Ciesielski, 1m05s407; 3º) Carlos Kavilhuka, 1m05s438. AUTO CROSS “A” – 1º) Carlos Eduardo, 1m04s852; 2º) Juliano dos Anjos, 1m04s991; 3º) Douglas Rodrigues, 1m05s006. AUTO CROSS LIGHT – 1º) Thiago Andolhe, 1m09s400; 2º) Marcos, 1m12s434; 3º) Alexandre, 1m13s931. MARCAS “A” – 1º) Gian Gans, 1m01s403; 2º) Leonardo Kovalski, 1m01s824; 3º) Gefferson de Lima, 1m01s995. MARCAS “B” – 1º) João Stabach, 1m02s789; 2º) Ricardo Pamplona, 1m04s768; 3º) Wilson Kavilhuka, 1m05s054. TURISMO 5000 Omega: 1º) Willian Frederico, 59s639; 2º) José Franzoi, 1m00s824; 3º) Marcelo Tatschi, 1m00s999. TURISMO 5000 OPALA – 1º) Márcio Chimentão, 1m04s628; 2º) Brendon Gabardo, 1m06s239; 3º) Frederico Neto, 1m06s432.

Auto Cross –

A categoria Auto Cross foi a primeira a ir para a pista, no sábado, reunindo quatro participantes, que se esforçaram para fazer bonito nessa primeira bateria. O pole position Alisson Marçal manteve a primeira posição na largada, seguido de perto por Luiz Camargo, Rafael Schuhli e Debrair Pinheiro. Mas logo na primeira volta, o carro de Luiz Camargo teve problemas técnicos e o piloto abandonou a prova. A corrida foi se desenvolvendo e os carros se espalharam na pista. Ao fim de 15 voltas, a vitória foi de Alisson Marçal, com o tempo de 15min35s902, seguido de Rafael Schuhli, a 18s569, e, Debrair Pinheiro, a uma volta.

Na segunda bateria, mais uma vez o domínio foi de Alisson Marçal, que largou na pole position e liderou até a 15ª volta, quando teve problemas no seu fórmula e foi ultrapassado por Rafael Schuhli. Luiz Camargo não teve sorte novamente e quebrou na primeira volta. E Rafael Schuhli travou bom duelo com Debrair Pinheiro pela segunda posição. Schuhli foi o segundo até a quinta volta e Pinheiro assumiu o segundo lugar na sexta volta, onde ficou até a 12ª passagem, quando foi superado novamente por Schuhli. Depois de 16 voltas, a vitória foi de Rafael Schuhli, com tempo de 18m50s296, tendo Alisson Marçal em segundo, a 8s286; e, Debrair Pinheiro em terceiro, a 42s615. RESULTADO FINAL – 1º) Alisson Marçal, 36 pontos; 2º) Rafael Schuhli, 35; 3º) Debrair Pinheiro, 24.

Super Chevy

Com o maior grid da etapa, com 26 carros, as categorias Super Chevy foram para a pista querendo dar seu show costumeiro, com bons pegas e muitas ultrapassagens, na primeira bateria realizada no sábado. O pole position Lucas Machado perdeu a liderança na primeira volta para Hamilton Morsch da categoria “A”, que não perdeu mais a primeira posição. Cleverson Petrich assumiu a segunda posição na 10ª volta. A prova teve ainda duas intervenções do safety car, para a retirada de carros acidentados. Após 10 voltas, a vitória na Geral e na Super Chevy “A” foi de Hamilton Morsch, com o tempo total de 14m08s591, com Cleverson Petrich em segundo, a 1s643; e, Ricardo Smanhoto em terceiro, a 5s729. Na Super Chevy “B” a vitória foi de Lucas Machado, com o tempo de 14m11s359, vindo a seguir Brendon Gabardo, 0s860, e, Edson Pilatti, a 1s006.

Hamilton Morsch largou mais uma vez na pole position da segunda bateria da Super Chevy e venceu de ponta a ponta, sem ser incomodado por seus adversários. Destaque para Pedro dos Santos, que largou da 12ª posição e recebeu a bandeirada final em segundo lugar. Bruno Lopes capotou logo após a largada, mas sem problemas para o piloto, que saiu andando do carro. Ao fim de 18 voltas, a vitória na Geral e na Super Chevy “A” foi de Hamilton Morsch, com tempo total de 20min39s335, tendo Pedro dos Santos em segundo, a 13s853, e, Cleverson Petrich em terceiro, a 33s827. Na Super Chevy “B” a vitória foi de Brendon Gabardo, com tempo de 21m24s999, seguido de Lucas Machado, a 4s697; e, Edson Pilatti, a uma volta. RESUTLADO FINAL – SUPER CHEVY “A” – 1º) Hamilton Morsch, 41 pontos; 2º) Cleverson Petrich, 27; 3º) Pedro dos Santos, 21. SUPER CHEVY “B – 1º) Lucas Machado, 36; 2º) Brendon Gabardo, 35; 3º) Edson Pilatti, com 24. pontos.

Turismo 1600

Na primeira bateria das categorias Turismo 1600, no sábado, o pole position Diego Lino manteve a liderança até a bandeirada final, seguido de Pietro Wegbecher e Geovane Ciesielski. Mateus Prado e Antonio Carvalho quebraram com seis voltas, e, Norival Kavilhuka abandonou a corridas após oito voltas. Depois de 14 voltas, a vitória na Geral e na categoria Turismo 1600 “C” foi de Diego Lino, com tempo total de 15min13s112, vindo a seguir de Leandro dos Santos, a 47s857, e, Richardson Andrade, a uma volta. Na Turismo 1600 “I”, a vitória foi de Pietro Wegbecher, com o tempo de 15m25s228, tendo Geovane Ciesielski em segundo, a 6s812, e, Carlos Kavilhuka em terceiro, a 25s293.

Largando na pole position novamente, Diego Lino faturou também a segunda bateria da Turismo 1600, vencendo de ponta a ponta, na Geral e na Categoria “C”. Nessa prova tivemos quatro quebras, com Mateus Prado na quarta volta, Richardson Andrade e Carlos Kavilhuka na sexta volta, e, Pietro Wegbecher na 12ª volta. Após 17 voltas o vitória na Geral e na Turismo 1600 “C” foi de Diego Lino, com tempo de 18m21s527, com Leandro dos Santos em segundo, a uma volta. Na Turismo 1600 “I”, a vitória foi de Geovane Ciesielski, com tempo de 18min32s874, seguido de Antonio Carvalho, a 19s284, e, Denizard dos Santos, a uma volta. RESULTADO FINAL – Turismo 1600 “C” – 1º) Diego Lino, 41 pontos; 2º) Leandro dos Santos, 30; 3º) Richardson Andrade, 12. Turismo 1600 “I”: 1.º) Geovane Ciesielski, 35; 2.º) Pietro Wegbecher, 29; 3.º) Antonio Carvalho, 15.

Fusca Velocidade –

A primeira bateria da Fusca Velocidade foi realizada no domingo de manhã, às 9 horas, reunindo 13 carros. Carlos Eduardo que largou na pole position manteve a liderança até a sétima volta, e, na volta seguinte foi superado por Juliano dos Anjos, que a manteve até a bandeirada final. Apenas o carro de Nickolas Lima abandonou a corrida com ima volta e não completou 75% da prova. Ao fim de 18 voltas, a vitória na Geral e na Fusca Velocidade “A” foi de Juliano dos Anjos, com tempo total de 20min14s458, com Carlos Eduardo em segundo, a 4s468, e, Fabiano dos Anjos em terceiro, a 1m02s776. Na Fusca Velocidade Light a vitória foi de Marcos, com tempo total de 20min28s807, seguido de Thiago Andolhe, a 2s757, e, Alexandre, a três voltas.

Na segunda bateria, o pole position Juliano dos Anjos perdeu a liderança na largada para Carlos Eduardo, que a manteve até a 12ª volta, pois na volta seguinte quebrou o carro e abandonou a corrida. Nessa prova quatro carros não completaram 75% da prova, Marcos, Alexandre, Maycon e Nickolas Lima. Depois de 16 voltas, a vitória na Geral e na Fusca Velocidade “A” foi de Juliano dos Anjos, com tempo de 18m09s435, vindo a seguir Douglas Rodrigues, a 25s854, e, Fabiano dos Anjos, a 26s462. Na Fusca Velocidade Light a vitória foi de Thiago Andolhe, com tempo de 19min00s243. RESULTADO FINAL – FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Juliano dos Anjos, 40 pontos; 2º) Fabiano dos Anjos, 24; 3º) Douglas Rodrigues, 21. FUSCA VELOCIDADE LIGHT – 1º) Thiago Andolhe, 36; 2º) Macos, 20; e 3º) Alexandre, com 1 pontos.

Marcas –

Os 12 participantes das categorias Marcas foram para a primeira bateria às 9h44 de domingo, com boa expectativa de mais uma bela corrida e os pilotos deram show de pilotagem. O pole position Gian Gans teve problemas técnicos e teve que largar dos boxes, com isso Leonardo Kovalski liderou de ponta a ponta, mas com boa disputa pela liderança com Gefferson de Lima, enquanto Stive Tokarski superava Arlei Tucholski e Juca Lisboa vinha numa boa prova de recuperação. Após 20 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Leonardo Kovalski, com tempo de 20min40s416, com Gefferson de Lima em segundo, a 4s101, e, Stive Tokarski em terceiro, a 4s314. Na Marcas “B” a vitória foi de Arlei Tucholski, com tempo de 21min09s056, seguido de Wilson Kavilhuka, a 28s636, e, Ricardo Pamplona, a uma volta.

A segunda bateria das categorias Marcas também foi muito movimentada, onde os três primeiros se mantiveram em suas posições, com um pouco de disputa no início da prova. Destaque para Gian Gans, que largou da décima posição e chegou em quarto lugar na Geral. Depois de 17 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi novamente de Leonardo Kovalski, com tempo de 17m32s681, tendo Gefferson de Lima em segundo, a 2s006, e, Stive Tokarski em terceiro, a 4s323. Na Marcas “B” a vitória foi de Cláudio Tucholski, com tempo de 18m31s625, vindo a seguir Wilson Kavilhuka, a 2s347, e, João Stabach, a uma volta. RESULTADO FINAL –MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, 40 pontos; 2º) Gefferson de Lima, 30; 3º) Stive Tokarski, 24. MARCAS “B” – 1º) Arlei/Cláudio Tucholski, 40; 2º) Wilson Kavilhuka, 30; 3º) João Stabach, 13.

Turismo 5000

Para a alegria do publico presente ao Autódromo de São José dos Pinhais, as categorias Turismo 5000 deram show na pista, com os Omegas (4), Opalas (5) e Dojão (1) sendo os mais rápidos de todas as categorias. A primeira bateria foi realizada às 10h18 deste domingo, com o Opala de Willian Frederico largando na frente e vencendo de ponta a ponta, mas recebendo uma pressão no início do Omega de José Franzoi. Ao fim de 19 voltas, a vitória foi de Willian Frederico, com o tempo de 19m18s980, seguido de José Franzoi, a 14s384, e, Paulo Stelle, a uma volta.

Na segunda bateria da Turismo 5000, José Franzoi assumiu a liderança na largada da prova e liderou por duas voltas, mas o Opala de Frederico estava muito forte e na terceira volta reassumiu a liderança para não mais perdê-la. Na volta seguinte Marcelo Tatschi também superou Franzoi, assumindo o segundo lugar. Depois de 18 voltas, nova vitória de Willian Frederico, com o tempo de 18m28s371, tendo Marcelo Tatschi em segundo, a 11s778; e, José Franzoi em terceiro, a 12s321. RESULTADO FINAL – OPALA – 1º) Willian Frederico, 41 pontos; 2º) Brendon Gabardo, 30; 3º) Márcio Chimentão, 12. OMEGA – 1º) José Franzoi, 36; 2º) Marcelo Tatschi, 30; 3º) Paulo Stelle, 27.

A 2ª etapa do Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais está marcada para os dias 22 e 23 de junho.

As categorias Super Chevy iniciam a temporada com 26 carros no grid (Foto: Divulgação)

As categorias Super Chevy iniciam a temporada com 26 carros no grid (Foto: Divulgação)

Com a realização de treinos oficiais, tomadas de tempos e primeiras corridas, teve início hoje e termina amanhã a etapa de abertura do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais. O campeonato tem organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos, nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Chevy “A” e “B”, Auto Cross. O evento contará com o patrocínio da Militec-1, Pelikano e Toyota Barigui, o apoio da Monster Energy, Só Carrão, Auto Peças Kobber, Alvo Plotagens, CSM Comércio, Sítio Bela Vista e Piteco Park, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Durante as tomadas de tempos, os três primeiros por categoria foram: AUTO CROSS – 1º) Alisson Marçal, 1m01s618; 2º) Luiz Camargo, 1m04s862; 3º) Rafael Schuhli, 1m05s253. SUPER CHEVY “B” – 1º) Lucas Machado, 1m06s866; 2º) Erondi Fagundes Jr, 1m07s625; 3º) Brendon Gabardo, 1m09s178. SUPER CHEVY “A” – 1º) Hamilton Morsch, 1m07s169; 2º) Flávio Mendes, 1m08s300; 3º) Cleverson Petrich, 1m08s876. TURISMO 1600 “C” – 1º) Diego Lino, 1m02s385; 2º) Richardson Andrade, 1m12s155; 3º) Mateus Prado, 1m14s346. TURISMO 1600 “I” – 1º) Pietro Wegbecher, 1m04s308; 2º) Geovane Ciesielski, 1m05s407; 3º) Carlos Kavilhuka, 1m05s438. AUTO CROSS “A” – 1º) Carlos Eduardo, 1m04s852; 2º) Juliano dos Anjos, 1m04s991; 3º) Douglas Rodrigues, 1m05s006. AUTO CROSS LIGHT – 1º) Thiago Andolhe, 1m09s400; 2º) Marcos, 1m12s434; 3º) Alexandre, 1m13s931. MARCAS “A” – 1º) Gian Gans, 1m01s403; 2º) Leonardo Kovalski, 1m01s824; 3º) Gefferson de Lima, 1m01s995. MARCAS “B” – 1º) João Stabach, 1m02s789; 2º) Ricardo Pamplona, 1m04s768; 3º) Wilson Kavilhuka, 1m05s054. TURISMO 5000 OMEGA – 1º) Willian Frederico, 59s639; 2º) José Franzoi, 1m00s824; 3º) Marcelo Tatschi, 1m00s999. TURISMO 5000 OPALA – 1º) Márcio Chimentão, 1m04s628; 2º) Brendon Gabardo, 1m06s239; 3º) Frederico Neto, 1m06s432.

As corridas

A categoria Auto Cross foi a primeira a ir para a pista, reunindo quatro participantes, que se esforçaram para fazer bonito nessa primeira etapa. O pole position Alisson Marçal manteve a primeira posição na largada, seguido de perto por Luiz Camargo, Rafael Schuhli e Debrair Pinheiro. Mas logo na primeira volta, o carro de Luiz Camargo teve problemas técnicos e o piloto abandonou a prova. A corrida foi se desenvolvendo e os carros se espalharam na pista. Ao fim de 15 voltas, a vitória foi de Alisson Marçal, com o tempo de 15m35s902, seguido de Rafael Schuhli, a 18s569; e, Debrair Pinheiro, a uma volta.

Com o maior grid da etapa, com 26 carros, as categorias Super Chevy foram para a pista querendo dar seu show costumeiro, com bons pegas e muitas ultrapassagens. O pole position Lucas Machado perdeu a liderança na primeira volta para Hamilton Morsch da categoria “A”, que não perdeu mais a primeira posição. Cleverson Petrich assumiu a segunda posição na 10ª volta. A prova teve ainda duas intervenções do safety car, para a retirada de carros acidentados. Após 10 voltas, a vitória na Geral e na Super Chevy “A” foi de Hamilton Morsch, com o tempo total de 14m08s591, com Cleverson Petrich em segundo, a 1s643; e, Ricardo Smanhoto em terceiro, a 5s729. Na Super Chevy “B” a vitória foi de Lucas Machado, com o tempo de 14m11s359, vindo a seguir Brendon Gabardo, 0s860, e, Edson Pilatti, a 1s006.

Na primeira bateria das categorias Turismo 1600, o pole position Diego Lino manteve a liderança até a bandeirada final, seguido de Pietro Wegbecher e Geovane Ciesielski. Mateus Prado e Antonio Carvalho quebraram com seis voltas, e, Norival Kavilhuka abandonou a corridas após oito voltas. Ao fim de 14 voltas, a vitória na Geral e na categoria Turismo 1600 “C” foi de Diego Lino, com tempo total de 15m13s112, seguido de Leandro dos Santos, a 47s857, e, Richardson Andrade, a uma volta. Na Turismo 1600 “I”, a vitória foi de Pietro Wegbecher, com o tempo de 15m25s228, tendo Geovane Ciesielski em segundo, a 6s812, e, Carlos Kavilhuka em terceiro, a 25s293.

Programação

As atividades no Autódromo de São José dos Pinhais neste domingo (5/5), acontecem das 8 às 18 horas. Começando com as primeiras baterias das categorias Fusca Velocidade, Marcas “A” e “B” e Turismo 5000 (Omega Opala e Dodge). Em seguida, vem as segundas baterias. Na sequencia, as segundas baterias da Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas e Turismo 5000. Espaço promocional para as voltas rápidas dos pilotos com o público, patrocinadores e convidados. Encerrando com a festa do pódio para premiação com troféus do 1° ao 5° em as categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Fusca Velocidade “A” e Light, Auto Cross e Super Chevy “A” e “B”. Os ingressos para o público custarão R$ 20,00 no domingo. Essa programação poderá ser alterada de acordo com as condições do tempo e pista.

A categoria Fusca Velocidade é sempre um show na terra (Foto: Divulgação)

A categoria Fusca Velocidade é sempre um show na terra (Foto: Divulgação)

Devido às chuvas no fim de semana passado, a 1.ª etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais, será realizada neste sábado e domingo, com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos. O evento contará com o patrocínio da Militec-1, Pelikano e Toyota Barigui, o apoio da Monster Energy, Só Carrão, Auto Peças Kobber, Alvo Plotagens, CSM Comércio, Sítio Bela Vista e Piteco Park, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

A primeira etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais será realizada nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Chevy “A” e “B”, Auto Cross “A” e “B”, Kart Cross Força Livre e Kart Cross CBA, com duas baterias de cada categoria, sendo uma no sábado e outra no domingo, no Autódromo de São José dos Pinhais. Os ingressos para o público custarão R$ 10,00 no sábado e R$ 20,00 no domingo.

Programação –

As atividades no Autódromo de São José dos Pinhais no sábado (4/5), acontecem das 8 às 18 horas. A finalização das inscrições será às 8h30. Os treinos livres de todas as categorias iniciam às 8h30. Na sequência, serão realizados o 1° e 2° treinos oficiais, na seguinte ordem: Kart Cross, Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas, Turismo 5000 e o Briefing com os pilotos. Os treinos classificatórios vêm a seguir, na mesma ordem dos trenos oficiais. Depois vem as primeiras baterias de sábado das categorias Kart Cross, Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas e Turismo 5000. Após as 22 horas de sábado, fica proibida a entrada e saída de pessoas no Autódromo de São José dos Pinhais.

No domingo (5/5), o evento acontece das 8 às 18 horas, iniciando com os treinos livres para todas as categorias às 9 horas. Na sequencia, o terceiro treino oficial, na seguinte ordem: Kart Cross, Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas e Turismo 5000. Seguido do warm up da Kart Cross, Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas e Turismo 5000. Espaço promocional, com visitação aos boxes, distribuição de brindes, apresentação de carros e pilotos. A segunda bateria da Kart Cross, seguida da premiação. Na sequencia, as segundas baterias da Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas e Turismo 5000. Espaço promocional para as voltas rápidas dos pilotos com o público, patrocinadores e convidados. Encerrando com a festa do pódio para premiação com troféus do 1.° ao 5.° em as categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Chevy “A” e “B”, e, Auto Cross “A” e “B”.

Essa programação poderá ser alterada de acordo com as condições do tempo e pista.

Calendário

O calendário do Metropolitano de Velocidade na Terra 2019 é o seguinte: 1ª etapa – 04 e 05 de maio; 2ª etapa – 22 e 23 de junho; 3ª etapa – 27 e 28 de julho; 4ª etapa – 21 e 22 de setembro; e 5ª etapa – 09 e 10 de novembro.

A categoria Superfórmula será uma com maior grid na 1ª etapa do Metropolitano de São José dos Pinhais (Foto: Divulgação)

A categoria Superfórmula será uma com maior grid na 1ª etapa do Metropolitano de São José dos Pinhais (Foto: Divulgação)

Vai ter início no fim de semana o Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais, com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos. A primeira etapa terá o patrocínio de Militec-1, Pelikano e Toyota Barigui, o apoio da Monster Energy, Só Carrão, Auto Peças Kobber, Alvo Plotagens, CSM Comércio, Sítio Bela Vista e Piteco Park, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

As inscrições antecipadas se encerraram terça-feira, mas as inscrições ainda podem ser feitas no sábado, antes dos treinos livres, na secretaria da prova. A primeira etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais será realizada nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Chevy “A” e “B”, Auto Cross “A” e “B”, Kart Cross Força Livre e Kart Cross CBA, com duas baterias de cada categoria, sendo uma no sábado e outra no domingo, no Autódromo de São José dos Pinhais. Os ingressos para o público custarão R$ 10,00 no sábado e R$ 20,00 no domingo.

Programação –

As atividades no Autódromo de São José dos Pinhais no sábado, acontecem das 8 às 18 horas. A finalização das inscrições será às 8h30. Os treinos livres de todas as categorias iniciam às 8h30. Na sequência, serão realizados o 1° e 2° treinos oficiais, na seguinte ordem: Kart Cross, Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas, Turismo 5000 e o Briefing com os pilotos. Os treinos classificatórios vêm a seguir, na mesma ordem dos trenos oficiais. Depois vem as primeiras baterias de sábado das categorias Kart Cross, Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas e Turismo 5000. Após as 22 horas de sábado, fica proibida a entrada e saída de pessoas no Autódromo de São José dos Pinhais.

No domingo, o evento acontece das 8 às 18 horas, iniciando com os treinos livres para todas as categorias às 9 horas. Na sequencia, o terceiro treino oficial, na seguinte ordem: Kart Cross, Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas e Turismo 5000. Seguido do warm up da Kart Cross, Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas e Turismo 5000. Espaço promocional, com visitação aos boxes, distribuição de brindes, apresentação de carros e pilotos. A segunda bateria da Kart Cross, seguida da premiação. Na sequencia, as segundas baterias da Auto Cross, Super Chevy, Turismo 1600, Fusca Velocidade, Marcas e Turismo 5000. Espaço promocional para as voltas rápidas dos pilotos com o público, patrocinadores e convidados. Encerrando com a festa do pódio para premiação com troféus do 1° ao 5° em as categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Chevy “A” e “B”, e, Auto Cross “A” e “B”.

 

A programação poderá ser alterada de acordo com as condições do tempo e pista.

Guilherme Ragnini e Carlos Schilipak garantiram em Cascavel direito de disputar o Brasileiro de Velocidade na Terra (Foto: Bispo Neto/Divulgação)

Guilherme Ragnini e Carlos Schilipak garantiram em Cascavel direito de disputar o Brasileiro de Velocidade na Terra (Foto: Bispo Neto/Divulgação)

CURITIBA (PR) – O Paraná tem definido mais dois classificados para o Campeonato Brasileiro de Velocidade na Terra, que será disputado de 14 a 16 de junho, em Cordeirópolis, interior de São Paulo. Eles foram conhecidos na etapa de abertura do Campeonato Paranaense de Velocidade, disputada nos dias 13 e 14 deste mês, em Cascavel, na região Oeste do Paraná.

Guilherme Ragnini venceu a categoria Marcas A e Carlos Schilipak a Marcas B e garantiram participação no Brasileiro como representantes do Paraná. Os outros representantes do Paraná já conhecidos são Leonardo Kowalski, para categoria Marcas A, e Mário Broering para a categoria Terra Marcas B. Eles conquistaram as vagas no Metropolitano de Curitiba, no mês passado.

O Paraná terá direito a seis vagas no Brasileiro de Cordeirópolis. Os dois últimos classificados serão conhecidos no próximo domingo, quando será disputada a Copa Paraná de Velocidade na Terra, em São José dos Pinhais.

Maripá terá neste fim de semana o tradicional GP de Arrancada de Tratores (Foto: Divulgação)

Maripá terá neste fim de semana o tradicional GP de Arrancada de Tratores (Foto: Divulgação)

CURITIBA (PR) – Não será por falta de opção que os paranaenses ficarão sem ver provas automobilísticas neste fim de semana. Seis cidades do Paraná irão sediar sete eventos neste fim de semana. O fato comprova que os paranaenses têm o automobilismo como um dos esportes preferidos.

Cascavel terá dois eventos. No Kartódromo Delci Damian será disputada neste sábado a 3ª etapa do Campeonato Metropolitano de Kart. Em julho, o circuito cascavelense sediará o Campeonato Brasileiro de Kart. Já no Autódromo Zilmar Beux, neste sábado e domingo, será disputada a etapa de abertura do Campeonato Paranaense de Velocidade. A prova será válida também pela 1ª etapa do Campeonato Metropolitano de Marcas.

Em Foz do Iguaçu, começa neste sábado o Campeonato Citadino de Kart/Copa Itaipu-Itamed. O Kart também agitará Rio Negro, na região Sul. A prova de abertura do Campeonato Rio Negro/Mafra(SC) será disputada neste sábado, e marcará a reinauguração do kartódromo Afonso Petchow.

A arrancada na terra fará a poeira levantar no domingo em José dos Pinhais, região Metropolitana de Curitiba. A arrancada, só que no asfalto, também agitará Maringá, no Norte do Estado, com o Desafio Área 44.

Já Maripá, na região Oeste, a festa será dos tratores com a realização do GP de Maripá. Com provas noturnas neste sábado e as semifinais e finais no domingo à tarde.

Segundo Rubens Gatti, presidente da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), só é possível realizar sete eventos em seis cidades diferentes porque o quadro de comissários da entidade é muito bom. “Cada vez mais teremos situações como esta. Ao longo do ano, teremos eventos praticamente todos os fins de semana. Isto mostra a capacidade técnica de nossos colabores, a organização dos clubes e o crescimento do automobilismo no Paraná”, completa Rubens Gatti.

O Paraná terá provas de kart em Cascavel, Foz do Iguaçu e Rio Negro (Foto: Mario Ferreira)

O Paraná terá provas de kart em Cascavel, Foz do Iguaçu e Rio Negro (Foto: Mario Ferreira)

A Copa Paraná de Velocidade na Terra será uma das seletivas do Brasileiro no Paraná (Foto: Victor Lara)

A Copa Paraná de Velocidade na Terra será uma das seletivas do Brasileiro no Paraná (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – O Paraná começa a escolher seus representantes para o Campeonato Brasileiro de Velocidade na Terra, que será disputado Em Cordeirópolis, interior de São Paulo, de 14 a 16 de junho. As seis vagas do estado (três para a categoria Marcas A e três para a categoria Marcas B) serão distribuídas em três seletivas.

A primeira seletiva será neste domingo, quando será disputada a etapa de abertura do Campeonato Metropolitano de Velocidade de Curitiba. Os vencedores das categorias Marcas Terra A e Marcas Terra B estarão classificados para a competição nacional. A segunda seletiva será na 1ª etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade, que será disputada nos dias 13 e 14 de abril em Cascavel. Novamente os vencedores das categorias Terra Marcas A e Terra Marcas B conquistam o direito de representar o Estado no Brasileiro de Velocidade na Terra. Os dois últimos classificados sairão da Copa Paraná de Velocidade na Terra, marcada para os dais 27 e 28 de abril, em São José dos Pinhais.

Rubens Gatti, presidente da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), diz que a distribuição das seis vagas em três competições, fará maior oportunidade a todos os pilotos das competições de terra do Estado.

A categoria Super Fórmula será uma das que serão disputadas no Metropolitano de São José dos Pinhais (foto: Divulgação)

A categoria Super Fórmula será uma das que serão disputadas no Metropolitano de São José dos Pinhais (foto: Divulgação)

Depois de dois anos, o Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais volta a ser disputado nesta temporada. O calendário de 2019 acaba de ser definido pela Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) e pela RS Motorsport, que irá promover e organizar a competição.

O calendário da temporada 2019 do Metropolitano de Velocidade na Terra foi organizado em conjunto ao calendário do Metropolitano de Velocidade no Asfalto, alternando os meses das etapas, para que equipes e pilotos que queiram participar das duas competições não sejam prejudicados. Para que isso aconteça, o veículo e o regulamento serão os mesmos para as categorias Terra da Velocidade no Asfalto.

 

Calendário do Metropolitano de Velocidade na Terra 2019

1.ª etapa – 27 e 28 de abril

2.ª etapa – 22 e 23 de junho

3.ª etapa – 27 e 28 de julho

4.ª etapa – 21 e 22 de setembro

5.ª etapa – 09 e 10 de novembro

Juca Lisboa/Stive Tokarski largaram na pole e venceram o 1º Festival Endurance de Arrancada na Terra (Foto: Divulgação)

Juca Lisboa/Stive Tokarski largaram na pole e venceram o 1º Festival Endurance de Arrancada na Terra (Foto: Divulgação)

O 1° Festival Endurance de Velocidade na Terra foi realizado com sucesso no Autódromo de São José dos Pinhais, com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsports. A vitória no Festival Endurance foi da dupla Juca Lisboa/Stive Tokarski na Geral e Marcas, e, Seabra Nicolas/Cristiano na Turismo. Nas categorias Velocidade na Terra, Brendon Zonta Gabardo na Chevette “A”, Edson Pilatti na Chevette “B”, José Carlos Franzoi na Turismo 5000, Nikolas Cavalli na Fusca, Alisson Marçal na Super Fórmula, Edson Luiz Pedro na Mini Fórmula “A”, e Carlos Sestem na Mini Fórmula “B”. O evento contou com o patrocínio da Militec-1, Monster Energy e Toyota Barigui, o apoio da Piteko Park, Alvo Sinalização, Alvo Plotagens e Resgate 27 Racing, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Confira os três primeiros por categoria nos Treinos Classificatórios: CHEVETTE “A” – 1º) Vinícius Kavilhuka, 1m05s795; 2º) Hamilton Morseh, 1m06s081; 3º) Celso Gabardo, 1m08s339. CHEVETTE “B” – 1º) Edson Pilatti, 1m10s132; 2º) Roberto Minatoza, 1m13s209; 3º) Gabriel Ferreira, 1m13s647. TURISMO 5000 – 1º) José Carlos Franzoi, 1m00s609; 2º) Bernardo Kava, 1m03s781; 3º) Flávio Mendes, 1m05s517. MARCAS E TURISMO (ENDURANCE) – 1º) Juca Lisboa/Stive Tokarski, 1m01s868; 2º) Helison/Hemerson Pampuch, 1m02s192; 3º) Antonio Carvalho/Alexandre Frankenberger, 1m03s337. MINIFÓRMULA – 1º) Edson Luiz Pedro, 1m02s871; 2º) Carlos Sestrem, 1m05s973; 3º) Leandro Nogueira, 1m06s142.

Chevette

A primeira prova das categorias Chevette aconteceu às 15h30, reunindo 18 participantes. Na largada, o pole position Vinícius Kavilhuka, com o Chevette nº 75 manteve a liderança, seguido de perto por Hamilton Morseh, que foram abrindo vantagem dos demais, em uma disputa que seguiu até a 13ª volta, quando um retardatário atrapalhou Kavilhuka na reta, Hamilton tentou ultrapassá-lo pela esquerda e os carros se tocaram, o Chevette nº 75 bateu de frente no barranco e abandonou a prova. Hamilton foi desclassificado por atitude antidesportiva. Ao fim de 15 voltas, a vitória foi de Celso Gabardo na Geral e na Chevette “A”, com tempo total de 18m08s488, com Brendon Gabardo em segundo, a 18s892; Robson Moura em terceiro, a 56s907; Jackson Araújo em quarto, a uma volta; e, Vinícius Kavilhuka em quinto, a duas voltas. Na Chevette “B” venceu Edson Pilatti, com tempo total de 19m02s120, seguido de Gabriel Ferreira, a uma volta, Guilherme Wunderlich, a duas voltas, Alisson Moraes, a quatro voltas, e, Maurício Cavali, a nove voltas.

Na segunda prova das categorias Chevette, a primeira fila do grid era de pai e filho, com Celso Gabardo na pole e Brendon Zonta Gabardo na segunda posição. Celso Gabardo manteve a liderança no início, mas com cinco voltas foi ultrapassado por Hamilton Morseh, que largou da última posição e numa tocada espetacular venceu a segunda prova. Celso teve ainda um pneu furado e perdeu várias posições. Depois de 13 voltas, vitória de Hamilton Morseh na Geral e na Chevette “A”, com tempo de 15m20s405, vindo a seguir Flávio Mendes, a 21s933; Brendon Gabardo, a 25s196; Jackson Araújo, a 1m13s661, e, Saulen Salza, a duas voltas. Na Chevette “B” venceu Edson Pilatti, com tempo de 15m54s976, com Gabriel Ferreira em segundo, a 40s950, Roberto Minatoza em terceiro, a uma volta, Alisson Moraes em quarto, a uma volta, e, Maurício Cavali em quinto, a uma volta. Vinícius Kavilhuka marcou a volta mais rápida das provas disputadas, na 10ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1m04s982, à média de 91,410 km/h.

Turismo 5000

A categoria Turismo 5000 foi realizada em prova única, às 16 horas de sábado, com quatro participantes. Na largada, o pole position José Franzoi manteve a liderança e aos poucos foi abrindo vantagem para os demais adversários. Bernardo Kava se manteve na segunda posição, seguindo de perto o líder e a “briga” pela terceira posição foi entre Flávio Mendes e José Adir, até a nona volta, quando o carro de José Adir “Caverna” quebrou. Depois de 16 voltas, a vitória foi de José Carlos Franzoi, com tempo de 17m24s702, tendo Bernardo Kava em segundo, a 0s442; Flávio Mendes em terceiro, a 35s328; e, José Adir “Caverna” em quarto, a sete voltas. A volta mais rápida da prova foi de José Carlos Franzoi, na 12ª passagem, com o tempo de 1m03s230, à média de 93,943 km/h.

Fusca e Super Fórmula

As categorias Fusca Velocidade e Super Fórmula correram juntas, em bateria única e com seis participantes. No início os Fórmulas de Alisson Marçal e Luiz Camargo comandaram a prova, mas com problemas, aos poucos foram sendo superados pelos Fuscas, que deram show no Autódromo de São José dos Pinhais. Após 15 voltas, a vitória na Geral e na Fusca Velocidade foi de Nikolas Cavalli Lima, com tempo de 17min26s931, seguido de Alexandre Marzolla, a 48s976, e, Nicolas Seabra, a uma volta. Na Super Fórmula a vitória foi de Alisson Marçal, com tempo de 17m56s787, e, Luiz Camargo em segundo, a uma volta. Alisson Marçal marcou a volta mais rápida da prova, na 11ª passagem, com tempo de 1m01s638, à média de 96,369 km/h.

Mini Fórmula

Com nove carros em seu grid, a categoria Mini Fórmula teve duas provas muito disputadas do início ao fim. Na primeira prova, Edson Luiz Pedro largou na pole e dominou de ponta a ponta, sem dar chances a seus adversários. Fabiano Bonkoski teve problemas na largada e nem completou uma volta. Carlos Sestrem e Bruno Bonkoski abandonaram na primeira volta. Depois de 12 voltas, vitória de Edson Luiz Pedro, com tempo de 13m11s477, com Amaro Lenfers em segundo, a 17s268; Leandro Nogueira em terceiro, a 23s366; Maiko Gregório em quarto, a 38s385; e, Sidemar Bonkoski em quinto, a 52s958.

Na segunda prova da categoria Mini Fórmula, Edson Luiz Pedro largou na pole e mais uma vez liderou de ponta a ponta, mas a corrida foi mais disputada que a primeira. Fabiano Bonkoski mais uma vez não chegou a completar uma volta e Sidemar Bonkoski deu apenas duas voltas e abandonou a corrida com problemas no seu Fórmula. Após nove voltas percorridas, a vitória foi de Edson Luiz Pedro, com tempo de 12m29s752, seguido de Amaro Lenfers, a 6s624, Leandro Nogueira, a 7s085, Maiko Gregório, a 12s001; e, Alisson Marçal da Silva, a 16s768. A volta mais rápida das duas provas foi de Edson Luiz Pedro, na terceira passagem da segunda bateria, com tempo de 1min03s289, à média de 93,855 km/h.

Festival Endurance

A Prova de Endurance para as categorias Marcas e Turismo foi muito disputada e um show à parte, com as três paradas para a troca de pilotos e reabastecimento, com os nove carros participantes. O domínio foi da experiente dupla Juca Lisboa/Stive Tokarski que liderou de ponta a ponta. Destaque para as participações das cinco duplas que concluíram a prova na pista, mas todas as equipes que participaram do evento estão de parabéns. Na parcial de 1h22m26s217, com 61 voltas completadas, os cinco primeiros eram: 1º) Juca Lisboa/Stive Tokarski; 2º) Antonio Carvalho/Alexandre Frankenberger; 3º) Helison/Hemerson Pampuch; 4º) Francesco Esposito/Juca Classe; e 5º) Seabra Nicola/Cristiano.

Foram realizadas mais 26 voltas, onde aconteceu um capotamento do Gol 303 e o piloto Francesco Esposito foi levado para o hospital, para exames complementares e passa bem. A prova terminou com safety car. A vitória na Geral e na categoria Marcas foi da dupla Juca Lisboa/Stive Tokarski, com 87 voltas em 1h57min58s866, seguido de Antonio Carvalho/Alexandre Frankenberger, a uma volta, Helison Pampuch/Hermerson Pampuch, três voltas, e, Francesco Esposito/Juca Classe, a 19 voltas. Na Turismo a vitória foi de Seabra Nicolas/Cristiano, com Wellington Martins/Pedro em segundo, e, Leandro Stadler em terceiro. Os pilotos elogiaram o evento e acreditam que em 2019 o evento será melhor ainda.

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

maio 2019
S T Q Q S S D
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!