Get Adobe Flash player

Velocidade na Terra

Carlos Alberto Soares, promotor do campeonato, posa para foto com pilotos que disputaram a etapa de abertura da temporada (Foto: Victor Lara)

Carlos Alberto Soares, promotor do campeonato, posa para foto com pilotos que disputaram a etapa de abertura da temporada (Foto: Victor Lara)

PONTA GROSSA (PR) – Em função da pandemia do coronavírus, o Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra só começou no último fim de semana, no Autódromo André de Geus, em Ponta Grossa. Também em função da pandemia, somente três etapas serão realizadas neste ano e todas em Ponta Grossa. A próxima etapa está marcada para os dias 7 e 8 de novembro e a terceira e decisiva está prevista para os dias 5 e 6 de dezembro. Cada etapa tem duas provas.

O campeonato terá promoção de Carlos Alberto Soares, organização do Automóvel Clube de Ponta Grossa e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

A etapa de abertura da temporada superou todas as expectativas. Participaram 50 pilotos e as disputas foram empolgantes em todas as provas. Depois da primeira etapa (duas provas), a classificação do campeonato tem como líderes Amauri Lisboa Júnior na categoria Marcas A, com 43 pontos; Antonio Jorge Amorim Carvalho, na Marcas B, com 44; Genilson Colode, na Turismo 1.600 C, com 43; Hamilton Morsch, na Old Chevy A, com 39; Brendon Julian Zonta Gabardo, na Old Chevy B, com 44; Jefferson Leopoldo de Pontes, na Old Fusca Velocidade A, com 38; e André Victor Nascimento, na categoria Old Fusca B, com 34 pontos.

 

Classificação do Paranaense de Velocidade na Terra

Categoria Marcas A

1º) Amauri Lisboa Júnior, com 43 pontos

2º) Stive Augusto Tokarski, 33

3º) Leonardo Kovalski, 28

4º) Marlon Watanabe, 23

5º) Gefferson Luís de Lima, 19

6º) João Ademir Stabach, 15

7º) Ricardo Felipe Pissett Pamplona, com 11 pontos

 

Categoria Marcas B

1º) Antonio Jorge Amorim Carvalho, com 44 pontos

2º) Arlei Tucholski, com 32 pontos

 

Categoria Turismo 1.600 C

1º) Genilson Colode, com 43 pontos

2º) Vithor Colodel, 30

Marcos Aurélio Rodrigues de Melo, 30

4º) Gabriel Bochnek de Ávila, com 14 pontos

 

Categoria Old Chevy A

1º) Hamilton Morsch, com 39 pontos

2º) Douglas Torres, 35

3º) Cleverson David Petrich, 25

4º) Pedro Everaldo dos Santos, 21

5º) Fábio Aramis Claudino, 18

6º) Maurício Cavali, 17

7º) Alefer Kafrec, 9

8º) Magno Di Domenico Bittencourt, com 3 pontos

 

Categoria Old Chevy B

1º) Brendon Julian Zonta Gabardo, com 44 pontos

2º) Leonardo, com 33 pontos

 

Categoria Old Fusca Velocidade A

1º) Jefferson Leopoldo de Pontes, com 38

2º) Júlio César França Bueno, 32

3º) Luís Fernando Tatsch, 28

4º) Eduardo Brocovesz, 27

5º) Emanuel Pauzer, 19

6º) Rogerson Pereyma da Silva, 17

7º) Juliano Ferreira dos Anjos, 9

Juliano Tozetto, 9

9º) Gabriel Januário dos Anjos, 6

Luciano Laroca Rosa, 6

11º) Victor Mahle, 4

Ricardo Alexandre Chesco Santos, 4

13º) Daniel Lourenço Gelak, 3

Rafael Hilgemberg, 3

Anderson Rodrigo de Souza, com 3 pontos

 

Categoria Old Fusca B

1º) André Victor Nascimento, com 34 pontos

2º) Artur Leonel de Pontes, 33

3º) Alexandre José Marzolla, 30

Nickolas Cavalli Lima, 30

5º) Jairo Kiyochi Nishida, 3

6º) Maycon Kiyochi A. Nishida, com 3 pontos

Os Fuscas serão atração na abertura do Paranaense de Velocidade na Terra (Foto: Victor Lara)

Os Fuscas serão atração na abertura do Paranaense de Velocidade na Terra (Foto: Victor Lara)

PONTA GROSSA (PR) – Com programação no sábado e domingo, começa neste fim de semana o Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra. A prova será no Autódromo de Geus, em Ponta Grossa.

A pandemia do coronavírus fez com que somente na segunda quinzena de outubro a competição tivesse seu início. Por isso serão somente três etapas e todas em Ponta Grossa, com promoção e organização do Automóvel Clube de Ponta Grossa, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). Além da etapa deste fim de semana, as outras serão nos dias 7 e 8 de novembro e 5 e 6 de dezembro.

São esperados pilotos do Paraná e de Santa Catarina. As categorias em disputas serão Marcas A, Marcas B, Turismo Carburado, Turismo 5000ccc, Omega, Omega Light, Turismo 5000 Opala, , Turismo 5000 Opala Light, Hot Dodge, Old Chev A, Old Chevy B, Old Fusca Velocidade A, Old Fusca Velocidade B, Autocross A e Autocross B.

A partir de agora, o objetivo é a realização de pelo menos duas reuniões virtuais por mês (Foto: Divulgação)

A partir de agora, o objetivo é a realização de pelo menos duas reuniões virtuais por mês (Foto: Divulgação)

CURITIBA (PR) – Sem competições em função da pandemia do coronavírus, os comissários desportivos e técnicos da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) se reuniram virtualmente terça-feira à noite. O primeiro encontro contou com a participação de 16 técnicos de Curitiba, Londrina, Rolândia, Foz do Iguaçu, Pato Branco e Cascavel. Também participaram da reunião o presidente Rubens Gatti e o vice-presidente Bento Tino.

A primeira reunião serviu para que os técnicos se ambientassem ao clima de reunião virtual. Já a partir da próxima passarão para um debate mais técnico, discutindo situações enfrentadas pelos comissários nas diferentes corridas realizadas no Paraná.

Rubens Gatti informa que a reunião foi muito proveitosa. “Sem competições, fizemos a reunião para unir os comissários e visa discutir situações e interpretações das normas para que as decisões sejam uniformes. Se não temos a prática no momento, vamos usar a tecnologia para quando voltarmos ao normal nossos técnicos estejam bem preparados”, completa Rubens Gatti.

Rubens Gatti conversa com autoridades de saúde dos municípios e do Governo buscando reabrir autódromos e kartódromos no Paraná (Foto: Vanderley Soares)

Rubens Gatti conversa com autoridades de saúde dos municípios e do Governo buscando reabrir autódromos e kartódromos no Paraná (Foto: Vanderley Soares)

CURITIBA (PR) – No momento em que diversos segmentos da economia começam o processo de reabertura em função da pandemia do coronavírus, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) mantém dialogo com autoridades de saúde e esportivas para a liberação dos autódromos e kartódromos do Paraná. Em um primeiro momento, as praças esportivas seriam liberadas para treinos e em seguida para competições, sem a presença do público.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, informa que está conversando com autoridades dos municípios e do governo do Paraná. Gatti destaca que a FPrA e a CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) baixaram portarias normatizando como será a pratica do automobilismo que impossibilite a disseminação do coronavírus. Mas a volta das atividades só será possível com a autorização das autoridades de saúde dos municípios e do Estado. “Estamos levando informações a todos os municípios e a Secretaria de Saúde do Paraná. Tudo precisa ser feito com segurança, mas temos que buscar um retorno para que possibilite as classes trabalhadoras da cadeia do automobilismo voltarem a ter renda”, frisa Gatti.

Rubens Gatti também informa que em Cascavel, o Autódromo Zilmar Beux e o kartódromo Delci Damian já estão liberados para treinos há alguns dias. O Kartódromo Raceland Internacional, em Pinhais, região Metropolitana de Curitiba, também está aberto para treinos. Estas três praças seguem as determinações das autoridades de saúde e das portarias da FPrA e da CBA.  Até agora tudo tem funcionado bem. “Estamos trabalhando para também liberar os autódromos de Curitiba e Londrina e os kartódromos de todo o Estado. “O Kartódromo Luigi Borghesi, em Londrina, tem uma situação peculiar porque irá sediar a Copa Brasil, que foi adiada de outubro deste ano para fevereiro de 2021. Muitos pilotos e equipes buscam realizar treinos preparatórios, que podem ser feitos com medidas de distanciamento, como já estão sendo feitas em Cascavel e no Raceland”, completa Rubens Gatti.

Oficio FPrAAmparada pela Lei 20.189, decretada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador do Paraná Carlos Massa Ratinho Júnior, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), libera autódromos e kartódromos do Paraná, cabendo aos clubes e associações estabelecer as normas e seguir as orientações das autoridades de saúde dos municípios, do Estado e da União. A determinação foi comunicado aos clubes e associações filiadas à entidade, pelo oficio 08/20, assinado pelo presidente Rubens Gatti.

Segundo Rubens Gatti, com a Lei do Estado, que libera as atividades de oficinas mecânicas, será possível treinos e testes nas praças esportivas. Mas isto tem que sequer o que cada município determina. Ele acrescenta que a medida se faz necessário para permitir que todo o corpo técnico do automobilismo volte a trabalhar, minimizando o impacto social, pois toda a classe depende financeiramente deste trabalho. Os clubes estabelecerão as normais, procurando evitar aglomerações e com todas as exigências das autoridades de saúde”, diz Rubens Gatti, acrescentado que a FPrA continuará dialogando com as autoridades e atenta a todos os desdobramentos, até que as competições possam ser liberadas.

A CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), através de seu presidente Waldner Bernardo de Oliveira, o Dadai, baixou hoje a Portaria nº 02/2020, estabelecendo que caberá as Federações Estaduais decidirem sobre o reinicio das atividades automobilísticas nos estados, respeitando as leis Federais, Estaduais e Municipais.

 

Veja a integra do ofício da FPrA:

 

Para

CLUBES e ASSOCIAÇÕES filiados a FPRA

Ilmos. Srs. Presidentes.

Ref.: ATIVIDADES AUTOMOBILÍSTICAS.

 

A Federação Paranaense de Automobilismo – FPRA – por seu Presidente, Sr. Rubens Maurílio Gatti, ciente de que a atividade automobilística envolve centenas de preparadores, mecânicos e auxiliares cujas famílias dependem financeiramente destes para a sobrevivência, e por analogia estando liberada a atividade das oficinas mecânicas no Estado Paraná, decide liberar as atividades inerentes ao automobilismo no Estado, desde de que atendida toda e qualquer orientação ou determinação das autoridades da área da saúde, seja Federal, Estadual ou Municipal.

Assim, cada CLUBE ou ASSOCIAÇÃO ficará responsável pelo cumprimento das normas e ou procedimentos expedidos pelas autoridades acima mencionadas, evitando a disseminação da COVID-19.

Certos do cumprimento das normas por parte dos respectivos Clubes e Associações, subscrevemo-nos.

Atenciosamente,

Rubens Maurílio Gatti

Presidente

Portaria CBA

Rubens Gatti diz que todos campeonatos previstos para a temporada 2020 serão mantidos (Foto: Vanderley Soares)

Rubens Gatti diz que todos campeonatos previstos para a temporada 2020 serão mantidos (Foto: Vanderley Soares)

CURITIBA (PR) – Com a paralisação de todas as competições automobilísticas em função da pandemia do coronavírus, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) irá refazer o calendário de todas as categorias do automobilismo paranaense. Todos os campeonatos previstos serão mantidos.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, explica que o ajuste de datas para um novo calendário será feito tão logo seja definido o calendário das categorias nacionais. “Vamos esperar a definição das categorias nacionais e estudarmos as datas restantes. Muitos paranaenses participam das categorias nacionais e também sediamos muitas provas nacionais. Em alguns casos, poderemos ter programação conjunta”, frisa Gatti.

Gatti também adianta que a diretoria da FPrA tomou a decisão de que todos os campeonatos previstos para a temporada 2020 serão realizados. Em alguns casos o número de etapas poderá diminuir. “Vamos dialogar com os clubes, pilotos, promotores e chegaremos ao ponto que será melhor para todos”, enfatiza Rubens Gatti.

 

Campeonatos previstos para a temporada 2020 no Paraná

Kart

Campeonato Paranaense de Kart – Curitiba

Campeonato Paranaense de Kart Light – Londrina

Open da Copa Brasil de Kart – Londrina

Campeonato Metropolitano de Kart de Cascavel

Campeonato Citadino de Kart de Foz do Iguaçu

Campeonato Metropolitano de Kart de Rio Negro

Copa Super Paraná de Kart – Curitiba

Copa Paraná de Kart – Cascavel

Campeonato Pato-branquense de Kart

Provas festivas

 

Rali

Campeonato Paranaense de Rali

 

Velocidade na Terra

Campeonato Metropolitano de São José dos Pinhais

Campeonato Paranaense

 

Velocidade no Asfalto

Campeonato Paranaense – Curitiba – Londrina – Cascavel

Campeonato de Metropolitano de Curitiba

Copa de Cascavel – Três etapas

Campeonato Metropolitano de Londrina

 

Arrancada

Campeonato Paranaense de Arrancada na Terra

Copa Paraná de Arrancada na Terra

Provas festivas na Terra em São Mateus do Sul e Ponta Grossa

Campeonato Paranaense de Arrancada de 201 Metros

 

Provas longas

Cascavel de Ouro

500 Milhas de Londrina

A categoria Super Chev B abriu a programação da última etapa com boas brigas (Foto: Divulgação)

A categoria Super Chev B abriu a programação da última etapa com boas brigas (Foto: Divulgação)

A etapa final do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra foi repleta de belas disputas no Autódromo de São José dos Pinhais, com a realização da 5ª e última etapa, que contou com 75 participantes, com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos. A etapa foi disputada em duas provas nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “C” e Turismo 1600  “I”, Turismo 5000 (Omega e Opala), Super Chev “A” e “B”, Auto Cross “A” e “B” e Fusca Velocidade “A” e “Light”, e patrocínio da Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui, Gasoline Car Repairs, West Lake Pneus e Grameira Gabardo, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Durante os Treinos Classificatórios, os cinco primeiros por categoria foram: AUTOCROSS – 1º) Alisson Marçal, 57s858; 2º) Rafael Schuhli, 58s517; 3º) Luiz Camargo, 58s622; e 4º) Arthur Coletti, 1m07s625. SUPER CHEV “A” – 1º) Hamilton Morsch, 1m01s567; 2º) Fábio Aramis, 1m02s251; 3º) Pedro dos Santos, 1m02s640; 4º) Rogério Torres, 1m02s734; e 5º) Flávio Mendes, 1m03s466. SUPER CHEV “B” – 1º) Júnior Fagundes, 1m04s350; 2º) Brendon Gabardo, 1m05s136; 3º) Edson Pilatti, 1m05s195; 4º) Vinícius Kavilhuka, 1m06s256; e 5º) Dorival/Daniel do Valle, 1m07s726. MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, 58s150; 2º) Jean Gans, 1m 58s459; 3º) Juca Lisboa, 59s949; 4º) Stive Tokarski, 59s316; e 5º) Nilton Silva, 1m03s413. MARCAS “B” – 1º) João Stabach, 59s634; 2º) Ricardo Pamplona, 59s926. TURISMO 5000 (OMEGA) – 1º) Marcelo Tatsch, 57s782; 2º) José Carlos Franzoi, 58s149; 3º) Fábio dos Santos, 1m00s280; 4º) Francesco Esposito Neto, 1min00s997; e 5º) Flávio Mendes, 1m02s523. TURISMO 5000 (OPALA) – 1º) João Rodrigo Chemin, 58s298; 2º) Brendon Gabardo, 59s511; 3º) Bernardo Kava, 1m01s914; 4º) Márcio Chimentão, 1m04s645; e 5º) Ricardo Smanioto, 1m10s122. TURISMO 1.600 “C” – 1º) Diego Lino, 59s898; 2º) Thiri/Leandro Stadler, 1m04s462; e 3º) Leandro dos Santos, 1m08s547. TURISMO 1600 “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 1m00s659; 2º) Antonio de Carvalho, 1m02s853; e 3º) Jackson Carvalho, 1m05s283. FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Carlos Eduardo, 1m01s861; 2º) Juliano dos Anjos, 1m02s291; 3º) Ailson Júnior, 1m02s942; 4º) Fabiano dos Anjos, 1m03s879; e 5º) Gabriel dos Anjos, 1m04s046. FUSCA VELOCIDADE “LIGHT” – 1º) Alexandre Marzolla, 1m05s717; 2º) Maycon Nishiba, 1m12s886; 3º) Rafael Helgemberg, 1m19s446; e 4º) Thiago Andolhe, sem tempo.

Autocross

A categoria Autocross contou com 5 participantes, realizando apenas uma prova por causa da chuva no domingo. A primeira corrida, Alisson Marçal largou na pole position e mantendo a posição, seguido de perto por Rafael Schuhli, Luiz Camargo, Rogério Schuhli e Arthur Coletti. Ao fim de 10 voltas, a vitória foi de Alisson Marçal, na categoria Auto Cross, com o tempo de 12m28s302, seguido de Luiz Camargo, a 1s172, Rafael Schuhli, a 2s489, e, Arthur Coletti, a uma volta.

RESULTADO FINAL -SUPER FÓRMULA – 1º) Alisson Marçal, COM 41 pontos (campeão); 2º) Luiz Camargo, 30; 3º) Rafael Shuhli, 24; e 4º) Rogério Schuhli, 10; e 5º) Arthur Coletti, com 10 pontos.

Super Chev “A”

Reunindo 14 carros em seu grid, a categoria Super Chev “A” foi para a primeira corrida, com a promessa de bons pegas e muitas ultrapassagens. Mas também só foi realizada uma prova por causa da chuva. O pole position Hamilton Morch manteve a liderança da largada, seguido de perto nas primeiras voltas por Pedro dos Santos, Fábio Aramis, Rogério Torres, Celso Gabardo e Jackson Araújo. A “briga” pela liderança da prova foi muito boa entre Hamilton Morch e Celso Gabardo no fim da prova. Boa corrida de recuperação de Cleverson Petrich, que largou da última posição do grid e chegou em terceiro lugar. Após 12 voltas, a vitória na Super Chev “A” foi de Hamilton Morch, com o tempo total de 14m16s714, com Celso Gabardo em segundo, a 0s980, Cleverson Petrich em terceiro, a 2s355, Dário Ribeiro em quarto, a 4s467, e, Jackson Araújo em quinto, a 5s287.

FINAL: SUPER CHEV “A” – 1º) Hamilton Morch, com 31 pontos (campeão); 2º) Brendon/Celso Gabardo, 23; 3º) Cleverson Petrich, 18; 4º) Dário Ribeiro, 15; e 5º) Jackson Araújo, com 12 pontos.

Super Chev “B”

Contando com 15 carros em seu grid, a categoria Super Chev “B” foi para a primeira corrida com os pilotos prometendo bons pegas pelas primeiras posições. O pole position Júnior Fagundes manteve a liderança da largada e passou a abrir vantagem para os demais, comprovando a sua boa fase na temporada 2019. Mas a “briga” foi boa entre Vinícius Kavilhuka, Brendon Gabardo e Edson Pilatti pela segunda posição. Depois de 13 voltas, a vitória na Super Chev “B” foi de Júnior Fagundes (Chaveirinho), com o tempo total de 13m42s394, tendo Celso Gabardo em segundo, a 12s452, Vinícius Kavilhuka em terceiro, a 13s054, Edson Pilatti em quarto, a 22s083, e, Dorival do Valle em quinto, a uma volta.

Júnior Fagundes (Chaveirinho) largou também na pole position da segunda corrida da Super Chev “B”, e liderou até a quinta volta, quando passou a ter problemas com a caixa de direção e foi superado por Brendon Gabardo. Na disputa pela terceira posição, mais uma vez o “pega” foi bom entre Edson Pilatti, Vinícius Kavilhuka e Roberto Santos até a última volta. Ao fim de 12 voltas, a vitória na Super Chev “B” foi de Brendon Gabardo, com tempo total de 14m19s887, seguido de Júnio Fagundes, a 11s718; Edson Pilatti, a 12s550; Vinícius Kavilhuka, a 13s771; e, Roberto Santos, 15s770. FINAL: SUPER CHEV “B” – 1º) Júnior Fagundes (Chaveirinho), com 54 pontos (campeão); 2º) Celso/Brendon Zonta Gabardo, 53; 3º) Edson Pilatti, 33; 4º) Gabriel Ferreira/Vinícius Kavilhuka, 33; e 5º) Roberto dos Santos, 21.

Marcas “A” e “B”

Os sete participantes das categorias Marcas “A” e “B” foram para a primeira bateria, com a promessa de belas disputas na principal categoria da Velocidade na Terra. O pole position Leonardo Kovalski manteve a liderança na largada e venceu de ponta a ponta, depois de boa disputa com Jean Gans pela primeira posição. Após 14 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Leonardo Kovalski, com tempo de 15m26s840, com Jean Gans em segundo, a 1s621; Juca Lisboa em terceiro a 2s274; e Stive Tokarski em quarto, a 6s607. Na Marcas “B” a vitória foi de Ricardo Pamplona, com tempo de 15m34s913, seguido de João Stabach, a seis voltas.

Na segunda bateria das categorias Marcas, Leonardo Kovalski manteve mais uma vez a liderança na largada e travou mais uma bela disputa com Jean Gans pela vitória até a bandeirada final. Depois de 16 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi novamente de Leonardo Kovalski, com tempo de 15m57s504, tendo Jean Gans em segundo, a 3s898; Stive Tokarski em terceiro, a 11s850; e, Nilton Silva em quarto, a 1m01s441. Na Marcas “B” a vitória foi novamente de Ricardo Pamplona, com o tempo de 16m30s853, seguido de João Stabach, a 2s185. FINAL: MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, com 61 pontos; 2º) Jean Gans, 46; 3º) Stive Tokarski, 33; 4º) Juca Lisboa, 18; e 5º) Nilton Silva, 15. MARCAS “B” – 1º) Ricardo Pamplona, 61; e 2º) João Stabach, com 23 pontos.

Turismo 5000

Mais uma vez as categorias Turismo 5000 deram show na pista, com os Omegas (8) e Opalas (4), os mais rápidos de todas as categorias, fazendo duas belas corridas. A primeira corrida começou com o Omega de Marcelo Tatsch largando na frente, liderando de ponta a ponta, com uma pressão de José Carlos Franzoi no início da prova. O Opala de Bernardo Kava teve problemas e nem completou uma volta, não participando da segunda prova também. Ao fim de 13 voltas, a vitória foi de Marcelo Tatsch, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 15m22s924, seguido de José Carlos Franzoi, a 10s225; Fabiano Santos, a 10s627; Flávio Mendes, a 15s690; e Francesco Esposito Neto, a 22s269. Na categoria Opala a vitória foi de João Rodrigo Chemin, com tempo de 15m29s628, com Brendon Gabardo em segundo, a 3s505; Márcio Chimentão, a 7s910; e, José Meirelles, a duas voltas.

Na segunda corrida da Turismo 5000, Marcelo Tatsch manteve a ponta da largada da prova e liderou mais uma vez de ponta a ponta, sofrendo pressão de José Carlos Franzoi no início. O Omega de José Meirelles abandonou com quatro voltas. Depois de 16 voltas, a vitória foi de Marcelo Tatsch, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 15m49s456, tendo José Carlos Franzoi em segundo, a 3s931; Fabiano Santos em terceiro, a 39s874; Flávio Mendes em quarto, a 58s150, e, Tiago a duas voltas. Na categoria Opala nova vitória de João Rodrigo Chemin, com tempo de 15m42s818, seguido de Brendon Zonta Gabardo, a 46s730; Márcio Chimentão, a uma volta; e, e Ricardo Smanioto, a três voltas. FINAL: OMEGA – 1º) Marcelo Tatsch, com 61 pontos; 2º) José Carlos Franzoi, 46; 3º) Fabiano Santos, 36; 4º) Flávio Mendes, 30; e 5º) Márcio Chimentão, 24. OPALA – 1º) João Rodrigo Chemin, com 61 pontos; 2º) Brendon Zonta Gabardo, 46; 3º) Ricardo Smanioto, 18; e, 4º) Bernardo Kava, 0.

Fusca Velocidade

As categorias Fusca Velocidade “A” e Light reuniram 15 participantes, também realizando duas belas corridas. A primeira corrida, com Carlos Eduardo largando na pole position, mas perdendo a posição na primeira volta para Juliano dos Anjos, seguidos de perto por Ailson Júnior, Fabiano dos Anjos e Gabriel dos Anjos. Nickolas Lima abandonou na quarta volta, Maycon Nishiba e Thiago Andolhe com seis voltas. Ao fim de 13 voltas, a vitória foi de Juliano dos Anjos, na Geral e na categoria Fusca Velocidade “A”, com o tempo de 14m04s536, seguido de Carlos Eduardo, a 1s706; Ailson Júnior, a 9s136; Fabiano dos Anjos, a 9s742; e, Emanuel Pauzer, a 25s130. Na Fusca Velocidade Light vitória foi de Alexandre Marzolla, com tempo de 14m49s200, com Rafael Helgemberg em segundo, a uma volta, e, Marcos de Melo em terceiro, a uma volta.

Na segunda corrida da Fusca Velocidade “A” e Light, Juliano dos Anjos manteve a liderança na largada, mas foi superado por Carlos Eduardo e brigaram até a bandeirada final pela vitória. Depois de 9 voltas, a vitória foi de Carlos Eduardo, na Geral e na Fusca Velocidade “A”, com o tempo de 11m56s067, tendo Juliano dos Anjos em segundo, a 2s168; Emanuel Pauzer em terceiro, a 8s430; Edson Abrão em quarto, a 10s911; e, Juliano Tozetto em quinto, a 11s653. Na categoria Fusca Velocidade Light nova vitória de Alexandre Marzolla, com 9 voltas no tempo de 12m18s810, seguido de Marcos de Melo, a uma volta; e, Rafael Helgemberg, a uma volta. FINAL: FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Carlos Eduardo, com 54 pontos; 2º) Juliano dos Anjos, 53; 3º) Emanuel Pauzer, 30; 4º) Edinho Abrão, 21; e 5º) Juliano Tozetto, com 21 pontos. FUSCA VELOCIDADE LIGHT – 1º) Alexandre Marzolla, com 61 pontos; 2º) Marcos de Melo, 41; 3º) Rafael Helgemberg, 41; 4º) Maycon Nishiba, 0; e 5º) Thiago Andolhe, 0.

Turismo 1600 “C” e “I”

E a primeira prova das categorias Turismo 1600 “C” e “I”, com sete participantes, também teve apenas uma bateria realizada por causa da chuva na tarde de domingo. O pole position Diego Lino manteve a liderança na largada, seguido de perto por Geovane Ciesielski, que o ultrapassou na terceira volta. A disputa entre Geovane e Diego se estendeu até o início da 11ª volta, quando o carro de Diego teve problemas técnicos e o piloto a abandonar a corrida. Ao fim de 15 voltas, a vitória na Geral e na categoria Turismo 1600 “I” foi de Geovane Ciesielski, com tempo total de 15m20s671, vindo em segundo Antonio de Carvalho, a 16s109, Denizard dos Santos, a 46s769 e, em quarto Jackson de Carvalho, a uma volta. E na Turismo 1600 “C”, a vitória foi de Leandro dos Santos, com o tempo de 16min03s601, com Diego Lino em segundo, a cinco voltas.

FINAL: TURISMO 1600 “C” – 1º) Leandro dos Santos, com 30 pontos; 2º) Diego Lino, 1; e, 3º) Thiri/Leandro Stadler, 0. TURISMO 1600 “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 31; 2º) Antonio de Carvalho, 23; 3º) Denizard dos Santos, 18; e, 4º) Jackson de Carvalho, 15.

O próximo evento da RS Motorsport será o 2º Festival de Velocidade na Terra 2020, com data a ser confirmada pelos organizadores Manoel/Leandro e pela FPrA.

A categoria Fusca Velocidade chega a final como destaque da temporada de Velocidade na Terra (Foto: Rogenes Santana/Divulgação)

A categoria Fusca Velocidade chega a final como destaque da temporada de Velocidade na Terra (Foto: Rogenes Santana/Divulgação)

Depois de ter sido adiada do último dia 10 em função de chuvas, a 5ª e última etapa do Campeonato Metropolitano de Velociade na Terra de São José dos Pinhais está confirmada para o próximo fim de semana. A prova a ser disputada no autódromo local tem organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos, patrocínio da Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui, Gasoline Car Repairs, West Lake Pneus e Grameira Gabardo, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

A última prova do campeonato terá a realização das categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega e Opala), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Cheve “A” e “B”, Auto Fórmula “A” e “B”, com duas baterias de cada categoria, sendo uma no sábado e outra no domingo, no Autódromo de São José dos Pinhais. Os ingressos para o público custarão R$ 10,00 no sábado e R$ 20,00 no domingo.

Classificação

Com quatro etapas realizadas, a classificação do Campeonato Metropolitano de São José dos Pinhais de Velocidade na Terra, por categoria é a seguinte: SUPER CHEVE “A” – 1º) Hamilton Morsche, com 157 pontos; 2º) Cleverson Petrich, 112; 3º) Pedro dos Santos, 95; 4º) Fábio Aramis, 57; 5º) Flávio Mendes, 55. SUPER CHEVE “B” – 1º) Erondi Fagundes Jr, 136; 2º) Brendon Gabardo, 129; 3º) Edson Pilatti, 114; 4º) Gabriel Ferreira, 71; 5º) Daniel do Vale/Dorival do Vale, 63. MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, 160; 2º) Jean Gans, 132; 3º) Amauri Lisboa Jr, 61; 4º) Stive Tokarski, 40; 5º) Stive Tokarski, 33. MARCAS “B” – 1º) Ricardo Pamplona, 137; 2º) Wilson Kavilhuka, 78; 3º) João Stabach, 59; 3º) Cláudio/Ariel Tucholski, 43; 5º) José Rocha Moraes, 13. TURISMO 1.600 “C” – 1º) Leandro dos Santos, 140; 2º) Diego Lino, 112; 3º) Richardson Moreira, 73; 4º) Leandro Stadler, 50; 5º) Joel Pampuch, 25. TURISMO 1600 “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 169; 2º) Antonio Carvalho, 48; 3º) Norival Kavilhuka, 46; 4º) Jackson Carvalho, 33; 5º) Pietro Wegbecher, 32. TURISMO 5000 OMEGA – 1º) Marcelo Tatsch, 160; 2º) José Carlos Franzoi, 95; 3º) Paulo Stelle, 78; 4º) Flávio Mendes, 53; 5º) Franccesco Esposito Neto, 33. TURISMO 5000 OPALA – 1º) Brendon Gabardo, 148; 2º) Bernardo Kava, 78; 3º) Willian Jaeger, 44; 4º) Márcio Chimentão, 15; 5º) José Rodrigo Chemin, 4. AUTO FÓRMULA “A” – 1º) Rafael Schuhli, 150; 2º) Alisson Marçal, 122; 3º) Rogério Schuhli, 72; 4º) Luiz Camargo, 58; 5º) Debrair Pinheiro, 27. AUTO FÓRMULA “B” – 1º) Arthur Coletti, 134. FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Juliano dos Anjos, 66; 2º) Ailson Penteado Jr, 62; 3º) Fabiano dos Anjos, 57; 4º) Nickolas Cavalli Lima, 53; 5º) Carlos Alberto Bracovcsz, 41. FUSCA VELOCIDADE LIGHT – 1º) Marcos Vinícius de Melo, 86; 2º) Thiago Andolbe, 83; 3º) Alexandre Marzolla, 67; 4º) Marco Nishida, 46; e 5º) Jorge Luiz Bot, com 43 pontos.

A categoria Super Chevy terá um dos melhores grid da última etapa do Metropolitano de São José dos Pinhais (Foto: Divulgação)

A categoria Super Chevy terá um dos melhores grid da última etapa do Metropolitano de São José dos Pinhais (Foto: Divulgação)

O Autódromo de São José dos Pinhais recebe sábado e domingo quinta e última etapa Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra, com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos. A etapa terá o patrocínio da Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui, Gasoline Car Repairs, West Lake Pneus e Grameira Gabardo, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

As inscrições antecipadas encerraram nesta quarta-feira, mas as inscrições ainda podem ser feitas no sábado, antes dos treinos livres, na secretaria da prova. A quinta etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais será realizada nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega e Opala), Fusca Velocidade “A” e Light, Super Cheve “A” e “B”, Auto Fórmula “A” e “B”, com duas baterias de cada categoria, sendo uma no sábado e outra no domingo, no Autódromo de São José dos Pinhais. Os ingressos para o público custarão R$ 10,00 no sábado e R$ 20,00 no domingo.

Classificação

Com quatro etapas realizadas, a classificação do Campeonato Metropolitano de São José dos Pinhais de Velocidade na Terra, por categoria é a seguinte: SUPER CHEVE “A” – 1º) Hamilton Morsche, com 157 pontos; 2º) Cleverson Petrich, 112; 3º) Pedro dos Santos, 95; 4º) Fábio Aramis, 57; 5º) Flávio Mendes, 55. SUPER CHEVE “B” – 1º) Erondi Fagundes Jr, 136; 2º) Brendon Gabardo, 129; 3º) Edson Pilatti, 114; 4º) Gabriel Ferreira, 71; 5º) Daniel do Vale/Dorival do Vale, 63. MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, 160; 2º) Jean Gans, 132; 3º) Amauri Lisboa Jr, 61; 4º) Stive Tokarski, 40; 5º) Stive Tokarski, 33. MARCAS “B” – 1º) Ricardo Pamplona, 137; 2º) Wilson Kavilhuka, 78; 3º) João Stabach, 59; 3º) Cláudio/Ariel Tucholski, 43; 5º) José Rocha Moraes, 13. TURISMO 1.600 “C” – 1º) Leandro dos Santos, 140; 2º) Diego Lino, 112; 3º) Richardson Moreira, 73; 4º) Leandro Stadler, 50; 5º) Joel Pampuch, 25. TURISMO 1600 “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 169; 2º) Antonio Carvalho, 48; 3º) Norival Kavilhuka, 46; 4º) Jackson Carvalho, 33; 5º) Pietro Wegbecher, 32. TURISMO 5000 OMEGA – 1º) Marcelo Tatsch, 160; 2º) José Carlos Franzoi, 95; 3º) Paulo Stelle, 78; 4º) Flávio Mendes, 53; 5º) Franccesco Esposito Neto, 33. TURISMO 5000 OPALA – 1º) Brendon Gabardo, 148; 2º) Bernardo Kava, 78; 3º) Willian Jaeger, 44; 4º) Márcio Chimentão, 15; 5º) José Rodrigo Chemin, 4. AUTO FÓRMULA “A” – 1º) Rafael Schuhli, 150; 2º) Alisson Marçal, 122; 3º) Rogério Schuhli, 72; 4º) Luiz Camargo, 58; 5º) Debrair Pinheiro, 27. AUTO FÓRMULA “B” – 1º) Arthur Coletti, 134. FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Juliano dos Anjos, 66; 2º) Ailson Penteado Jr, 62; 3º) Fabiano dos Anjos, 57; 4º) Nickolas Cavalli Lima, 53; 5º) Carlos Alberto Bracovcsz, 41. FUSCA VELOCIDADE LIGHT – 1º) Marcos Vinícius de Melo, 86; 2º) Thiago Andolbe, 83; 3º) Alexandre Marzolla, 67; 4º) Marco Nishida, 46; e 5º) Jorge Luiz Bot, com 43 pontos.

Programação

As atividades no Autódromo de São José dos Pinhais no sábado acontecem das 8 às 18 horas. A finalização das inscrições será a partir das 8 horas. Os treinos livres de todas as categorias iniciam às 9h30. Na sequência, serão realizados o 1° e 2° treinos oficiais, na seguinte ordem: Super Chevy B, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega e Opala), Marcas A e B, e, Super Chevy A. Em seguida acontece o Briefing com os pilotos. Os treinos classificatórios vêm a seguir, na mesma ordem dos trenos oficiais. Depois vem as primeiras baterias de sábado das categorias Super Chevy B, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega e Opala), Marcas A e B, e, Super Chevy A. Após as 20 horas de sábado, fica proibida a entrada e saída de pessoas no Autódromo de São José dos Pinhais.

No domingo, o evento acontece das 8 às 18 horas, iniciando com os treinos livres para todas as categorias às 9h30. Na sequencia, o terceiro treino oficial (com warm up), na seguinte ordem: Super Chevy A, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega e Opala), Marcas A e B, e, Super Chevy B. Espaço promocional, com visitação aos boxes, distribuição de brindes, apresentação de carros e pilotos. Na sequencia, as segundas baterias da Super Chevy A, Auto Cross A e B, Fusca Velocidade A e Light, Turismo C 1600 e Novatos I, Turismo 5000 (Omega e Opala), Marcas A e B, e, Super Chevy B. Espaço promocional para as voltas rápidas dos pilotos com o público, patrocinadores e convidados. Encerrando com a festa do pódio para premiação com troféus do 1.° ao 5.° em todas as categorias.

A programação poderá ser alterada de acordo com as condições do tempo e pista.

A categoria Super Chevy foi à pista com o maior grid da 4ª etapa (Foto: Divulgação)

A categoria Super Chevy foi à pista com o maior grid da 4ª etapa (Foto: Divulgação)

O fim de semana foi de muitas disputas no Autódromo de São José dos Pinhais, com realização da 4ª e penúltima etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra, que contou com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos, com 61 carros em duas provas nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “C” e Novatos “I”, Turismo 5000 (Omega, Opala e Dodge), Super Chev “A” e “B”, Auto Cross “A” e “B” e Fusca Velocidade “A” e “Light”. A etapa terá o patrocínio da Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui e Gasoline Car Repairs, o apoio da West Lake Pneus e Grameira Gabardo, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Durante os Treinos Classificatórios, os cinco primeiros por categoria foram: AUTO CROSS – 1º) Alisson Marçal, 58s032; 2º) Rafael Schuhli, 58s347; 3º) Rogério Schuhli, 1m03s597; e 4º) Luiz Camargo, 1m03s986. SUPER CHEV “A” – 1º) Hamilton Morsch, 1m01s396; 2º) Flávio Mendes, 1m02s495; 3º) Celso Gabardo, 1m02s813; 4º) Pedro dos Santos, 1m03s204; e 5º) Rogério Torres, 1m03s246. SUPER CHEV “B” – 1º) Júnior Fagundes, 1m02s425; 2º) Brendon Gabardo, 1m03s503; 3º) Gabriel Ferreira, 1m04s885; 4º) Edson Pilati, 1m06s002; e 5º) Roberto Santos, 1m07s771. MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, 57s978; 2º) Jean Gans, 1m 58s180; 3º) Juca Lisboa, 59s180; e 4º) Stive Tokarski, 1m02s717. MARCAS “B” – 1º) Ricardo Pamplona, 59s516; 2º) João Stabach, 59s677; e 3º) Wilson Kavilhuka, 1m00s393. TURISMO 5000 (OMEGA) – 1º) Marcelo Tatsch, 57s255; 2º) José Carlos Franzoi, 57s895; e 3º) José Meirelles, 1m02s986. TURISMO 5000 (OPALA) – 1º) Brendon Gabardo, 59s255; e 2º) Bernardo Kava, 59s805. TURISMO 1.600 “C” – 1º) Diego Lino, 59s560; 2º) Leandro dos Santos, 1m03s880; e 3º) Leandro Stadler, 1m08s168. NOVATOS 1600 “I” – 1º) Geovane Ciesielski, 1m00s630; 2º) Henrique Marques, 1m01s972; e 3º) Norival Kavilhuka, 1m04s585. FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Ailson Júnior, 1m00s858; 2º) Juliano dos Anjos, 1m01s559; 3º) Emanuel Pauzer, 1m01s878; 4º) Fabiano dos Anjos, 1m01s909; e 5º) Luciano Laroca, 1m01s932. FUSCA VELOCIDADE “LIGHT” – 1º) Thiago Andolhe, 1m03s938; 2º) Alexandre, 1m04s867; 3º) Marcos de Melo, 1m07s833; 4º) Maycon Nishiba, 1m10s170; e 5º) Jorge Luiz, 1m11s986.

Auto Cross

A categoria Auto Cross foi a primeira a ir para a pista, com 5 participantes, realizando duas belas provas. A primeira corrida foi realizada às 10h18 do domingo, com Alisson Marçal largando na pole position e mantendo a posição, seguido de perto por Rafael Schuhli, Luiz Camargo e Rogério Schuhli, que abandonou a corrida na segunda volta. Ao fim de 16 voltas, a vitória foi de Alisson Marçal, na categoria Auto Cross, com o tempo de 16m35s577, seguido de Rafael Schuhli, a 27s230, Luiz Camargo, a uma volta, e, Arthur Coletti, a duas voltas.

Na segunda corrida da Auto Cross, Alisson Marçal manteve a liderança na largada e travou uma disputa acirrada com Rafael Schuhli no início da prova. No decorrer da corrida, Luiz Camargo ultrapassou Schuhli, assumindo o segundo lugar. Depois de 14 voltas, a vitória foi de Alisson Marçal, na Auto Cross, com o tempo de 14m26s332, tendo Luiz Camargo em segundo, a 19s238; Rafael Schuhli em terceiro, a 19s389; e, Arthur Coletti em quarto, a duas voltas. Alisson Marçal marcou ainda a volta mais rápida das duas provas, na sétima volta da segunda prova, com o tempo de 59s949 e média de 100,285 km/h. RESULTADO FINAL: SUPER FÓRMULA – 1º) Alisson Marçal, com 41 pontos; 2º) Luiz Camargo, 27; 3º) Rafael Shuhli, 27; e 4º) Arthur Coletti, 20.

Super Chev “A” e “B”

Reunindo 22 carros em seu grid, as categorias Super Chev “A” e “B” foram para a primeira corrida, com a promessa de bons pegas e muitas ultrapassagens. O pole position Hamilton Morch manteve a liderança da largada, seguido de perto nas primeiras voltas por Flávio Mendes, Celso Gabardo, Pedro dos Santos, Rogério Torres e Fábio Aramis. A “briga” pela liderança da prova foi muito boa entre Hamilton Flávio, do início ao fim da corrida. Na Super Chev “B” a disputa foi boa entre Júnior Fagundes e Brendon Gabardo. O Safety Car foi acionado três vezes para a retirada de carros acidentados. Após 9 voltas, a vitória Geral e na Super Chev “A” foi de Hamilton Morsch, com o tempo total de 14m03s875, com Flávio Mendes em segundo, a 0s049; Rogério Torres em terceiro, a 2s480; Pedro dos Santos em quarto, a 3s054; e, Celso Gabardo em quinto, a 3s627. Na Super Chev “B”,  a vitória foi de Júnior Fagundes, com tempo de 14m13s830, seguido de Brendon Gabardo, a 0s429; Edson Pilatti, a 1s825; Roberto Santos, a 7s268; e, Roberto Minatoya Jr, a 20s156.

Hamilton Morsch largou na pole position da segunda corrida da Geral e da Super Chev “A”, onde se manteve até a bandeirada final, deixando a “briga” pelas demais posições, por conta de Flávio Mendes, Pedro dos Santos, Fábio Aramis e Maurício Cavali. Novamente na Super Chev “B” a “briga” principal foi entre Júnior Fagundes e Brendon Gabardo. Ao fim de 13 voltas, a vitória na Geral e na Super Chev “A” foi de Hamilton Morsch, com tempo total de 15m39s177, seguido de Pedro dos Santos, a 12s009; Fábio Aramis, a 16s826; Flávio Mendes, a 31s308; e, Maurício Cavali, a 4 voltas. A volta mais rápida das corridas disputadas foi de Hamilton Morsch, na 11ª passagem da segunda prova, com tempo de 1m01s473, à média de 97,799 km/h. RESULTADO FINAL: SUPER CHEV “A” – 1º) Hamilton Morsch, com 41 pontos; 2º) Pedro dos Santos, 25; 3º) Flávio Mendes, 25; 4º) Fábio Aramis, 18; e 5º) Rogério Torres e Maurício Cavali, 12. SUPER CHEV “B” – 1º) Júnior Fagundes, com 41 pontos; 2º) Brendon Gabardo, 30; 3º) Edson Pilatti, 24; 4º) Roberto Santos, 20; e 5º) Dorival/Daniel do Vale, com 14 pontos.

Marcas

Os sete participantes das categorias Marcas “A” e “B” foram para a primeira bateria às 11h47 de domingo, com a promessa de belas disputas na principal categoria da Velocidade na Terra. O pole position Leonardo Kovalski manteve a liderança na largada e venceu de ponta a ponta, depois de boa disputa com Jean Gans pela primeira posição. Após 15 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Leonardo Kovalski, com tempo de 14m47s367, com Jean Gans em segundo, a 1s861; Juca Lisboa em terceiro a 10s184 e Stive Tokarski em quarto, a 50s775. Na Marcas “B” a vitória foi de João Stabach, com tempo de 15m08s697, seguido de Ricardo Pamplona, a 8s744, e, Wilson Kavilhuka, a 16s878.

Na segunda bateria das categorias Marcas, Leonardo Kovalski perdeu a liderança para Jean Gans na primeira volta e o duelo entre os dois seguiu até a bandeirada final. Depois de 16 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi novamente de Jean Gans, com tempo de 15m49s178, tendo Leonardo Kovalski em segundo, a 2s788; Luiz Kavilhuka em terceiro, a 443s002; e, Juca Lisboa em quarto, a uma volta. Na Marcas “B” a vitória foi novamente de João Stabach, com o tempo de 16m26s594, seguido de Ricardo Pamplona, a 4s987; e, Wilson Kavilhuka, a 5s567. Jean Gans marcou a volta mais rápida das baterias disputadas, na 11ª passagem da segunda corrida, com tempo de 58s502, à média de 102,766 km/h. RESULTADO FINAL: MARCAS “A” – 1º) Leonardo Kovalski, com 36 pontos; 2º) Jean Gans, 35; 3º) Juca Lisboa, 22; 4º) Luiz Kavilhuka, 12; e 5º) Stive Tokarski, com 10 pontos. MARCAS “B” – 1º) João Stabach, 40; 2º) Ricardo Pamplona, 31; e 3º) Wilson Kavilhuka, com 24 pontos.

Turismo 5000-

Mais uma vez as categorias Turismo 5000 deram show na pista, com os Omegas (4) e Opalas (2), os mais rápidos de todas as categorias, fazendo duas belas corridas. A primeira corrida foi realizada às 12h21 do domingo, com o Omega de Marcelo Tatsch largando na frente, mas perdendo a liderança para José Carlos Franzoi na primeira volta e com bom duelo entre os dois até a bandeirada final. O Omega de José Meirelles teve problemas e nem completou uma volta, não participando da segunda prova também. Ao fim de 14 voltas, a vitória foi de José Carlos Franzoi, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 13m52s693, seguido de Marcelo Tatsch, a 3s323; e Francesco Esposito Neto, a uma volta. Na categoria Opala a vitória foi de Brendon Gabardo, com tempo de 14m19s915, com Bernardo Kava em segundo, a duas voltas.

Na segunda corrida da Turismo 5000, José Carlos Franzoi manteve a ponta da largada da prova e liderou por quatro voltas, sofrendo pressão de Marcelo Tatsch no início, e assumiu a liderança na quinta volta. O Omega de José Carlos Franzoi abandonou com oito voltas. Depois de 15 voltas, a vitória foi de Marcelo Tatsch, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 14m56s355, tendo Francesco Esposito Neto em segundo, a uma volta. Na categoria Opala nova vitória de Brendon Gabardo, com tempo de 15m42s818. A volta mais rápida das provas realizadas foi de Marcelo Tatsch, na 8ª passagem da segunda corrida, com o tempo de 57s708, à média de 104,180 km/h. RESULTADO FINAL: OMEGA – 1º) Marcelo Tatsch, com 36 pontos; 2º) Francesco Esposito Neto, 27; 3º) José Carlos Franzoi, 20; e 4º) José Meirelles, sem pontos. OPALA – 1º) Brendon Zonta Gabardo, com 41 pontos; e 2º) Bernardo Kava, com 15 pontos.

Fusca Velocidade –

As categorias Fusca Velocidade “A” e Light reuniram 17 participantes, também realizando duas belas corridas. A primeira corrida foi realizada às 11h20 do domingo, com Ailson Júnior largando na pole position e mantendo a posição até a oitava volta, seguido de perto por Emanuel Pauzer e Juliano dos Anjos, que assumiu a liderança na nona volta. Douglas Rodrigues abandonou na primeira volta, Luciano Laroca na segunda e Maycon Nishiba com sete voltas. Ao fim de 12 voltas, a vitória foi de Juliano dos Anjos, na Geral e na categoria Fusca Velocidade “A”, com o tempo de 14m41s550, seguido de Ailson Júnior, a 1s665; Fabiano dos Anjos, a 3s030; Rogesson Negão, a 7s317; e, Carlos Sabugo, a 8s420. Na Fusca Velocidade Light vitória foi de Thiago Andolhe, com tempo de 14m46s347, com Alexandre Marzolla em segundo, a 13s295; Jorge Luiz em terceiro, a uma volta; e, Marcos de Melo em quarto, a uma volta.

Na segunda corrida da Fusca Velocidade “A” e Light, Ailson Júnior assumiu a liderança na largada, seguido de perto por Fabiano dos Anjos e Regesson Negão. Destaque para a corrida de Carlos Eduardo, que largou em oitavo e chegou em quarto lugar. Gabriel dos Anjos, Luciano Laroca, Maycon Nishiba, Nickolas Lima e Fabiano dos Anjos abandonaram a corrida. Depois de 13 voltas, a vitória foi de Ailson Júnior, na Geral e na Fusca Velocidade “A”, com o tempo de 17m12s953, tendo Fabiano dos Anjos em segundo, a 2s206; Rogesson Negão em terceiro, a 9s308; Carlos Eduardo em quarto, a 15s334; e, Emanuel Pauzer em quinto, a 17s347. Na categoria Fusca Velocidade Light nova vitória foi de Thiago Andolhe, com 13 voltas no tempo de 17m34s342, seguido de Jorge Luiz, a 2s108; Marcos de Melo, a 4s963; e, Alexandre Marzolla, a três voltas. Juliano dos Anjos marcou volta mais rápida das provas realizadas, na 4ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1m01s273, à média de 98,118 km/h. RESULTADO FINAL: FUSCA VELOCIDADE “A” – 1º) Ailson Júnior, com 36 pontos; 2º) Fabiano dos Anjos, 27; 3º) Rogesson Negão, 22; 4º) Juliano dos Anjos, 20; e 5º) Carlos Eduardo, com 16 pontos. FUSCA VELOCIDADE LIGHT – 1º) Thiago Andolhe, com 41 pontos; 2º) Jorge Luiz, 27; 3º) Alexandre Marzolla, 25; 4º) Marcos de Melo, 22; e 5º) Maycon Nishiba, sem pontos.

Turismo “C”/Novatos “I”

E a primeira prova das categorias Turismo 1600 “C”/Novatos 1600 “I”, foi à pista às 13h37, com sete participantes, com o pole position Diego Lino mantendo a liderança na largada, seguido de perto por Geovane Ciesielski, que o ultrapassou na primeira volta. A disputa entre Geovane e Diego se estendeu até o início da quinta volta, quando o carro de Diego escapou e acertou o barranco, obrigando o piloto a abandonar a corrida. Norival Kavilhuka e Enrique Marques duelaram pela segunda posição. Leandro Stadler, Diego Lino e Cristiano Colodel abandonaram a prova. Ao fim de 15 voltas, a vitória na Geral e na categoria Novatos “I” foi de Geovane Ciesielski, com tempo total de 15m22s633, vindo em segundo Henrique Marques, a 48s682; e, em terceiro Norival Kavilhuka, a 57s169. Na Turismo “C”, a vitória foi de Leandro dos Santos, com o tempo de 15m47s599.

Largando na pole position, Geovane Ciesielski faturou também a segunda prova da Turismo “C”/Novatos “I”, vencendo de ponta a ponta, sem dar chances a seus adversários. Dos cinco primeiros, Geovane Ciesielski, Leandro dos Santos, Norival Kavilhuka e Leandro Stadler terminaram na posição que largaram e Henrique Marques abandonoiu com 12 voltas. Grande corrida de Diego Lino, que largou em sexto e concluiu a prova em segundo na Geral. Após 15 voltas, nova vitória de Geovane Ciesielski na Geral e na Novatos “I”, com tempo de 15m11s090, com Leandro dos Norival Kavilhuka em segundo, a uma volta; e, Henrique Marques em terceiro, a três voltas. Na Turismo “C”, a vitória foi de Diego Lino, com tempo de 15m13s856, seguido de Leandro dos Santos, a 42s629; e, Leandro Stadler, a uma volta. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Diego Lino, na 4ª passagem da segunda prova, com tempo de 59s620, à média de 100,839 km/h. RESULTADO FINAL: TURISMO “C” – 1º) Leandro dos Santos, com 35 pontos; 2º) Diego Lino, 21; e, 3º) Leandro Stadler, 12. NOVATOS “I” – 1º) Geovane Ciesielski, com 41 pontos; 2º) Norival Kavilhuka, 27; 3º) Henrique Marques, 27; e, 4º) Cristiano Colodel, sem pontos.

A quinta e última etapa do Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais está marcada para os dias 9 e 10 de novembro.

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

outubro 2020
S T Q Q S S D
« set    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!