Get Adobe Flash player

Outras

Miguel Laste, há 20 anos como piloto, ocupa pela primeira vez um cargo de dirigente (Foto: Vanderley Soares)

Miguel Laste, há 20 anos como piloto, ocupa pela primeira vez um cargo de dirigente (Foto: Vanderley Soares)

TOLEDO (PR) – O empresário e piloto Miguel Laste é o novo presidente do Automóvel Clube de Toledo. Laste substitui Victor Ficagna, que dirigiu o clube por três gestões.

O Automóvel Clube de Toledo será comandado por pilotos, uma vez que além do presidente Miguel Laste, piloto da categoria Marcas, o seu vice-presidente será João Eugênio “Nico” Pletch, piloto de arrancada. Ronald Luiz Andrioli ocupará o cargo de Tesoureiro; o preparador Eduardo Ferrari será o Diretor-Técnico, ao passo que Alexandre Rafael Pech será o Diretor de Patrimônio.

Esta será a primeira vez que Miguel Laste, de 56 anos, irá dirigir o Automóvel Clube de Toledo. Piloto há 20 anos, Laste sagrou-se campeão da categoria Marcas B no Campeonato Metropolitano de Marcas de Cascavel de 2016 e no ano passado conquistou o terceiro lugar na Cascavel de Ouro, tendo como parceiros os gêmeos Ricardo e Rodrigo Sperafico.

Segundo Miguel Laste, os próximos dois anos serão de muito trabalho, mas em reunião da nova diretoria, ficou determinando que todos os esforços estarão voltados para movimentar a arrancada, já que a cidade tem uma das melhores pistas de 401 metros da região Sul do Brasil. Outro ponto já definido também pela nova diretoria é a construção de um novo kartódromo em Toledo, agora na área reservada para a construção do Autódromo Rafael Sperafico, onde também já está a pista de arrancada.

A partir de agora, o objetivo é a realização de pelo menos duas reuniões virtuais por mês (Foto: Divulgação)

A partir de agora, o objetivo é a realização de pelo menos duas reuniões virtuais por mês (Foto: Divulgação)

CURITIBA (PR) – Sem competições em função da pandemia do coronavírus, os comissários desportivos e técnicos da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) se reuniram virtualmente terça-feira à noite. O primeiro encontro contou com a participação de 16 técnicos de Curitiba, Londrina, Rolândia, Foz do Iguaçu, Pato Branco e Cascavel. Também participaram da reunião o presidente Rubens Gatti e o vice-presidente Bento Tino.

A primeira reunião serviu para que os técnicos se ambientassem ao clima de reunião virtual. Já a partir da próxima passarão para um debate mais técnico, discutindo situações enfrentadas pelos comissários nas diferentes corridas realizadas no Paraná.

Rubens Gatti informa que a reunião foi muito proveitosa. “Sem competições, fizemos a reunião para unir os comissários e visa discutir situações e interpretações das normas para que as decisões sejam uniformes. Se não temos a prática no momento, vamos usar a tecnologia para quando voltarmos ao normal nossos técnicos estejam bem preparados”, completa Rubens Gatti.

Oficio FPrAAmparada pela Lei 20.189, decretada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador do Paraná Carlos Massa Ratinho Júnior, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), libera autódromos e kartódromos do Paraná, cabendo aos clubes e associações estabelecer as normas e seguir as orientações das autoridades de saúde dos municípios, do Estado e da União. A determinação foi comunicado aos clubes e associações filiadas à entidade, pelo oficio 08/20, assinado pelo presidente Rubens Gatti.

Segundo Rubens Gatti, com a Lei do Estado, que libera as atividades de oficinas mecânicas, será possível treinos e testes nas praças esportivas. Mas isto tem que sequer o que cada município determina. Ele acrescenta que a medida se faz necessário para permitir que todo o corpo técnico do automobilismo volte a trabalhar, minimizando o impacto social, pois toda a classe depende financeiramente deste trabalho. Os clubes estabelecerão as normais, procurando evitar aglomerações e com todas as exigências das autoridades de saúde”, diz Rubens Gatti, acrescentado que a FPrA continuará dialogando com as autoridades e atenta a todos os desdobramentos, até que as competições possam ser liberadas.

A CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), através de seu presidente Waldner Bernardo de Oliveira, o Dadai, baixou hoje a Portaria nº 02/2020, estabelecendo que caberá as Federações Estaduais decidirem sobre o reinicio das atividades automobilísticas nos estados, respeitando as leis Federais, Estaduais e Municipais.

 

Veja a integra do ofício da FPrA:

 

Para

CLUBES e ASSOCIAÇÕES filiados a FPRA

Ilmos. Srs. Presidentes.

Ref.: ATIVIDADES AUTOMOBILÍSTICAS.

 

A Federação Paranaense de Automobilismo – FPRA – por seu Presidente, Sr. Rubens Maurílio Gatti, ciente de que a atividade automobilística envolve centenas de preparadores, mecânicos e auxiliares cujas famílias dependem financeiramente destes para a sobrevivência, e por analogia estando liberada a atividade das oficinas mecânicas no Estado Paraná, decide liberar as atividades inerentes ao automobilismo no Estado, desde de que atendida toda e qualquer orientação ou determinação das autoridades da área da saúde, seja Federal, Estadual ou Municipal.

Assim, cada CLUBE ou ASSOCIAÇÃO ficará responsável pelo cumprimento das normas e ou procedimentos expedidos pelas autoridades acima mencionadas, evitando a disseminação da COVID-19.

Certos do cumprimento das normas por parte dos respectivos Clubes e Associações, subscrevemo-nos.

Atenciosamente,

Rubens Maurílio Gatti

Presidente

Portaria CBA

Rubens Gatti diz que a indústria do automobilismo precisa proteger os preparadores (Foto: Mario Ferreira)

Rubens Gatti diz que a indústria do automobilismo precisa proteger os preparadores (Foto: Mario Ferreira)

CURITIBA (PR) – A pandemia do coronavírus bagunçou o Brasil do Oiapoque o Chuí, forçou milhões de brasileiros a ficarem em casa e o governo trabalha para diminuir o impacto na economia, preservar emprego e garantir que as classes que ficaram sem renda durante o período de quarentena recebam auxilio financeiro do governo.

O automobilismo foi uma das primeiras modalidades esportivas a suspender as competições. Assim, os preparadores estão sem trabalho desde o início do ano. Eles são considerados por Rubens Gatti, presidente da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), os mais prejudicados da “cadeia” do automobilismo.

Nas corridas de kart, um “exército” de preparadores atua nos bastidores e à beira da pista (Foto: Mario Ferreira)

Nas corridas de kart, um “exército” de preparadores atua nos bastidores e à beira da pista (Foto: Mario Ferreira)

Para Rubens Gatti, o automobilismo é ma indústria sem chaminé, que precisa proteger os preparadores. Será importante que as competições sejam retomadas tão logo as autoridades de saúde digam que não há a risco à saúde com aglomerações. “Os preparadores estão para o automobilismo como os mestres de obras estão para a construção cível. Sem eles não há atividade. São fundamentais para o esporte e são os que estão mais sofrendo com esta crise. Teremos que retomar os campeonatos tão logo seja possível”, afirma Rubens Gatti.

Rubens Gatti diz que o automobilismo gera muito empregos e os preparadores representam mais de 50% da força de trabalho. “Se o Brasil tem mais de 8 mil pilotos registrados na CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), existe praticamente o mesmo número de preparadores.  Levando por base que cada preparador tem em média dois colaboradores, são três famílias que vivem do automobilismo por cada piloto. Acrescentando os casados e com filhos, poderemos ter mais de 10 pessoas que depende do automobilismo por cada piloto. É muita gente e teremos que buscar uma forma de protegê-los porque são os mais afetados nesta crise”, diz Gatti.

Gatti também destaca que os preparadores são pessoas apaixonadas pelo automobilismo, mas diante da crise e com a necessidade de sustentar suas famílias, muitos poderão partir para outros segmentos e o esporte poderá perder muitos profissionais. “Hoje já há uma carência de preparadores. Se perdemos profissionais será muito ruim para o automobilismo. Um bom preparador não é formado do dia para a noite. Leva anos”, finaliza Rubens Gatti.

Rubens Gatti diz que todos campeonatos previstos para a temporada 2020 serão mantidos (Foto: Vanderley Soares)

Rubens Gatti diz que todos campeonatos previstos para a temporada 2020 serão mantidos (Foto: Vanderley Soares)

CURITIBA (PR) – Com a paralisação de todas as competições automobilísticas em função da pandemia do coronavírus, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) irá refazer o calendário de todas as categorias do automobilismo paranaense. Todos os campeonatos previstos serão mantidos.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, explica que o ajuste de datas para um novo calendário será feito tão logo seja definido o calendário das categorias nacionais. “Vamos esperar a definição das categorias nacionais e estudarmos as datas restantes. Muitos paranaenses participam das categorias nacionais e também sediamos muitas provas nacionais. Em alguns casos, poderemos ter programação conjunta”, frisa Gatti.

Gatti também adianta que a diretoria da FPrA tomou a decisão de que todos os campeonatos previstos para a temporada 2020 serão realizados. Em alguns casos o número de etapas poderá diminuir. “Vamos dialogar com os clubes, pilotos, promotores e chegaremos ao ponto que será melhor para todos”, enfatiza Rubens Gatti.

 

Campeonatos previstos para a temporada 2020 no Paraná

Kart

Campeonato Paranaense de Kart – Curitiba

Campeonato Paranaense de Kart Light – Londrina

Open da Copa Brasil de Kart – Londrina

Campeonato Metropolitano de Kart de Cascavel

Campeonato Citadino de Kart de Foz do Iguaçu

Campeonato Metropolitano de Kart de Rio Negro

Copa Super Paraná de Kart – Curitiba

Copa Paraná de Kart – Cascavel

Campeonato Pato-branquense de Kart

Provas festivas

 

Rali

Campeonato Paranaense de Rali

 

Velocidade na Terra

Campeonato Metropolitano de São José dos Pinhais

Campeonato Paranaense

 

Velocidade no Asfalto

Campeonato Paranaense – Curitiba – Londrina – Cascavel

Campeonato de Metropolitano de Curitiba

Copa de Cascavel – Três etapas

Campeonato Metropolitano de Londrina

 

Arrancada

Campeonato Paranaense de Arrancada na Terra

Copa Paraná de Arrancada na Terra

Provas festivas na Terra em São Mateus do Sul e Ponta Grossa

Campeonato Paranaense de Arrancada de 201 Metros

 

Provas longas

Cascavel de Ouro

500 Milhas de Londrina

O prefeito Márcio Artur de Mattos assina a Ordem de Serviço na presença de Rubens Gatti, Gian Pasquali e dirigentes do Automóvel Clube de Telêmaco Borba (Foto: Divulgação)

O prefeito Márcio Artur de Mattos assina a Ordem de Serviço na presença de Rubens Gatti, Gian Pasquali e dirigentes do Automóvel Clube de Telêmaco Borba (Foto: Divulgação)

CURITIBA (PR) – Depois de quatro anos fora do calendário da Velocidade na Terra, Telêmaco Borba voltará as viver as emoções do automobilismo. Após vistoria da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) e da FPrA (Federação de Automobilismo do Paraná), na última quinta-feira (12), o prefeito Márcio Artur de Matos assinou a Ordem de Serviço para que sejam iniciadas as obras da construção do autódromo de terra da cidade. Serão investidos R$ 500 mil e a previsão da entrega da obra é para o fim deste ano.

A CBA foi representada na vistoria por Gian Pasquali, presidente da Comissão Nacional de Velocidade na Terra, e a FPrA por seu presidente Rubens Gatti. Também participaram da solenidade de assinatura da Ordem de Serviço Luiz Santos Camargo, secretario de Obras da Prefeitura de Telêmaco Borba e presidente do Automóvel Clube e Telêmaco Borba; e Amauri de Jesus Soares, piloto da cidade.

Situado na região dos Campos Gerais e a 235 quilômetros de Curitiba, Telêmaco Borba se destacou por muitos anos como pólo da velocidade na terra no Paraná. Nos últimos quatro anos deixou de realizar competições porque foi dada outra destinação a área em que estava o autódromo. Agora com um autódromo novo, em uma especifica para a pratica esportiva, a expectativa é de que a cidade volte a revelar talentos para o esporte motor do Paraná e do Brasil.

Luiz Santos Camargo mostra a Rubens Gatti a área onde será construído o autódromo de Telêmaco Borba (foto: Divulgação)

Luiz Santos Camargo mostra a Rubens Gatti a área onde será construído o autódromo de Telêmaco Borba (foto: Divulgação)

Rubens Gatti, presidente da FPrA, destaca o trabalho de Luiz Santos Camargo à frente do Automóvel Clube de Telêmaco Borba e o apoio do prefeito Márcio Artur de Matos ao automobilismo, uma vez que o autódromo irá beneficiar toda uma região e atrair para Telêmaco Borba pilotos de todo o Brasil, uma vez que o novo autódromo estará nos padrões exigidos para sediar competições nacionais. “Temos que enaltecer a iniciativa do prefeito e dizer que além do automobilismo, a economia da cidade ganhará muito com o autódromo”, completa Rubens Gatti.

 

 

 

 

 

PortariaEm portaria assinada pelo presidente Rubens Gatti, divulgada hoje (segunda-feira), a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) suspendeu todas as provas de automobilismo a serem realizadas no Paraná por tempo indeterminado em função da pandemia de coronavírus.

A portaria da FPrA antecipou-se ao decretado do governador Ratinho Massa, publicado no fim do dia, proibindo a realização eventos em todo o estado, incluindo os esportivos.

Seja a integra da portaria da FPrA:

 

COMUNICADO Nº 01 DE 16 DE MARÇO DE 2020

O PRESIDENTE da FEDERAÇÃO PARANAENSE

DE AUTOMOBILISMO – FPRA, no uso de suas atribuições Estatutárias,

diante da necessidade do combate à propagação do coronavírus, COVID-19, e atendendo as determinações do Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde e a Portaria nº 01 expedida pela Confederação Brasileira de Automobilismo – CBA, em anexo, COMUNICA que todos os eventos

automobilísticos no Estado do Paraná, a partir desta data, estão suspensos por prazo indeterminado até segunda ordem.

Portanto, qualquer evento automobilístico que venha ser realizado Estado do Paraná, neste período, será considerado como “PROVA NÃO AUTORIZADA” por esta entidade, respondendo o Clube ou seu

Promotor, civil e criminalmente por seu ato.

Rubens Maurílio Gatti

Presidente

PetecoCom pesar, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) comunica o falecimento do empresário e desportista Jauvenal de Oms, o Peteco. Ele presidia o Conselho de Administração da Inepar e era dono do Autódromo Internacional de Curitiba.

O velório de Peteco está sendo realizado na Capela 4 do Cemitério Água Verde e o sepultamento será neste domingo, às 10 horas, no Cemitério Municipal da Água Verde.

Em 2007 Peteco foi premiado com o Troféu Moura Brito, láurea que homenageia personalidades que contribui para o crescimento do automobilismo paranaense.

Rubens Gatti recebe o reconhecimento do seu trabalho pelos clubes e foi reeleito por aclamação para os próximos quatro anos (Foto: Mario Ferreira)

Rubens Gatti recebe o reconhecimento do seu trabalho pelos clubes e foi reeleito por aclamação para os próximos quatro anos (Foto: Mario Ferreira)

CURITIBA (PR) – Rubens Gatti foi reeleito presidente da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). A eleição foi realizada hoje (sexta-feira), na sede da entidade em Curitiba. Dos 31  clubes com direito a voto, 15 compareceram e por escolha do plenário, decidiram que Gatti seria reeleito por aclamação para o quadriênio 2018/2012.  A posse da nova diretoria será marcada para janeiro, podendo ser até o dia 30 de janeiro.

A nova diretoria ficará assim: Rubens Maurílio Gatti (Rolândia), presidente; Valmor Weiss (Curitiba), vice-presidente; e Bento Tino Cesca (Foz do Iguaçu), segundo vice-presidente. O Conselho Fiscal será composto por Roberto César Cirino (Francisco Beltrão), Delcio Bertasso (Apucarana) e Nelson Fernandes (Londrina). Os dois suplementes do Conselho Fiscal serão Rui Amauri Gatti (Rolândia) e Fernando Duarte (Londrina).

Já reeleito, Rubens Gatti agradeceu a confiança dos clubes em sua gestão, afirmando que toda a diretoria e sua equipe se desdobrarão para enfrentar os desafios que virão nos próximos quatro anos, torcendo para que a economia do País tenha uma recuperação rápida para que o automobilismo volte a receber investimento de patrocinadores.

Bento Tino, Rubens Gatti e Valmor Weiss encabeçam a chapa única para o pleito desta sexta-feira (Foto: Mario Ferreira)

Bento Tino, Rubens Gatti e Valmor Weiss encabeçam a chapa única para o pleito desta sexta-feira (Foto: Mario Ferreira)

CURIITBA (PR) – O automobilismo do Paraná vive a democracia e nesta sexta-feira os clubes estarão reunidos para eleger a nova diretoria Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) para o próximo quadriênio. O pleito será na sede da entidade, à rua Engenheiro Niepece da Silva, nº 100, em Curitiba. A primeira chamada está marcada para as 18 horas e, a segunda, se necessária, às 19 horas.

A Chapa União e Trabalho é a única inscrita para o pleito, tendo o atual presidente Rubens Maurílio Gatti como candidato a reeleição. A composição da chapa é a seguinte: presidente, Rubens Maurílio Gatti (Rolândia); vice-presidente, Valmor Weiss (Curitiba); e segundo vice-presidente, Bento Tino Cesca (Foz do Iguaçu). O Conselho Fiscal será composto por Roberto César Cirino (Francisco Beltrão), Delcio Bertasso (Apucarana) e Nelson Fernandes (Londrina).

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

setembro 2020
S T Q Q S S D
« ago    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!