Get Adobe Flash player

Sem categoria

O Autódromo Internacional de Curitiba (AIC) recebe neste fim de semana (23 e 24/4) a segunda etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade no Asfalto 2016. O evento do Metropolitano de Curitiba será válido também pela etapa de abertura do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2016 e disputado em duas baterias nas categorias Turismo “A” e “B”, Marcas “A” e “B”, Turismo 5000 e Fórmula Premium, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), com ingresso gratuito ao público.

As categorias Turismo 1.6 “A” e “B”, para carros carburados, contaram com 18 participantes na primeira etapa, realizada em duas baterias muito disputadas, mostrando a evolução de pilotos e equipes, que prometem para este fim de semana bons “pegas” e mais carros. Willians Peres lidera na “A” e Rafael Barranco na “B”. Nas categorias Marcas, para carros injetados, divididos em três grupos: “A” e “B”, conforme graduação do piloto junto à FPrA, a temporada 2016 também iniciou com muitas disputas entre paranaenses e catarinenses, com grandes ultrapassagens e boas provas de recuperação, reunindo 16 participantes. Os líderes são Davi Dal Pizzol na “A” e Stive Tokarski na “B”. Na categoria Turismo 5000, disputada com Omegas (antigos Stock Car), sendo os carros mais rápidos da etapa, prometem duas provas de “arrepiar” no AIC, com boas disputas entre paranaenses e catarinenses, a liderança é de Armin Kliewer.

No sábado (23/4), serão realizados treinos livres das 8h10 às 15h30 para todas as categorias, vistoria dos carros e Briefing com todos os pilotos, separados por categoria e almoço das 11h25 às 12h25. De tarde, das 15h55 às 16h10, treino classificatório da Turismo 5000. Das 16h15 às 16h30 treino classificatório da categoria Fórmula. Das 16h35 às 16h50 treino classificatório das categorias Marcas. E na sequência, das 16h55 às 17h10, treinos classificatórios das categorias Turismo 1.6. E no domingo (24/4), o evento acontece das 8 horas às 16h55, com o warm up para todas as categorias das 8 às 8h55. Às 9h25 larga a primeira prova das categorias Marcas “A” e “B”, para 30 minutos mais duas voltas. Seguida das primeiras provas da Turismo 1.6, às 10h20 (30 minutos mais duas voltas), Turismo 5000, às 11h15 (20 minutos mais duas voltas) e Fórmula Premium, às 12h05 (20 minutos mais duas voltas). As segundas provas serão realizadas com o mesmo tempo, seguidas de pódio. Às 13h25 largam as categorias Marcas, seguidas da Turismo 1.6 às 14h35, Turismo 5000 às 15h40 e Fórmula Premium às 16h30.

– Classificação –

Com uma etapa realizada e duas baterias disputadas, os três primeiros do Metropolitano de Velocidade no Asfalto 2016, por categoria são: Marcas “A”: 1.º) Davi Dal Pizzol (SC), 39 pontos; 2.º) Richard Heidrich (SC), 38; 3.º) Thiago Klein (SC), 25. Marcas “B”: 1.º) Stive Tokarski (PR), 44; 2.º) Edson Bueno (PR), 33; 3.º) Gustavo Dal Pizzol (SC) 27. Turismo 1.6 “A”: 1º) Willians Peres (PR), 44; 2.º) Carlos Vaz/Marcelo Cordeiro (PR), 33; 3.º) Elberto Alves (SC), 25. Turismo 1.6 “B”: 1.º) Rafael Barranco (PR), 44; 2.º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado (PR), 33; 3.º) José Pederneira (PR) e Daniel Bastos (SC), 23. E na Turismo 5000: 1.º) Armin Kliewer (PR), 44; 2.º) Marco Antonio Garcia (PR) e Richard Heidrich (SC), 30; 3.º) Anderson Andrade (PR) e Rubens Kliewer (PR), 21.

 

MRT – Marketing Racing Team

(41) 9957-2908 – bisponeto@terra.com.br

Fotos: Bispo Neto

Corrida da Turismo 5000 Largada 1.ª corrida da Marcas2 Prova das categorias Turismo 1.6

 

 

O domingo (20/3) foi de sol em Curitiba, durante as provas da primeira etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2016, com bons “pegas” no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). A etapa foi disputada nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.6 “A” e “B” e Turismo 5000, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

– Grids de largada –

Durante os treinos classificatórios que definiram os grids de largada, realizada no sábado (19/3), os três primeiros por categoria foram: Marcas “A”: 1.º) Davi Dal Pizzol (SC), 1min48s842; 2.º) Andrei Carta/Ruslan Carta Filho (PR), 1min40s850; e 3.º) Richard Heidrich (SC), 1min40s999. Marcas “B”: 1.º) Stive Tokarski (PR), 1min41s482; 2.º) Edson Bueno (PR), 1min42s037; e 3.º) Eduardo Pavelski (PR), 1min42s787. Turismo 1.6 “A”: 1.º) Wilians Peres (PR), 1min43s552; 2.º) Roberto Baú/Rodrigo Kostin (PR), 1min44s468; e 3.º) Carlos Vaz/Marcelo Cordeiro (PR), 1min44s706. Turismo 1.6 “B”: 1.º) Rafael Barranco (PR), 1min43s552; 2.º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado (PR), 1min44s794; e 3.º) Daniel Bastos (SC), 1min45s510. E na Turismo 5000: 1.º) Armin Kliewer (PR), 1min35s824; 2.º) Richard Heidrich (SC), 1min36s106; e 3.º) Marco Antonio Garcia (PR), 1min36s124.

– Marcas –

A primeira prova das categorias Marcas, com 16 participantes, foi realizada no sábado (19/3), numa prova muito disputada nas duas categorias. Na largada, Davi Dal Pizzol manteve a liderança na primeira volta, seguido de perto por Ruslan Carta Filho, Richard Heidrich, Stive Tokarski, Gustavo Magnabosco e Thiago Klein. Na quarta volta, o carro de Ruslan Filho levou um toque na traseira, do carro do catarinense Richard Heidrich. O toque resultou na quebra de uma marcha, o que acabou prejudicando o desempenho do carro do paranaense, que abandonou a corrida na 19.ª volta. Richard Heidrich levou uma bandeira de advertência por atitude anti-desportiva. Depois de 20 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Davi Dal Pizzol com tempo total de 34min02s588, seguido de Richard Heidrich, a 1s379, Thiago Klein, a 12s808, Algacir Sermann Filho, a 46s840, Roberto Moreno, a 51s387, e em sexto lugar, Ruslan Carta Filho, a uma volta. E na Marcas “B” venceu Stive Tokarski, com tempo total de 34min09s116, vindo a seguir Edson Bueno, a 10s519, Gustavo Dal Pizzol, a 12s000, Odair dos Santos, a 41s510, Samir Guimarães, a 59s896, e, Eduardo Pavelski, a 1min25s958.

Na segunda prova das categorias Marcas “A” e “B”, que aconteceu às 11h45 de domingo (20/3), também muito disputada, com os 16 carros dando show de pilotagem por melhores posições na pista. Na largada Davi Dal Pizzol perdeu a primeira posição para Richard Heidrich seguidos de Stive Tokarski, Thiago Klein, Ruslan Carta Filho e Gustavo Dal Pizzol. Ruslan Filho fez duas ultrapassagens e assumiu a terceira posição na terceira volta. Daí em diante, passou a fazer bom “pega” com Davi Dal Pizzol e Richard Heidrich pelas primeiras posições até a bandeirada final. Após 20 voltas, vitória de Richard Heidrich na Geral e na Marcas “A”, com tempo total de 33min53s177, com Davi Dal Pizzol em segundo, a 3s520, Ruslan Carta Filho em terceiro, a 3s855, Thiago Klein em quarto, a 5s015, Jair Bana em quinto, a 23s931, e, Algacir Sermann Filho, a 1min30s545. E na Marcas “B” venceu Stive Tokarski com tempo total de 34min03s298, seguido de Edson Bueno, a 13s086, Gustavo Dal Pizzol, a 20s146, Braz Neto, a 58s752, Odair dos Santos, a sete voltas, e, Eduardo Pavelski, também a sete voltas. Ruslan Carta Filho marcou a volta mais rápida das duas provas, na 6.ª passagem da segunda corrida, com o tempo de 1min40s324, à média de 132,590 km/h.

– Turismo 1.6 –

Com o maior grid da etapa, as categorias Turismo 1.6 “A” e “B” reuniram 18 carros, que foram para a primeira corrida às 10h35, muito disputada e proporcionando momentos de muita emoção. Rafael Barranco largou na frente e manteve a liderança seguido por Marcelo Cordeiro, Rodrigo Kostin, Roberto Bonato, Wilians Peres e Daniel Bastos. Wilians Peres não fez uma boa largada, caindo da segunda para a quinta posição, mas se recuperou durante a prova. Destaque para a tocada de Rafael Barranco, que largou na frente e passou a abrir vantagem na liderança, vencendo de ponta a ponta. Ao fim de 20 voltas, vitória de Rafael Barranco na Geral e na Turismo 1.6 “B”, com tempo total de 34min44s544, seguido de Roberto Bonato, a 30s011, Bruno Nascimento, a 35s297, José Pederneiras, a 41s669, Daniel Bastos, a 42s413, e em sexto lugar, James Schwerdtner, a 43s592. E na Turismo 1.6 “A”, vitória de Wilians Peres, com tempo de 34min46s916, com Marcelo Cordeiro em segundo, a 13s497, Rodrigo Kostin em terceiro, a 30s875, Elberto Alves em quarto, a 34s307, e em quinto, Rodrigo Tassi, a quatro voltas.

As categorias Turismo 1.6 “A” e “B” foram para a segunda corrida às 15h25, em mais uma prova muito movimentada. O pole position Rafael Barranco perdeu a liderança na largada para Wilians Peres na largada, seguidos de Carlos Vaz, Beto Baú, Evandro Maldonado e Elberto Alves. Na sétima volta Rafael Barranco recuperou a liderança para não mais perdê-la, seguido de perto por Wilians Peres e Carlos Vaz. Após 20 voltas, vitória de Rafael Barranco na Geral e na Turismo 1.6 “B”, com tempo total de 34min38s911, seguido de Evandro Maldonado, a 46s046, Daniel Bastos, a 47s770, José Pederneiras, a 52s716, James Schwerdtner, a 58s414, e, Silvano de Brito, a 1min02s923. E na Turismo 1.6 “A”, vitória de Wilians Peres, com tempo de 34min41s113, tendo Carlos Vaz em segundo, a 19s795, Elberto Alves em terceiro, a 40s813, Rodrigo Tassi em quarto, a 1min28s718, e, Milton Borges em quinto, a Uma volta. A volta mais rápida das provas disputadas, foi de Wilians Peres, na 19.ª passagem da primeira corrida, com tempo de 1min42s951, à média de 129,207 km/h.

– Turismo 5000 –

A primeira prova da categoria Turismo 5000 foi a primeira a entrar na pista, com 7 participantes, que realizaram uma corrida muito disputada. Na largada, Armin Kliewer perdeu a liderança na primeira volta para Richard Heidrich, seguidos de perto por Rubens Kliewer, Marco Antonio Garcia, Anderson Andrade e Wanderlei Berlanda. Na quarta volta, Richard Heidrich foi ultrapassado por Armin Kliewer e Marco Antonio Garcia e as primeiras posições não se alteraram mais. Ao fim de 14 voltas, vitória de Armin Kliewer, com tempo total de 23min30s107, seguido de Marco Antonio Garcia, a 0s973, Richard Heidrich, a 4s456, Rubens Kliewer, a 13s927, Anderson Andrade, a 14s022, Wanderlei Berlanda, a 28s964, e, Frederico Jagger Neto, a uma volta.

Largando com grid invertido como está no regulamento da categoria, a segunda prova da Turismo 5000 e Frederico Jagger Neto largou na pole position, seguido de Wanderlei Berlanda, Anderson Andrade, Rubens Kliewer, Richard Heidrich, Marco Antonio Garcia e Armin Kliewer. Com os carros mais rápidos vindo de trás, a prova ganhou em emoção com e volta a volta os ponteiros foram mudando. Na frente, o pega foi entre Armin Kliewer e Richard Heidrich pela liderança. Após 15 voltas, vitória de Armin Kliewer, com tempo total de 24min21s440, tendo Richard Heidrich em segundo, a 0s605, Marco Antonio Garcia em terceiro, a 1s055, Anderson Andrade em quarto, a 1s820, Rubens Kliewer em quinto, a 15s246, Frederico Jagger Neto em sexto, a 1min06s125, e, Wanderlei Berlanda em sétimo, a cinco voltas. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Armin Kliewer, na 13.ª passagem primeira corrida, com o tempo de 1min35s084, à média de 139,897 km/h.

A segunda etapa do Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2016 está marcada para os dias 23 e 24 de abril, no AIC.

Corrida da Turismo 5000

Corrida da Turismo 5000

Prova categorias Marcas

Prova categorias Marcas

Prova das categorias Turismo 1.6

Prova das categorias Turismo 1.6

 

 

 

 

 

MRT – Assessoria e Comunicação

(41) 9957-2908 – bisponeto@terra.com.br

O Autódromo Internacional de Curitiba (AIC) recebe neste fim de semana (18 a 20/3) a primeira etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2016. O evento de abertura do Metropolitano de Curitiba será disputado em duas baterias nas categorias Turismo “A” e “B”, Marcas “A”, “B” e “Sênior”, Turismo 5000, Classic (SP) e Sprint Race, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

As categorias Turismo 1.6 “A” e “B”, são disputadas por carros carburados, com pilotos mais experientes na “A” e novatos na “B”, que mais uma vez promete grid cheio com aproximadamente 30 carros na pista do AIC. As categorias Marcas, para carros injetados, os pilotos serão divididos em três grupos: “A”, “B” e “Sênior”, conforme sua graduação junto à FPrA e também tem estimativa de 28 carros em seu grid e a Turismo5000, com os antigos Omega de Stock Car, com 15 participantes aproximadamente.

Na sexta-feira (18/3), serão realizados três treinos livres e briefing das categorias Marcas, Turismo e Classic (SP). No sábado (19/3), o ingresso é gratuito e o público vai poder acompanhar os treinos livres e classificatórios do Metropolitano de Curitiba, nas categorias Marcas, Turismo 1.6, Turismo 5000, Classic (SP) e Sprint Race. Acontecerão ainda as primeiras provas da Marcas e Classic (SP), a partir das 15h05. Na sequência, dois treinos classificatórios da Sprint Race. E no domingo (20/3), o evento acontece das 8h05 às 16h40, com as demais corridas do Metropolitano de Curitiba, nas categorias Marcas, Turismo 1.6, Turismo 5000, Classic (SP) e Sprint Race, com pódio previsto para as 16 horas.

Os três primeiros do Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2015 foram: Marcas “A”: 1.º) Davi Dal Pizzol (SC), 264 pontos (Campeão); 2.º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta (PR), 190; e 3.º) Rafael Bastos (SC), 188. Marcas “B”: 1.º) Richard heidrich (SC), 244 (Campeão); 2.º) Jones Salvaro/Stive Tokarski (PR), 214; e 3.º) Lúcio Seidel (SC), 141. Marcas Sênior: 1.º) Celso Mancia (PR), 240 (Campeão); 2.º) Toninho Espolador/Jair Bana (PR), 239; e 3.º) Elberto Alves (SC), 179. Turismo 1.6 A1.º) Rafael Lupatini (PR), 248 (Campeão); 2.º) Alexandre Frankemberger (SC), 242; e 3.º) Rodrigo Kostin (PR), 219. Turismo 1.6 B1.º) Edson Bueno (PR), 246 (Campeão); 2.º) Wilians Peres (PR), 228; e 3.º) Roberto Bonato (PR), 223. Turismo 5000: 1.º) Maurício Reuter (SC), 246 (Campeão); 2.º) Márcio Reuter (SC), 161; e 3.º) Armin Kliewer (PR), 160. E na Fórmula Renault: 1.º) Luiz Henrique Zornig (PR), 164 (Campeão); 2.º) Edson Ferreira da Silva (PR), 126; e 3.º) Luiz Carlos Abbade (PR), 83.

– Calendário 2016 –

O Campeonato Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2016, será realizado em oito etapas, com quatro delas acontecendo no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), uma em Londrina, outra em Cascavel e duas a serem definidas, nas seguintes datas: 1.ª etapa – 19 e 20 de março (Curitiba); 2.ª etapa – 23 e 24 de abril (Curitiba); 3.ª etapa – 28 e 29 de maio (Curitiba); 4.ª etapa – 18 e 19 de junho (Curitiba); 5.ª etapa – 9 e 10 de julho (Londrina); 6.ª etapa – 6 e 7 de agosto (Cascavel); 7.ª etapa – A definir; e 8.ª etapa – A definir. As etapas de Londrina, Cascavel e a terceira etapa do Metropolitano de Curitiba, serão válidas pelo Paranaense de Marcas 2016.

Categoria Turismo 5000 Categoria Turismo Categorias Marcas2

Amigos da Velocidade.
Segue anexo, informativo do nosso recesso, natal e final de ano.
Quero agradecer pelo ano de 2015 e espero todos em 2016.

 

CARTAO NATAL – 2015

 

Feliz Natal

O Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), situado em Pinhais (PR), recebe no fim de semana (10 e 11/10) a sétima etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2015. O evento será disputado em duas baterias nas categorias Turismo 1.6 “A” e “B”, Marcas “A”, “B” e “Sênior”, Turismo 5000 e Fórmula Premium, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), válida também pela 3.ª etapa do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2015. Junto ao evento acontecem ainda duas provas da categoria Fórmula 1600 (SP).

Marcas A - B e Sênior

As categorias Turismo 1.6 “A” e “B”, disputada por carros carburados, contam em média com 17 participantes nas seis etapas disputadas. Rafael Lupatini e Alexandre Frankemberger assumiram a liderança na etapa passada na “A”, com 210 pontos e Edson Bueno lidera na “B”, com 208. Nas categorias Marcas, para carros injetados, divididos em três grupos: “A”, “B” e “Sênior”, conforme graduação do piloto junto à FPrA, a temporada 2015 começou disputada entre paranaenses e catarinenses, com grandes ultrapassagens e boas provas de recuperação, reunindo 25 carros em média. Os líderes são Davi Dal Pizzol na “A” (220), Richard Heidrich na “B” (201), e Celso Mancia na Sênior (193). A categoria Turismo 5000 é liderada pelo catarinense Maurício Reuter, com 145 pontos. E nas categorias Fórmula, que é dividida em três categorias, Renault, Premium e Premium Light, a expectativa é de mais carros neste fim de semana. Os líderes são Ike Zornig (Renault – 114), Alex Morais (Premium – 87) e Marco Dias (Premium Light – 125), respectivamente.

No sábado (10/10), serão realizados quatro treinos livres das 8 às 15h15. E das 15h20 às 16h50 serão realizadas as tomadas de tempos das categorias Fórmula 1600 (SP), Turismo 5000, Marcas, Turismo 1.6 e Fórmula. Às 16h10 larga a primeira corrida da Fórmula 1600, seguida de pódio. E no domingo (11/10), o evento começa às 8 horas, com o warm up de todas as categorias. Às 9h30 larga a segunda corrida da Fórmula 1600, seguida de pódio, e na sequencia as primeiras provas das categorias Marcas “A”, “B” e “S”, Turismo 5000, Turismo 1.6 “A” e “B” e Fórmula. A partir das 13h50 acontecem as segundas provas das categorias Marcas “A”, “B” e Sênior, Turismo 5000, Turismo 1.6 “A” e “B” e Fórmula, com pódio previsto para as 17 horas.

– Classificação –Lupatini e Frankenberger2

Com seis etapas realizadas e doze baterias disputadas, os três primeiros do Metropolitano de Velocidade 2015, por categoria são: Marcas “A”: 1.º) Davi Dal Pizzol (SC), 220 pontos; 2.º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta (PR), 140; 3.º) Rafael Bastos (SC), 137. Marcas “B”: 1.º) Richard Heidrich (SC), 201; 2.º) Luiz Seidel (PR), 141; 3.º) Jones Salvaro/Stive Tokarski (PR), 127. Marcas Sênior: 1.º) Celso Mancia (PR), 193; 2.º) Toninho Espolador/Jair Bana (PR), 170; 3.º) Elberto Alves (SC), 138. Turismo 1.6 “A”: 1.º) Alexandre Frankemberger/Rafael Lupatini (SC/PR), 210; 2.º) Rodrigo Kostin (PR), 206; 3º) Beto Baú (PR), 180. Turismo 1.6 “B”: 1.º) Edson Bueno (PR), 208; 2.º) Willians Peres (PR), 165; 3.º) Roberto Nonato (PR), 145. Turismo 5000: 1.º) Maurício Reuter (SC), 145; 2.º) Armin Kliewer (PR), 127; 3.º) Márcio Reuter (SC), 98. E nas categorias Fórmula: Fórmula Premium Light: 1.º) Marco Aurélio Dias (PR), 125; 2.º) Luiz Zimermann (PR), 68; 3.º) Mauro Brisola Vieira (PR), 64. Fórmula Premium: 1.º) Alex Morais (PR), 87; 2.º) Roberto Dal Pont (PR), 4; 3.º) Willian da Silva (PR), 3. Fórmula Renault: 1.º) Ike Zorning (PR), 114; 2.º) Edson da Silva (PR), 66; e 3.º) Renan Pietrowski (PR), 51.

Num fim de semana (5 e 6/9) nublado em Curitiba, foi realizada com sucesso a 6.ª etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2015, no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). A etapa foi disputada no traçado Oval do AIC, nas categorias Marcas “A”, “B” e Sênior e Turismo 1.6 “A” e “B”, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Marcas A - B e Sênior– Grids de largada –

Durante os treinos classificatórios, realizados no sábado (5/9), que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria foram: Turismo 1.6 “A”: 1.º) Rafael Lupatini/Alexandre Frankemberger (PR/SC), 1min03s853; 2.º) Marcelo Cordeiro/Carlos Alexandre Vaz (PR), 1min04s739; e 3.º) Beto Baú/Rodrigo Kostin (PR), 1min04s957. Turismo 1.6 “B”: 1.º) Edson Bueno (PR), 1min04s527; 2.º) Wilians Peres (PR), 1min04s664; e 3.º) Roberto Bonato (PR), 1min04s682. Marcas “A”: 1.º) Davi Dal Pizzol/Gustavo Magnabosco (SC), 1min02s651; 2.º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta (PR), 1min02s997; e 3.º) Rafael Bastos (PR), 1min03s272. Marcas “B”: 1.º) Lúcio Seidel (SC), 1min02s684; 2.º) Jones Salvaro/Stive Tokarski (PR), 1min02s757; e 3.º) Richard Heidrich (SC), 1min03s087. E na Marcas Sênior: 1.º) Celso Mancia (PR), 1min03s137; 2.º) Toninho Espolador/Jair Bana (PR), 1min03s720; e 3.º) Elberto Max Alves (SC), 1min04s185.

– Marcas –

Sendo a primeira a ir para a pista do AIC no domingo (6/9), com 15 carros, a largada da primeira bateria das categorias Marcas “A”, “B” e Sênior, teve o pole position Davi Dal Pizzol mantendo a liderança da prova, seguido de perto por Lúcio Seidel, Stive Tokarski, Ruslan Carta Filho, Celso Mancia, Richard Heidrich, Rafael Bastos, Miche Giusti, Evandro Maldonado e Diego Pardo. Com o líder Davi Dal Pizzol abrindo vantagem à frente, a “briga” ficou boa entre Lúcio Seidel, Richard Heidrich, Stive Tokarski, Ruslan Carta Filho e Michel Giusti, da segunda à sexta posição nas primeiras voltas. Ao fim de 27 voltas, a vitória na Geral e Marcas “A” foi de Davi Dal Pizzol, com tempo total de 32min27s140, seguido de Rafael Bastos, a 4s573, Ruslan Carta Filho, a 6s101, Michel Giusti, a 18 voltas, e em quinto lugar, Luiz Filgueiras, a 18 voltas. Na Marcas “B” venceu Richard Heidrich, com o tempo de 32min30s823, com Lúcio Seidel em segundo, a 2s800, Stive Tokarski em terceiro, a 3s046, Evandro Maldonado em quarto, a 16s849, e, Gefferson de Lima em quinto lugar, a 20s005. E na Sênior, vitória de Toninho Espolador, com tempo de 32min44s830, vindo a seguir Elberto Alves, a 4s716, Karl Rauscher, a 11s606, e, Celso Mancia, a quatro voltas.Turismo 1.6

Na largada da segunda prova das categorias Marcas “A”, “B” e Sênior, às 14h20, Gustavo Magnabosco largou na pole position, seguido de perto por Richard Heidrich, Rafael Bastos, Andrei Carta, Lúcio Seidel, Evandro Maldonado, Jones Salvaro, Gefferson de Lima, Elberto Alves e Jair Bana. A grande “briga” do início da prova, na Geral foi entre os quatro primeiros Gustavo Magnabosco, Richard Heidrich, Rafael Bastos e Andrei Carta por melhores posições. Ao fim de 28 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Gustavo Magnabosco, com tempo total de 33min08s571, seguido de Rafael Bastos, a 2s704, Andrei Carta, a três voltas, Diego Pardo, a 14 voltas, e, Alexandre Frankemberger, a 17 voltas. Na Marcas “B” venceu Richard Heidrich, no tempo total de 33min10s938, com Evandro Maldonado em segundo, a 0s072, Lúcio Seidel em terceiro, a 0s624, Jones Salvaro em quarto, a 1s448, e, Gefferson de Lima em quinto, a 1s601. E na Marcas Sênior, vitória de Jair Bana, com tempo de 33min13s821, vindo a seguir Elberto Alves, a uma volta, Celso Mancia, a duas voltas, e, Karl Rauscher, a oito voltas. Gustavo Magnabosco marcou a volta mais rápida das duas provas, na 21.ª passagem da segunda corrida, com o tempo de 1min02s528, à média de 146,814 km/h.

– Turismo 1.6 “A” e “B” –

As categorias Turismo 1.6 “A” e “B”, com 14 participantes, largou às 11h05, realizando uma prova muito disputada nas duas categorias. Rafael Lupatini manteve a liderança na largada, mas perdeu a ponta da prova para Edson Bueno na primeira volta, caindo para a 11.ª posição na voltaseguinte. A “briga” entre os primeiros durou boa parte prova, com Beto Baú, Edson Bueno, Rafael Barranco e Niju Júnior. Na 11.ª volta, Lupatini assumiu o segundo lugar e na 16.ª passagem assumiu a liderança novamente, onde se manteve até a bandeirada final. Depois de 30 voltas, vitória de Rafael Lupatini na primeira corrida na Geral e Turismo 1.6 “A”, com tempo total de 32min38s536, seguido de Roberto Baú, a 22s599, Marcelo Cordeiro, a 31s225, André Neto, a 50s746, e em quinto lugar, Milton Vieira, a uma volta. Na Turismo 1.6 “B” venceu Edson Bueno, com tempo de 32min52s465, com Rafael Barranco em segundo, a 0s248, Niju Júnior em terceiro, a 16s819, Gustavo Dal Pizzol em quarto, a 17s701, Wilians Peres em quinto, a 19s213, e José Pederneiras em sexto, a 25s041.

Muita disputa também na segunda prova das categorias Turismo 1.6, que largou às 15h20, com Alexandre Frankemberger mantendo a liderança na largada, seguido de perto por Edson Bueno, Rodrigo Kostin, Rafael Barranco, Carlos Vaz, Wilians Peres, José Pederneiras, Roberto Bonato, Niju Júnior e James Schewertner. Destaque para Roberto Bonato, que largou da 11.ª posição e chegou em terceiro lugar na Geral. Ao fim de 27 voltas, vitória de Alexandre Frankenberger na Geral e na Turismo 1.6 “A”, com tempo total de 32min15s417, seguido de Rodrigo Kostin, a 2s763, Carlos Alexandre Vaz, a 3s309, Hag Schultz, a duas voltas, e, Luiz Nascimento, a 11 voltas. Na Turismo 1.6 “B”, vitória de Rafael Barranco, com tempo de 32min18s780, com Gustavo Dal Pizzol em segundo, a 0s044, James Schewertner em terceiro, a 5s932, e, Richard Campos em quarto, a 6s074. A volta mais rápida das duas provas foi de Alexandre Frankemberger, na 26.ª passagem de segunda corrida, com o tempo de 1min03s922, à média de 143,613 km/h.

A sétima etapa do Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2015 está marcada para os dias 10 e 11 de outubro, no AIC, válida também pela terceira etapa do Paranaense de Marcas e Pilotos 2015.

O fim de semana (15 e 16/8) foi movimentado no Autódromo Afondo Pena, com as provas da 4.ª etapa do Campeonato Brasileiro de Velocidade na Terra 2015, disputada nas categorias Super Fórmula e Turismo 1600. O evento foi organizado pelo Auto Esporte Clube Afonso Pena, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Chris Bornemann - 1

Durante o treino classificatório do sábado (15/8), a pole position da categoria Turismo 1600 ficou com o piloto paranaense Christiano Bornemann, com o tempo de 58s954, seguido do catarinense Jorge Rohdem, 59s299, dos paranaenses Gedson Gonçalves, 59s368, Leonardo Kovalski, 59s773, Gefferson de Lima, 59s913, Amauri Lisboa Jr, 59s923. Na categoria Super Fórmula, o baiano Willian Cancelier conquistou a pole position, com tempo de 56s529, tendo seu conterrâneo Ricardo Basso em segundo, 57s003, os paulistas Gian Pasquali em terceiro, 57s511, Athus Biruel em quarto, 57s58  4, do baiano Diogo Freitas em quinto, 57s983, e do paranaense Cláudio Harmuch em sexto, 58s006.Categoria Super Fórmula

– Super Fórmula –

Na primeira corrida da categoria Super Fórmula Tubular, realizada no sábado, o baiano Willian Cancelier manteve a liderança na largada e travou bom “pega” com seu conterrâneo Ricardo Basso e o paulista Gian Pasquali pela primeira posição. Willian conseguiu administrar a pressão inicial e passou a abrir vantagem volta a volta. Na 13.ª, a prova foi interrompida com bandeira vermelha, depois do acidente com o carro do baiano Adroaldo Weisheimer, que bateu na traseira do fórmula do paranaense Cláudio Harmuch e capotou. Felizmente foram só danos materiais e a prova foi encerrada por já ter sido realizada mais de 75% dela. Com 12 voltas completadas, vitória de Willian Cancelier, com tempo total de 11min58s127, vindo a seguir Ricardo Basso, a 2s315, Gian Pasquali, a 14s067, Athus Biruel, a 19s080, Ricardo Fragnani, a 28s187, e em sexto lugar Cláudio Harmuch, a 28s928. Willian Cancelier marcou a volta mais rápida da prova, na 11.ª passagem, com o tempo de 57s555, à média de 107,584 km/h.

Brasileiro de Terra - 3

Realizada no domingo, a segunda corrida de 32 voltas da categoria Super Fórmula, o baiano Willian Cancelier manteve a liderança na largada e travou bom “pega” com seu conterrâneo Ricardo Basso e o paulista Athus Biruel pela primeira posição. Aos poucos Willian foi abrindo vantagem volta a volta, o que lhe deu folga para administrar sua corrida. Na 18.ª volta Willian foi para os boxes para o reabastecimento, voltando em três minutos, como manda o regulamento. Com a parada dos demais, Willian retornou à liderança da prova e não mais foi ameaçado pelos adversários. O paranaense Cláudio Harmuch abandonou a prova por quebra de câmbio. Ao fim de 32 voltas, vitória de Willian Cancelier, com tempo total de 33min32s010, vindo a seguir Ricardo Basso, a 0s977, Athus Biruel, a 7s780, Adroaldo Weisheimer, a 27s961, Fernando Maggi, a 34s481, e em sexto lugar Diogo Freitas, a 49s498. Athus Biruel marcou a volta mais rápida da prova, na 18.ª passagem, com o tempo de 57s384, à média de 107,905 km/h.

– Turismo 1600 –

No sábado, o piloto paranaense Christiano Bornemann manteve a liderança na largada da primeira corrida da categoria Turismo 1600, seguido de perto por Jorge Rohdem, Gedson Gonçalves, Leonardo Kovalski, Gefferson de Lima e Amauri Lisboa Jr. Na primeira volta a prova foi interrompida com bandeira vermelha, depois de acidente entre os carros de Iwan Júnior e Amauri Siqueira. Nova largada e tudo certo na pista desta vez, onde o piloto Chris Bornemann usou sua experiência e conhecimento do traçado do Autódromo Afonso Pena, foi abrindo vantagem para os demais, deixando a “briga” pelo segundo lugar entre Jorge Rohdem e Gedson Gonçalves. Depois de 15 voltas completadas, vitória de Christiano Bornemann com tempo total de 15min07s659, com Gedson Gonçalves em segundo, a 1s719, Jorge Rohdem em terceiro, a 2s626, Gefferson de Lima em quarto, a 6s055, Leonardo Kovalski em quinto, a 7s815, e, Amauri Lisboa Jr em sexto, a 9s830. Chris Bornemann marcou ainda a volta mais rápida da prova, na 4.ª passagem, com o tempo de 59s981, à média de 103.233 km/h.Brasileiro de Terra - 1

O piloto paranaense Christiano Bornemann largou mais uma vez na frente na segunda corrida da categoria Turismo 1600, disputada no domingo de manhã, seguido de perto por Jorge Rohdem, Leonardo Kovalski, Gedson Gonçalves, Lucas Bornemann e Bernard Chyla. Mais uma vez o piloto Chris Bornemann usou sua experiência e conhecimento do traçado do Autódromo Afonso Pena, para abrir vantagem sobre os demais, passando a administrar sua liderança. Depois de 17 voltas completadas, vitória de Christiano Bornemann com tempo total de 17min04s153, com Jorge Rohdem em segundo, a 1s272, e, Leonardo Kovalski em terceiro, a 5s137. Chris Bornemann marcou ainda a volta mais rápida da prova, na 2.ª passagem, com o tempo de 59s444, à média de 104.165 km/h. Com o resultado, Chris Bornemann se sagrou pentacampeão do Brasileiro de Velocidade na Terra, na categoria Turismo 1600.

Com o título já garantido, Chris Bornemann foi para a terceira corrida, no domingo à tarde, sem a obrigação de vitória e largando mais uma vez na frente, manteve a ponta da prova e andou forte, sempre acompanhado de perto por Stive Tokarski, que o ultrapassou na parte final da prova. Após 12 voltas, vitória de Stive Tokarski, com tempo de 12min11s069, tendo Chris Bornemann em segundo, a 0s542, e, Jorge Ruhdem em terceiro, a 5s696. A volta mais rápida da prova foi de Chris Bornemann, na 3.ª passagem, com o tempo de 1min00s153, à média de 102.938 km/h.

Cláudio Harmuch - 1

– Classificação final –

Somados os pontos das provas disputadas, a classificação final do Brasileiro de Terra, na categoria Turismo 1600 foi a seguinte: 1.º) Christiano Bornemann (PR), 42 pontos; 2.º) Jorge Rohdem (SC), 33; 3.º) Leonardo Kovalski (PR), 28; 4.º) Gedson Gonçalves (PR), 27; 5.º) Stive Tokarski (PR), 24; e em 6.º) Gefferson de Lima (PR), 20.

O fim de semana (7, 8 e 9/8) foi de muitas disputas em Cascavel, durante a quinta etapa do Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2015 e segunda etapa do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2015, com grandes “pegas” no Autódromo Zilmar Beux, no Oeste do Paraná. A etapa foi disputada nas categorias Marcas “A”, “B” e Sênior e Turismo 1.6 “A” e “B”, com organização do Automóvel Clube de Cascavel e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).Segunda prova categorias Turismo 1.6

– Grids de largada –   

Durante os treinos classificatórios que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria do Metropolitano de Curitiba foram: Turismo 1.6 “A”: 1.º) Rodrigo Kostim (PR), 1min20s671; 2.º) Ariel Barranco (PR), 1min21s101; 3.º) Rafael Lupatini/Alexandre Frankenberger (PR/SC), 1min21s500. Turismo 1.6 “B”: 1.º) Edson Bueno (PR), 1min20s671; 2.º) Wilians Peres (PR), 1min21s045; 3.º) Roberto Bonatto (PR), 1min21s366. Marcas “A”: 1.º) Andrei Carta/Ruslan Carta Filho (PR), 1min19s344; 2.º) Davi Dal Pizzol (SC), 1min19s475; 3.º) Rafael Bastos (SC), 1min20s012. Marcas “B”: 1.º) Lúcio Seidel (PR), 1min20s373; 2.º) Vinícius Simão (SC), 1min20s385; 3.º) Evandro Maldonado (PR), 1min37s271. E na Marcas Sênior: 1.º) Gastão Weigert/Samir Guimarães (PR/SC), 1min19s648; 2.º) Elberto Alves (SC), 1min20s310; 3.º) Jair Bana/Toninho Espolador (PR), 1min20s521.Segunda prova das categorias Marcas

– Turismo 1.6 “A” e “B” –

As categorias Turismo 1.6 “A” e “B” contaram com 25 participantes, realizando a primeira prova no sábado (8/8), muito disputada nas duas categorias. Na categoria “A”, Edson Bueno manteve a liderança na largada, seguido de perto por Rodrigo Kostin, Wilians Peres, Ariel Barranco, Rafael Lupatini e Roberto Bonato. A “briga” entre os dois primeiros durou a prova toda, com Edson Bueno e Wilians Peres abrindo vantagem para os demais adversários. Na categoria “A”, Ariel Barranco e Rafael Lupatini também travaram bom “duelo” durante toda a prova, seguidos por Milton Vieira e Rodrigo Kostin, que teve problemas no tranbulador do câmbio. Depois de 25 voltas, vitória de Edson Bueno na primeira corrida da Turismo 1.6 “B”, com tempo total de 33min57s137, seguido de Wilians Peres, a 3s210, Roberto Bonato, a 34s934, Miguel Beux, a 35s250, e, em quinto lugar, Sextilho Jr, a 41s336. Na Turismo 1.6 “A” venceu Rafael Lupatini, com tempo de 34min41s855, com Ariel Barranco em segundo, a 24s061, Milton Vieira em terceiro, a uma volta, e, Rodrigo Kostin em quarto, a sete voltas.

Muita disputa também na segunda prova das categorias Turismo 1.6 “A” e “B”, no domingo (9/8), com Edson Bueno mantendo a liderança na largada, seguido de perto por Wilians Peres, Roberto Bonatto, Alexandre Frankenberger, Ariel Barranco, Sextilio Jr, Gelson Veronese e Rodrigo Kostin. Grande corrida de recuperação de Rodrigo Kostin, que largou da 20.ª posição e com oito voltas já estava “brigando” pela ponta da categoria “A”. Com o líder Edson Bueno disparando à frente, Wilians Peres e Roberto Bonatto administraram suas corridas, deixando a “briga” pela quarta posição na Geral por conta de Alexandre Frankenberger, Ariel Barranco e Rodrigo Kostin, que se alternavam na liderança da Turismo 1.6 “A”. Ao fim de 25 voltas, vitória de Edson Bueno na Geral e na Turismo 1.6 “B”, com tempo total de 33min41s193, seguido de Wilians Peres, a 3s310, Roberto Bonatto, a 24s247, Sextilio Jr, a 38s521, Miguel Beux, a uma volta, e, em sexto lugar, Daniel Ibraini, a uma volta. Na Turismo 1.6 “A”, vitória de Alexandre Frankenberger, com tempo de 34min05s660, com Ariel Barranco em segundo, a 0s208, Rodrigo Kostin em terceiro, a 0s253, e, Milton Vieira em sexto, a uma volta. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Wilians Peres, na segunda prova, com o tempo de 1min20s065, à média de 137,498 km/h.Primeira prova categorias Turismo 1.6

– Marcas –

O maior grid da etapa, com 35 carros, foi das categorias Marcas “A”, “B” e Sênior, cuja primeira prova aconteceu às 15h40 do sábado, com o pole position Andrei Carta mantendo a liderança da prova, seguido de perto por Davi Dal Pizzol, Rafael Bastos, Valmor Emílio, Clayton Cezarotto e Alexandre Frankenberger. A “briga” era boa entre os seis primeiros do Paranaense de Velocidade nas primeiras voltas, com boas disputas nas três categorias. Nas voltas finais da corrida, bom “pega” entre os três primeiros colocados Andrei Carta, Davi Dal Pizzol e Clayton Cezarotto pela liderança da prova. Ao fim de 25 voltas, a vitória na Geral e Marcas “A” foi de Andrei Carta, com tempo total de 33min37s199, seguido de Davi Dal Pizzol, a 4s730, Clayton Cezarotto, a 10s563, Rafael Bastos, a 23s569, e, em quinto lugar, Alexandre Frankemberger, a 28s922. Na Marcas “B” venceu Vinícius Simão, com o tempo de 34min04s348, com Lúcio Seidel em segundo, a 15s146, e, Evandro Maldonado em terceiro lugar, a uma volta. E na Sênior, vitória de Toninho Espolador, com tempo de 34min16s583, e, Celso Mancia em segundo, a 4s949. A volta mais rápida da prova foi de Andrei Carta, com o tempo de 1min19s789, à média de 138,579 km/h.

– Marcas –

Na largada da segunda prova das categorias Marcas “A”, “B” e Sênior, que aconteceu no domingo, Ruslan Carta Filho largou na pole position, seguido de perto por Davi Dal Pizzol, Rafael Bastos, Alexandre Frankenberger e Valmor Emílio Weiss. Mantendo a disputa acirrada das primeiras etapas, a grande “briga” do início ao fim da prova, na Geral e Marcas “A”, foi entre os cinco primeiros Ruslan Carta Filho, Davi Dal Pizzol e Rafael Bastos pela liderança na Geral do Metropolitano de Curitiba. Ruslan Filho liderou as primeiras voltas, Davi Dal Pizzol assumiu a ponta por quatro voltas, quando foi novamente ultrapassado por Ruslan Filho, mantendo a disputa até a bandeirada final. Ao fim de 21 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Ruslan Carta Filho, com tempo total de 34min41s568, seguido de Davi Dal Pizzol, a 0s271, Rafael Bastos, a 1s816, Alexandre Frankenberger, a 2s471, e, Valmor Emílio Weiss, a 4s442. Na Marcas “B” venceu Luiz Seidel, no tempo total de 34min44s859, os demais não concluíram 75% da prova. E na Marcas Sênior, vitória de Gastão Weigert, com tempo de 34min47s048, vindo a seguir Elberto Alves, a 0s513, Celso Mancia, a 1s358, e, Karl Raucher, a 4s509. A volta mais rápida da prova foi de Ruslan Carta Filho, com o tempo de 1min19s495, à média de 139,738 km/h.Grid da primeira prova das categorias Marcas

A sexta etapa do Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2015 está marcada para os dias 5 e 6 de setembro, no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), situado em Pinhais (PR).

O Autódromo Zilmar Beux, situado em Cascavel, no Oeste do Paraná, recebe no fim de semana (7, 8 e 9/8) a quinta etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2015 válida também pela segunda etapa do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2015. O evento será disputado em duas baterias nas categorias Turismo 1.6 “A”“B” e Marcas “A”, “B” e “Sênior”, com organização do Automóvel Clube de Cascavel e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). Junto ao evento acontece ainda duas provas da Sprint Race.
As categorias Turismo 1.6 “A” e “B”, disputada por carros carburados, tem contado em média com 17 participantes nas quatro primeiras etapas. Beto Baú e Rodrigo Kostin lideram na “A” e Edson Bueno na “B”. Nas categorias Marcas, para carros injetados, divididos em três grupos: “A”, “B” e “Sênior”, conforme graduação do piloto junto à FPrA, a temporada 2015 está tendo boas disputas entre paranaenses e catarinenses, com grandes ultrapassagens e fantásticas provas de recuperação, reunindo 28 carros em média. Os líderes são Davi Dal Pizzol na “A”, Richard Heidrich na “B” e Celso Mancia na Sênior. No Paranaense de Velocidade no Asfalto 2015, as categorias, Marcas e Turismo 1.6, a expectativa é de participação mais carros neste fim de semana, de Cascavel e Londrina. Os líderes são Valmor Emílio Weiss (35) na Marcas, seguido de perto por Ruslan Filho/Andrei Carta (33) e Davi Dal Pizzol (31). Na Turismo 1.6 a liderança é de Rodrigo Kostin/Beto Baú (44), com Wilians Peres em segundo (28) e Ariel Barranco em terceiro (27).
Na sexta-feira (7/8), serão realizados treinos livres das 8h10 às 17h35. No sábado (8/8), pesagem e lacração de pneus, das 9 às 10h30, mais um treino livre das 9 às 11 horas e das 11h10 às 11h50 serão realizadas as tomadas de tempos das categorias Marcas, Turismo 1.6 Marcas N. Às 14h40 largada da primeira prova das categorias Turismo 1.6 e Marcas N, e, na sequencia, às 15h40, largada da primeira corrida da categoria Marcas. Das 16h20 às 16h50 acontecem as tomadas de tempo da primeira e segunda corrida da Sprint Race.  O pódio das primeiras corridas da Marcas e Turismo 1.6 inicia as 17 horas. E no domingo (9/8), o evento começa às 9h30, com o warm up de todas as categorias. Às 10h40 larga a primeira corrida da Sprint Race, e em seguida as primeiras provas das categorias Turismo “A” “B”, às 11h30. Das 12h15 às 13h20 horário de almoço e pódio da segunda prova das categorias Turismo 1.6 e Marcas N. As prova reiniciam às 13h50 com as segunda corrida das categorias Marcas. Das 15 às 15h25, acontece a segunda prova da Sprint Race seguida de pódio.
Prova Categorias Turismo 1.6 - 3
– Classificação –
Com quatro etapas realizadas e oito provas disputadas, os cinco primeiros do Metropolitano de Curitiba 2015, por categoria são: 
Marcas “A”: 1.º) Davi Dal Pizzol (SC), 138 pontos; 2.º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta (PR), 104; 3.º) Valmor Emílio (PR), 101; 4.º) Beto Cazuni (PR), 77; 5.º) Rafael Bastos (SC), 72.
Marcas “B”: 1.º) Richard Heidrich (SC), 158; 2.º) Jones Salvaro/Stive Tokarski (PR), 102; 3.º) Luiz Seidel (PR), 66; 4.º) Gefferson de Lima (PR), 55; 5.º) Evandro Maldonado (PR), 51.
Marcas Sênior: 1.º) Celso Mancia (PR), 137; 2.º) Algacir Sermann (PR), 124; 3.º) Toninho Espolador/Jair Bana (PR), 104; 4.º) Elberto Alves (SC), 87; 5.º) Luiz Ferreira (PR), 61.
Turismo 1.6 “A”: 1.º) Beto Baú/Rodrigo Kostin (PR), 147; 2.º) Alexandre Frankemberger/Rafael Lupatini (SC/PR), 123; 3.º) Carlos Vaz/Marcelo Cordeiro (PR), 90; 4º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta (PR), 69; 5.º) Milton Vieira (PR), 51.
Turismo 1.6 “B”: 1.º) Edson Bueno (PR), 134; 2.º) Willians Peres (PR), 121; 3.º) Roberto Nonato (PR), 107; 4.º) Sextilio Hans Júnior (SC), 96; 5.º) José Pederneiras (PR), 77.
E no Paranaense de Velocidade no Asfalto:
A categoria Marcas será uma das atrações deste fim de semana no autódromo de Cascavel

A categoria Marcas será uma das atrações deste fim de semana no autódromo de Cascavel

Marcas: 1.º) Valmor Emílio Weiss (PR), 35; 2.º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta (PR), 33; 3.º) Davi Dal Pizzol (SC), 31; 4.º) Márcio Yamagava (PR), 25; 5.º) Jones Salvaro/Stive Tokarski (PR), 13.
Turisno 1.6: 1.º) Rodrigo Kostin/Beto Baú (PR), 44; 2.º) Wilians Peres (PR), 28; 3.º) Ariel Barranco (PR), 27; 4.º) Alexrandre Frankenberger/Rafael Lupatini (PR, 19; e 5.º) Edson Bueno (PR), Jefferson Plothow (SC), e, Carlos EhratJr (SC), 11.

MRT – Marketing Racing Team
(41) 3252-4479 – 9957-2908

 

 

Num fim de semana (27 e 28/6) quente em Curitiba, foi realizada com sucesso a 4.ª etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2015, no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). A et
apa foi disputada nas categorias Marcas “A”, “B” e Sênior, Turismo 1.6 “A” e “B” e Fórmula, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Prova Categorias Marcas - 2

– Grids de largada –

Durante os treinos classificatórios do sábado (27/6) que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria foram: Turismo 1.6 “A”: 1.º) Rodrigo Kostin/Beto Baú (PR), 1min42s658; 2.º) Rafael Lupatini/Alexandre Frankemberger (PR/SC), 1min42s826; e 3.º) Marcelo Cordeiro/Carlos Alexandre Vaz (PR), 1min43s979. Turismo 1.6 “B”: 1.º) Edson Bueno (PR), 1min42s740; 2.º) Roberto Bonato (PR), 1min43s132; e 3.º) Wilians Peres (PR), 1min43s446. Marcas “A”: 1.º) Davi Dal Pizzol (SC), 1min39s967; 2.º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta (PR), 1min40s081; e 3.º) Rafael Bastos (PR), 1min40s510. Marcas “B”: 1.º) Jones Salvaro/Stive Tokarski (PR), 1min40s944; 2.º) Richard Heidrich (SC), 1min41s746; e 3.º) Gefferson de Lima (PR), 1min42s478. Marcas Sênior: 1.º) Celso Mancia (PR), 1min41s440; 2.º) Elberto Max Alves (PR), 1min41s723; e 3.º) Algacir Sermann (PR), 1min41s854. Na Fórmula: Fórmula Renault: 1.º) Renan Pietrowski (PR), 1min24s550; 2.º) Ike Zorning (PR), 1min29s239; e 3.º) Felipe Simonini (PR), 1min29s290. Fórmula Premium Light: 1.º) Mauro Brisola (PR), 1min48s354. E na Fórmula Premium: 1.º) Marco Dias (PR), 1min52s002; 2.º) Edson da Silva (PR), 1min54s002; e 3.º) Márcio Correa (PR), 2min02s000.

– Marcas –

Sendo a primeira a ir para a pista do AIC no domingo (28/6), com 20 carros, a largada da primeira bateria das categorias Marcas “A”, “B” e Sênior, teve o pole position Davi Dal Pizzol mantendo a liderança da prova, seguido de perto por Rafael Bastos, Beto Cazuni, Stive Tokarski, Valmor Emílio, Gustavo Magnabosco, Celso Mancia, Richard Heidrich, Thiago Oliveira e Algacir Sermann Filho. Com o líder Davi Dal Pizzol abrindo vantagem à frente, a “briga” era boa entre Gustavo Magnabosco, Valmor Emílio, Beto Cazuni, Rafael Bastos e Stive Tokarski, da segunda à sexta posição nas primeiras voltas. Boa corrida de Ruslan Carta Filho, que largou dos boxes e chegou ao segundo lugar e de Valmor Emílio, que na sétima volta levou um toque e caiu para a última posição. Em boa corrida de recuperação, chegou em quarto na sua categoria. Ao fim de 19 voltas, a vitória na Geral e Marcas “A” foi de Davi Dal Pizzol, com tempo total de 34min49s024, seguido de Ruslan Carta Filho, a 3s227, Beto Cazuni, a 8s504, Valmor Emílio, a 8s631, Gustavo Magnabosco, a 22s574, e em sexto lugar, Luiz Filgueiras, a duas voltas. Na Marcas “B” venceu Stive Tokarski, com o tempo de 34min54s358, com Richard Heidrich em segundo, a 0s928, Gefferson de Lima em terceiro, a 11s352, Evandro Maldonado em quarto, a 13s659, e, Lúcio Seidel em quinto lugar, a cinco voltas. E na Sênior, vitória de Elberto Alves, com tempo de 34min57s144, vindo a seguir Algacir Sermann, a 1s541, Celso Mancia, a 1s975, Karl Raucher, a 19s439, Toninho Espolador, a quatro voltas, e, Samir Guimarãe, a quatro voltas.

Prova Categorias Turismo 1.6 - 2

Na largada da segunda prova das categorias Marcas “A”, “B” e Sênior, Davi Dal Pizzol largou na pole position, seguido de perto por Andrei Carta, Jones Salvaro, Richard Heidrich, Elberto Alves, Beto Cazuni, Valmor Emílio, Luiz Ferreira, Celso Mancia e Evandro Maldonado. A grande “briga” do início da prova, na Geral e Marcas “A”, foi entre os quatro primeiros Davi Dal Pizzol, Andrei Carta, Valmor Emílio e Richard Heidrich pela liderança na Geral. Na oitava volta, Andrei Carta assumiu a liderança da prova, seguido de perto por Davi Dal Pizzol. Ao fim de 20 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Andrei Carta, com tempo total de 33min46s952, seguido de Davi Dal Pizzol, a 1s583, Valmor Emílio, a 13s306, Rafael Bastos, a 24s715, Alexandre Frankemberger, a 27s098, e, Thiago Oliveira, a 40s773. Na Marcas “B” venceu Richard Heidrich, no tempo total de 34min02s465, com Lúcio Seidel em segundo, a 38s106, Evandro Maldonado em terceiro, a 39s024, Jones Salvaro em quarto, a 41s897, e, Gefferson de Lima em quinto, a oito voltas. E na Marcas Sênior, vitória de Elberto Alves, com tempo de 34min22s574, vindo a seguir Celso Mancia, a 5s502, Braz Neto, a 32s862, Jair Bana, a 35s456, Luiz Ferreira, a 58s691, e, Karl Rauscher, a 1min05s959. A volta mais rápida das duas provas foi de Andrei Carta, na 12.ª passagem da segunda corrida, com o tempo de 1min40s460, à média de 132,411 km/h.

– Turismo 1.6 “A” e “B” –

As categorias Turismo 1.6 “A” e “B”, com 15 participantes, realizando uma prova muito disputada nas duas categorias. Na categoria “A”, Beto Baú manteve a liderança na largada, seguido de perto por Edson Bueno, Roberto Bonato, Rafael Lupatini, Niju Júnior e Wilians Peres. A “briga” entre os primeiros durou boa parte prova, com Beto Baú se firmando na liderança, deixando as disputas por conta de Rafael Lupatini e Wilians Peres. Depois de 20 voltas, vitória de Beto Baú na primeira corrida na Geral e Turismo 1.6 “A”, com tempo total de 34min31s751, seguido de Rafael Lupatini, a 4s455, Carlos Vaz, a 29s511, Rodrigo Mellegari, a 51s179, Gilberto Filho, a 1min18s765, e em sexto lugar, Luiz Nascimento, a uma volta. Na Turismo 1.6 “B” venceu Wilians Peres, com tempo de 34min34s699, com Edson Bueno em segundo, a 6s685, Roberto Bonato em terceiro, a 7s774, Niju Júnior em quarto, a 26s141, José Pederneiras em quinto, a 26s529, e Gustavo Dal Pizzol em sexto, a uma volta.

Muita disputa também na segunda prova das categorias Turismo 1.6, com Rodrigo Kostin mantendo a liderança na largada, seguido de perto por Wilians Peres, Roberto Bonato, Edson Bueno, Niju Júnior, Alexandre Frankemberger, Marcelo Cordeiro, José Pederneiras, Gilberto Filho e Rafael Barranco. Gustavo Dal Pizzol capotou na primeira volta e abandonou a corrida, mas só com danos materiais. Na décima volta, Alexandre Frankemberger assumiu a liderança, por duas voltas, depois de levar um toque do segundo colocado, caiu para a última posição. Em boa corrida de recuperação, recebeu a bandeirada final em segundo lugar em sua categoria. Ao fim de 17 voltas, vitória de Edson Bueno na Geral e na Turismo 1.6 “B”, com tempo total de 30min35s913, seguido de Niju Júnior, a 4s876, José Pederneiras, a 15s889, Rafael Gimenez, a 21s701, e, James Schewertner, a duas voltas. Na Turismo 1.6 “A”, vitória de Marcelo Cordeiro, com tempo de 30min41s101, com Alexandre Frankemberger em segundo, a 16s725, Rodrigo Kostin em terceiro, a 17s222, e, Milton Vieira em quarto, a 50s094. A volta mais rápida das duas provas foi de Alexandre Frankemberger, na 16.ª passagem de segunda corrida, com o tempo de 1min42s058, à média de 130,338 km/h.

– Fórmula –

As categorias Fórmula entraram na pista do AIC para a prova de 20 minutos, mais uma volta, com oito carros no grid. O Fórmula Renault de Renan Pietrowski, mais potentes, dominou a prova de ponta a ponta, seguido de perto por Ike Zorning e Felipe Simonini. Com isso, após 16 voltas, a vitória na Geral e Fórmula Renault foi de Renan Pietrowski, com tempo total de 22min57s135, seguido de Ike Zorning, a 22s794, Felipe Simonini, a 23s018, Edson da Silva, a uma volta, e, em quinto Alex Moraes, a duas voltas. Na Fórmula Premium Light venceu Marco Dias, com tempo de 23min15s177, vindo Mauro Brisola em segundo, a 15s511, e, Márcio Correa em terceiro, a 54s839.

Os pilotos das categorias Fórmula foram para a segunda corrida com grande expectativa entre os oito pilotos inscritos. Desta vez o fórmula de Renan Pietrowski, dominou o início da prova, mas quebrou com duas voltas. Felipe Simonini assumiu a liderança da prova e foi abrindo vantagem à frente. Após 16 voltas, a vitória na Geral e Fórmula Renault foi de Felipe Simonini, com tempo de 23min19s540, tendo Ike Zorning em segundo, 1min4s032, Edson da Silva em terceiro, a uma volta, e, Alex Moraes em quarto, a duas voltas. Na Fórmula Premium Light vitória de Marco Dias, com tempo total de 25min09s081, seguido de Mauro Brisola, a 17s125, e, Márcio Correa, a uma volta. A volta mais rápida das duas provas foi de Renan Pietrowski, na 6.ª passagem da primeira corrida, com tempo de 1min24s284, à média de 157,824 km/h.

A quinta etapa do Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2014 está marcada para os dias 7, 8 e 9 de agosto, em Cascavel, no Oeste do Paraná, válida também pela segunda etapa do Paranaense de Marcas e Pilotos.

 

Grid de largada Categorias Fórmula - 2

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

janeiro 2019
S T Q Q S S D
« dez    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!