Get Adobe Flash player

Velocidade

Sérgio Carlesso, José Vilela, Leonardo Yoshi, Leandro Totti e Maycon Tumiate entram para a história como campeões das 500 Milhas de Londrina e 500 Km de São Paulo (Foto: Cláudio Kolodziej)

Sérgio Carlesso, José Vilela, Leonardo Yoshi, Leandro Totti e Maycon Tumiate entram para a história como campeões das 500 Milhas de Londrina e 500 Km de São Paulo (Foto: Cláudio Kolodziej)

LONDRINA (PR) – Correndo em casa, o quinteto londrinense formado pelo pilotos Leandro Totti, Maycon Tumiate, Sérgio Carlesso, José Vilela e Leonardo Yoshi fez história ao vencer a Prova Comemorativa 500, valendo pela 29ª edição das 500 Milhas de Londrina e pela 37ª edição dos 500 Km de São Paulo. Pela primeira vez as duas tradicionais competições de longa duração foram realizadas em programação conjunta, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, no Norte do Paraná.

A prova começou no sábado às 15 horas, mas foi interrompida por volta das 17 horas, com 69 completadas, em função do temporal com fortes chuvas que caíram em Londrina. Depois de duas horas de paralisação, a direção prova tentou reiniciar a corrida com o Pace Car à frente do pelotão e depois de oito voltas, paralisou em definitivo por falta de segurança. O quinteto londrinense já estava na liderança. No domingo, a corrida recomeçou às 9h30 e foi disputada sem chuva.

O quinteto Leandro Totti, Maycon Tumiate, Sérgio Carlesso, José Vilela e Leonardo Yoshi competiu com os carros 73 e 74. Eles assumiram a liderança na largada com o carro 73. Na sexta volta, perderam a liderança para Jair e Duda Bana, que tinham largado na pole position e lideraram até a volta 61, quanto o quinteto Leandro Totti, Maycon Tumiate, Sérgio Carlesso, José Vilela e Leonardo Yoshi reassumiu a liderança, mas agora com o carro 74. Jair e Duda Bana reassumiram a liderança na volta 79 e ficaram em primeiro até a volta 97, quando 97, quando tiveram a quebra do pino da suspensão do Protótipo Predador quebrado e ficaram 10 minutos dos boxes para reparos. O quinteto londrinense reassumiu a liderança com o carro 74 e ficaram na liderança até a bandeirada final. Eles completaram as 500 Milhas (263 voltas) em 6h29m36s416, com quatro voltas de vantagem para Jair e Duda Bana.

Em terceiro se classificou o trio paulista formado por Edras Soares, Juarez Soares e Esdras Soares, que receberam a bandeirada a 20 voltas do vencedor. O duplo Antônio Martinez Paz/Luiz Abbad, de São Paulo, obteve o quarto lugar a 25 voltas dos vencedores; ao passo que o trio Rafael Kasai/Otávio Carma cio/Ricardo Sávio, também de São Paulo, se classificou em quinto, com 37 voltas de atraso em relação aos vencedores.

O quinteto londrinense recebeu a bandeirada com quatro voltas de vantagem para o segundo colocado (Foto: Cláudio Kolodziej)

O quinteto londrinense recebeu a bandeirada com quatro voltas de vantagem para o segundo colocado (Foto: Cláudio Kolodziej)

500 km SP

O quinteto londrinense também formado por Leandro Totti, Maycon Tumiate, Sérgio Carlesso, José Vilela e Leonardo Yoshi foi vencedor também nos 500 km de São Paulo, completando 163 voltas em 4h07m58s325, recebendo a bandeirada seis voltas à frente do trio Edras Soares/Juarez Soares/Esdras Soares, de São Paulo. Os paranaenses Jair e Duda Bana conquistaram o terceiro lugar.

Porta-voz do quinteto, Leandro Totti destacou que sabiam que ritmo seria forte e partiram para o ataque no início da prova com o carro 73, mas com a quebra do semi-eixo, decidiram apostar todas as fichas no carro 74 e deu certo. Ele também destaca que os cinco pilotos cumpriram a risca a estratégia, não cometeram erros e os mecânicos realizaram excelente trabalho nos boxes. “Essa vitória é especial para mim em particular. Como piloto, faz 20 anos, que estou tentando vencer as 500 Milhas de Londrina e venci pela primeira vez”, diz Totti.

Jair e Duda Bana conquistaram o segundo lugar nas 500 Milhas de Londrina e o terceiro nos 500 Km de São Paulo (Foto: Cláudio Kolodziej)

Jair e Duda Bana conquistaram o segundo lugar nas 500 Milhas de Londrina e o terceiro nos 500 Km de São Paulo (Foto: Cláudio Kolodziej)

Já Jair Bana frisou que a quebra do pino da suspensão tirou a possibilidade de brigar pela vitória. “Ficamos 10 minutos nos boxes para reparos. Retornamos e andamos forte, recuperando algumas voltas. Sem o problema e pela performance de nosso Protótipo, teríamos condições de vencer”, completa Jair Bana.

A promoção e organização das 500 Milhas/500 Km de São Paulo foram de Beto Borghesi, Aloysio Moreira e Silvio Zambello, supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) e apoio do Hotel Cristal, Iticon Construtora, Hastan Motors, Bravo Publicidade, Conasa, Mais Saúde e Pneus Yokohama.

 

Resultado da 29ª 500 Milhas de Londrina

Classificação geral

1º) Leandro Totti/Maycon Tumiate/Sérgio Carlesso/José Vilela/Leonardo Yoshi (PR), P1, 263 voltas em 6h29m36s416

2º) 1º) Jair Bana/Carlos “Duda”  Eduardo Bana (PR), P1, a 4 voltas

3º) Edras Soares/Juarez Soares/Esdras Soares (SP), P1, a 20 voltas

4º) Antônio Martinez Paz/Luiz Abbad (SP), P1/P2/P3, a 25 voltas

5º) Rafael Kasai/Otávio Carmacio/Ricardo Savio (SP), P5, a 37 voltas

6º) Ricardo Campos/José Tinocco/Yuri Antunes/Carlos Antunes (SP), P2, a 45 voltas

7º) Mallaco Maan/Wilton Freitas Pena (MS), P1, a 59 voltas

8º) Luiz Bley Júnior/Aloysio Moreira (PR), P3, a 62 voltas

9º) Ricardo Domenech/Rogério Barbato (SP), P4, a 68 voltas

10º) Diego Pardo/Ademir Pardo/Bruno Pardo (PR), P4, a 75 voltas

11º) Leandro Totti/Maycon Tumiate/Sérgio Carlesso/José Vilela/Leonardo Yoshi (PR), P1, a 80 voltas

12º) Caio Lacerda/Giovani Almeida/Guerra Júnior (SP), P3, a 109 voltas

13º) André Zaniotto/Marcelo Camacho/Ciro Paciello/Leandro Guerra (SP), a 121 voltas

14º) Gustavo Moreira/José Hermínio Izique Victorelli (PR), P6, a 147 voltas

15º) Beto Borghesi/Luciano Borghesi/Mário Marcondes (PR), P2/P3, a 152 voltas

16º) Roberto Amaral/Ney Faustini/Neyzinho Faustini (SP), P1, a 164 voltas

17º) José Machado/Luiz Finotti (RS/SP), P4, a 241 voltas

Não classificado

18º) Renan Guerra/Styve Turvey/Eduardo Vichiese/Paulo Burguer (SP)

Pódio das 500 Milhas de Londrina (Foto: Cláudio Kolodziej)

Pódio das 500 Milhas de Londrina (Foto: Cláudio Kolodziej)

 

Resultado da categoria P1

1º) Leandro Totti/Maycon Tumiate/Sérgio Carlesso/José Vilela/Leonardo Yoshi (PR), 263 voltas em 6h29m36s416

2º) Jair Bana/Carlos “Duda”  Eduardo Bana (PR), a 4 voltas

3º) Edras Soares/Juarez Soares/Esdras Soares (SP), a 20 voltas

4º) Antônio Martinez Paz/Luiz Abbad (SP), a 25 voltas

5º) Mallaco Maan/Wilton Freitas Pena (MS), a 59 voltas

6º) Roberto Amaral/Ney Faustini/Neyzinho Faustini (SP), a 164 voltas

O quinteto londrinense competiu com dois carros (Foto: Cláudio Kolodziej)

O quinteto londrinense competiu com dois carros (Foto: Cláudio Kolodziej)

Resultado da categoria P2

1º) Antônio Martinez Paz/Luiz Abbad (SP), 238 voltas em 6h29m57s747

2º) Ricardo Campos/José Tinocco/Yuri Antunes/Carlos Antunes (SP), a 20 voltas

3º) Leandro Totti/Maycon Tumiate/Sérgio Carlesso/José Vilela/Leonardo Yoshi (PR), a 55 voltas

4º) André Zaniotto/Marcelo Camacho/Ciro Paciello/Leandro Guerra (SP), a 96 voltas

5º) Beto Borghesi/Luciano Borghesi/Mário Marcondes (PR), a 127 voltas

 

Resultado da categoria P3

1º) Antônio Martinez Paz/Luiz Abbad (SP), 238 voltas em 6h29m57s747

2º) Luiz Bley Júnior/Aloysio Moreira (PR), a 37 voltas

3º) Caio Lacerda/Giovani Almeida/Guerra Júnior (SP), a 84 voltas

4º) Beto Borghesi/Luciano Borghesi/Mário Marcondes (PR), a 127 voltas

 

Resultado da categoria P4

1º) Ricardo Domenech/Rogério Barbato (SP), 195 voltas em 6h30m04s896

2º) Diego Pardo/Ademir Pardo/Bruno Pardo (PR), P4, a 7 voltas

3º) José Machado/Luiz Finotti (RS/SP), P4, a 173 voltas

 

Resultado da categoria P5

1º) Rafael Kasai/Otávio Carmacio/Ricardo Savio (SP), 226 VOLTAS EM 6h30m04s929

 

Resultado da categoria P6

1º) Gustavo Moreira/José Hermínio Izique Victorelli (PR), 116 voltas em 6h30m14s836

 

Resultado do 37º 500 Km de São Paulo

Classificação geral

1º) Leandro Totti/Maycon Tumiate/Sérgio Carlesso/José Vilela/Leonardo Yoshi (PR), P1, 163 voltas em 4h07m58s325

2º) Edras Soares/Juarez Soares/Esdras Soares (SP), P1, a 6 voltas

3º) Jair Bana/Carlos “Duda”  Eduardo Bana (PR), P1, a 7 voltas

4º) Leandro Totti/Maycon Tumiate/Sérgio Carlesso/José Vilela/Leonardo Yoshi (PR), P1, a 8 voltas

5º) Antônio Martinez Paz/Luiz Abbad (SP), P1/P2/P3, a 13 voltas

6º) Ricardo Campos/José Tinocco/Yuri Antunes/Carlos Antunes (SP), P2, a 16 voltas

7º) Rafael Kasai/Otávio Carmacio/Ricardo Savio (SP), P5, a 22 voltas

8º) André Zaniotto/Marcelo Camacho/Ciro Paciello/Leandro Guerra (SP), a 27 voltas

9º) Diego Pardo/Ademir Pardo/Bruno Pardo (PR), P4, a 30 voltas

10º) Mallaco Maan/Wilton Freitas Pena (MS), P1, a 35 voltas

11º) Ricardo Domenech/Rogério Barbato (SP), P4, a 35 voltas

12º) Luiz Bley Júnior/Aloysio Moreira (PR), P3, a 37 voltas

13º) Caio Lacerda/Giovani Almeida/Guerra Júnior (SP), P3, a 56 voltas

14º) Beto Borghesi/Luciano Borghesi/Mário Marcondes (PR), P2/P3, a 72 voltas

15º) Roberto Amaral/Ney Faustini/Neyzinho Faustini (SP), P1, a 73 voltas

16º) Gustavo Moreira/José Hermínio Izique Victorelli (PR), P6, a 88 voltas

17º) José Machado/Luiz Finotti (RS/SP), P4, a 141 voltas

Não classificado

18ֻº) Renan Guerra/Styve Turvey/Eduardo Vichiese/Paulo Burguer (SP)

 

Resultado da categoria P1

1º) Leandro Totti/Maycon Tumiate/Sérgio Carlesso/José Vilela/Leonardo Yoshi (PR), 163 voltas em 4h07m58s325

2º) Edras Soares/Juarez Soares/Esdras Soares (SP), a 6 voltas

3º) Jair Bana/Carlos “Duda”  Eduardo Bana (PR), a 7 voltas

4º) Antônio Martinez Paz/Luiz Abbad (SP), a 13 voltas

5º) Mallaco Maan/Wilton Freitas Pena (MS), a 25 voltas

6º) Roberto Amaral/Ney Faustini/Neyzinho Faustini (SP), a 73 voltas

 

Resultado da categoria P2

1º) Leandro Totti/Maycon Tumiate/Sérgio Carlesso/José Vilela/Leonardo Yoshi (PR), 155 voltas em 4h08m17s909

2º) Antônio Martinez Paz/Luiz Abbad (SP), a 5 voltas

3º) Ricardo Campos/José Tinocco/Yuri Antunes/Carlos Antunes (SP), a 8 voltas

4º) André Zaniotto/Marcelo Camacho/Ciro Paciello/Leandro Guerra (SP), a 19 voltas

5º) Beto Borghesi/Luciano Borghesi/Mário Marcondes (PR), a 64 voltas

 

Resultado da categoria P3

1º) Antônio Martinez Paz/Luiz Abbad (SP), 150 voltas em 4h08m42s163

2º) Luiz Bley Júnior/Aloysio Moreira (PR), P3, a 24 voltas

3º) Caio Lacerda/Giovani Almeida/Guerra Júnior (SP), a 43 voltas

4º) Beto Borghesi/Luciano Borghesi/Mário Marcondes (PR), a 59 voltas

 

Resultado da categoria P4

1º) Diego Pardo/Ademir Pardo/Bruno Pardo (PR), 133 voltas em 4h46m53s679

2º) Ricardo Domenech/Rogério Barbato (SP), a 5 voltas

3º) José Machado/Luiz Finotti (RS/SP), a 111 voltas

 

Resultado da categoria P5

1º) Rafael Kasai/Otávio Carmacio/Ricardo Savio (SP), 141 voltas em 4h09m19s068

 

Resultado da categoria P6

1º) Gustavo Moreira/José Hermínio Izique Victorelli (PR), 75 voltas em 4h08m00s622

Confirmada para 31 de outubro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, a 35ª Cascavel de Ouro será com a Gold Classic (Foto: Divulgação)

Confirmada para 31 de outubro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, a 35ª Cascavel de Ouro será com a Gold Classic (Foto: Divulgação)

As corridas da etapa final da Gold Classic colocarão em disputa, além dos títulos das quatro divisões do campeonato, o troféu mais tradicional do automobilismo brasileiro: a Cascavel de Ouro. Marcado para 31 de outubro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel (PR), o evento tem participação confirmada de pilotos de 55 carros, todos devidamente já inscritos por pilotos de cinco estados brasileiros e da Argentina.

De 2014 a 2020 a Cascavel de Ouro teve seu grid formado pelos carros de Marcas 1.6, que atualmente compõem o campeonato da Turismo Nacional. Inicialmente, seria o formato para esta 35ª edição, que acabou tendo sua realização cancelada pelo piloto Edson Massaro, promotor do evento desde 2017. A etapa da Gold Classic estava no cronograma do evento e teve sua realização mantida pelo organizador Luc Monteiro.

“Diante das mudanças que ocorreram consideramos a Gold Classic a categoria perfeita para que a Cascavel de Ouro fosse mantida no calendário”, expõe o engenheiro Renato César Pompeu, presidente do Automóvel Clube de Cascavel. “O campeonato nasceu em Cascavel e em poucos anos consolidou um sucesso de aceitação no Brasil inteiro. A Gold Classic, hoje, representa muito desses 55 anos de história do Automóvel Clube”, diz.

A Divisão 4 da Gold Classic, composta pelas classes Premium e Stock, totaliza 22 carros inscritos. Na Divisão 3, com as classes Turismo e GT & Protótipos, são sete carros. São os pilotos que vão disputar a inclusão de seus nomes na galeria dos campeões da Cascavel de Ouro. Essa disputa seguirá um regulamento desportivo particular que não interfere no formato da etapa e na disputa pelo título das categorias do campeonato.

Para a Divisão 2, que tem 12 carros inscritos nas classes GT e Turismo, e a Divisão 1, com 14 carros nas classes Speed e Turismo, a etapa de Cascavel colocará em disputa a 2ª Cascavel de Prata. “As categorias são determinadas pelo potencial e pelas características de cada carro. Proporcionar a Cascavel de Prata para as divisões 1 e 2 é uma forma de contemplar todos com a possibilidade real de fazer história”, considera Monteiro.

A Cascavel de Ouro de 2020, com os carros da Turismo Nacional, teve como campeões o paraguaio Odair dos Santos, o paranaense Thiago Klein e o pernambucano Beto Monteiro. Eles competiram com um GM Onix da gaúcha Giocar Racing-Autotech. Na Cascavel de Prata, que teve sua primeira edição, a vitória foi do paranaense Rafael Colombari e do goiano Pablo Alves, com o Ford Fiesta da Ferrari Motorsport.

 

Participantes já confirmados na 35ª Cascavel de Ouro/Gold Classic

Categoria Divisão 4

1 – Mário Diego Broering (SC), GM Omega/Sidney Paint, classe Stock

2 – Gabriel Bechtold/Marcelo Tatsch (SC/PR), GM Omega/Renn Tech, classe Stock

6 – Caio Lacerda (SP), Aldee-VW/HT Guerra, classe Premium

9 – Ciro Paciello (SP), GM Omega/Big Power Competições, classe Premium

11 – Armin Kliewer (RR), GM Omega/Careca Competições, classe Premium

12 – Mauro Kern Júnior (SP), Puma GTE/HT Guerra, classe Premium

14 – Anderson Andrade (PR), GM Omega/Careca Competições, classe Premium

16 – Denísio Casarini (SP), Willys Interlagos/Casarini Racing, classe Premium

17 – Ricardo Domenech/Rogério Barbato (SP/SP), GM Opala/RTC Racing Team

19 – Maurício Gaudêncio (PR), GM Omega/Careca Competições, classe Premium

20 – Deninho Casarini (SP), Porsche 914/Casarini Racing, classe Premium

27 – Wanderlei Berlanda (SC), GM Omega/Careca Competições, classe Premium

28 – Rubens Kliewer (PR), GM Omega/Careca Competições, classe Stock

33 – Roberto Lacombe (RS), Aldee-VW/Lacombe Motorsport by Mascarello, classe Premium

35 – Alex Morais (PR), Aldee-VW/Paraná Racing, classe Premium

37 – Giovani Almeida (SP), Aldee-VW/HT Guerra, classe Premium

38 – Luciano Fracaro (SP), GM Omega/Franzói Racing, classe Premium

42 – Richard Heidrich (SC), GM Omega/Careca Competições, classe Premium

46 – Robby Perez (ARG), Aldee-VW/Reverenda, classe Premium

55 – Paulo Loco Figueiredo (SP), Aldee-VW/Martini A1, classe Premium

302 – Leovaldo Petry (RS), Ford Maverick/Project Motorsport, classe Premium

343 – Franccesco Esposito (PR), GM Omega/Gasoline Racing, classe Stock

 

Categoria Divisão 3

15 – Heitor Nogueira Filho (SP), Espron-BMW/Joes Racing, classe GTP

45 – Juliano Bastos/Heverson Bastos (PR/PR), Aldee-VW/Caús Motorsport, classe GTP

82 – Dudu Pimenta/Luiz Sérgio Santos (SP/SP), Puma GTE/EP reality-Quake 2, classe GTP

335 – Rogério Schuhli/Thiago Brandt (SP/SP), Aldee-VW/Terraquatro, classe GTP

337 – Leonardo Almeida (SP), Porsche 914/HT Guerra, classe GTP

339 – Rafael Schuhli (SP), Puma GTE/Terraquatro, classe GTP

913 – Carlão Estites (SP), Ford Escort/HT Guerra, classe Turismo

 

Categoria Divisão 2

10 – Marcelo Kroth/Diego Lino (PR/PR), VW Gol/Garagem 88 Competições, classe Turismo

22 – Marcelo Kairis (SP), Puma GTE/Paddock-Saúva Racing, classe GT

30 – Carlos Eduardo Harmel (SP), VW Gol/JR Competiões, classe Turismo

32 – Reinaldo Cangueiro (SP), Farus TS/Canga Gulf Team, classe GT

43 – Hamilton Morsch (PR), GM Chevette/SR Competicões, classe Turismo

44 – Guilherme Melo (MG), Puma GTE/Terraquatro, classe GT

74 – Arthur Bailo/Thiri Lorentz (PR/PR), VW Gol/Thiri Racing, classe Turismo

65 – Willian Chahine (SP), VW Passat/Paddock-Coelho’s, classe Turismo

69 – Solon Pezzini (MG), VW Gol/Go Racing, classe Turismo

158 – André Padilha (RS), VW Gol/158 Competições, classe Turismo

248 – Leandro Kairis (SP), Fiat 147/Paddock-Saúva Racing, classe Turismo

444 – Alexandre Peppe (SP), VW Passat/HT Guerra, classe Turismo

 

Categoria Divisão 1

8 – Juliano Meira (SP), VW Voyage/Paddock-Coelho’s, classe Turismo

41 – Ike Nodari (SC), Fiat Uno/Terraquatro, classe Turismo

49 – Paulo Jalles (MG), Fiat Uno/Go Racing, classe Turismo

66 – Almir Morales (SC), VW Voyage/MP Competições-66 Motorsport, classe Turismo

78 – Matheus Beccalli (SP), VW Passat/HT Guerra, classe Turismo

79 – Norberto Kröning Correa (RS), VW Fusca/Premiocar, classe Speed

81 – Marcos Ramos/José Cordova (PR/PR), Peugeot 205/Cordova Motorsport, classe Turismo

88 – Moacir Fighera/Daniel Fighera (RS/RS), VW Fusca/Fighera Competições, classe Speed

101 – Everton CostaWagner (SP), VW Passat/Coelho’s, classe Turismo

112 – Carlos Guizzo (RS), VW Fusca/Ele & Ela Racing, classe Speed

133 – Duda Weirich (PR), VW Voyage/Weirich Racing, classe Turismo

166 – Andrew Leonardi (PR), VW Gol/Thiri Racing, classe Turismo

222 – Fábio Tokunaga (PR), VW Gol/Red Foot Racing Team, classe Turismo

777 – Paulo Henrique Costa (PR), VW Voyage/Red Foot Racing Team, classe Turismo

Luciano Borghesi, Silvio Zambello e Beto Borghesi, duas familiares tradicionais do automobilismo brasileiro (Foto: Divulgação)

Luciano Borghesi, Silvio Zambello e Beto Borghesi, duas familiares tradicionais do automobilismo brasileiro (Foto: Divulgação)

LONDRINA (PR) – Duas das mais tradicionais competições de longa duração do Brasil unem forças. As 500 Milhas de Londrina e os 500 Km de São Paulo terão evento conjunto. Será nos dias 22 e 23 de outubro, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, no Norte do Paraná, quando a 29ª edição das 500 Milhas de Londrina será válida também pela 37ª edição dos 500 Km de São Paulo.

Beto Borghesi, que promove ao lado de Aloysio Moreira, as 500 Milhas de Londrina, diz que sempre houve bom relacionamento com Silvio Zambello, promotor dos 500 Km de São Paulo e agora surgiu a oportunidade de realizar as duas provas no mesmo evento porque o Autódromo de Interlagos está reservado para a Fórmula 1. “Será uma corrida de endurance, válida por duas provas tradicionais. Será uma única inscrição e premiação separada. No momento que os competidores completarem os 500 Km, a direção de prova dará uma bandeirada, mas a corrida continuará para que se complete as 500 Milhas. Será um grande evento, que será muito interessante para pilotos e equipes”, destaca Beto Borghesi.

Já Sílvio Zambello diz que a aceitação por parte dos pilotos foi muito boa porque irão participar de duas competições, com o mesmo regulamento. “A união das duas provas foi tão bem aceita, que já está evoluindo para um campeonato em 2022, com os 500 Km de São Paulo, 500 Milhas de Londrina e também iremos incluir Curitiba no calendário. Os entendimentos com as federações do Paraná e de São Paulo estão bem adiantados e a confirmação do campeonato já poderá acontecer no evento de Londrina, no próximo mês. Queremos fazer automobilismo, do bom, e a união dos 500 Km de São Paulo com as 500 Milhas de Londrina trará bons resultados, principalmente para os pilotos, uma vez que será uma competição que possibilitará a participação de competidores com orçamento mais reduzido”, completa Zambello.

Beto Borghesi e Aloysio Moreira, promotores das 500 Milhas de Londrina (Foto: Divulgação)

Beto Borghesi e Aloysio Moreira, promotores das 500 Milhas de Londrina (Foto: Divulgação)

Silvio Zambello destaca também a união de duas famílias tradicionais do automobilismo brasileiro, Borghesi e Zambello, formando um grande evento com as suas histórias e tradições. Desde 1957 os 500 Km de São Paulo é uma das provas mais tradicionais do automobilismo brasileiro. Originalmente esta prova era realizada pelo anel externo de Interlagos. A partir de 1997 os 500 Km de São Paulo, com nova diretoria do Automóvel Clube Paulista, passa a organizar a corrida pelo circuito completo de Interlagos, mantendo nos anos subsequentes a tradicional corrida.

Inscrições

As inscrições para o evento conjunto, a 29ª edição das 500 Milhas de Londrina e o 37º 500 Km de São Paulo, estão abertas e podem ser feitas com Beto Borghesi, pelo celular/whatssap (43) 9 9938-0326. A reserva de boxes será pela ordem de inscrição. As categorias em disputas serão Geral (categoria Força Livre), I, II, III, VI, V e VI.

O Paranaense de Velocidade tem calendário alterado em função da paralisação dos caminhoneiros (Foto: Victor Lara)

O Paranaense de Velocidade tem calendário alterado em função da paralisação dos caminhoneiros (Foto: Victor Lara)

LONDRINA (PR) – A paralisação dos caminhoneiros obrigou a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) a adiar a 2ª etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade, que estava marcada para o Autódromo Ayrton Senna, em Londrina, no Norte do Paraná. A programação teria início nesta sexta-feira e iria até domingo, com a realização das provas de Marcas A, Marcas B, Turismo A, Turismo B, Turismo C e Speed Fusca.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, explica que muitos competidores, especialmente os de outros estados, não teriam como chegar a Londrina. Os caminhões que transportam os carros e toda a estrutura das equipes ficaram retidos nas barreiras que fecham alguns pontos de rodovias. “Fomos obrigados a adiar a prova para uma nova data que seja adequada com o calendário. Assim que tivemos a definição comunicaremos”, acentua Rubens Gatti.

Demais provas

Rubens Gatti informa também que as demais provas marcadas para o Paraná neste fim de semana estão mantidas.

Em Ponta Grossa, será disputada a etapa de abertura do Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra, com promoção e organização do Ponta Grossa Motor Clube.

Em São Manoel, próximo a Cianorte, no Noroeste do Estado, será disputada a 2ª etapa do Campeonato Paranaense de Kartcross.

Pato Branco, no Sudoeste do Estado, dará sequência ao Campeonato Pato-branquense de Kart, com a realização da 2ª etapa.

Já Curitiba, será disputada a 5ª etapa da Porsche Cup, com programação que vai desta sexta-feira a domingo.

Jorge Augusto Silva largou na pole position e ganhou de ponta a ponta a categoria Turismo A na abertura da temporada em Curitiba (Foto: Victor Lara)

Jorge Augusto Silva largou na pole position e ganhou de ponta a ponta a categoria Turismo A na abertura da temporada em Curitiba (Foto: Victor Lara)

LONDRINA(PR) – O Campeonato Paranaense de Velocidade terá prosseguimento em Londrina, com a realização da 2ª etapa no Autódromo Internacional Ayrton Senna. Serão disputadas as categorias Marcas A, Marcas, B, Turismo A, turismo B e Turismo C. A competição será válida também pela etapa de abertura do Metropolitano de Londrina, que terá também a disputa da categoria Speed Fusca. A promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), com apoio do London Hotel.

A programação começa na sexta-feira, com treinos livres, que serão realizados das 9 às 12 horas e das 13 às 17 horas.

No sábado, a programação prevê das 8h20 às 8h50 o 1º treino das categorias Marcas A e B; das 8h55 às 9h25, 1º treino das categorias Turismo A, Turismo B e Turismo C; das 9h30 às 10 horas, 1º treino da Speed Fusca; das 10h05 às 10h35, 2º treino de Marcas A e B; das 10h40 às 11h10, 2º treino de Turismo A, Turismo B e Turismo C; das 11h15 às 11h45, 2º treino da Speed Fusca; das 12h55 às 13h25, 3º treino de Marcas A e B; das 13h30 às 14 horas, 3º treino de Turismo A, Turismo B e Turismo C; das 14h05 às 14h35, Speed Fusca; das 14h40 às 15h10, 4º treino das categorias Marcas A e B; das 15h15 às 15h45, 4º treino das categorias Turismo A, Turismo B e Turismo C; e das 15h50 às 16h20, 4º treino da categoria Speed. Das 16h30 às 16h45, treino classificatório das categorias Turismo A, Turismo B e Turismo C; das 16h50 às 17h05, treino classificatório das categorias Marcas A e Marcas B; e das 17h10 às 17h35, treino classificatório da categoria Speed Fusca.

As provas serão no domingo. Às 9h15, largada da 1ª prova das categorias Marcas A e Marcas B; às 10h15, largada da 1ª prova das categorias Turismo A, Turismo B e Turismo C; às 11h15, largada da 1ª prova da categoria Speed Fusca; às 13h20, largada da 2ª prova das categorias Marcas A e Marcas B; às 14h20, largada da 2ª prova das categorias Turismo A, Turismo B e Turismo C; e às 15h20, largada da 2ª prova da categoria Speed Fusca. Todas as provas terão duração de 30 minutos, mais duas voltas. A solenidade de pódio está prevista para às 16 horas.

Gustavo Machado foi o vencedor da primeira prova da categoria Turismo B

Gustavo Machado foi o vencedor da primeira prova da categoria Turismo B (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – Com 66 carros, distribuídos nas categorias Marcas A, Marcas B, Turismo A, Turismo B e Turismo C, começou domingo (15) o Campeonato Paranaense de Velocidade. A prova, também válida pela etapa de abertura do Campeonato Curitibano de Velocidade foi disputada no Autódromo Internacional, situado em Pinhais, região Metropolitana de Curitiba, com promoção e organização da M & L Produções Artísticas Ltda, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Rafael Balestrin estreou na categoria Marcas A com a vitória na primeira prova, completando 20 voltas em 33s41s317. Em segundo se classificou Ruslan Carta Filho e em terceiro chegou a dupla Ariel Barranco/Rafael Barranco.

Na segunda prova, a vitória foi da dupla Ariel e Rafael Barranco, com Ruslan Carta Filho repetindo o segundo lugar, enquanto que Rafael Balestrin se classificou em terceiro.

Na categoria Marcas B, Henrique Basso ganhou as duas provas. Na corrida 1 teve Karl Rauscher em segundo e Elberto Alves em terceiro. Na 2, Gilberto Silveira conquistou o segundo lugar, ao passo que Ozias Silveira Júnior foi o terceiro colocado.

Rafael Balestrin estreou com vitória na categoria Marcas (Foto: Victor Lara)

Rafael Balestrin estreou com vitória na categoria Marcas (Foto: Victor Lara)

A categoria Turismo B registrou o maior grid da abertura da temporada, com 29 carros. Na corrida 1 Gustavo Machado sagrou-se vencedor, completando as 18 voltas da prova em 34m17s380. Alcione Weiss obteve a segunda colocação ao passo que Milton Silva foi o terceiro colocado. Já na corrida 1, o vitorioso foi Admilton Farias, que completou as 18 voltas em 33m28s331. Gustavo Machado garantiu o segundo lugar e Emerson Szwed recebeu a bandeirada na terceira posição.

Jorge Marques, Gefferson Lima e E. Kuhn/Alexandre Laska foram os três primeiros colocados na primeira prova da Turismo A, ao passo que na 2 os três primeiros colocados foram Jorge Marauwes, Elton Oliveira e Marcelo Cancelli/Ezequiel Dall Astra.

O Turismo C teve a vitória de Iwan Mykytczuk Júnior na primeira prova, ao passo que James Schwerdtner e Christian Pampuch foram segundo e terceiro respectivamente. Na segunda prova Iwan Mykytczuk foi novamente o vencedor. Mateus Borba conquistou a segunda colocação, enquanto que Christian Pampuch fechou mais uma vez na terceira colocação.

A 2ª etapa da temporada será disputada no dia 12 de setembro, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina.

Ariel e Rafael Barranco, pai e filho, ganharam a segunda prova da categoria Marcas A (Foto: Victor Lara)

Ariel e Rafael Barranco, pai e filho, ganharam a segunda prova da categoria Marcas A (Foto: Victor Lara)

 

Henrique Basso ganhou as duas provas da categoria Marcas B (Foto: Victor Lara)

Henrique Basso ganhou as duas provas da categoria Marcas B (Foto: Victor Lara)

 

Admilton Farias é o primeiro colocado na segunda prova da categoria Turismo B (Foto: Victor Lara)

Admilton Farias é o primeiro colocado na segunda prova da categoria Turismo B (Foto: Victor Lara)

 

Jorge Marques se sagrou vencedor das duas provas da categoria Turismo A (Foto: Victor Lara)

Jorge Marques se sagrou vencedor das duas provas da categoria Turismo A (Foto: Victor Lara)

 

Iwan Mykytczuk dominou a categoria Turismo C e ganhou as duas provas (Foto: Victor Lara)

Iwan Mykytczuk dominou a categoria Turismo C e ganhou as duas provas (Foto: Victor Lara)

LONDRINA (PR) – Está confirmada para os dias 22 e 23 de outubro, a disputa da 29ª edição das 500 Milhas de Londrina. O anúncio da realização da tradicional prova de longa duração do Paraná foi feita na tarde desta segunda-feira (16) pelos promotores Beto Borghesi e Aloysio Moreira.

Desde a sua criação, as 500 Milhas de Londrina não foi realizada pela primeira vez no ano passado em função da pandemia do coronavírus. Agora com a estabilidade da Covid-19, a tradicional prova volta a ser realizada.

As 500 Milhas de Londrina volta a ser disputada neste ano depois de sofrer a primeira interrupção de sua história no ano passado (Foto: Cláudio Kolodziej)

As 500 Milhas de Londrina volta a ser disputada neste ano depois de sofrer a primeira interrupção de sua história no ano passado (Foto: Cláudio Kolodziej)

Segundo Beto Borghesi, tradicionalmente disputada no último fim de semana de novembro, a edição desde ano, que marcará os 30 anos de criação da prova, será antecipada para outubro para se adequar ao calendário de eventos do Autódromo Internacional Ayrton Senna e dos pilotos que desejam participar. “Com a pandemia, há um acumulo de provas neste fim de ano. A data de 22 e 23 de outubro foi a melhor que encontramos. Em breve divulgaremos o processo de inscrições”, informa Beto Borghesi.

A 29ª edição das 500 Milhas de Londrina terá promoção e organização de Beto Borghesi e Aloysio Moreira, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

A premiação será para o campeão geral (categoria Força Livre) e para os das categorias I, II, III, VI, V, VI e VII.

Serão seguidos rígidos protocolos sanitários que a pandemia do coronavírus exige para a segurança dos pilotos, membros das equipes e de todas as pessoas envolvidas no evento.

Élton Antunes de Oliveira sobe para a Turismo A (Foto: Victor Lara)

Élton Antunes de Oliveira sobe para a Turismo A (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – O Campeonato Paranaense de Velocidade terá início neste fim de semana no Autódromo Internacional de Curitiba, tendo como novidade os oito pilotos que sobem de categoria. A prova será válida também pela 1ª etapa do Campeonato Curitibano de Velocidade.

Conforme determina o regulamento, o campeão e o vice-campeão das categorias Marcas B e Turismo B no Campeonato Paranaense de Velocidade e no Campeonato Curitibano são obrigados a subir de categoria. Os da categoria Marcas B para a Marcas A e da Turismo B para a Turismo A. Os terceiros colocados passam por avaliação da Federação.

Assim, Rafael Balestrin, Brendon Zonta Gabardo e Ozias Tavares da Silveira Júnior sobem para a categoria Marcas A. Já os pilotos que irão integrar a categoria Turismo A nesta temporada são Marcelo Cancelli, Ezequiel Dall Asta Vieira, Marcelo Kroth da Silva, Sérgio Francisco Bucco Júnior e Elton Antunes de Oliveira.

 

Brendon Zonta Gabardo, vice-campeão paranaense da Marcas B irá disputar a Marcas A nesta temporada (Foto: Victor Lara)

Brendon Zonta Gabardo, vice-campeão paranaense da Marcas B irá disputar a Marcas A nesta temporada (Foto: Victor Lara)

Programação

Com promoção e organização M & L Produções Artísticas Ltda, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), a programação da etapa de abertura do Paranaense de Velocidade começa neste sábado, com a realização de treinos livres a partir das 8 horas.

Os treinos classificatórios serão no fim da tarde. Das 15h55 às 16h10 será realizado o treino da categoria Turismo B; das 16h15 às 16h30, treino da categoria Marcas; e das 16h35 às 16h50, treino das categorias Turismo A e C.

As provas serão no domingo, todas com duração de 30 minutos, mais duas voltas. A 1ª prova da categoria Marcas tem largada às 9h35; da Turismo B às 10h30, da Turismo A e C às 12 horas. A segunda prova da categoria Marcas terá largada às 13h35, da Turismo B às 15h10 e a da Turismo A e C às 16h10. O pódio de todas as categorias está previsto para às 17h25.

 

Marcelo Kroth da Silva, vice-campeão da Turismo B, sobe para a Turismo A (Foto: Victor Lara)

Marcelo Kroth da Silva, vice-campeão da Turismo B, sobe para a Turismo A (Foto: Victor Lara)

Sergio Francisco Bucco Junior é um dos pilotos que muda de categoria para a temporada de 2021 (Foto: Victor Lara)

Sergio Francisco Bucco Junior é um dos pilotos que muda de categoria para a temporada de 2021 (Foto: Victor Lara)

O Paranaense de Velocidade começa em Curitiba, com expectativa de bons grids nas cinco categorias (Foto: Victor Lara)

O Paranaense de Velocidade começa em Curitiba, com expectativa de bons grids nas cinco categorias (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – A temporada de 2021 do Campeonato Paranaense de Velocidade começa neste fim de semana em Curitiba. Toda a programação será desenvolvida no sábado e domingo, com promoção e organização da M & L Produções Artísticas Ltda, e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). Serão disputadas provas nas categorias Marcas A, Marcas B, Turismo A, Turismo B e Turismo C. Também haverá Track Day.

Seguindo a mesma fórmula dos últimos anos, o Paranaense de Velocidade deste ano será em três etapas. Além da abertura da temporada neste fim de semana, Londrina sediará a segunda etapa nos dias 25 e 26 de setembro; e Cascavel encerra o campeonato com a terceira etapa nos dias 16 e 17 de outubro. Esta etapa será Open da Cascavel de Ouro, que está marcada para o dia 31 de outubro, no Autódromo Zilmar Beux.

 

Programação de sábado – Dia 14/08/2021

08:00 – 12:00 – Pesagem e Lacração de Pneus – Marcas e Turismo

08:00 – 08:25 – 1º Treino – Marcas

08:30 – 08:55 – Treino – Turismo B

09:00 – 09:25 – 1º Treino – Turismo A e C

09:30 – 10:00 – Track Day

10:05 – 10:30 – 2º Treino – Marcas

10:35 – 11:00 – 2º Treino – Turismo B

11:05 – 11:30 – 2º Treino – Turismo A e C

11:35 – 12:05 – Track Day

12:10 – 12:40 – ALMOÇO / BRIEFING

12:45 – 13:05 – 3º Treino – Marcas

13:10 – 13:30 – 3º Treino – Turismo B

13:35 – 13:55 – 3º Treino – Turismo A e C

14:00 – 14:20 – 4º Treino – Marcas

14:25 – 14:45 – 4º Treino – Turismo B

14:50 – 15:10 – 4º Treino – Turismo A e C

15:20 – 15:50 – Track Day

15:55 – 16:10 – Tomada de Tempo – Turismo B

16:15 – 16:30 – Tomada de Tempo – Marcas

16:35 – 16:50 – Tomada de Tempo – Turismo A e C

16:55 – 17:45 – Track Day

 

Programação de domingo – Dia 15/08/2021

08:00 – 08:10 – Warm Up – Marcas

08:15 – 08:25 – Warm Up – Turismo B

08:30 – 08:40 – Warm Up – Turismo A e C

08:45 – 09:15 – Track Day

1ª Prova – Marcas

09:20 – Box Aberto

09:25 – Box Fechado

09:30 – Placa de 5 minutos

09:35 – Largada (30 minutos + 2 voltas)

1ª Prova – Turismo B

10:15 – Box Aberto

10:20 – Box Fechado

10:25 – Placa de 5 minutos

10:30 – Largada (30 minutos + 2 voltas)

11:10 – 11:40 – Track Day

1ª Prova – Turismo A e C

11:45 – Box Aberto

11:50 – Box Fechado

11:55 – Placa de 5 minutos

12:00 – Largada (30 minutos + 2 voltas)

12:40 – 13:10 – ALMOÇO

2ª Prova – Marcas

13:15 – Box Aberto

13:25 – Box Fechado

13:30 – Placa de 5 minutos

13:35 – Largada (30 minutos + 2 voltas)

14:15 – 14:45 – Track Day

2ª Prova – Turismo B

14:50 – Box Aberto

15:00 – Box Fechado

15:05 – Placa de 5 minutos

15:10 – Largada (30 minutos + 2 voltas)

2ª Prova – Turismo A e C

15:50 – Box Aberto

16:00 – Box Fechado

16:05 – Placa de 5 minutos

16:10 – Largada (30 minutos + 2 voltas)

16:50 – 17:20 – Track Day

17:25 – PODIUM

Ruslan Carta Filho, campeão da categoria Marcas A, amplia a coleção de troféus da família (Foto: Victor Lara)

Ruslan Carta Filho, campeão da categoria Marcas A, amplia a coleção de troféus da família (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – Os primeiros campeões da era coronavírus do automobilismo paranaense receberão a premiação no próximo domingo. A Federação Paranaense de Automobilismo premiará os três primeiros colocados do Campeonato Paranaense de Velocidade de 2020 nas categorias Marcas A, Marcas B, Turismo A, Turismo B e Turismo C.

Em função da pandemia do coronavírus, a solenidade será no Autódromo de Curitiba, logo após a solenidade de pódio da etapa de abertura da temporada deste ano.

 

Campeões de 2020 a serem premiados domingo

Categoria Marcas A

1º) Ruslan Carta Filho

2º) Rafael Augusto Bastos/Alexandre Frankenberger

3º) Ricardo Hilgenstieler

 

Categoria Marcas B

1º) Rafael Balestrin

2º) Brendon J. Zonta Gabardo

3º) Evandro Maldonado/Roberto Bonato

 

Sanito de Andrade Cruz Júnior receberá o troféu de campeão da categoria Turismo A (Foto: Victor Lara)

Sanito de Andrade Cruz Júnior receberá o troféu de campeão da categoria Turismo A (Foto: Victor Lara)

Categoria Turismo A

1º) Sanito de Andrade Cruz Júnior

2º) Guilherme Ragnini

3º) Henrique Schmitz Basso

 

Categoria Turismo B

1º) Marcelo Cancelli/Ezequiel Dall Asta Vieira

2º) Marcelo Kroth da Silva

3º) Sérgio Francisco Bucco Júnior

 

Categoria Turismo C

1º) Peterson C. de Andrade/João Manoel Teixeira Godoy

2º) Christian Robert Pampuch

3º) Marcelo João de Oliveira Filho

 

Rafael Balestrin campeão da categoria Marcas B (Foto: Victor Lara)

Rafael Balestrin campeão da categoria Marcas B (Foto: Victor Lara)

 

A dupla Marcelo Cancelli/Ezequiel Dall Asta Vieira é a campeã da categoria Turismo B (Foto: Victor Lara)

A dupla Marcelo Cancelli/Ezequiel Dall Asta Vieira é a campeã da categoria Turismo B (Foto: Victor Lara)

 

Peterson Andrade e João Manoel Teixeira Godoy formam a dupla campeão da categoria Turismo C (Foto: Victor Lara)

Peterson Andrade e João Manoel Teixeira Godoy formam a dupla campeão da categoria Turismo C (Foto: Victor Lara)

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

agosto 2022
S T Q Q S S D
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!