Get Adobe Flash player

Arrancada

A pista de arrancada do Autódromo Rafael Sperafico receberá pilotos de vários estrados neste sábado e domingo (Foto: Divulgação)

A pista de arrancada do Autódromo Rafael Sperafico receberá pilotos de vários estrados neste sábado e domingo (Foto: Divulgação)

TOLEDO (PR) – Seguindo todos os protocolos de sanitários estabelecidos pelo decreto do Governo do Paraná e da Prefeitura de Toledo, o Campeonato Paranaense de Arrancada de 201 Metros terá a decisão sábado e domingo na pista de arrancada do Autódromo Rafael Sperafico, em Toledo, no Oeste do Paraná

A prova também será válida pela etapa de abertura do campeonato de 2021. A promoção e organização são do Automóvel Clube de Toledo e da Associação de Pilotos de Arrancada de Toledo, com supervisão da Federação paranaense de Automobilismo (FPrA).

As categorias a serem disputadas serão Standart, Dianteira Turbo C, Dianteira Turbo B, Dianteira Turbo A, Dianteira Turbo A Light, Turbo Traseira A, Turbo Traseira B, Street Tração Traseira, Traseira Street Turbo, ProStock, Drag Light, Slick, Desafio 7,5 Segundos, Desafio 8,0 Segundos, Desafio 8,5 Segundos e Extreme.

Temporada 2021

O campeonato de 2021 será disputado em quatro etapas, todas previstas para Toledo. Além da primeira etapa, neste fim de semana, as demais serão nos dias 10 e 11 de abril, 14 e 15 de agosto, e 6 e 7 de novembro. Há a possibilidade de uma etapa ser remanejada para Curitiba.

Rubens Gatti desta o profissionalismo, dedicação e empenho dos paranaenses envolvidos no automobilismo (Foto: Victor Lara)

Rubens Gatti destaca o profissionalismo, dedicação e empenho dos paranaenses envolvidos no automobilismo (Foto: Victor Lara)

CURITIBA (PR) – De acordo com dados oficias da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), a Federação de Automobilismo do Paraná (FPrA) tem o maior número de pilotos federados à entidade. Mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia do coronavírus, o Paraná fechou 2020 com 1.302 pilotos, contra 1.138 de São Paulo. Depois vêm Santa Catarina, com 759 pilotos; Rio Grande do Sul, com 701; e Ceará, com 366.

O presidente Rubens Gatti destaca que o prêmio da Federação Paranaense ser atualmente a Federação número 1 em pilotos do Brasil deve ser repartido com todos os paranaenses que fazem automobilismo. Gatti destaca o trabalho de base feito pelos clubes, a dedicação dos pilotos, o profissionalismo dos preparadores, o empenho dos promotores. Gatti acrescenta ainda a participação das autoridades esportivas dos municípios onde estão as praças esportivas e no ano da pandemia, acrescenta-se também as autoridades de saúde, que atuaram junto com a Federação e com rígidos protocolos sanitários, permitiu que o Paraná fosse o primeiro estado a retorna as competições no Pós-Covid, no novo-normal. “Todos os envolvidos com automobilismo no Paraná têm sua parcela de contribuição para sermos a principal Federação do País. O ano foi difícil, mas conseguimos dentro do possível, fazer automobilismo. Os desafios continuam e esperamos manter esta posição também na temporada de 2021”, frisa Gatti.

Gatti também enfatiza que o quadro técnico da Federação é muito bom, permitindo que faça até oito eventos em um mesmo fim de semana, em diversos pontos do Paraná. “Temos todas as modalidades e o kart, que é a base do esporte motor, é muito forte. Temos pólos da modalidade hoje em Curitiba, Londrina, Campo Mourão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Pato Branco e Guarapuava. O kart também está crescendo em Francisco Beltrão e Rio Negro. A Velocidade na Terra concentra-se na região Metropolitana de Curitiba e Ponta Grossa, mas Apucarana está voltando de novo ao protagonismo. A arrancada cresce todos os anos”, diz Gatti.

Rubens Gatti (presidente) e Bento Tino (vice-presidente) buscam mais agilidade no atendimento aos pilotos paranaenses (Foto: Mario Ferreira)

Rubens Gatti (presidente) e Bento Tino (vice-presidente) buscam mais agilidade no atendimento aos pilotos paranaenses (Foto: Mario Ferreira)

CURITIBA (PR) – A pandemia do coronavírus continua afetando o automobilismo e não há uma estimativa exata de quando as competições poderão começar nesta temporada. Visando proporcionar conforto e evitar atropelos quando as provas foram confirmadas, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) atende os pilotos em cinco cidades do Estado. Neste início de temporada, a maior parte dos atendimentos está relacionado com a documentação e com a renovação ou confecções de Carteiras de Pilotos.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, destaca a importância dos pilotos cuidarem da documentação o mais cedo possível porque assim que os protocolos sanitários das secretarias de Saúde do Estado e dos municípios permitirem, os campeonatos das mais diferentes categorias terão início. Para isso está com seis pontos de atendimento em cinco cidades do estado. Em Curitiba, os pilotos podem procurar a sede da federação, que serão atendidos por Salete e Zé Mário. Informações podem ser obtidas pelo Fone (41)  3345-4351; em Londrina e região Norte, com Ana (43) 3255-5313); em Cascavel, com Juliana Damian (45) 3223-6363; e Cleucir Lunardi (45) 9 9968-7176; em Foz do Iguaçu, com Bento Tino (45) 9 8409-4591; e em Pato Branco, com Ademar Assis Silvestre, o Chico, pelo Fone (46) 9 9105-4505.

Miguel Laste, há 20 anos como piloto, ocupa pela primeira vez um cargo de dirigente (Foto: Vanderley Soares)

Miguel Laste, há 20 anos como piloto, ocupa pela primeira vez um cargo de dirigente (Foto: Vanderley Soares)

TOLEDO (PR) – O empresário e piloto Miguel Laste é o novo presidente do Automóvel Clube de Toledo. Laste substitui Victor Ficagna, que dirigiu o clube por três gestões.

O Automóvel Clube de Toledo será comandado por pilotos, uma vez que além do presidente Miguel Laste, piloto da categoria Marcas, o seu vice-presidente será João Eugênio “Nico” Pletch, piloto de arrancada. Ronald Luiz Andrioli ocupará o cargo de Tesoureiro; o preparador Eduardo Ferrari será o Diretor-Técnico, ao passo que Alexandre Rafael Pech será o Diretor de Patrimônio.

Esta será a primeira vez que Miguel Laste, de 56 anos, irá dirigir o Automóvel Clube de Toledo. Piloto há 20 anos, Laste sagrou-se campeão da categoria Marcas B no Campeonato Metropolitano de Marcas de Cascavel de 2016 e no ano passado conquistou o terceiro lugar na Cascavel de Ouro, tendo como parceiros os gêmeos Ricardo e Rodrigo Sperafico.

Segundo Miguel Laste, os próximos dois anos serão de muito trabalho, mas em reunião da nova diretoria, ficou determinando que todos os esforços estarão voltados para movimentar a arrancada, já que a cidade tem uma das melhores pistas de 401 metros da região Sul do Brasil. Outro ponto já definido também pela nova diretoria é a construção de um novo kartódromo em Toledo, agora na área reservada para a construção do Autódromo Rafael Sperafico, onde também já está a pista de arrancada.

A partir de agora, o objetivo é a realização de pelo menos duas reuniões virtuais por mês (Foto: Divulgação)

A partir de agora, o objetivo é a realização de pelo menos duas reuniões virtuais por mês (Foto: Divulgação)

CURITIBA (PR) – Sem competições em função da pandemia do coronavírus, os comissários desportivos e técnicos da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) se reuniram virtualmente terça-feira à noite. O primeiro encontro contou com a participação de 16 técnicos de Curitiba, Londrina, Rolândia, Foz do Iguaçu, Pato Branco e Cascavel. Também participaram da reunião o presidente Rubens Gatti e o vice-presidente Bento Tino.

A primeira reunião serviu para que os técnicos se ambientassem ao clima de reunião virtual. Já a partir da próxima passarão para um debate mais técnico, discutindo situações enfrentadas pelos comissários nas diferentes corridas realizadas no Paraná.

Rubens Gatti informa que a reunião foi muito proveitosa. “Sem competições, fizemos a reunião para unir os comissários e visa discutir situações e interpretações das normas para que as decisões sejam uniformes. Se não temos a prática no momento, vamos usar a tecnologia para quando voltarmos ao normal nossos técnicos estejam bem preparados”, completa Rubens Gatti.

Rubens Gatti conversa com autoridades de saúde dos municípios e do Governo buscando reabrir autódromos e kartódromos no Paraná (Foto: Vanderley Soares)

Rubens Gatti conversa com autoridades de saúde dos municípios e do Governo buscando reabrir autódromos e kartódromos no Paraná (Foto: Vanderley Soares)

CURITIBA (PR) – No momento em que diversos segmentos da economia começam o processo de reabertura em função da pandemia do coronavírus, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) mantém dialogo com autoridades de saúde e esportivas para a liberação dos autódromos e kartódromos do Paraná. Em um primeiro momento, as praças esportivas seriam liberadas para treinos e em seguida para competições, sem a presença do público.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, informa que está conversando com autoridades dos municípios e do governo do Paraná. Gatti destaca que a FPrA e a CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) baixaram portarias normatizando como será a pratica do automobilismo que impossibilite a disseminação do coronavírus. Mas a volta das atividades só será possível com a autorização das autoridades de saúde dos municípios e do Estado. “Estamos levando informações a todos os municípios e a Secretaria de Saúde do Paraná. Tudo precisa ser feito com segurança, mas temos que buscar um retorno para que possibilite as classes trabalhadoras da cadeia do automobilismo voltarem a ter renda”, frisa Gatti.

Rubens Gatti também informa que em Cascavel, o Autódromo Zilmar Beux e o kartódromo Delci Damian já estão liberados para treinos há alguns dias. O Kartódromo Raceland Internacional, em Pinhais, região Metropolitana de Curitiba, também está aberto para treinos. Estas três praças seguem as determinações das autoridades de saúde e das portarias da FPrA e da CBA.  Até agora tudo tem funcionado bem. “Estamos trabalhando para também liberar os autódromos de Curitiba e Londrina e os kartódromos de todo o Estado. “O Kartódromo Luigi Borghesi, em Londrina, tem uma situação peculiar porque irá sediar a Copa Brasil, que foi adiada de outubro deste ano para fevereiro de 2021. Muitos pilotos e equipes buscam realizar treinos preparatórios, que podem ser feitos com medidas de distanciamento, como já estão sendo feitas em Cascavel e no Raceland”, completa Rubens Gatti.

Oficio FPrAAmparada pela Lei 20.189, decretada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador do Paraná Carlos Massa Ratinho Júnior, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), libera autódromos e kartódromos do Paraná, cabendo aos clubes e associações estabelecer as normas e seguir as orientações das autoridades de saúde dos municípios, do Estado e da União. A determinação foi comunicado aos clubes e associações filiadas à entidade, pelo oficio 08/20, assinado pelo presidente Rubens Gatti.

Segundo Rubens Gatti, com a Lei do Estado, que libera as atividades de oficinas mecânicas, será possível treinos e testes nas praças esportivas. Mas isto tem que sequer o que cada município determina. Ele acrescenta que a medida se faz necessário para permitir que todo o corpo técnico do automobilismo volte a trabalhar, minimizando o impacto social, pois toda a classe depende financeiramente deste trabalho. Os clubes estabelecerão as normais, procurando evitar aglomerações e com todas as exigências das autoridades de saúde”, diz Rubens Gatti, acrescentado que a FPrA continuará dialogando com as autoridades e atenta a todos os desdobramentos, até que as competições possam ser liberadas.

A CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), através de seu presidente Waldner Bernardo de Oliveira, o Dadai, baixou hoje a Portaria nº 02/2020, estabelecendo que caberá as Federações Estaduais decidirem sobre o reinicio das atividades automobilísticas nos estados, respeitando as leis Federais, Estaduais e Municipais.

 

Veja a integra do ofício da FPrA:

 

Para

CLUBES e ASSOCIAÇÕES filiados a FPRA

Ilmos. Srs. Presidentes.

Ref.: ATIVIDADES AUTOMOBILÍSTICAS.

 

A Federação Paranaense de Automobilismo – FPRA – por seu Presidente, Sr. Rubens Maurílio Gatti, ciente de que a atividade automobilística envolve centenas de preparadores, mecânicos e auxiliares cujas famílias dependem financeiramente destes para a sobrevivência, e por analogia estando liberada a atividade das oficinas mecânicas no Estado Paraná, decide liberar as atividades inerentes ao automobilismo no Estado, desde de que atendida toda e qualquer orientação ou determinação das autoridades da área da saúde, seja Federal, Estadual ou Municipal.

Assim, cada CLUBE ou ASSOCIAÇÃO ficará responsável pelo cumprimento das normas e ou procedimentos expedidos pelas autoridades acima mencionadas, evitando a disseminação da COVID-19.

Certos do cumprimento das normas por parte dos respectivos Clubes e Associações, subscrevemo-nos.

Atenciosamente,

Rubens Maurílio Gatti

Presidente

Portaria CBA

Rubens Gatti diz que todos campeonatos previstos para a temporada 2020 serão mantidos (Foto: Vanderley Soares)

Rubens Gatti diz que todos campeonatos previstos para a temporada 2020 serão mantidos (Foto: Vanderley Soares)

CURITIBA (PR) – Com a paralisação de todas as competições automobilísticas em função da pandemia do coronavírus, a Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) irá refazer o calendário de todas as categorias do automobilismo paranaense. Todos os campeonatos previstos serão mantidos.

Rubens Gatti, presidente da FPrA, explica que o ajuste de datas para um novo calendário será feito tão logo seja definido o calendário das categorias nacionais. “Vamos esperar a definição das categorias nacionais e estudarmos as datas restantes. Muitos paranaenses participam das categorias nacionais e também sediamos muitas provas nacionais. Em alguns casos, poderemos ter programação conjunta”, frisa Gatti.

Gatti também adianta que a diretoria da FPrA tomou a decisão de que todos os campeonatos previstos para a temporada 2020 serão realizados. Em alguns casos o número de etapas poderá diminuir. “Vamos dialogar com os clubes, pilotos, promotores e chegaremos ao ponto que será melhor para todos”, enfatiza Rubens Gatti.

 

Campeonatos previstos para a temporada 2020 no Paraná

Kart

Campeonato Paranaense de Kart – Curitiba

Campeonato Paranaense de Kart Light – Londrina

Open da Copa Brasil de Kart – Londrina

Campeonato Metropolitano de Kart de Cascavel

Campeonato Citadino de Kart de Foz do Iguaçu

Campeonato Metropolitano de Kart de Rio Negro

Copa Super Paraná de Kart – Curitiba

Copa Paraná de Kart – Cascavel

Campeonato Pato-branquense de Kart

Provas festivas

 

Rali

Campeonato Paranaense de Rali

 

Velocidade na Terra

Campeonato Metropolitano de São José dos Pinhais

Campeonato Paranaense

 

Velocidade no Asfalto

Campeonato Paranaense – Curitiba – Londrina – Cascavel

Campeonato de Metropolitano de Curitiba

Copa de Cascavel – Três etapas

Campeonato Metropolitano de Londrina

 

Arrancada

Campeonato Paranaense de Arrancada na Terra

Copa Paraná de Arrancada na Terra

Provas festivas na Terra em São Mateus do Sul e Ponta Grossa

Campeonato Paranaense de Arrancada de 201 Metros

 

Provas longas

Cascavel de Ouro

500 Milhas de Londrina

Solange Aparecida Soares Pimpão, vice-campeã da categoria Street Tração Traseira no ano passado (Foto: Victor Lara)

Solange Aparecida Soares Pimpão, vice-campeã da categoria Street Tração Traseira no ano passado (Foto: Victor Lara)

SÃO JOSÉ DOS PINHAIS (PR) – A arrancada na terra tem show previsto para São José dos Pinhais, região Metropolitana de Curitiba. Neste sábado e domingo será disputada a 2ª etapa da Copa Paraná de Arrancada na Terra, com a expectativa da participação de aproximadamente 100 competidores entre carros e motos.

A Copa Paraná deste ano será disputada em oito etapas. A primeira etapa foi disputada nos dias 15 e 16 de fevereiro, em São José dos Pinhais. A segunda será neste fim de semana, também em São José dos Pinhais. As demais etapas serão nos dias 4 e 5 de abril em São Mateus do Sul; 16 e 17 de maio, em São José dos Pinhais; 25 e 26 de julho, em São José dos Pinhais; 8 e 9 de agosto, em Ponta Grossa; 12 e 13 de setembro, em São José dos Pinhais; e 7 e 8 de novembro, em são José dos Pinhais.

Casal destaque

Diante das dificuldades imposta pela pista de terra, o talento e decisões precisas dos pilotos vão valorizados. Entre os destaques da competição estão Daniel Gaspar da Silva e sua esposa Solange Aparecida Soares Pimpão. O casal é sempre uma atração na arrancada na terra.

Solange sagrou-se vice-campeã da categoria Street Tração Traseira, quarta colocada na categoria Penélope e quinta na Super Street Tração Traseira. Já Daniel conquistou o nono lugar na categoria Super Street Tração Traseira.

O Festival de Arrancada de São Miguel do Iguaçu atrairá muitos competidores do Paraguai e da Argentina (Foto: Divulgação)

O Festival de Arrancada de São Miguel do Iguaçu atrairá muitos competidores do Paraguai e da Argentina (Foto: Divulgação)

Os motores vão roncar domingo em São Miguel do Iguaçu, com o 1º Festival de Arrancada, no Aeroporto da Cacic. As provas serão a partir das 8h30, na pista do aeroporto da Cacic, nas categorias de carros e motos. O ingresso será 2 quilos de alimento não perecível, que serão doados à Secretaria Municipal de Assistência Social de São Miguel do Iguaçu.

A promoção e organização serão do GECEG, com apoio da Costa Oeste FM, Prefeitura Municipal de São Miguel do Iguaçu e Jornal O Autódromo, com supervisão da FPrA (Federação Paranaense de Automobilismo).

Mais informações pelo whats (45) 99977-5837 (Oliveirinha) e (45) 99991-6972 (Mafra).

marcaspr

brkart

prterra

rali5

arrancadapr402

novembro 2021
S T Q Q S S D
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
2ª Etapa – Turismo 5000 – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017
2ª Etapa – Turismo – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
2ª Etapa – Marcas – 2ª Etapa Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Marcas – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo – Paranaense + Metropolitano Curitiba/Cascavel/Londrina – 2017
1ª Etapa – Turismo 5000 – Paranaense + Metropolitano Curitiba – 2017

 

Mais Vídeos Clique AQUI!